Revista Imoveis & Cia - Agosto 2012

  • Published on
    16-Mar-2016

  • View
    238

  • Download
    18

DESCRIPTION

Revista Imoveis & Cia - Agosto 2012

Transcript

  • 1Mais contedoem qualquer lugar

  • 2

  • 3

  • 4Edgar Ueda - Diretor Geral

    edgar@portalimoveisecia.com

    Revista mensal sobre mercado de imveis

    Editorial

    GeralMarketing - Planejamento - EstratgiaEdgar Uedaedgar@portalimoveisecia.com

    Jornalista ResponsvelFtima Fernandes - MTb 57176/SPjornalismo@portalimoveisecia.com

    Edio e RevisoCom Texto e CiaMTb 15615/SP

    Design e DiagramaoMondeluz - Design & Performance

    Direo de ArteDiego Machadoarte@mondeluz.com.br

    Gesto FinanceiraMichele Goto

    Publicidade e MarketingEdgar Uedaedgar@portalimoveisecia.com Relacionamento & ps-vendaConsuelita Fariaconsuelita@portalimoveisecia.com

    Assessoria Jurdica Dra. Ftima da Silva BarrosOAB/SP 275.253fatimasbarros@yahoo.com.br

    Executivos de VendaCludio Cruzclaudio@portalimoveisecia.com

    Esther Karinaesther@portalimoveisecia.com

    AuditoriaASPR Auditoria - www.aspr.com.br

    Colaboradores nesta edioMrcio Borba - CRECI J23699Nilse Bernal - MTb 66145/SP

    Tiragem 10.000 exemplaresPeriodicidade MensalImpresso Silvamarts

    Anuncie:11- 4594-3057

    Expediente

    Agosto - 2012

    Como lidar com a descrena do ser humano? Uma pergunta difcil, cuja resposta merece reflexo e zelo. Na realidade, o descrdito um dos desafios dirios que enfrentamos corriqueiramente. Temos de convencer e conquistar diariamente a nossa famlia, nosso(a) parceiro(a), os colegas de trabalho... sobre nossas ideias ou opinies. Muitas vezes, at desistimos de convencer algum quando ele defende um forte argumento.

    Concordo plenamente que crticas contrrias merecem ateno e anlise, mas tambm nos cabe o discernimento, capaz de filtrar o que de fato procede e que no abortar nossos sonhos.

    Toda vez que exponho uma ideia nova, sempre sou bombardeado com empecilhos.

    Mas, isso no acontece s comigo ou com voc, caro leitor. Personalidades famosas tambm vivenciaram essa realidade. Elvis Presley e os Beatles, por exemplo, foram rejeitados por algumas gravadoras, assim como o Steve Jobs foi demitido.

    No entanto, um dia, algum acreditou neles e colheu bons frutos com os dolos artsticos e o precursor tecnolgico mais famoso do Planeta.

    O novo assusta, mas no pode paralisar. Ele deve ser motivador para abrir mentes e quebrar resistncias, porque tudo que pode melhorar, que capaz de ajudar a evoluir precisa ser aceito, mesmo que de forma gradual. Desenvolver qualquer ideia ou projeto exige determinao.

    Prova disso foi a 1 ExpoNegcios que a Wow Entertainment ousou realizar em Itatiba. Para chegar ao resultado final, houve muito trabalho, dedicao, negociaes e, em alguns momentos, resistncias. Mas foi a certeza de que estvamos trabalhando por algo inovador e extremamente importante cidade que nos levou a superar barreiras e realizar sonhos.

    Temos clara conscincia de que muito precisa melhorar e estar atentos a isso faz parte do processo gradual de quem quer, de fato, inovar com compromisso e responsabilidade.

    Que bom que nossa equipe e parceiros acreditaram, apesar de tantos que remavam contra a mar. Que bom que no deixamos de lado a nossa tarefa. Por isso, a sensao que fica de dever cumprido. E os resultados desse passo, voc pode conferir nesta edio. A Expo veio para ficar, porque foi um sucesso no s para a realizao de negcios e fortalecimento do empresariado itatibense, mas porque prova concreta de que nosso sonho no era absurdo, muito menos fadado ao fracasso.

    Confira tambm matrias que abordam temas interessantes como as orientaes para congelar e descongelar alimentos sem perder os nutrientes, as opinies dos nossos leitores e anunciantes sobre a Revista, uma parbola para sua reflexo, uma crnica, o especial Dia dos Pais para relaxar, dicas de primeiros

    socorros, matria sobre sustentabilidade, dentre outras abordagens que vo enriquecer o seu dia a dia.

    Curta mais esta edio. Desejo a voc muita sorte e sade!At a prxima.

    Juntos fazemos melhor!

    Desafios que fortalecem

    E-mail: info@portalimoveisecia.com Rua Doutor Jorge Tibiria, 551 andar - Salas 29/30Centro - Itatiba - SP

    Distribuio Gratuta:Itatiba, Louveira, Morungaba.Locais:Condomnios, Comrcios, Panfletagem e Mala direta.

    Sees

    10 14 26

    69

    101214161822242632343637424449

    Feedback

    Negcios Imobilirios

    Gesto

    Informe-se

    Dica de leitura e Para pensar

    Atualidades

    Papo de Mulher

    ExpoNegcios

    Construo e Tecnologia

    Contos, crnicas & causos

    Casa + Segura

    Especial

    Dicas Domsticas

    Entrevista

    Sustentabilidade

    Mural

    Informe publicitrio

    Depoimentos dos anunciantes

    Agora o momento de construir!

    O ambiente da empresa reflexo do comportamento

    do lder

    Dicionrio do seguimento imobilirio

    A classe C e novas oportunidades de negcio

    A maquiagem e a roupa para o trabalho

    Um evento que veio para ficar

    Novos sistemas construtivos para

    habitao econmica

    A burra burrocracia

    Dicas Gerais

    Dia dos Pais

    O olhar feminino para uma questo social

    Voc sabe congelar e descongelar alimentos?

    Carta de crdito de carbono: que negcio esse?

    Depoimento dos leitores

    Boa causa Innova Paisagismo

    Grupo Ueda & GotoRevista Imveis & Cia

    Os conceitos emitidos nos artigos assinados so de responsabilidade de seus autores e no refletem, necessariamente, a opinio da revista Imveis & Cia. O contedo dos anncios aqui publicados so de total responsabilidade dos anunciantes. proibida a reproduo de textos, fotos e ilustraes sem a prvia autorizao desta revista.

    Informa:

  • 5

  • 6Voc tem sugestes? Crticas? Quer nos contar o que acha da Revista Imveis & Cia? Ento, este o seu espao, parceiro e anunciante. Nosso objetivo, a cada edio, fazer uma revista que tenha tudo a ver com voc, com o seu negcio. Aproveitamos, tambm, para agradecer os elogios e as ideias que chegam redao. nessa troca de experincias que, juntos, vamos traar um novo cenrio, repleto de bons produtos e timos servios. Quando algum fala em vamos fazer uma parceria eu tenho temores. Confesso que quando conheci a Imveis & Cia no foi diferente, mas sua criatividade, motivao, parceria, trabalho em equipe superaram qualquer expectativa.

    Ismael Junior de Oliveira, diretor comercial da Innova Paisagismo, Itatiba, SP

    Parabenizo toda equipe da revista Imveis & Cia, que dirigida por um grupo de jovens, com enorme profissionalismo, que nos auxilia para desenvolver um trabalho de parceria, publicando na revista o anncio de nossa pousada. Temos certeza que obteremos timos resultados junto ao nosso cliente final.

    Isma da Costta Velho, proprietrio da Pousada Chcara do Lago, Itatiba, SP

    Sem dvida, a Imveis & Cia a Revista que acontece, pois abre as portas para o futuro, trazendo uma nova viso de negcios. O modo inteligente de expor os produtos, servios e a forma de apresentar as matrias so o que fazem este veculo de comunicao ser bem-sucedido.

    Zilda Rodrigues da Silva, proprietria da Hair Brasil Cabeleireiros, Itatiba, SP

    FeedBack

    O sucesso que se v a cada edio

  • 7

  • 8

  • 9L, a burocracia era tanta que chegava a ser crnica!Quantas e quantas vezes, depois de finalmente galgar todas as etapas de determinado processo, no dia seguinte os funcionrios envolvidos faltavam ao trabalho, tamanha gastura.

    Para se ter uma ideia, ela, que estava na empresa h vinte anos, ainda no tinha se acostumado com a maneira complexa e nada produtiva de conseguir as coisas.

    Era um tempo jogado fora por conta de um clip. Isso mesmo! Um clip. Esse fato, alis, levou nossa amiga a uma clnica psiquitrica por longas frias foradas.

    Tudo comeou quando ela descobriu que os clips aquelas coisinhas de metal que juntam as pginas, sem prend-las totalmente tinham acabado. Prevendo o parto que seria para conseguir uma caixinha que fosse, apelou para os colegas: Dcio, tem clips a para me emprestar?. At tenho, respondeu o rapaz, mas, no te dou nem com reza brava! o ltimo e estou guardando para uma emergncia, falou o coitado, colocando o objeto de desejo dentro da cueca, para no correr qualquer risco.

    Ela respirou fundo para enfrentar a maratona do clip, j que todas as tentativas de emprstimo foram em vo.

    Comeou a preencher um protocolo de duas pginas A4, corpo 8, com informaes preciosas: para que ela queria clips; com que frequncia os usava, qual a mdia de uso ao ms; que tipos de documentos pediam esse uso; RG; CPF; banco; assinatura de trs testemunhas.... e l foi ela ao almoxarifado levar o pedido.

    Chegando ao departamento, teve uma surpresa: por causa do aumento do pedido de clips, era preciso fazer, antes, uma entrevista com o pessoal do RH para que checassem se estava havendo alguma epidemia que levasse ao consumo desenfreado do objeto.

    Mas, para conseguir essa conversa, ela tinha de, primeiro, passar pela chefia e explicar todos os motivos. A agenda do chefe estava lotada. Conseguiu 5 minutinhos, mas s em duas semanas. E at l ficou sem clip, sem paz, sem papis organizados na mesa.

    Entrou na sala do chefe no dia e hora marcados e exps

    Por Maringela de Almeida Jornalista, editora e redatora.

    A BURRABURROCRACIA

    Contos, crnicas & causosPara ler, relaxar

    e curtir...

    detalhadamente todo o fato. Ele ouviu e, no final, pediu que ela fizesse um relatrio com todos os dados porque ele teria de encaminh-lo matriz. Mas, veja bem! Preciso que sejam trs vias, com o reconhecimento de firma, ok?. S pode ser a maldio do clip, resmungava a coitada, voltando mesa para digitar o relatrio.

    O drama foi conseguir devolver as vias ao chefe, que tinha de assin-las, antes de enviar pelo malote. Um ms depois, de posse do documento, ela foi saltitante ao departamento encarregado. Antes de assistir ao seu pedido sendo ensacado para envio, preencheu um documento de trs pginas onde estavam itens como o tamanho do relatrio (em linhas e nmeros de caracteres por linha com ou sem espaos); fonte; se o espao usado era 1, 2 ou automtico... e assim por diante.

    Naquele dia, voltou pra casa um pouco mais leve mesmo sem ter o problema resolvido e nenhum clip

    para contar a histria. Passaram-se semanas at que ela foi chamada ao

    departamento dos malotes. Pensou, rapidinho: Maravilha! Meu pedido voltou e agora o processo seguir em frente!. Ledo engano. Chegando l, descobriu que a falta de um carimbo devolveu tudo sem qualquer providncia tomada. Ela, depois de vinte anos, no aguentou o tranco. E teve um surto ali mesmo, diante dos colegas do malote. Urrou, sapateou, rasgou o relatrio em pedacinhos e saiu do escritrio vestindo uma camisa de fora.

    A pessoa substituta, que foi contratada como temporria para o perodo de ausncia de nossa amiga, vendo todos os documentos soltos, sem clips, vasculhou as gavetas e no achou um sequer. No entanto, ela no teve dvidas: ajustou tudo, usando o velho e bom grampeador.

    Nossa amiga continua l, internada, sem muitos progressos. Os mdicos ainda no entenderam bem porque, a cada consulta, ela pede um pouco de clips e guarda todos embaixo do colcho.

    Foto

    : ww

    w.s

    hutte

    rsto

    ck.c

    om.b

    r

  • 10

    Nos dias 4 e 5 de agosto, na ExpoNegcios 2012, a Issho Imveis apresentou o mtodo construtivo PVC CONCRETO, construes com paredes de

    concreto mais fortes e resistentes e com um tempo de execuo surpreendente. As paredes concretadas so montadas em 3 dias. A casa ou galpo entregue em menos de um ms.

    Quando citamos mais resistente, estamos falando em garantias que nenhum engenheiro j ofereceu em uma construo convencional: 50 anos contra trinca e rachaduras, sem umidade nas paredes, anti-mofo e anti-fungos.

    Provavelmente voc j se deparou com umidade e trincas em sua construo ou conhece algum que enfrentou esses problemas. Atualmente, a grande maioria das obras sofre com esses efeitos que geram manuteno futuras e custos elevados, j que os reparos so constantes.

    O mtodo construtivo PVC CONCRE-TO, por possuir um revestimento em PVC, imobiliza a ao da umidade, das trincas e rachaduras. Alm disso, o fato de as paredes terem 8 cm de concreto permitem um isola-mento trmico e acstico superior ao sistema

    de construo convencional.O PVC que reveste o concreto suporta

    qualquer tipo de acabamento, seja uma pintura com ltex, grafi ato ou textura. Depois de aplicado um fundo, que pode ser um PRIMER ou TEXTURA, as paredes fi cam prontas para o retoque fi nal. Se voc prefere deixar o PVC ao natural, na cor branca, e evitar manutenes e custos futuros, a garantia de 25 anos, mesmo exposta aos efeitos do sol, da chuva, geada, neblina. Quanto a durabilidade, esta percorrer sculos e, segundo pesquisas, pode chegar a 600 anos.

    Tudo isso somado facilidade de conservao, j que facilmente lavvel ou limpo com um pano mido.

    Acrescente tambm s vantagens do processo construtivo, o fi m do desperdcio de matrias primas (cimento, areia, gesso, bloco, argamassa, tijolo) e a eliminao de erros em alinhamentos das paredes. Ao se montar as estruturas de PVC, que so os moldes das paredes que recebero o concreto usinado, todo o travamento ser efetivado antes com madeirites ou estruturas de alumnio. Isso impede que as paredes se desalinhem ou movimentem-se.

    Em um dia monta-se a estrutura de PVC com a hidrulica e eltrica e, no dia seguinte, concreta-se os moldes.

    As estruturas de PVC podem ter a altura do p direito que seu projeto requisitar, seja 2,80m para uma residncia ou 14m para um galpo. Ao enviarmos o seu projeto para fabricao dos moldes de PVC na fbrica, ele ser ajustado e cortado na altura requisitada, e receber uma sequncia de montagem, respeitando o projeto, sempre focado na execuo da montagem.

    Quanto ao custo do sistema construtivo PVC CONCRETO em relao ao convencional, h uma reduo entre 10 a 20%. Por ser um sistema homologado pela Caixa Econmica Federal permite fi nanciamento em construes trreas isoladas, assobradadas ou geminadas.

    O momento de construir agora! Se voc j tem um terreno e est planejando a sua construo, podemos realiz-la em um ms, seja uma residncia, barraco ou galpo. Voc pode fi nanciar apenas a construo, aproveitando as atuais taxas de fi nanciamento bem atrativas.

    AGORA O MOMENTODE CONSTRUIR!

    Negcios Imobilirios

    Mrcio Borba Psiclogo e diretor de negcios imobilirios da Issho Imveis

    borba@portalimoveisecia.com

  • 11

    Caso voc opte por adquirir um terreno e financiar a construo, podemos executar esta operao e desenvolver um projeto arquitetnico para voc. Os planos de financiamentos com construes tm uma boa demanda no mercado imobilirio.

    O processo construtivo PVC CONCRETO, que foi desenvolvido no Canad, passou por alteraes para adaptar-se ao clima do Brasil e veio para solucionar trs grandes questes da construo civil convencional:

    A qualidade de propiciar o acesso a uma tecnologia construtiva mais duradoura, resistente e com menor custo que a tradicional. A rapidez em construir uma residncia, barraces ou galpes em 30 dias, permitindo uma liquidez maior da entrega do produto final. A mo de obra reduzida, de apenas 3 pessoas, para levantar as paredes em 3 dias, diminuindo o custo e os erros no alinhamento das paredes.

    No perca tempo! Entre em contato com a Issho Imveis e usufrua desse novo mtodo para realizar os seus objetivos e desejos construtivos em menos tempo, com menor custo e sem dor de cabea!

    Foto

    s: E

    dson

    Fot

    o

  • 12

    Casa + Segura

    Misso cumprida! Chegamos ltima parte da cartilha A preveno sem-pre bem-vinda da Casa + Segura, pro-duzida pela AMB Associao Mdica Brasileira. O intuito de compartilhar essa informao foi a de unirmo-nos em torno da preveno de acidentes, evitando problemas, principalmente dentro de nossos lares. Nossa casa deve sem-pre proporcionar segurana, bem-estar e aconchego. Afinal, trata-se do lugar onde descansamos e recuperamos as baterias para retomar as obrigaes do dia a dia. Abaixo, listamos as ltimas medidas preventivas. Confira!

    Evite queimaduras - Mantenha os cabos de panelas voltados para dentro do fogo.- No permita a proximidade da criana ao fogo aceso ou s chamas de fogareiros, fogueiras e lareiras.- Fsforos, velas, isqueiros no devem ser manuseados por crianas. - No deixe o ferro de passar e outros aparelhos eltricos ligados em lugares de fcil acesso. - No deixe ou guarde lcool e outros produtos qumicos inflamveis prximos de objetos que produzam chamas. - Evite o uso de roupas de tecidos sintticos que sejam facilmente inflamveis. - Nunca deixe cigarros acesos pela casa, evitando riscos de incndio. - Tome banhos de sol somente antes das 10h ou depois das 16 h, evitando queimaduras na pele.

    Diga no aos afogamentos - No deixe a criana sozinha tomando banho, principalmente quando ela estiver em uma banheira. - Nunca deixe baldes, bacias ou tanques cheios de gua e prximos ao acesso das crianas. - Frequente piscinas, praias ou rios somente com vigilncia contnua.

    Cuidado com asfixia, sufocao e engasgos - Alimente a criana sentada mesa ou no cadeiro. No a deixe brincar ou correr durante as refeies. - Cuidado com objetos muito pequenos como gros de cereais, caroos de frutas, chiclete, balas duras, botes, moedas, baterias em disco, dentre outros. - Utilize com as crianas brinquedos apropriados para cada idade que no destaquem partes pequenas.

    Fonte: Comisso de Preveno de Acidentes Domsticos da Associao Mdica Brasileira

    www.casamaissegura.com.br

    - No use cordo ou presilha de chupeta ao redor do pescoo da criana. - No deixe sacos plsticos ao alcance das crianas.

    Evite intoxicaes - Guarde medicamentos e produtos de limpeza em local seguro e sempre fora do alcance das crianas. - No utilize medicamentos sem orientao mdica, nem utilize produtos clandestinos. - Siga as orientaes do fabricante para o uso adequado dos produtos. - Prefira produtos qumicos que tenham embalagens com tampa de segurana. - Mantenha os produtos na embalagem original e nunca reutilize frascos. - Evite o uso indiscriminado de inseticidas. - Conhea bem as plantas ornamentais da casa e jardins, no mantendo dentro do ambiente as plantas que so consideradas txicas, como comigo-ningum-pode, costela-de-ado, saia branca, espada-de-so-jorge, chapu de napoleo, dentre outras.

    Faa um bom uso da eletricidade - Use protetores nas tomadas. - Substitua os fios eltricos descascados. - No deixe fios pendentes de aparelhos eletrodomsticos. - No ligue vrios aparelhos em uma mesma

    Casa +Segura

    tomada. - No deixe soquete sem lmpada.

    Previna quedas em casa - Cuidado dobrado ao andar em pisos midos ou molhados. - Evite trancar a porta do banheiro. - Coloque piso antiderrapante no box. - Utilize suportes de apoio no box e vaso sanitrio. - Mantenha utenslios de uso dirio em locais de fcil acesso. - Instale corrimo e faixa antiderrapante em escadas ou rampas. - Evite uso de tapetes soltos pela casa. - No suba em bancos e escadas antes de ter certeza de que so seguros. - Evite transportar objetos pesados. - Mantenha iluminao adequada em escadas e corredores. - Mantenha lista de telefones e endereos teis, de emergncias, em local de fcil acesso. - Mantenha luz vigia acesa noite. - Evite deixar objetos pelo cho (brinquedos, jornais, sapatos, bolsas, fios eltricos). - Mantenha acesso fcil para uso de

    Foto

    : ww

    w.s

    hutte

    rsto

    ck.c

    om.b

    r

  • 13

    PAISAGISMO FLORESPAISAGISMO FLORESPAISAGISMO FLORESPAISAGISMO FLORESPAISAGISMO FLORESPAISAGISMO FLORESPAISAGISMO FLORESPAISAGISMO FLORESPAISAGISMO FLORESPAISAGISMO FLORESPAISAGISMO FLORESPAISAGISMO FLORESPAISAGISMO FLORESPAISAGISMO FLORESPAISAGISMO FLORESPAISAGISMO FLORES

    Fone 4538 6088

    45344962

    www.innovapaisagismo.com.bre mail: contato@innovapaisagismo.com.br Avenida Marechal Castelo Branco 525 B. Engenho

  • 14

    Vou listar aqui alguns ambientes comuns nas empresas e que refletem o comportamento de um lder disfuncional, ou melhor, aquele que ainda lidera baseado em pressupostos e crenas ultrapassados, que no funcionam mais nos dias atuais.

    1. Empresa paisagem - ambiente tenso, onde as pessoas no levantam a cabea, nem tiram os olhos do computador para olhar para voc, que passa por eles no corredor. Poucos sorriem, sequer percebem a sua presena. Ningum se mexe ou arrisca olhar para os lados. O ambiente parece uma foto, uma paisagem num quadro na parede, imvel, sem vida.

    2. Empresa doente a que vive tendo os colaboradores afastados de suas atividades por vrias razes de sade. Isso demonstra que o clima pssimo, pesado, as opinies no so respeitadas, existe o joguinho poltico: quem agrada o lder fica na empresa e tem o emprego assegurado. Quem no agrada no tem oportunidades, demitido ou vai para o freezer.

    3. Empresa aqui assim mesmo- neste caso, vrias pessoas so conformadas, desistiram de lutar, de dar opinio. Esto sempre dizendo que j tentaram de tudo, mas o lder nunca acata ideias, opinies e sugestes. Ento, preferem silenciar e ir levando, at arrumar um emprego melhor.

    4. Empresa o chefe chegou chega a ser engraado. Se o lder no est na empresa, todos trabalham com nimo, alegres, rela-xados. Mas, quando o lder chega, uma correria que lembra cenas do filme O diabo veste Prada. Todos esto mais preocupados em agradar o chefe do que em pensar no cliente e nos resultados.

    Maryns PereiraExecutiva em gesto estratgica e de pessoas, liderana e vendas. Certificada internacionalmente em neurocoaching

    contato@palestrasvencedoras.com.brwww.palestrasvencedoras.

    O ambiente da empresa reflexo docomportamento do lder

    5. Empresa turminha o esforo estarem todos juntos em festas, baladas, eventos sociais organizados pelos prprios colaboradores. O tema central das conversas o clima pesado na empresa e, por isso, precisam se unir para relaxar. Alis, nesse ambiente muito comum confrarias, grupinhos de apoio, restando s pessoas um mtuo consolo para encarar o clima desfavorvel.

    6. Empresa quem o culpado neste ambiente o clima o de caa `as bruxas para pegar algum fazendo ou falando algo errado contra a empresa e aproveitar essa informao para usar a premissa da delao premiada ao chefe ficando bem na fita. Quem sabe at ganhar uma promoozinha. Uns temem aos outros, o clima de rivalidade e de uma verdadeira maratona competitiva em que os valores usados so pouco virtuosos. O que vale ficar bem com o chefe nem que tenha de pisar e destruir quem estiver por perto. A ciumeira e a inveja so gerais. Fofoca faz parte da comunidade.Todo dia tem uma novidade nas rodinhas.

    7. Empresa melindre neste caso , os feedbacks negativos so dirios, nada que voc faz est bom, no tem nenhum elogio ou reconhecimento. bronca a toda hora, no importa o quanto voc se esforce. Mas, e quando algum faz um trabalho surpreendente, superando expectativas? Silncio absoluto, nada de elogio, afinal, o lder sempre diz: no fez mais do que a sua obrigao. Esse ambiente resulta em

    uma equipe extremamente sensvel a qualquer tipo de comentrio. Qualquer coisa que se diga, mesmo que seja um feedback para melhorar , todos entendero como crtica e j iniciaro suas defesas, justificativas, negao.

    8. Empresa Cinderela assim como no desenho, em que Cinderela mal tratada pela madrasta e pelas irms, tendo de limpar a casa sem poder participar de festas e demais regalias, muitas empresas oferecem aos seus melhores colaboradores as piores tarefas, porque sabem que eles iro cumpri-las. O lder acaba agindo sempre assim, sem dar oportunidades para que o colaborador cinderela possa tambm tocar o piano, participar da festa em vez de sempre empurrar ou consertar o piano.

    Queremos a empresa feliz Nessa empresa, a produtividade anda em alta, as pessoas trabalham por um propsito e sabem exatamente o que esperam delas e, por isso, do o seu melhor. So tratadas como adultos e no vigiadas nem controladas como adolescentes. O foco o resultado. Podem trabalhar em casa ou na empresa, organizando seu dia, porque o que importa no so as horas trabalhadas, mas os resultados alcanados. Esta empresa est entre as 100 melhores para se trabalhar e ningum quer sair. Atrai os maiores talentos e a diversidade de opinies bem-vinda e respeitada. Ningum tem medo do lder, porque ele um lder premium.E agora com voc decidir que ambiente quer formar na sua empresa ou em que ambiente quer trabalhar. Caso encontre algum ambiente

    Gesto

    Foto

    s: w

    ww

    .shu

    tters

    tock

    .com

    .br

  • 15

    RREEAASS DDEE AATTUUAAOO EE SSEERRVVIIOOSS DDAA AATTHHRROOSS AASSPPRR

    Auditoria das Demonstraes

    Contbeis, Due Diligence e Auditoria Interna

    Auditoria de Tiragem, Circulao e Eventos

    Consultoria em Normas Internacionais de Contabilidade IFRS

    Empresas regulamentadas pela ANS

    Consultoria em Tributos Diretos e Indiretos

    Planejamento Tributrio, Societrio e Sucessrio

    Frum Empresarial: Boletins, Palestras, Seminrios e Cursos In Company

    Avaliao de ativos e negcios;

    ESCRITRIOS

    So Paulo: (011) 2713-7700 ABC: (011) 4435-7300 Manaus: (092) 8133-8000

    VISITE: www.athros.com.br www.auditoriadetiragem.com.br

    CONTATE: contato@athros.com.br

  • 16

    Meu pai faleceu h quase 30 anos. Mas, se fosse presente-lo hoje, talvez no lhe desse o que eu dava naquele tempo (gravata, cinto, meias, leno...). Meu pai era super, um amor, uma alegria. Parece at um pai deste tempo. Nos tempos atuais, as mes, que saem de casa para trabalhar, acabaram abrindo espao para que os pais se desenvolvessem de outro jeito.

    Pais de agora limpam bumbuns dos filhos, do banho e por pouco no amamentam no peito porque, se pudessem, amamentariam. Saem com os filhos sem as mes. Vo para cima e para baixo. Jogam videogame, andam de skate, conversam sobre sexo, falam das namoradas... mas, continuam ciumentos com as filhas (isso no tem jeito).

    Pai de hoje no tem vergonha de chorar, muito menos de ir reunio da escola sozinho, sem a me. Ele cozinha, inventa guloseimas, dana na sala, l historinhas e deita no colo dos filhos. Faz muito carinho e enche as bochechas dos pequenos de beijos. Tambm ri por qualquer coisa (at para o que no deve, quando o filho apronta uma arte).

    Por isso, os pais de hoje esto mais plenos. Podem ir muito alm do educar com regras e prover com grana. Pais

    de hoje aprendem com os filhos e no estabelecem relaes pelo medo.

    Meu pai era muito parecido com os pais de hoje. E talvez, se estivesse vivo, eu daria o que os pais de hoje merecem ganhar: roupas coloridas, perfumes, uma sesso de limpeza de pele, um livro de culinria (com avental e tudo), uma guitarra irada, toda a coleo dos Beatles, entradas para assistir Os Vingadores em 3D, uma panela cheinha de brigadeiro pra comer de colher, uma noite na balada...

    Por isso, pais do sculo 21, no percam nunca esse espao, essa vivacidade e essa coisa meio me de ser. No existem papis para assumir. A vida no novela, nem conto de fadas. O que interessa amar, dedicar-se e estar aberto ao novo que os filhos trazem e que acolhemos porque nos faz mais vivos.

    Por isso desejo a cada papai, descobertas especiais, encontros nicos e vivncias inesquecveis!

    Marigela de AlmeidaJornalista, editora e redatora.

    Foto

    : ww

    w.s

    hutte

    rsto

    ck.c

    om

    ESPECIAL

    DIA DOS PAIS

    Foto

    : ww

    w.s

    hutte

    rsto

    ck.c

    om.b

    r

  • 17

  • 18

    Alienao fi duciria: Ato de transferncia de um bem mvel ou im-vel do devedor para o credor, em garantia do pagamento da dvida. O de-vedor detm a posse direta do bem, para seu uso, e o credor detm a posse indireta do bem, que fi ca em seu domnio. Depois de quitar o emprstimo, o comprador adquire a propriedade defi nitiva do bem.

    Averbao: Anotao feita pelo Cartrio de Registro de Imveis de qualquer alterao que diga respeito ao proprietrio (chamada subjetiva) ou ao imvel (objetiva), como a mudana no estado civil do dono ou no nome da rua do imvel.

    Hipoteca: Colocao de bens imveis e mveis (como avies e navios) como garantia de pagamento de uma dvida. O devedor detm a propriedade e a posse do imvel, que poder ser tomado pelo credor por meio de execu-o judicial ou execuo extrajudicial.

    Proponente: Pessoa que apresenta na instituio fi nanceira um pedido para obter fi nanciamento.

    Reserva de propriedade: Direito dado ao vendedor, em compromis-

    sos de compra e venda, de se manter proprietrio do bem que est sendo vendido, at que o comprador cumpra as obrigaes previstas no contrato.

    Usucapio: Aquisio de um imvel por se estar de posse dele de 10 a 20 anos, em diferentes situaes legais.

    Valor de mercado: Valor de compra e venda que um imvel atinge na prtica e que atribudo por especialistas no setor.

    Valor venal: Valor atribudo pela prefeitura a cada imvel, levando em conta sua metragem, localizao, destinao e caractersticas. Literalmente, valor venal signifi ca valor de venda.

    Arrendamento mercantil: Aluguel de um bem mvel ou imvel (ve-culo, mquina, casa, apartamento) mediante o pagamento de contrapresta-es peridicas e com a opo de compra ao fi nal.

    Dao: Entregar ao credor uma coisa em pagamento de outra, como um imvel em lugar de dinheiro, para saldar uma dvida.

    Transmisso: Cada uma das transferncias de propriedade, de direitos ou de obrigaes entre pessoas ou por herana.

    Foto

    : ww

    w.s

    hutte

    rsto

    ck.c

    om

    Dando sequncia aos jarges imobilirios, selecionamos mais termos para completar e fi nalizar a matria que divulgamos na ltima edio, j que conhecimento e informao nunca so demais. Se voc est inserido nesse meio, sempre importante reforar alguns conceitos ao seu cliente para demonstrar propriedade sobre a linguagem especfi ca do segmento imobilirio. Anote estas defi nies.

    Fonte: Folha de So Paulo

    DICIONRIO DOSEGMENTO IMOBILIRIO

    Informe-se

  • 19

  • 20

  • 21

  • 22

    Sopas1. Faa um caldo de carne com ou sem legumes (picados em pedaos pequenos para que os nutrientes sejam desprendidos para o caldo, enriquecendo-o).2. Coloque em uma vasilha plstica.3. Mergulhe a vasilha na gua fria para acelerar o resfriamento e preservar o aroma.4. Tampe, coloque etiqueta e leve ao freezer (podem fi car congelados por at trs meses).

    5. Descongele de vspera na geladeira ou diretamente no microondas.

    VOC SABE CONGELAR EDESCONGELAR ALIMENTOS?

    Com a evoluo dos refrigeradores e a correria da vida moderna, ganhamos na dcada de 70 dois aliados que facilitam a vida: o freezer e o microondas. Mas muitas pessoas tm dvidas com relao ao congelamento e descongelamento dos alimentos domesticamente. Com as dicas a seguir, voc estar preservando nutrientes e sabor, aproveitando o que est na safra (congelando frutas e legumes, por exemplo) e assim poder agilizar a sua correria de todos os dias!

    Carnes vermelhas, aves e peixes 1. Separe em pores para uso dirio.2. Coloque em um plstico, tire bem o ar, feche e coloque etiqueta com a data do congelamento (poder fi car congelado por at trs meses a partir desta data).3. Coloque no freezer sem empilhar.4. S empilhe depois de congelado.5. Descongele na geladeira, de vspera, jamais sobre a pia ou gua quente, pois podem estragar rapidamente.6. Ao descongelar, use em seguida.

    7. S volte a congelar se o alimento estiver cozido.

    Legumes, tubrculos e folhas1. Tire as folhas e talos estragados e murchos.2. Lave em gua corrente.3. Corte os legumes em pedaos mdios em cubos ou rodelas.4. Mergulhe em gua fervente de 2 a 6 minutos (esse tempo varia de acordo com o legume).5. Retire e mergulhe imediatamente em gua gelada at esfriar (para parar o processo de cozimento e preservar os nutrientes).6. Escorra bem.7. Coloque em saco plstico, tire o ar, feche e coloque etiqueta com data de congelamento (poder fi car congelado por at trs meses a partir desta data).8. Leve ao freezer.9. S empilhe depois de congelado.10. Utilize ainda congelado para iniciar a preparao, desta forma a gua do descongelamento contendo nutrientes no ser perdida.

    Frutas1. Lave em gua corrente.2. Deixe de molho em soluo clorada por 30 minutos (para cada litro de gua adicione 1 colher - de sopa - de gua sanitria).3. Enxague em gua corrente e deixe escorrer bem.4. Siga a tabela ao lado.5. Separe em plsticos, tire bem o ar, feche, coloque etiqueta com data de congelamento.6. No empilhe at estar congelado.7. Para o preparo de sucos, utilize as frutas ainda congeladas para melhor aproveitamento dos nutrientes.8. Para o preparo de doces, descongele de vspera na geladeira.

    Alimentos diversos1. Separe a quantidade a ser usada.2. Siga a tabela ao lado.3. Descongele de vspera na geladeira ou diretamente no microondas.

    Por Nicole Valente, Nutricionista, para o Portal Sentir Bemwww.sentirbem.com.br - contato@sentirbem.com.br

    Dicas Domsticas

    Foto

    s: w

    ww

    .shu

    tters

    tock

    .com

    .br

  • 23

  • 24

    Josh Kaufman o guru dos executivos do scu-lo 21. Em Manual do CEO, um best-seller, ele faz uma abordagem criativa sobre a edu-cao para negcios e traz os princpios que a maioria dos profi ssio-nais leva a vida inteira para dominar. o li-vro de desenvolvimento executivo mais vendido

    Dica de Leitura Para Pensar...

    Autor:

    Josh KaufmanEditora Saraiva

    do mundo, indispensvel aos gestores antena-dos, que querem estar frente de seu tempo.

    Para a cabeceira de gestores contemporneos

    A Borboleta Azul

    Havia um vivo que morava com suas duas fi lhas curiosas e inteligentes. As meninas sempre faziam muitas perguntas. Algumas ele sabia responder, outras no. Como pretendia oferecer a elas a melhor educao, mandou as meninas passarem frias com um sbio que morava no alto de uma colina. O sbio sempre respondia todas as perguntas sem hesitar. Impacientes com o sbio, as meninas resolveram inventar uma pergunta que ele no saberia responder. Ento, uma delas apareceu com uma linda borboleta azul que usaria para pregar uma pea no sbio. - O que voc vai fazer? - perguntou a irm. - Vou esconder a borboleta em minhas mos e perguntar se ela est viva ou morta. Se ele disser que ela est morta, vou abrir minhas mos e deix-la voar. Se ele disser que ela est viva, vou apert-la e esmag-la. E assim qualquer resposta do sbio estar errada! As duas meninas foram ento ao encontro do sbio, que meditava. - Tenho aqui uma borboleta azul. Diga-me sbio, ela est viva ou morta? Calmamente o sbio sorriu e respondeu: - Depende de voc... ela est em suas mos. Assim a nossa vida, o nosso presente e o nosso futuro. No devemos culpar ningum quando algo d errado. Somos ns os responsveis por aquilo que conquistamos (ou no conquistamos). Nossa vida est em nossas mos, como a borboleta azul. Cabe a ns escolher o que fazer com ela.

    Autor desconhecido

    (Parbola sugerida por Esther Karina, executiva de vendas da Revista Imveis & Cia do Grupo Ueda & Goto)

    (Leitura sugerida por Maringela de Almeida, jornalista)

  • 25

  • 26

    Foto

    : Rev

    ista

    Imv

    eis &

    Cia

    l

    I&C

    Entrevista

    Karina Duarte uma mulher determinada. Quando coloca uma ideia na cabea, que sabe que vai ajudar muita gente, ela vai fundo. Karina percebeu que para fazer algo maior

    pela cidade, precisaria ir alm. Por isso, candidata vereadora de Itatiba e concorre s prximas eleies. Nesta entrevista, Karina, que chegou ci-dade com 6 anos de idade, adotando Itatiba como seu lar, fala de seus sonhos, ideias e a vontade enorme de fazer diferena e ajudar nossa cidade crescer, por meio de um trabalho compromissado, tico e voltado s questes sociais. Confi ra!

    I&C: Conte-nos como o seu trabalho e porqu escolheu a carreira poltica.

    Karina Duarte: Percebi a necessidade de encontrar uma estratgia coletiva para inserir e viabilizar alguns projetos impor-tantes populao. Sozinha eu no poderia fazer nada. Tambm tenho claro que no d para fi car parada, apenas reclamando sobre questes locais. Acredito que estou pronta a desenvolver uma carreira com tica e respeito, me doando integralmente, tendo o compromisso e a conscincia de que serei

    responsvel por representar as pessoas do meu municpio.

    I&C: Quais so os seus sonhos profi ssio-nais e pessoais para o futuro?

    Karina Duarte: Acho que estamos aqui, neste mundo, para sermos felizes. o meu sonho tambm. Isso inclui alcanar meus objetivos, aqueles aos quais estou preparada para enfrentar e para colher bons resultados. Quero muito mostrar s pessoas aquilo em que acredito e que posso oferecer no s como pessoa, mas como profi ssional e como poltica. Sei que ainda preciso aprender muito e todos os dias. E tenho abertura e total disposio para isso.

    I&C: O que voc est fazendo para alcan-ar esses sonhos?

    Karina Duarte: No fi co mais enrolando para fazer algo que precisa ser feito. Precisa fazer? Ento, comeo logo, sem desculpas, mas com vontade, porque s assim posso realizar meus sonhos e projetos, concen-trando-me neles e no que estou fazendo no momento. Fora isso, procuro ter clareza de meus objetivos, estratgias cuidadosamente elaboradas para fazer escolhas assertivas que me levem vitria.

    I&C: O que voc idealiza para a cidade de Itatiba? O que ainda no foi feito e que gostaria de ver acontecer?

    Karina Duarte: Estou em Itatiba h mais de 20 anos. Pude acompanhar vrios acontecimentos, o crescimento e o desen-volvimento da cidade. Mas, o que mais me incomoda a acentuada desigualdade social. Existem bairros perifricos que ainda esto abandonados, faltam assistncia e infraes-trutura bsicas. Atualmente, essa realidade inadmissvel para uma cidade do porte de Itatiba, que possui indstrias, comrcios, empresas de vrios segmentos. No uma realidade condizente evoluo conquistada no decorrer da histria da cidade. Embora existam alguns projetos sociais implantados, precisamos cumpri-los de forma efetiva e completa. essencial o engajamento de mais pessoas para que essas aes cumpram seu papel junto populao.

    I&C: Na sua concepo, como est o papel da mulher brasileira na sociedade, especial-mente no mercado de trabalho?

    Karina Duarte: Tirando o aspecto da remunerao salarial, que ainda inferior ao que se paga aos homens mesmo em cargos similares, percebo uma mudana positiva do

    O olhar feminino para uma questo social

    Por Ftima Fernandes

    26

    Foto

    : Arq

    uivo

    pes

    soal

  • 27

    velho esteretipo de que as mulheres so sensveis demais para comandar uma negociao ou desenvolver melhor os relacionamentos profissionais em ambientes de negcios. No mais assim e por pura competncia, ca-risma e dedicao da mulher. Prova disso termos hoje o que muitos pases do primeiro mundo ainda no conquistaram: uma presidente mulher.

    I&C: O que fazer para melhorar a condio da mulher na sociedade?Karina Duarte: Apesar de as mulheres terem avanado no mercado de trabalho ainda necessrio provar que homens e mulheres, mesmo com as suas diferenas fsicas, so iguais intelectualmente e, por conta disso, a com-petncia no escolhe gnero. Outra questo preocupante est refletida nos dados que comprovam que a cada 15 segundos uma mulher espancada por um homem no Brasil. O primeiro passo para terminar com a violncia contra a mulher romper com o silncio. Ns, mulheres, no devemos hesitar, temos que denunciar e fazer valer nossos direitos.

    I&C: O que falta s crianas brasileiras para que elas consigam, no futuro, tornarem-se profissionais competitivos?

    Karina Duarte: Primeiro, uma educao de qualidade fundamental, desde o ensino bsico. Mas, isso no cabe s escola. Os pais devem ter uma participao assdua nesse processo. Porque um ensino deficiente resultar em profissionais pouco capacitados. Em comparao com outros pases, podemos mensurar a diferena que existe observando o resulta-do das Olimpadas. China e Estados Unidos apresentaram um excelente resultado, justamente por investirem na educao das crianas. Isso no fica restrito s ao esporte, pois para os governos investirem nas crianas elas precisam apresentar timas notas em todas as matrias ministradas. Ento fica ntido o quanto falhamos e isso sinaliza urgncia para buscarmos um futuro melhor para as crianas, j que elas escrevero a histria do pas.

    I&C: A sociedade de um modo geral est engajada para melhorar e mo-tivar mudanas reais nos aspectos poltico, econmico e social da cidade e at mesmo do pas?

    Karina Duarte: As pessoas desconhecem o poder que tm quando se unem ao redor de uma causa. Uma ferramenta eficaz quando damos o nosso voto de uma forma correta. Estudar e analisar quais pessoas nos representaro no governo, seja no nvel municipal, estadual ou federal, essencial no processo democrtico. Se pensarmos na histria, obser-vamos que os momentos cruciais do Brasil aconteceram quando exigi-mos mudanas. Livramo-nos de ser uma Colnia, depois de um regime opressor, que foi a ditadura, e tambm de um presidente ineficiente como Collor de Melo. Tudo aconteceu embasado em movimentos sociais. Hoje, percebe-se certo comodismo de uma boa parte da populao, que pensa da seguinte maneira: para que votar se posso anular?. Precisamos mudar essa mentalidade, parar de reclamar e agir para, ento, mudar o pas. Precisamos ter um compromisso efetivo com nossa cidade. S assim construiremos uma sociedade mais participativa, que acolha a todos com aquilo que todos merecem: justia, paz e igualdade.

    BanDeira Da ciDaDe De itatiBa

  • 28

    Jardim Santa Filomena - CA00050Casa semi-pronta ( sobrado ), boa locali-zao. Possui 3 dormitrios, 2 banheiros, sala, copa, cozinha, lavanderia, garagem para 2 carros.Oportunidade para famlia! R$ 141.000,00

    Terra Nova - CA00162Casa nova de 70m construdo em um terreno 180 m. Com 2 dormitrios sendo uma sute, garagem para 2 carros, com quintal grande. Excelente oportunidade! R$ 180.000,00

    Bairro do Engenho - CA00019Linda casa, com 3 dormitrios sendo 1 sute, 2 banheiros azulejados com box, cozinha ampla, sala com timo acabamento, rea para despen-sa, lavanderia, churrasqueira e garagem para 2 carros. Venha conferir e realizar o sonho da casa prpria. R$ 227.900,00

    So Francisco - CA00148Casa com timo acabamento, excelente localizao, com sala, cozinha, 3 dormitrios sendo uma sute, churrasqueira, garagem e um ponto comercial para locao. Faa uma visita e adquira sua casa prpria! R$ 275.600,00

    Parque Santa Rosa - TE00072Espetacular terreno de 610m plano, em con-domnio fechado, na fase I. Entrada e saldo em parcelas, no necessitam de comprovao de renda. Excelente oportunidade para inves-timento. R$ 45.000,00 de entrada + 108 parce-las de R$ 980,00.

    Residencial Dr. Pimenta - CA00007Casa trrea com amplo espao muito bem aproveitado. 3 dormitrios, 2 salas, cozinha e quintal. Garagem para 2 automveis e corredor lateral com jardim.R$ 201.400,00

    Giardino d Italia - TE00051Belo terreno aclive de 319m, tima localizao e tranquilidade para sua famlia. Aceita permuta de casa. Excelente oportunidade! Venha conferir. R$ 106.000,00

    Jardim Ip - CA00128Excelente imvel, com 4 dormitrios sendo 2 sutes, 1 sute mster com closet. Sala e hidro com sacada. Living grande com 3 ambientes, sala de jantar e cozinha em estilo americano. No andar da cozinha tem mais sala, lavabo, lavanderia, despensa e uma rea de servio coberta. Aceita permuta. R$ 600.000,00

    Jardim Santa Filomena - CA00140Sobrado em tima localizao, amplo e bem construdo. Possui 4 dormitrios, salas, edcula com possibilidade para alugar e garagem para 02 carros. Aceita permuta.Agende uma visita, sem compromisso! R$ 318.000,00

    Itatiba Country Club - TE00003Terreno com 450 m em tima localizao. Condomnio fechado, lazer completo com quadras, campo, salo de festas e jogos, sauna, piscina, rea verde e padro de construo de excelente qualidade, na fase II. Oportunidade de construir a casa dos seus sonhos e da sua famlia. R$ 106.000,00

    Parque das Laranjeiras - CA00060Casa nova com 520m construdos sobre terreno de 1.000 m, em condomnio fechado. Possui 4 sutes sendo 3 com jardim privativo e varanda, aquecimento solar, escritrio com varanda, hall nos quartos e entrada, sala com lareira, sala de jantar, lavabo, quarto e banheiro para empregada, despensa, garagem, piscina de vinil, adega, jar-dim gramado. Agende uma visita. R$ 950.000,00

    rea Rodovia - AR00004rea industrial de 68.000m. Ideal para condomnio empresarial ou indstria. Localizada a 10 km do Centro de Itatiba. Taxa de ocupao 80% industrial, comercial, residencial ou habitao. Topografi a declive suave. R$ 2.200.000,00

    Central Park I - CA00169Linda casa de esquina, com valor atrativo, timo acabamento, porto eletrnico e com acesso pela garagem. Ambientes espaosos, com piso em carpete de madeira nos 3 dormitrios e os demais ambientes com porcelanato, quintal com lindo jardim e edcula. R$ 300.000,00

    Casa Nova

    Industrial Alto Padro

    Comercial

    Parque da Fazenda - CA00168Linda residncia com 3 dormitrios, 3 sutes, piscina de 4,5 por 9 metros, campo de futebol, churrasqueira, lareira, aquecimento eltrico/ gs e sauna, garagem para 2 automveis, com terreno de 1.200m. Oportunidade! R$ 795.000,00

    Condomnio Chamonix - CA00136Casa de alto padro contem 8 dormitrios, 6 sutes, sala, piscina aquecida e abastecida pelo poo artesiano, sistema de cmeras de segu-rana, lareira, sala de cinema, adega e living com 3 ambientes. R$ 4.250.000,00

    Casas de alto padro

    Se voc procura por segurana, conforto e sofi sticao. Temos vrias opes de imveis em alto padro. Com piscinas, reas gourmet, playgrounds, sauna, cir-cuito de segurana 24 horas, dentro dos melhores condomnios da cidade. Abai-xo, citamos uma de nossas alternativas:

    Requinte

    Casa Nova

  • 29

    Centro - CA00167Casa com tima localizao, prxima ao Centro da cidade. Com 3 dormitrios, 3 vagas de ga-ragem, 2 banheiros, sala e cozinha. Excelente oportunidade para comrcio. Ambientes amplos, bem arejados. Agende uma visita sem compro-misso! R$ 296.800,00

    Jardim Ip - CA00173 Linda casa sobrado, com 3 dormitrios sendo 1 sute c/ sacada, wc social, ampla cozinha, rea de servio coberto, sala 2 ambientes, lavabo, acabamento porcelanato, granito. Garagem para 2 carros. Aceita permuta de carro e terreno. R$ 339.200,00

    Vila Mutton - CA00166Linda casa com tima localizao, excelente vista, com 3 dormitrios sendo 1 sute, garagem para 2 automveis, com 180m de rea construda em um terreno de 312m. Aceita permuta. R$ 339.200,00

    Itatiba Country Club - CA00175Lindssima casa assobradada com belssimo acabamento, muito bem iluminada e arejada. Dentre seus trs dormitrios h uma sute ma-ravilhosa com closet e varanda privativa, 2 salas, garagem para 3 automveis. R$ 477.000,00

    Jardim Virgnia - TE00073Terreno com 3.000 m, construmos o galpo para atender sua necessidade, disponvel 6 lotes de 500m ou total 3.000m, contrato de locao de no mnimo 5 anos, valor de R$ 17,00 o metro. Bairro industrial com fcil acesso a rodovia D. Pedro I. Oportunidade de negcio. R$ 2.000.000,00

    Ponto Comercial - Centro - PT00004Em tima localidade, prximo ao Centro e Fa-culdade So Francisco. Possui infraestrutura completa, bar completo, paredes revestidas de granilha, madeiras mogno e churrasqueira. Venha conhecer e conquistar o sonho de ter seu prprio negcio.R$ 90.000,00

    Jardim Tereza - CA00171Casa com sala, cozinha, copa, 2 quartos, 2 banheiros, edcula, quintal com rvores frutferas e horta, embaixo da edcula h mais um cmodo. Agende visita sem compromisso! R$ 296.800,00

    Recanto do Parque - TE00075tima oportunidade, terreno de 250m em um excelente bairro com timo padro de construo. Ligue e agende uma visita! R$ 100.000,00

    Praia Grande - AP00006Apartamento no 8 andar, 2 dormitrios, sendo 1 sute, sala 2 ambientes, cozinha, wc, sacada com vista para o mar, sacada com vista para serra, rea gourmet, rea de servio, garagem 1 veculo, sauna, piscina, salo de festa, salo de jogos, mobiliado. Prdio entregue 2010. Aceita carro como parte do pagamento. R$ 339.200,00

    Ville de France - CA00127Belssima casa em condomnio fechado com aquecimento solar, piscina com borda infi nita, sala com lareira, lavabo, quarto de empregada com banheiro, churrasqueira de vidro, janelas e portas de alumnio. Banheiro, sala e ducha externa para piscina. Amplo espao, conforto e segurana. Agende uma visita! R$ 932.800,00

    Jardim Nardin - CA00065Casa nova, boa localizao, com sala de estar, banheiro social, cozinha, 2 dormitrios sendo 1 sute com sacada, garagem para 2 carros, quin-tal, rea de servio. tima oportunidade para adquirir o seu imvel! R$ 170.000,00

    Parque da Colina II - CA00097 Casa em tima localizao, com o terreno de 267m e 110m construdos, com sala, cozinha, 3 dormitrios sendo 1 sute, dependncias nos fundos com wc e passagem de gua para construir espao gourmet. R$ 235.000,00

    Jardim Tereza - CA00170Casa com tima localizao, vizinhana com padro de construo. Na parte principal do imvel encontrasse 2 dormitrios, sala, cozinha e 1 banheiro social. Edcula com 1 cmodo com banheiro e no poro temos mais 2 cmodos grande e um banheiro. R$ 180.200,00

    Jardim Harmonia - CA00157Casa ampla com 2 dormitrios sendo 1 sute, lavanderia, edcula, rea de servio e garagem para 2 carros. Aceita permuta terreno ou casa de menor valor. Agende uma visita e acredite na possibilidade de ter a sua casa prpria! R$ 276.000,00

    Jardim Santa Filomena - TE00009Terreno de 250 m, bem localizado. Documen-tao em ordem para trmite de fi nanciamen-to. Faa sua proposta de compra e marque uma visita sem compromisso. R$ 63.600,00

    Pinhal - CH00025Linda chcara com 4 dormitrios sendo 2 sutes, 3 wc, sala de estar, sala de jantar, lareira, adega, cozinha, lavanderia, varanda, salo de jogos, churrasqueira, forno de pizza, 2 piscinas (adulto e infantil), 2 saunas, rea verde com mini campo e garagem coberta 6 carros. R$ 550.000,00

    Bairro tradicional

    Industrial

    Alto PadroLitoral

    Alto Padro

    Oportunidade

    Casa Nova

    Casa Nova

    Comercial

  • 30

    Classificados

    Anuncie11 4594-3057

  • 31

  • 32

    Praa da Bandeira, 127 - Centro - Itatiba, SP - (11) 4524-7700Segunda a sexta-feira das 7h s 00h. Sbados e domingos das 7h s 21h.

    Gymnema Sylvestre, Garcnia Cambogia e Koubo Spray inibidor So reconhecidos por sua eficcia no tratamento da obesidade. Confira estes e outros produtos na Belm Manipulao e Homeopatia!

    VERO A VISTA!

    Estamos vivenciando o crescimento da classe C, o que tem modificado o movimento econmico e trazido oportunidade de investimentos direcionados para esse pblico.

    Muitos indivduos que compem esse segmento tm aproveitado a oportunidade para deixar de ser empregado, investindo no prprio negcio.

    O aumento da classe C sustenta o crescimento do consumo no Brasil. A demanda aumenta a partir do momento em que, havendo mais empreendedores, novas portas so abertas para fornecimento de insumos, matrias primas e mo de obra.

    Um novo negcio tambm proporciona a possibilidade de novos empregos aos que ainda no tm essa condio (de tornarem-se autnomos). bom para todo mundo: para os que investem e para os que precisam da carteira assinada.

    As grandes e mdias empresas tambm esto ganhando com isso, tanto com a expanso dos novos empresrios, quanto com a dos novos empregados, que com mais poder de crdito, passam a adquirir bens de consumo.

    O segmento de mquinas para pequenos empreendedores, que j est no mercado h mais de duas dcadas, constri e comercializa equipamentos para a fabricao de diversos produtos - estamparia de brindes,

    tecidos e presentes; sandlias, fraldas, sacolas; chocolate, churros, chips, pizza, sorvete, coco; mquinas para serigrafia e corte e vinco.

    Essas modalidades de comrcio, dentre outras, proporcionam o incio de uma nova atividade, que se bem direcionada poder expandir-se ou migrar para outros setores.

    O empreendedor da classe C idealiza a empresa pensando em melhorar sua condio financeira e, tambm, empregar os membros da famlia.

    O perfil da economia brasileira mudou nos ltimos tempos com o poder de compra desses consumidores; e claro que essa realidade aumenta o interesse dos empresrios por esse segmento social em expanso.

    Estudos realizados pelo Instituto Data Popular mostram que dos 19,7 milhes de brasileiros interessados em iniciar uma empresa, 58,3% cerca de 11,5 milhes so da classe C.

    tpico do comportamento dessa classe social ser dono do seu prprio negcio.

    Analisando o volume de pessoas que pertencem classe C no Brasil (que possuem renda mensal entre R$ 1.750 e R$ 7.500), percebemos que, em 2003, eram 65,9 milhes, passando para 105,4 milhes em 2011, alta de quase 60%. Para 2014, esse nmero dever chegar a 118 milhes.

    O nmero de brasileiros que ascenderam classe C chegou a 40,3 milhes, entre 2005 e 2011, e, em sete anos, esse segmento passou de 34% para 54% da populao, de acordo com o estudo O Observador Brasil 2012, divulgado pela Cetelem BGN, empresa do grupo BNP Paribas.

    Em 2005, a classe C tinha 62.702.248 brasileiros. No ano passado, esse nmero subiu para 103.054.685. Em 2010, eram 101.651.803 - ou 53% da populao.

    No ramo imobilirio est havendo, tambm, a expanso de compras e reformas de casas, em consequncia dessa tendncia. Por isso, o mercado deve direcionar sua ateno para esse consumidor, que j responde por 11 milhes de famlias que desejam realizar o sonho da casa prpria.

    Portanto, os empresrios de vrios segmentos precisam ficar atentos ao estilo de vida e forma de pensar desses clientes, propiciando meios de conquist-los e manter um bom relacionamento de negcios, fortificando o comrcio de suas empresas ou at criando novas modalidades que assistam com maior eficincia os

    emergentes da classe C.

    Nilse BernalEscritora, radialista e ex-funcionria da Caixa EconmicaFederal

    A classe C e novas oportunidades de negcio

    Atualidades

    Fontes: http://economia.uol.com.br; http://epocanegocios.globo.com/;

    http://www1.folha.uol.com.br/

    Foto

    : ww

    w.s

    hutte

    rsto

    ck.c

    om.b

    r

  • 33

  • 34

    Carta de crdito de carbono: que negcio esse?As naes mundiais buscam o crescimento de sua economia, e isso implica um grande desafio: o equilbrio entre o desenvolvimento e o respeito ao ambiente em que vivemos, diante das intervenes humanas.

    Nos ltimos 250 anos, a concentrao de Gases do Efeito Estufa (GEEs) aumentou cerca de 31%, principalmente a partir da Revoluo Industrial, que intensificou as emisses.

    O mercado de crdito de carbono, criado em 1997, foi uma maneira encontrada pelas 189 naes signatrias (participantes da Organizao das Naes Unidas - ONU) no protocolo de Kyoto, para reduzir em 5,2% as emisses dos GEEs, de maneira mais acelerada, para chegar aos nveis de 1990, num perodo de quatro anos (de 2008 a 2012), denominado primeiro perodo de compromisso.

    O que so os crditos de carbono?Esses crditos so assim chamados e esto

    relacionados comercializao de unidades da reduo dos GEEs, altamente poluidores, degradadores da camada de oznio e maiores responsveis pelo efeito estufa, como o dixido de carbono (CO2) e o Gs Metano.

    A venda e compra dos crditos de carbono so realizadas por empresas ou pases que possuem acordo assinado com o protocolo. Os signatrios que apresentarem a reduo dos GEEs podem comercializar as unidades aos pases que no atingiram as metas propostas. So como commodities, comercializados dentro e fora de cada pas. Cada unidade de crdito de carbono equivale a uma tonelada de CO2

    equivalente (carbono) reduzido. Por exemplo: podem ser gerados a

    partir de projetos eltricos de cogerao, que consistem na utilizao dos resduos da cana de acar para a substituio de combustveis fsseis na queima e gerao de energia em UsinasTermeltricas (UTE). Dessa forma, todo o CO2 emitido durante a cogerao de energia consumido durante o perodo de crescimento no cultivo da cana, originando os crditos.

    Outro exemplo o CO2 equivalente (carbono) resultante da multiplicao de toneladas emitidas de GEE pelo seu potencial de aquecimento global. Sendo assim, o potencial do CO2 foi estipulado como 1. J, o potencial de aquecimento do Gs Metano foi estipulado em 21 vezes maior que o do CO2 sendo, portanto, o CO2 equivalente ao Gs Metano igual a 21. Portanto, uma tonelada de metano reduzido representa 21 crditos de carbono.

    Alm da comercializao, os crditos podem ser utilizados como ferramenta redutora de impostos e descontos de multas aplicadas.

    A reduo da emisso dos GEEs tratada como um Mtodo de Desenvolvimento Limpo (MDL), um instrumento de flexibilizao que consiste no financiamento de projetos que possam gerar redues certificadas de emisso (RCE ou CER, em ingls), permitindo que pases em desenvolvimento, como o Brasil, participem do mercado, sem o compromisso de reduo. Hoje o Brasil ocupa a terceira posio entre os pases que participam desse mercado.

    No entanto, cada nao tem uma cota

    mxima de crditos de carbono que pode comprar para cumprir as metas estabelecidas no protocolo de Kyoto, chamado de direito de poluir, que limitado.

    Empresas como as de papel e celulose, usinas de acar, madeireiras, fbricas, de uma maneira geral, e a prpria prefeitura do municpio de So Paulo entraram no ano passado nesse mercado.

    Os crditos de carbono possuem negociaes de contratos nas Bolsas de pases como os Estados Unidos, Canad, Holanda, Japo, Frana, Alemanha, Dinamarca, Noruega e Sucia.

    No Brasil, esse mercado j tramita desde setembro de 2005 como o Mercado Brasileiro de Reduo de Emisses (MBRE), resultante de uma iniciativa conjunta do Ministrio de Desenvolvimento da Indstria e Comrcio Exterior (MDIC) e da Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F), funcionando como uma plataforma de negociaes dos ttulos emitidos por meio de projetos que promovam a reduo dos GEEs.

    Mas, no preciso ter empresa ou participar desse mercado para ajudar a frear o efeito estufa. No nosso cotidiano, mudando nossas atitudes, tambm podemos contribuir e otimizar o processo de reduo desses gases poluentes e quantidade de CO2. O uso moderado de energia eltrica, a reduo no consumo e reciclagem de materiais, a utilizao de meios de transporte coletivos ou alternativos (quando possvel) so exemplos de aes cidads que viabilizam mudanas para o bem comum.

    Fo

    to: w

    ww

    .blo

    gdo

    sere

    no.

    com

    .br

    Renata Invenzioni Engenheira Ambientalrinvenzioni@yahoo.com.br

    Sustentabilidade

    Carta de crdito de carbono: que negcio esse?

  • 35

  • 36

    Meninas, vou confessar que adoro ser atendida por uma vendedora bem arrumada(tambm simptica e humorada!). E eu tenho certeza que no sou s eu, no verdade?Vrias vezes entramos em uma loja, e uma

    vendedora descabelada nos atende e assim que a gente sai da loja, a primeira coisa que faz logo falar do cabelo da tal com a amiga ao lado.

    Mas, pior ainda quando voc est na situao de ser a vendedora descabelada ou desarrumada, e ouve um comentrio sobre o jeito que voc est vestida. Da no pode n, gente! Tem que gastar pelo menos um tempinho checando o visual e no pode dar bobeira.

    Mas, tem meninas que tentam se arrumar tanto que acabam gastando muito tempo, e caprichando alm da conta, passando uma imagem que no tem nada a ver com seu cargo.

    Ento, como se arrumar com bom gosto, de uma forma que transmita a imagem do seu local de trabalho?

    Bem, vou deixar algumas dicas simples para vocs. Primeiro, lembrando que eu no sou uma expert em maquiagem e bom gosto, e vou passar o que eu acho bonito e o que me incomoda quando eu vejo. E gostaria que vocs opinassem, mandando e-mail para a revista. Digam se vocs concordam ou discordam, ok?

    Para comear, o mais importante voc ter em mente em que tipo de empresa voc trabalha. Claro que funcionrias de empresas mais srias, como escritrios de advocacia e RH, se arrumam mais formalmente se comparadas as de escritrios de design e comunicao. Lojas tambm requerem um perfil diferente, de acordo com que tipo de produtos que vendem - e que tipo de clientes atendem. No caso das moas que trabalham em loja, alguns pontos devem ser observados:

    Que tipo de cliente minha loja atende? Como eles costumam se arrumar? Recebo elogios pelo jeito que estou arrumada? Que tipo de vestimenta atrai elogios e que tipo

    atrai ateno indevida? Com que tipo de produto eu trabalho? (Se forem

    cosmticos, a a ateno tem de ser redobrada porque voc tem de estar muito bem arrumada para passar confiana aos clientes sobre os produtos).

    Recomendo que voc deixe de lado exageros e adapte a maquiagem ao que voc achar mais apropriado. Aposte nos tons neutros, pois, principalmente em empresas mais conservadoras,

    esses so os mais apropriados e mais discretos. E lembre-se: voc no deve parecer maquiada, mas, sim, arrumada.

    Com que roupa eu vou? Certifique-se de que a roupa est limpa e bem

    passada sem buracos e com todos os botes. Procure sempre combinar os estilos do que voc est usando, principalmente se voc no usa uniforme. Ao usar acessrios tome muito cuidado para no ficar chamativa demais.

    Pergunte-se: se a dona da empresa chegar aqui agora e me chamar para almoar , estou vestida adequadamente? Essa uma boa forma de traar o perfil da empresa.

    Mos, unhas e esmaltes: amigos para sempreAs mos precisam de grande ateno e devem

    estar sempre bem cuidadas. Carregue um hidratante na bolsa, para que elas no fiquem speras.

    O tamanho das unhas deve ser curto ou mdio e bem cuidadas, mesmo que voc no esteja usando esmalte. Mantenha sempre algodo e acetona disponveis e caso o esmalte comece a descascar, retire imediatamente.

    Escolha esmaltes claros em tons neutros e transparentes (como brancos, beges e rosinhas) ou cremosos/escuros (beges, vermelhos fechados, vinhos, caf, berinjela).Tome cuidado com tons mais quentes e vibrantes como pink, alaranjados, vermelho-tomate e preto, que no so muito aconselhveis. Evite os esmaltes cintilantes e metalizados, exceto se a cor for neutra como um bege-escuro ou um cinza-chumbo, por exemplo.

    Meu rosto, meu tudo Pele: Primeiro lave bem o rosto e aplique um

    hidratante. Protetor solar indispensvel faa chuva ou faa sol. Se a sua pele boa, voc no precisa aplicar nada. Mas se quer corrigir um pouco manchas, espinhas e olheiras, invista em uma boa base, no tom exato da sua pele, e faa camadas finas. Uma boa dica aplicar com as mos, pois deixa as camadas bem finas e naturais. Cobrir 50% j o suficiente.

    Correo: Pode aplicar o corretivo se desejar, mas cuidado para no deixar a pele pesada, e lembre-se que quanto mais coisa voc coloca na pele, mais artificial ela fica, e com o decorrer do dia, ela fica craquelada e com aspecto feio. E quanto mais produtos, mais difcil manter no lugar e retocar depois. Ento deixe a pele leve para ficar com a maquiagem o dia inteiro.

    Pele oleosa: Se sua pele for oleosa, passe um pouco de p, mas cuidado para no ficar artificial. Mantenha o p na bolsa, para retocar durante o dia.

    Para quem no gosta de base e tem a pele oleosa, maquiagem mineral a melhor opo; natural, a camada fica fina, e durante o dia absorve a oleosidade da pele, o que a deixa mais natural ainda.

    Blush: Deve combinar com o tipo de pele de cada pessoa. Nem sempre aquele tom rosinha combina com os tons de pele mais escuros, ento bom voc ir at uma loja e testar vrios tons at achar o ideal. O blush serve para dar uma corzinha, e tirar aquela cara de fantasma, para dar a sensao de que voc tomou um solzinho. No exagere porque voc no est indo a uma festa junina.

    Lbios: Aposte nos batons cor-de-boca ou outro tom neutro mais escuro, puxando para o rosa-queimado ou marrom claro. Os batons escuros devem ser evitados.

    Olhos: Aposte em tons claros e sombras neutras. Boas opes so cores prximas ao cobre, mel, cinza, marrom, grafite, violeta, rosas claros, verdes escuros. Evite tons metalizados e brilhosos, e diga no ao glitter, por que ele cai pelo rosto e faz uma baguna. No fim do dia tem glitter at na orelha.

    Delineador cai sempre bem, mas lembre-se que se voc est atrasada, o delineador s vai te atrapalhar. Ao usar o lpis para contornar os olhos ou fazer um trao com o delineador, tome muito cuidado. Opte por cores mais claras e fuja do preto, utilizado noite.

    Algumas meninas amam usar o lpis preto em volta do olho todo. Cuidado! Tenham em mente que lpis de m qualidade borra e escorre, dando uma aparncia feia e desleixada no decorrer do dia. Ento, escolha um lpis de qualidade boa para evitar isso. Use curvex e rmel tambm, mas lembre-se: quanto mais voc maquiar perto dos olhos, mais aparecem as linhas de expresso.

    Uma maquiagem leve pode levantar o visual, disfarar imperfeies e olheiras. Alm de passar uma imagem melhor, vai te deixar mais segura pra enfrentar o dia no trabalho.

    Reserve algum tempo durante o dia para checar seu visual no espelho. Escove os dentes, retoque o desodorante etc. No use fragrncias muito fortes. Lembre-se dos clientes com alergias e dos seus colegas, principalmente, se voc trabalhar em um ambiente fechado ou com pouca ventilao.

    A palavra de ordem na hora de se vestir e maquiar na hora de trabalhar coerncia.

    PAPO DE MULHER

    A maquiagem e a roupa

    para o trabalho

    Texto de Priscila Von Mhlen, postado no blog www.shampoodelaranja.com

    36

    Foto

    : ww

    w.s

    hutte

    rsto

    ck.c

    om.b

    r

  • 37

  • 38

  • 39

  • 40

  • 41

  • 42

    Os atuais programas governa-mentais, como o Programa Minha Casa Minha Vida e PAC, incentivam a pesquisa e o desenvolvimento de novos sistemas construtivos para auxlio do atendimento das metas estabelecidas para a construo de habitaes econmicas no pas.

    Existem novas iniciativas para essas so-lues, desde paredes macias moldadas in loco, em concreto aerado e auto-adensvel, utilizando jogos de formas (em alumnio, ao ou pvc), at painis pr-moldados (pr-fabricados em indstria) de concreto macio ou compostos com elementos cer-micos, painis em steel frame (com perfi s leves de ao galvanizado, gesso acartona-do, l de rocha e placas cimentcias), alm dos j consagrados sistemas em alvenaria estrutural, sejam de blocos de concreto ou de cermica.

    Na anlise dos diferentes sistemas construtivos, necessrio levar em con-siderao vrios quesitos como: capaci-dade da diminuio de prazos e custos de produo, as condies de garantia, o nvel de qualidade, a habitabilidade, segurana e durabilidade (atendimento s recentes normas de desempenho ABNT/NBR 15.575), o aumento da produtividade e a

    racionalidade, necessidade de treinamento e qualifi cao de pessoal e, fi nalmente, como se comporta com relao interao com o meio ambiente, tanto na produo como no uso da construo durante sua vida til. essencial sempre levar em conta a utilizao de sistemas sustentveis e ecologicamente corretos, alm da anlise e aprovao pelo SINAT (Sistema Nacional de Aprovaes Tcnicas) para conseguir acesso aos fi nan-ciamentos governamentais atravs da CEF (Caixa Econmica Federal) e BB (Banco do Brasil), por exemplo.

    Como nesses sistemas trabalha-se com objetivos de reduo de custos atravs da racionalizao de processos, de maior industrializao, diminuio de desperdcios e obras em maior escala - que para serem alcanados necessitam de maior qualifi cao e especializao de mo de obra -, mqui-nas e equipamentos mais complexos, as equipes de gesto recebem uma importncia e responsabilidade maiores para executar o planejamento, o controle e a logstica das obras, otimizando processos, reduzindo etapas e aumentando a produtividade das equipes de trabalho.

    Torna-se imprescindvel a utilizao de um sistema de gesto integrado aliado a um controle de qualidade efetivo, aplicado por uma equipe de gerenciamento especializada.

    Outro aspecto importante a questo ambiental, j que o sistema deve adotar dire-trizes para efi cincia energtica, reduo de emisses, economia e uso racional da gua, utilizao de materiais nativos e reciclados, ventilao e insolao saudveis, melhorias na gesto e reduo de lixo e resduos sli-dos e lquidos.

    Na questo social, deve facilitar a pro-moo de cursos para qualifi cao profi ssio-nal, aumentar a incluso das comunidades locais com responsabilidade social atravs da melhoria de conhecimentos, gerao de maior nmero de postos de trabalho, tendo em vista o aprimoramento na aplicao das regras de segurana do trabalho e sade ocupacional permitir e incentivar a criao e aplicao de programas estruturados de QSMS (Qualidade-Segurana-Meio Ambiente-Sade Ocupacional).

    Portanto, para a anlise e escolha de um sistema construtivo, devem-se consi-derar os vrios aspectos aqui relatados que so multidisciplinares e envolvem prazos, custos, qualidade, desempenho, produtivi-dade, qualifi cao profi ssional e sustentabi-lidade, alm de ser um elemento de resgate do dfi cit social com inovao tecnolgica, criatividade e maiores capacidades para a construo habitacional de baixa renda.

    42

    Novos sistemas construtivos para habitao econmica

    Construo & Tecnologia

    Nelson J. Mostao Engenheiro Civil e Consultor de Empresas, conselheiro da AEAI (Associao dos Engenheiros e Arquitetos de Itatiba) e membro do Instituto de Engenharia de So Paulo.E - m a i l : n e l s o n @construdesign.com.br

    Foto

    : ww

    w.s

    hutte

    rsto

    ck.c

    om.b

    r

  • 43

  • 44

    Porque plantar rvoresMais do que liberar o oxignio e absorver o gs carbnico, as rvores ajudam na diminuio da poluio e da temperatura da cidade, colaboram com a sade do Planeta, alm de dar frutos, fl ores, deliciosos aromas, sombra, abrigo aos pssaros e mais beleza paisagem.Voc sabia que a rvore... Pode providenciar as necessidades de oxignio para nossa existncia. Retm CO2. Reduz a incidncia de asma, cncer de pele e doenas relacionadas ao estresse, porque diminui a poluio do ar, promove sombreamento e um ambiente atrativo, calmo e adequado para recre-ao. Ajuda a diminuir em at 10% o consumo de energia por meio do efeito de moderao climtica local. Desenvolve um papel importantssimo no ecossistema, pois responsvel por manter mais de 50% da biodiversidade. Reduz a poluio sonora e os ventos, mantendo a umidade do ar e chuvas regulares. Fornece matria prima para produtos como medicamentos e chs, alm de frutas, fl ores, se-mentes, fi bras, madeira, ltex, resinas e pigmentos. Promove a sade dos solos e evita a eroso com suas razes. beleza natural para nossos olhos e nossas almas.Itatiba: uma escolha para quem elege a sade em 1 lugar Considerada uma das cidades com o melhor clima no Estado de So Paulo, Itatiba se torna cada vez mais o destino preferido de lazer e descanso de paulistanos.Cercada por montanhas, Itatiba tem uma posio geogrfi ca privilegiada. Ao seu redor, as serras do Japi, de Cocais e da Mantiqueira favorecem a oxigenao de toda a regio, aumentando a qualidade de vida de seus moradores.Por isso fundamental ter toda populao mobilizada para manter o cenrio da natureza impe-

    cvel de Itatiba!

    A Innova Paisagismo vai doar mudas com o objetivo de conscientizar e incentivar os moradores da regio sobre a importncia de cultivar rvores para promover o desenvolvimento sustentvel, a conservao e a preservao do meio ambiente.

    A iniciativa quer facilitar o acesso da populao ao plantio, por isso sero disponibilizadas 1500 mudas de rvores nativas, 1000 cartes sementes e folders com dicas de sustentabilidade.Cada pessoa, maior de 18 anos, poder retirar duas mudas a sua escolha, mediante apresentao do CPF, e ainda receber orientaes de como plant-las.As doaes sero feitas no Dia da rvore, em 21 de setembro, das 8h s 16h30, na Innova Paisagismo, que fi ca na Av. Marechal Castelo Branco,525, na entrada da cidade, direo de quem vem de Jundia.

    Para saber mais, acessewww.innovapaisagismo.com.br

    Boa causa

    Apoio:44

    Foto

    s: w

    ww

    .shu

    tters

    tock

    .com

    .br

  • 45

  • 46

  • 47

  • 48

    Muito Obrigado

    A ExpoNegcios 2012 reuniu 85 empresas, dezenas de pessoas, entre colaboradores, parceiros e equipes, e

    mobilizou milhares de visitantes.O evento um marco no empreendedorismo e trouxe para

    Itatiba um novo conceito de relaes corporativas.Parabns a todos! O pleno sucesso resultado de muito trabalho, dedicao, determinao e o objetivo claro e comum de gerar desenvolvimento e timas mudanas.

    Agora, vamos preparar a 2 Edio, em 2013. Ento, at l!

    48

  • 49

    Sucesso Absoluto

    ExpoNegcios Itatiba: um evento que veio para ficar

    Os dias 4 e 5 de agosto de 2012 so, sem dvida, um divisor de guas na histria da cidade, especialmente no que diz respeito a como fazer negcios,

    incrementar marcas, divulgar produtos e servios e criar novas parcerias, alm de estabelecer uma relao direta e objetiva com os consumidores. Confira aqui

    tudo o que aconteceu nos dois dias de evento.

    Foto

    s: E

    dson

    Fot

    o

  • 50

    Nem parecia o salo de festas do Itatiba Esporte Clube. Os dois andares, repletos de estandes

    e pessoas circulando de um lado para outro - algumas trajadas socialmente, outras mais esportivas -, deixavam claro que no era um evento comum: ali estava acontecendo a primeira edio da ExpoNegcios de Itatiba, com todo o ineditismo que uma ao assim pode oferecer.As 85 empresas locais e das cidades de Campinas (SP), Bragana Paulista (SP), Jundia (SP), Morungaba (SP), So Paulo (SP), Valinhos (SP) e Araquar (SC), instaladas nos 700 metros quadrados, mostraram criatividade e muita competncia para expor suas marcas. E cada uma deu ao seu espao a sua identidade. Os visitantes circulavam carregando sacolas, brindes, prospectos, folders e saam da Expo com os olhares e as percepes ampliados sobre as tantas oportunidades de Itatiba e regio em compra e venda de imveis, construo e reforma, alimentao, decorao, arquitetura, imagem, foto, som, veculos, paisagismo, educao, esttica, sade bucal, medicina do trabalho, calados, turismo, seguros, mveis, consrcio, artes, confeco, telecomunicaes, lazer, transporte, dentre outras.Conhecimento, capacitao e lazer garantidosUm dos pontos altos da ExpoNegcios foram as quinze palestras. Era visvel o entusiasmo dos que prestigiaram os temas, apresentados pelos experts da empresa Palestras Vencedoras.Novas informaes trouxeram tanta motivao que muitos dentre empresrios, funcionrios e profissionais liberais - no perderam nada da programao e s saiam para comprar gua, retornando rapidamente, ansiosos pelo prximo tema.

    Dicas de marketing pessoal e de empresas, o uso de marcas e patentes, pirataria, networking, as formas inovadoras de gesto, lideranas premium, equipes vencedoras... a cada nova apresentao, o universo de possibilidades se ampliava aos mais de 40 espectadores que se renovavam de uma em uma hora naquele espao do conhecimento. Roberto Guimares, Alexandre Polachini, JeorgeKarwaski, Bob Floriano, Roberto Caruso, Lcia Helena, Priscilla de S, Ivan de Marco, Marcelo Brando, Eduardo Collinett, Fernando Rosa, Pereira Vencendo, Riccardo Oliveira, e Mary Pereira deram o seu recado, assim como Bruno Gobbi, colaborador do Grupo Ueda & Goto, que falou sobre o atualssimo Marketing 3.0 Online: como as grandes empresas atuam nas redes sociais.Muito produtivas, motivadoras, com contedos superinteressantes. Tivemos mais informaes sobre a importncia da comunicao entre vendedor e cliente, comentam entusiasmadas as irms Silvia e ngela Ledo, arquiteta e nutricionista respectivamente, na sada das palestras.Cleverton Gomes, desenhista e cartunista conhecido e respeitado da cidade, reuniu crianas e adultos no seu workshop para mostrar a importncia dessa arte na comunicao. O que ele no contava era com a fila de novos e velhos fs que se formou em seu estande para que fizesse caricaturas. Ficou claro que sua mensagem foi compreendida.Uma feira de negcios bem-sucedida quando consegue atingir todos os pblicos. A ExpoNegcios refletiu isso. At magia e ilusionismo, como ferramentas interativas e de comunicao, foram explorados no workshop do mgico Thiago Barros, que tambm divertiu os presentes

    com truques incrveis no palco central da Expo. O mesmo palco recebeu msica de primeira qualidade. Os artistas se revezaram: instrumental, com o Trio de Cordas, e rock pop, com a dupla Troy e Leno. Outro momento divertido foi a performance do personaltrainner Wilson Gilson Sol, personagem criado por Roberto Caruso, que fez a galera rebolar, literalmente. Desconcentrao total, reforada pelo bem-humorado stand up comedy de Chesman Padim e Lus Gustavo.As crianas esbaldaram-se no playground montado ao lado do salo, com pula-pula, piscina de bolinhas, algodo doce, pipoca e outras atraes, acompanhadas por monitores treinados.Na rea interna, a praa de alimentao acolheu centenas de pessoas garantindo um variado cardpio de opes: do churrasco e massas aos petiscos deliciosos de botequim e doces finos com gosto de quero mais.Gostaria de deixar registrado aqui, toda a minha satisfao por ter participado da 1 EXPONEGCIOS de Itatiba. Parabenizo toda a equipe pela organizao, ateno, amizade, que me foi oferecida. Devo-lhes dizer que, fao questo de estar presente no prximo ano. Portanto, digo ainda, que minhas expectativas foram amplamente atingidas!, revela Sheyla Desire Flaibam, proprietria da Le Monde Tour.Ningum conseguiu conter-se quando chegou a hora do sorteio de prmios. Diante das brincadeiras propostas por Fernando Pinheiro, que passou os dois dias anunciando as empresas expositoras e as diversas atraes, no teve timidez que impedisse, por

    exemplo, de rapazes subirem ao palco para exibir seu desempenho em um desafiante exerccio de flexo de braos. Nem as meninas resistiram a um desfile improvisado para mostrar como portavam elegantemente a bolsa fashion que a melhor top model, eleita pelos presentes, levaria para casa.Tanto entusiasmo era justificvel. Afinal, no sempre que se pode sair de um evento levando consigo e por sorteio - viagens, checkup odontolgico, tratamento de beleza, produtos da cosmtica, doces e salgados, utenslios domsticos, vinhos, assinatura de banda larga, relgios e acessrios, artigos de decorao, tablets e muito mais.Nunca vi em Itatiba nada igual. preciso repetir esse evento mais vezes, com certeza, porque um avano para a cidade, afirma o consultor de imveis, Geraldo Chagas.Rodada de negcios e novas parceriasPara alguns essa prtica conhecida, mas para a maioria ela nova e traz resultados imediatos. A rodada de negcios foi outro grande diferencial da Expo.No espao predeterminado, tanto fsico (nas mesas devidamente organizadas), como de tempo (as rodadas tinham minutos para acontecer), os empresrios trocaram experincias e puderam vivenciar uma estratgia direta e eficaz que expe seus produtos e servios e viabiliza a criao de parcerias slidas.Participamos das rodadas de negcios e pudemos oferecer s mdias e pequenas empresas o nosso produto diferenciado. Dessa forma, nossa marca pode ser mais percebida,

    Confira tudo o que aconteceu na Exponegcios no site:

    www.exponegociositatiba.com.br

    REALIZAO WOW ENTERTAINMENT

    Fotos: Edson Foto

  • 51

    compartilha Ktia Cervantes, da Uniodonto.A rodada de negcios foi tima! Conseguimos vrias parcerias, conta Rassa Hartmann, do Colgio Populus.Preservar precisoToda a proposta da ExpoNegcios tem por base a sustentabilidade. Tanto que, alm de o evento ter recebido o certifi cado Selo Verde, concedido pela Ecolmeia,a cada duas horas, durante os dois dias de feira, um carrinho muito simptico circulava pelo espao recolhendo os resduos, separando-os para reciclagem.Outra novidade sustentvel, que surpreendeu os visitantes, foi a casa de PVC, construda do lado de fora do salo. Devidamente decorada, o espao, com quarto (sute), sala cozinha, sala de TV e banheiro, atraiu a curiosidade de centenas de pessoas que conferiram a moradia montada em 8 dias, com durabilidade estimada para sculos, totalmente ecolgica e com investimentos menores do que a tradicional construo em alvenaria. uma experincia nova, interessante. E j colhemos bons frutos. Itatiba nunca recebeu um evento desse porte. Conseguimos fazer parcerias com outras empresas e comear bons negcios. No ano que vem, estaremos de volta!, contam entusiasmados os expositores Eduardo e Regina da Just in Time Informtica.Quando lancei a ideia de realizar a Expo, recebi dois tipos de feedback: um era que a iniciativa parecia ousada demais, sem futuro. Outra, que motivou no s a mim, mas a minha equipe e os embaixadores do evento, pessoas que trabalharam conosco nos dois dias, de que a feira seria um marco, tamanho sucesso. Fico feliz porque a grande maioria de empresas, veculos de comunicao e pessoas de todas as reas deram todo o apoio. O trabalho em equipe, a cooperao... tudo fez diferena e isso que nos move a seguir em frente. Agora focar na segunda edio., comentou Edgar Ueda, diretor do Grupo Ueda & Goto,

    que rene as empresas Issho Imveis, agncia Mondeluz, a Revista Imveis &Cia e a WOW Entertainment, realizadora da ExpoNegcios.Para quem foi Expo, vale recordar os melhores momentos visitando http://www.exponegociositatiba.com.brPara quem no foi... navegue no site e descubra porque, no ano que vem, voc no pode perder a segunda edio! Embaixadores:Andrea Fernanda DinardoVivian DaleLeandro RibeiroFabricio CostaRodrigo MarquesMarianne da RosaDiogo Vinicius RochaSilvana Martins TeixeiraGuilherme Cardoso de SAline BorbaLiberatoreThiago Ferreira LealMaycon Bonetto RibasKarina DuarteNuno DuartePaula DuarteAndreia SecconRodrigo TorsoFlvio Patutta

    Staff do Grupo Ueda & Goto by WOW Entertainment:Claudio CruzEsther Karina

    Mrcio BorbaFtima FernandesEduardo DuqueSara FranciscoConsuelita FariaDiego MachadoBruno GobbiDenis Nakashima Vanessa Franciscon

    REALIZAO WOW ENTERTAINMENTCotas de Patrocnio: 1. Hotel Villa DAngelo2. gua Azul3. Issho Imveis4. Publimak5. GSP Arts6. Mondeluz Publicidade & Marketing7. Vilage Marcas e Patentes8. Silvamarts 9. Global Housing International

    Cotas de Apoio: 1. Universidade So Francisco2. BNI3. Alencar Seguros4. Lelica Kids5. Edson Foto6. Roberto Caruso 7. Fasolo8. Audio Five Produtora de udio e Vdeos9. Studio 9 Produtora de Vdeos10. Ecolmeia11. Palestras Vencedoras

    Mdias Ofi ciais: 1. Fontpress2. Revista Mega3. Jornal T Na Mo4. Revista Imveis & Cia5. ITV6. Agetel7. Revista Seu Imvel8. Revista Exclusiva 9. Jornal Bom dia. Patrocnios para realizao do Meeting: 1. Villa DAngelo resort hotel2. Buffet Le Due Sorelle3. Studio 9 Produtora de Vdeos4. Magma Fogos5. Edson Foto6. Emprio Vinis7. AM Produes8. L&R Sonorizao9. Plcita Flores10. Fernando Pinheiro - Audio Five11. Buffet Du Cheff Empresas parceiras no Showroom : 1. Jocal2. Ideale3. GTM Revestimentos4. Vidraaria Cristal5. Center Costa6. BioFlora7. Minutti Tintas8. Placo Center9. Hansa Iluminao

    10. Vidraaria Santana11. Viva Cor12. Mgico Tintas13. Janel - Portas e Janelas14. Madeireira Belgini15. Purina16. Studio Stamp17. Innova Paisagismo

    Construo: Nova FormaVendas: Issho Imveis

    Empresas Patrocinadoras de ambiente : 1. Playground Infantil Lelica Kids2. Palco Casa de Cultura3. Lounge Business - Fasolo4. Auditrio Charme Decoraes5. Praa de Alimentao - Carrantos

  • 52