Revista Imveis e Cia - 18 Edio

  • Published on
    09-Mar-2016

  • View
    254

  • Download
    29

DESCRIPTION

Revista Imveis e Cia - 18 Edio - Maio/Junho 2013

Transcript

  • 1Mais contedoem qualquer lugar

    Financiamento imobilirio cresce 39%

    Os melhores parceiros preferem iniciativas ambientalmente amigveis

    Exponegcios 2013 investe na sustentabilidade

    R$ 35 milhes para melhorar a infraestrutura da cidade

    Ano 2 - 18 edio - Maio/Junho 2013

    Grtis

    A partir de R$ 175 mil Compre casas, apartamentos, terrenos...

    6 pginas com as melhores oportunidades do mercado imobilirio da regio

    Veja quais bairros recebero obras

    Endomarketing () e voc O poder da motivao interna nas empresas

    Imveis e Afins | Gesto e Negcios

  • 2

  • 3

  • 4Marketing - Planejamento - EstratgiaEdgar Uedaedgar@portalimoveisecia.com

    Gesto FinanceiraRaphael Duduch

    Business IntelligenceHenrique Duduch

    Jornalista ResponsvelMari Carla GiroMTb 33262/SPjornalismo@revistaimoveisecia.com.br

    RedaoMaiara LimaMTb 67541/SP

    Design e DiagramaoMondeluz - Design & Performance

    Direo de ArteDiego Machadoarte@mondeluz.com.br

    Design GrficoBruna Casettabruna@mondeluz.com.br

    Web DeveloperCain Maturoweb@mondeluz.com.br

    FinanceiroFlavia Baldamfinanceiro@mondeluz.com.br

    Assessoria Jurdica Dra. Ftima da Silva BarrosOAB/SP 275.253fatimasbarros@yahoo.com.br

    Executivos de VendaCludio Cruzclaudio@portalimoveisecia.com

    Esther Karinaesther@portalimoveisecia.com

    Juliana Oliveiracomercial@revistaimoveisecia.com.br

    Colaboradores nesta edioCamila FrareCain MaturoRenataInvenzioniMaryns PereiraDr. Michele Sanches Calhiarana

    AuditoriaASPR Auditoria - www.aspr.com.br

    Tiragem 10.000 exemplaresPeriodicidade Mensal

    Rua Comendador Franco, 650Centro - Itatiba - SP

    Distribuio Gratuta:Itatiba e Morungaba.

    Locais:Condomnios, Comrcios, Panfletagem e Mala direta.

    ImpressoGrfica Silvamarts

    Edgar Ueda - Diretor Geral

    edgar@portalimoveisecia.com

    Revista mensal sobre mercado de imveis e afins

    Editorial

    Expediente

    Maio/Junho - 2013

    Quantos j no fi zeram esta pergunta no momento de dar um

    passo to importante quanto a compra de um imvel? Depois

    de sustos como as bolhas do mercado imobilirio norteameri-

    cano (que resultaram na crise fi nanceira de 2008/2009, espa-

    lhada pelo mundo), e por se tratar de um investimento que envolve consi-

    dervel montante de dinheiro para a maior parte das pessoas natural

    haver receios.

    Mas h boas notcias aos que esto com a dvida na cabea: Ser que

    a hora agora?. Esta edio da Imveis & Cia traz matrias que podem

    ajudar na sua deciso. Se o seu principal medo no ter todo o dinheiro em

    mos quando encontra a oportunidade dos sonhos, o fi nanciamento parece

    o caminho mais seguro a seguir. Tanto que s nestes primeiros meses de

    2013, cartas de credito para negcios imobilirios cresceram 39% na compa-

    rao com o ano passado (veja mais na pgina 5).

    Recentemente os bancos brasileiros anunciaram aumento de cinco anos

    no limite de tempo dos fi nanciamentos. Antes era possvel pagar uma casa

    em at 30 anos, prazo que agora de 35 anos. Uma das principais regras para

    um fi nanciamento que o valor das parcelas no ultrapasse 30% da totali-

    dade da renda. Sendo assim, aumentando o tempo de pagamento, o valor da

    parcela diminui e possvel vender para mais pessoas.

    Tambm trazemos matria sobre a desacelerao dos preos dos im-

    veis no pas, bom para quem quer comprar seja para morar ou investir. E, aos

    que j se decidiram que agora sua hora, as prximas pginas trazem nada

    menos que 84 oportunidades de casas, apartamentos, chcaras e imveis co-

    merciais, com valores a partir de R$ 175 mil e a chave na mo. Que tal buscar

    a sua? Uma tima leitura!

    Juntos fazemos melhor!

    aproveite o mercado!

    Sees

    44

    10

    58

    20

    64

    36

    Os conceitos emitidos nos artigos assinados so de responsabilidade de seus autores e no refl etem, necessariamente, a

    opinio da revista Imveis & Cia. O contedo dos anncios aqui publicados so de total responsabilidade dos anunciantes.

    proibida a reproduo de textos, fotos e ilustraes sem a prvia autorizao desta revista.

    Informa:

    A Revista Imveis & Cia uma empresa do Grupo Ueda & Duduch.

    Conhea nossas linhas de negcios,acesse www.grupouedaeduduch.com.br

    9 - Centro de desenvolvimento e pesquisa em motores instalado em Itatiba

    10 e 11 - Filmes inspiradores: como o cinema pode ajudar a empreender

    15 - Ideias sustentveis: menos de R$ 20 mil e gua de chuva disponvel

    16 - Uma casa de plstico e um teto de alface 20 - A arte de motivar diariamente: endomarketing para funcionrios 26 - Voc estabelece metas? Veja o que diz a gestora Maryns Pereira

    34 - Construo: Copa do Mundo e expanso de crdito trazem oportunidades

    36 a 40 - Mercado se agita com Construction Expo em So Paulo, Construir no Rio, Casa Cor SP e Campinas Decor...

    44 - Novas tintas permitem desde criao de lousa em parede at dispensa do ar condicionado

    58 - Iluminao: segmento investe em design, economia e estilo 64 - Quando o contedo das redes sociais pode turbinar seu negcio? Confira em Tecnologia

    Ser que a hora?

  • 5O financiamento imobi-lirio d sinais de ser a principal fonte de re-cursos para compra do imvel prprio nos primeiros meses

    do ano. At o dia 20 de abril ltimo,

    a Caixa referncia em financiamento

    habitacional no pas - assinou 409 mil

    contratos, no valor total de R$ 36,1

    bilhes em financiamentos. O volume

    representa um crescimento de 39%

    em relao ao mesmo perodo do ano

    passado, quando contratou R$ 25,9

    bilhes.

    O valor mdio dirio em financia-

    mentos atingiu R$ 481 milhes e o n-

    mero de contratos assinados, por dia,

    chegou a 5.464. Para imveis novos,

    foram destinados 66% de todo o mon-

    tante contratado no perodo, o que

    corresponde a R$ 23,8 bilhes. As in-

    formaes so da assessoria do banco.

    Boa opo para e m p r e s r i o s que precisam comprar mate-riais de construo numa de-

    manda inesperada. Por meio

    de crdito pr-aprovado, o

    Banco do Brasil disponibi-

    liza o BB Crdito Empresa,

    linha financiamento de in-

    vestimentos que permite a

    compra, alm de materiais

    para construo, de mqui-

    nas e equipamentos novos

    de fabricao nacional, ve-

    culos novos e equipamen-

    tos de informtica. A linha

    direcionada s empresas

    com faturamento bruto anu-

    al de at R$ 90 milhes. O

    empresrio pode financiar

    at 100% do bem, incluindo

    o IOF (Imposto sobre Ope-

    raes Financeiras). O prazo

    de pagamento pode chegar a

    60 meses, contando com ca-

    rncia de at trs meses para

    quitar a primeira prestao.

    Por meio dessa sistem-

    tica, o cliente contrata, uma

    nica vez, um teto rotativo

    e solicita a liberao do cr-

    dito a qualquer momento

    de acordo com a sua conve-

    nincia, sem a necessidade

    de assinar novo contrato.

    medida que as prestaes

    so pagas, abre-se mais mar-

    gem para novas liberaes

    de crdito. Somente nessa

    modalidade, o desembolso

    em 2013 de mais de R$

    500 milhes. No final de

    abril, as taxas praticadas

    nesta modalidade estavam

    em 0,246% ao ms, para fi-

    nanciamento de mquinas

    e equipamentos novos, pro-

    duzidos no pas.

    Financiamento imobilirio cresce 39% em 2013

    Linha para aquisio de material de construo permite liberao do crdito em at 24 horas

    Crdito

  • 6

  • 7PAC libera R$ 35 milhes para melhorias em bairros itatibenses

    O governo federal libe-rou em abril fi nan-ciamento de R$ 35 milhes para obras de infraestrutura na cidade. A assi-

    natura do convnio que tem valor

    total de R$ 70 milhes- foi acerta-

    da entre o prefeito de Itatiba Joo

    Fattori e o ministro das Cidades,

    Aguinaldo Velloso Borges Ribeiro,

    em Braslia. Segundo a prefeitura, o

    dinheiro ser usado principalmente

    na pavimentao de bairros perif-

    ricos, atendendo dessa forma rei-

    vindicaes antigas dos itatibenses.

    A prioridade so os corredo-

    res de nibus e sero atendidos,

    entre outros, os bairros Engenho

    Dgua, Real Parque, San Martin,

    Morro Azul, Recreio Costa Verde,

    Bairro dos Pires, Moenda e Jardim

    Leonor. Sero cerca de 400 mil m

    de pavimentao, um investimen-

    to de R$ 25 milhes. Alm disso,

    sero investidos cerca de R$ 5 mi-

    lhes no recapeamento de vias, R$

    3 milhes na criao de passeios

    com acessibilidade.

    O investimento faz parte do

    PAC Mobilidade Urbana fase 2. As

    licitaes pblicas para a execuo

    do servio devero ser abertas logo

    em seguida liberao do fi nancia-

    mento pelo ministro, de acordo

    com informaes da assessoria de

    imprensa da municipalidade.

    PLANEJAMENTO URBANO

    At a metade de maio Itatiba deve-

    r estar com suas prioridades elen-

    cadas dentro do Programa Cidades

    Sustentveis (PCS), que promoveu

    o 2 Encontro dos Signatrios nos

    dias 10 e 11 de abril. Participaram

    do encontro prefeitos, vices, secre-

    trios e tcnicos de planejamento

    de municpios de todas as regies

    do pas. O Programa busca aumen-

    tar a participao da populao nas

    solues para os problemas das ci-

    dades, com o objetivo de torn-las

    ambientalmente melhores.

    So 200 municpios signatrios

    do PCS que assinaram a carta-

    -compromisso de apresentarem

    at maio o diagnstico da situao

    de sua cidade e o Plano de Metas a

    serem realizadas nos prximos qua-

    tro anos de governo. Entre os eixos

    temticos que do rumo ao Progra-

    ma, esto itens como bens naturais

    comuns, equidade, justia social e

    cultura de paz, gesto local para a

    sustentabilidade, planejamento e

    desenvolvimento urbano e cultura

    para a sustentabilidade.

    Infraestrutura

    Fo

    to: S

    hut

    ters

    tock

    .co

    m

    Cerca 400 mil m em bairros sero pavimentados

  • 8Fo

    tos:

    Div

    ulga

    o

    Comrcio amplia premiao de campanha para incentivar compras

    O comrcio e indstria de Itatiba apostam no aumento de ven-das entre o consumidor local oferecendo uma premiao maior em sua campanha insti-tucional Itatiba, Eu Compro Aqui. Promovida

    pelo 11 ano pela Aicita (Associao Industrial e

    Comercial de Itatiba), a campanha premiar mais

    pessoas, e tambm com prmios maiores.

    Pelo novo formato, o acrscimo foi de 60% no

    nmero de contemplados nas primeiras quatro

    aes do ano. Para o Natal, data de maior repre-

    sentatividade nas vendas, alm de ser mantido o

    carro 0km, sero premiados mais nove consumi-

    dores e dez vendedores com vale-compras. No

    total, s em prmios, a campanha distribuir apro-

    ximadamente R$ 70 mil em prmios neste ano,

    calcula a organizao.

    Outra inovao que todos os sorteios, autori-

    zados pela Caixa Econmica Federal, sero reali-

    zados na Praa da Bandeira, assim como ocorreu

    na premiao de Natal da ltima campanha. O

    lanamento ofi cial da edio 2013 ocorreu no fi -

    nal de abril, no teatro Ralino Zambotto.

    Atualidades

    Mais prmios e mais sorteados

    3 consumidores premiados com R$ 1 mil

    3 vendedores premiados com R$ 300

    3 consumidores premiados com R$ 500

    3 vendedores premiados com R$ 150

    1 consumidor premiado com um carro 0km

    1 vendedor premiado com R$ 600

    4 consumidores premiados com R$ 1 mil

    4 vendedores premiados com R$ 300

    5 consumidores premiados com R$ 500

    5 vendedores premiados com R$ 150

    Campanhas do Dia das Mes, dos Namorados,dos Pais e das Crianas

    Natal

  • 9Atualidades

    Itatiba passa a abrigar centro de pesquisa e desenvolvimento da Borgwarner

    So quatro salas de tes-

    tes para motores, rea de

    montagem de prottipos

    e vrios equipamentos de

    desenvolvimento e testes

    de produtos. Com esse novo centro de

    pesquisa e desenvolvimento da Bor-

    gwarner em Itatiba, o estado de So

    Paulo passa a abrigar uma unidade ca-

    paz de desenvolver localmente novas

    tecnologias para motores, atendendo

    crescente demanda do setor automoti-

    vo pela reduo de consumo de com-

    bustvel e de emisso de poluentes.

    Dependamos totalmente dos

    centros de pesquisa e desenvolvimen-

    to dos Estados Unidos para poder

    fazer os testes e avaliaes de nossos

    produtos. Agora, tudo ser feito aqui,

    com muito mais agilidade, afi rmou

    o diretor geral da Borgwarner Brasil,

    Arnaldo Iezzi. Pesquisa e desenvolvi-

    mento prioridade para o estado de

    So Paulo, que contribuiu por meio

    da Investe SP para que a Borgwar-

    ner encontrasse um local adequado

    para expandir suas atividades, alm

    de oferecer assessoria tributria e em

    infraestrutura empresa, destacou o

    diretor administrativo da Investe SP,

    Paulo Luis Capelotto.

    O presidente e CEO da Borgwarner,

    James Verrier, agradeceu ao governo do

    Estado de So Paulo e prefeitura de

    Itatiba, que providenciou todo o supor-

    te necessrio para a empresa instalar a

    nova unidade. Estamos impressiona-

    dos com o crescimento no nmero de

    veculos no Brasil e esperamos que esse

    crescimento continue, disse.

    A nova planta da Borgwarner nas-

    ceu da impossibilidade de expanso da

    antiga, localizada em Campinas. Em

    novembro de 2012, a empresa comeou

    a se mudar gradativamente para a nova

    planta, em Itatiba, onde est instalada

    em um terreno de 100 mil metros qua-

    drados, com 20 mil metros quadrados

    de rea construda, o dobro do antigo

    prdio. H espao, ainda, para que a

    unidade seja duplicada no futuro.

    No processo de mudana, 100%

    dos profi ssionais que atuavam em

    Campinas foram mantidos. A expec-

    tativa de que, com o aumento da

    produo prevista, o nmero de fun-

    cionrios aumente nos prximos anos.

    Com a nova planta, a empresa vai

    expandir os negcios para veculos pe-

    sados e utilitrios, alm de introduzir

    novas linhas de produtos e fortalecer

    a atualizao no segmento de veculos

    de passeio. Em uma primeira fase, a

    unidade est apta a produzir at 500

    mil turbos e 500 mil sistemas de acio-

    namento de motores por corrente para

    veculos de passeio. Os turbos, alm de

    agregar mais potncia ao motor, pro-

    piciam a economia de combustvel,

    reduo de peso e de emisso de po-

    luentes indo ao encontro do que est

    estabelecido no novo regime automo-

    tivo brasileiro (Inovar-Auto).

    *Com informaes de Investe So Paulo

    ONU declara que Itatiba uma cidade resiliente

    Itatiba segunda cidade da

    Regio Metropolitana de

    Campinas (RMC ) a integrar

    o seleto grupo de munic-

    pios brasileiros classifi cados

    pela Organizao das Naes Unidas

    (ONU) como Cidades Resilientes.

    A ao uma iniciativa da Estrat-

    gia Internacional para a Reduo de

    Desastres (EIRD), da Secretaria Na-

    cional de Defesa Civil (Sedec) e do

    Ministrio da Integrao Nacional.

    O anncio foi feito em abril,

    durante reunio da Cmara Temti-

    ca de Defesa Civil da Agencamp em

    Valinhos, na qual o prefeito de Ita-

    tiba, Joo Gualberto Fattori, acom-

    panhado da coordenadora da Defesa

    Civil de Itatiba e adjunta da regio

    de Bragana Paulista, Leila Recaman

    Cavallaro e, ainda, do secretrio de

    Governo, Jeferson Cirne da Costa,

    recebeu o diploma.

    A certifi cao da ONU equi-

    vale a dizer que Itatiba adotou um

    compromisso em torno de prticas

    de desenvolvimento sustentvel, di-

    minuindo as vulnerabilidades e pro-

    piciando bem estar e segurana aos

    cidados. Alm da certifi cao de

    Itatiba, foram anunciadas outras trs

    cidades da regio que receberam o t-

    tulo de cidades resilientes: Valinhos,

    Indaiatuba e Bragana Paulista.

    Apenas 24 cidades brasileiras

    receberam o ttulo de Cidades Resi-

    lientes. A campanha na RMC Cons-

    truindo Cidades Resilientes: Minha

    Cidade est se Preparando uma

    ao articulada entre a Agencamp

    e a Regional de Defesa Civil - IV.

    Na RMC, Vinhedo, Sumar, Artur

    Nogueira, Santa Brbara DOeste e

    Mogi Mirim tambm devem receber

    a certifi cao em breve.

    O QUE ? Uma cidade resi-liente aquela que tem a capacidade

    de resistir, absorver e se recuperar

    de forma efi ciente dos efeitos de

    um desastre e de maneira organiza-

    da prevenir que vidas e bens sejam

    perdidos. Ser uma cidade resiliente

    requer uma unio de esforos entre

    governos locais e a sociedade civil.

    O objetivo aumentar o grau de

    conscincia e compromisso em tor-

    no das prticas de desenvolvimento

    sustentvel, como forma de dimi-

    nuir as vulnerabilidades e propiciar o

    bem estar e segurana dos cidados.

    Com informaes de Assessoria de Im-prensa da Prefeitura de Itatiba

    Fabricante de turbos e embreagens viscosas investiu R$ 70 milhes em nova unidade industrial e centro de pesquisa e desenvolvimento na cidade

    Fo

    to: S

    hut

    ters

    tock

    .co

    m

    Por Maiara Lima, jornalista

    Por Maiara Lima, jornalista

    Certificao equivale a dizer que a cidade adotou um compromisso em torno de prticas de desenvolvimento sustentvel

  • 10

    Cinema

    2. The Social Network (2010) - A Rede Social

    Amigos so amigos, negcios parte. Ele pode ser o mais jovem bilionrio

    do mundo, mas o fundador e CEO do Facebook, Mark Zuckerberg (interpre-

    tado por Jesse Eisenberg) no chegou onde ele est sem fazer alguns inimigos

    pelo caminho. De um dormitrio de Harvard para o tribunal, o filme conta

    a histria do Facebook, as provaes e triunfos, e como ele constri a rede

    social para o imprio de bilhes de dlares. A saga vem com um aviso im-

    portante aos jovens empresrios sobre como a facilidade com fama e fortuna

    pode prejudicar as relaes pessoais.

    Aprenda lies valiosas para o mundo dos negcios atravs da stima arte e aproveite para compartilhar com sua equipe como meio de mostrar exemplos de liderana, comunicao, comportamentos humanos,

    questes organizacionais e tomadas de deciso.

    Top 10 Filmes para Empreendedores

    1. The Kings Speech (2010) O Discurso do Rei

    O terapeuta Lionel Logue passa para o rei a tc-nica e truques de como ou que falar. Mais que isso, passa confiana, a postura ideal de uma pes-soa pblica e at a escolha das palavras na hora de um discurso. O filme mostra a cumplicidade da amizade entre um terapeuta nada convencio-nal e o Duque de York (que se tornaria o futuro

    Rei George VI).

    3. Up in the Air (2009) Amor sem Escalas

    O protagonista George Clooney Ryan

    Bingham, um consultor que representa a

    gerao que se defende muito bem com

    as mudanas tecnolgicas e consegue se

    sustentar. Bingham tem a tarefa de demitir

    funcionrios para cortar os gastos das em-

    presas. Quando no est no trabalho, gosta

    de passar o tempo em quartos de hotis

    pouco conhecidos e cabines de vos. Com

    uma carta de demisso na mesa de seu che-

    fe e a promessa de trabalho em uma mis-

    teriosa consultoria, Bingham est perto de

    conquistar seu principal objetivo: conseguir

    dez milhes de milhas como passageiro.

    Fotos: Divulgao

  • 11

    Cinema 6. Pirates of Silicon Valley (1999) Os Piratas do Vale do Silcio

    A concorrncia boa nos negcios. Quando a revoluo comeou, ningum poderia imaginar que ela comearia em dois lugares to diferentes. De um lado estava Steve Jobs, que de sua garagem criou Ap-ple e um dos computadores pessoais mais usados na atualidade, e do outro Bill Ga-tes, o criador da Microsoft e do Windows, que tirou suas ideias de conversas noturnas em seu dormitrio da faculdade. Ambos mudaram o jeito de encarar a informtica, criando sistemas to simples e abrangentes, para trabalhar, viver e se comunicar. Mas essa no foi uma revoluo fcil e nem honesta. Conhea os bastidores da histria desses dois homens, que usaram todos os tipos de golpes e armas para ganhar essa revoluo. O fi lme uma fi co, que traduz uma intensa rivalidade entre dois homens de negcios, e como eles alimentam cons-tantemente a rivalidade. Com NoahWyle (de Planto Mdico) e Anthony Michael Hall (de O Clube dos Cinco).

    7.Jerry Maguire (1996)Manter o seu valor. Jerry Maguire (Tom

    Cruise) um agente esportivo bem-sucedi-do no ramo, mas numa noite escreve uma declarao de 25 pginas que sugere que os agentes tenham menos clientes e pas-sem a usar um tratamento mais humano para com eles. Este fato provoca sua de-misso em um curto espao de tempo e ele comea a perder de uma s vez todos os seus clientes, sendo obrigado a concentrar toda a sua energia e potencial em seu ni-co cliente, um temperamental jogador de futebol americano (Cuba Gooding Jr.). O fi lme nos lembra que comear um negcio nunca fcil, mas fazer o que voc acredita sempre a escolha certa.

    Rua Rangel Pestana 234Centro - Itatiba - SP - Cep: 13250-250Fone: (11) 4538-5070 e (11) 4538-5069

    9. Gandhi (1982) Ele no foi um monarca de naes, nem

    tinha dons cientfi cos. Apesar de pequeno, este homem modesto fez o que nenhum outro homem conseguiu antes. Ele liderou um pas inteiro liberdade, dando esperan-a a seu povo. Depois de consumir 20 anos para ser concluda, esta obra-prima ganhou 9 Oscar em 1983. Com primorosos deta-lhes, a vida de Gandhi, seus princpios e ideais explodem nas telas em cenas impres-sionantes, como o massacre em Amristar, onde os ingleses atingiram 15 mil homens, mulheres e crianas desarmados e a marcha at o mar na qual Ghandi liderou milhares de seus conterrneos indianos a provar que o sal marinho pertencia a todos e no era apenas uma mercadoria britnica. Um fi l-me onde possvel tirar grandes lies de liderana.

    10. Citizen Kane (1941) Cidado Kane

    Filme que est entre os melhores da his-tria, inspirado na vida do milionrio William Randolph Hearst. A ascenso de um mito da imprensa americana, de garoto pobre no interior a magnata de um imprio dos meios de comunicao. Associa a soli-do e o sucesso profi ssional.

    8. Wall Street (1987)Nessa viso envolvente dos bastidores do mundo empresa-

    rial em 1980, um jovem e ambicioso corretor (Charlie Sheen) atrado pelo mundo ilegal e altamente lucrativo da espionagem empresarial ao ser seduzido pelo poder, status e magia fi nancei-ra da lenda de Wall Street, Gordon Gekko (Michael Douglas). Mas ele logo descobre que a riqueza adquirida da noite para o dia tem um preo muito alto. Uma histria de impressionan-te viso moral sobre o sonho americano que deu errado. Wall Street tem uma forte mensagem moral: a ganncia vem quase sempre no caminho do verdadeiro sucesso.

    5. The Aviator (2004) O Aviador

    No tenha medo do cara gran-de. O fi lme vencedor do Oscar mostra a carreira de 20 anos do lendrio Howard Hughes (Leo-nardo DiCaprio), como ele dei-xa de ser um diretor de cinema Hollywood perfeccionista para se tornar um piloto de avio inova-dor e proprietrio de uma compa-nhia area. O fi lme mostra como Hughes assume a Trans World Airlines e tenta competir com a grande e ruim Pan American Airli-nes. A estrada longa e a luta con-tra a Pan Am. dura, mas Hughes nunca desiste. A lio e a histria de empreendedor esta: nunca te-nha medo de assumir uma empre-sa maior do que a sua.

    4. In the Pursuit of Happiness (2006) Procura da Felicidade

    A boa tica no trabalho tem um longo cami-nho. Chris Gardner (Will Smith) um pai de fa-mlia que enfrenta srios problemas fi nanceiros. Apesar de todas as tentativas em manter a famlia unida, Linda (Thandie Newton), sua esposa, de-cide partir. Chris agora pai solteiro e precisa cuidar de Christopher (Jaden Smith), seu fi lho de apenas cinco anos. Ele tenta usar sua habilidade para conseguir um emprego melhor que lhe d um salrio mais digno, mas no recebe salrio pelos servios prestados. Sua esperana que, ao fi m do programa de estgio, ele seja contratado e assim tenha um futuro promissor na empresa. Porm seus problemas fi nanceiros no podem esperar que isto acontea, o que faz com que sejam despejados. Apesar dos problemas e mes-mo morando na rua, Chris continua a honrar seu compromisso como um pai amoroso, usando a afeio e a confi ana que seu fi lho depositou nele para superar os obstculos que encontra.

    Direo: Bill CondonGnero: Romance/AventuraDurao: 115 min.Distribuidora: Paris FilmesClassificao Indicativa: 12 anos.O enredo deste ltimo filme gira

    em torno de algumas destruies, ento, a felicidade do casal Bella e Edward ameaada e interrompida com uma serie de traies de problemas que vm a acontecer. Depois de se casarem, o casal vai passar a lua de mel no Rio de Janeiro para fugir das ameaas, ento, depois que Bella descobre que est grvida as coisas ficam mais complicadas para o casal, que se veem em uma situao de no saberem o futuro do beb.

    A Saga Crepsculo: Amanhecer - Parte 2

    Rua Rangel Pestana 234 - Centro - Itatiba - SP - Cep: 13250-250

    Fone: (11) 4538-5070 e (11) 4538-5069

    ArgoDireo: Ben Affleck Gnero: Drama Durao: 120 min.Distribuidora: Warner BrosClassificao: 14 AnosNovembro de 1979. A revoluo iraniana atinge

    seu pice e militantes surpreendem a embaixada dos EUA em Teer, fazendo 52 refns americanos. Seis americanos conseguem escapar e encontrar refgio na casa do embaixador canadense. Sabendo que apenas uma questo de tempo at os seis serem encontrados, Tony, um especia-lista em fugas da CIA, sugere um plano: inventar que eles seriam uma equipe de filmagem.

    Direo: Peter JacksonGnero: AventuraDurao: 170 min.Distribuidora: Warner Bros.Uma Jornada Inesperada segue a aventura do

    personagem-ttulo Bilbo Bolseiro, que enfrenta uma jornada pica para retomar o Reino de Erebor, terra dos anes que foi conquistada h muito tempo pelo drago Smaug. Levado empreitada pelo mago Gandalf, o Cinzento, Bilbo encontra-se junto a um grupo de treze anes liderados pelo lendrio guerreiro Thorin Escudo--de-Carvalho. Essa aventura ir leva-los a lugares selvagens, passando por terras traioeiras repletas de Goblins e Orcs, Wargs mortais e Aranhas Gigantes, Transmorfos e Magos.

    O Hobbit: Uma Jornada Inesperada

    Depois deu um parto quase fatal de Bella, Edward se torna finalmente mortal, porem, a chegada da filha Renesmee, boa a cadeia dos vampiros em risco e com uma batalha sangrenta. No perca tempo e acompanhe a saga desde o comeo, no h duvidas de que voc no se arrepender.

    Fonte: Jornal do Empreendedor

  • 12

    Como seus hbitos mol-dam sua vida? Durante os ltimos dois anos, uma jovem transfor-mou quase todos os aspectos da dela. Parou de fu-

    mar, correu uma maratona e foi

    promovida. Em um laboratrio,

    neurologistas descobriram que

    os padres dentro do crebro

    da jovem ou seja, seus hbitos

    foram modificados de manei-

    ra fundamental para que todas

    essas mudanas ocorressem. H

    duas dcadas pesquisando ao

    lado de psiclogos, socilogos

    e publicitrios, cientistas do c-

    rebro comearam finalmente a

    entender como os hbitos fun-

    cionam e, mais importante,

    como podem ser transformados.

    Com base na leitura de centenas

    de artigos acadmicos, entrevis-

    tas com mais de 300 cientistas

    e executivos, alm de pesquisas

    realizadas em dezenas de empre-

    sas, o reprter investigativo do

    jornal New York Time, Charles

    Duhigg elabora, em O Poder

    do Hbito, um argumento ani-

    mador: a chave para ter sucesso

    entender como os hbitos fun-

    cionam. Duhigg conclui em 408

    pginas por que algumas pessoas

    e empresas tm tanta dificuldade

    em mudar, enquanto outras no.

    Descobre, por exemplo, como

    hbitos corretos foram cruciais

    para o sucesso do nadador Mi-

    chael Phelps e do heri dos di-

    reitos civis, Martin Luther King.

    Jorge Paulo Lemann, Mar-cel Telles e Beto Sicupira. Esse trio de empresrios pouco (ou nada) aparece no mundo de celebridades no Brasil, mas so verdadeiras estrelas da economia mundial. O motivo? Eles ergueram o maior imprio da histria do capitalismo brasileiro em cerca de 40 anos. E, nos ltimos cinco, compraram nada menos que trs marcas ame-ricanas conhecidas globalmente: a cervejeira Budweiser, a rede de fast food Burger King e a Heinz, fabricante do tradicional catchup. Tamanha aquisio os projetou s alturas no cenrio mundial de grandes investidores.

    No recm lanado Sonho Grande descrita a frmula de gesto que desenvolveram, basea-da em meritocracia, simplicidade e busca incessante por reduo de custos. Uma cultura to eficiente quanto implacvel, em que no h espao para o desempenho

    medocre. Por outro lado, quem traz resultados excepcionais tem a chance de se tornar scio de suas companhias e fazer fortuna. So-

    nho Grande o relato, detalhado em 264 pginas, dos bastidores da trajetria desses empresrios des-de a fundao do banco Garantia, nos anos 1970, at hoje.

    Sim Desordem, este o ttulo de um livro pouco ortodo-xo sobre a arte de gerenciar. A obra chegou ao mer-

    cado brasileiro em abril e traa a

    relao entre o jazz e as grandes

    organizaes globais. Para o au-

    tor Frank Barrett a capacidade

    de improvisao do jazzista a

    mesma que o lder de uma grande

    empresa deve ter na hora de re-

    solver problemas. Inventar novas

    respostas, correr riscos sem pla-

    nejamento prvio so aes que

    dizem sim desordem e refle-

    tem como so as organizaes

    dos dias de hoje. Barrett, que

    administrador de empresas e pia-

    nista de jazz, conta que quando

    fazia doutorado foi questionado

    se sua tese seria sobre o jazz como

    organizao inovadora. Perplexo,

    Barrett respondeu que no, mas

    essa pergunta ficou ecoando em

    sua mente. Com exemplos que va-

    riam dos produtos manufaturados

    aos maiores avanos tecnolgicos,

    e passando pela seara militar, o

    autor ilustra como organizaes

    podem abordar, de forma inova-

    dora, crises de gesto, volatida-

    de econmica e a velocidade do

    mundo globalizado.

    Sonho Grande Autora: Cristiane Correa Editora: Sextante Preo sugerido: R$ 39,90

    O Poder do Hbito - Por Que Fazemos o Que Fazemos na Vida e Nos Negcios Autor: Charles Duhigg - Editora: Objetiva

    Preo sugerido: R$ 39,90

    Sim Desordem Autor: Frank Barrett - Editora: Campus/Elsevier Preo sugerido: R$ 59,90

    Jeito brasileiro de investir Fora do hbito?

    Jazz para gerir

    Leitura

    A chave para ter sucesso entender

    como os hbitos funcionam

  • 13

  • 14

    Contaminao do solo por necrochorume

    Sustentabilidade

    Renata Invenzioni Engenheira Ambiental

    rinvenzioni@yahoo.com.br

    Necrochorume, defi ni-

    o: lquido produzi-

    do e expelido a partir

    da decomposio de

    cadveres. Mrbido este assunto, no

    ? Mais mrbido e muito preocupan-

    te o dano ambiental que isso pode

    causar nos solos, lenis freticos

    e para a populao quando do seu

    contato com o mesmo. Voc j havia

    pensado nisso? No? Ento vamos

    debater este assunto nesta edio e

    mostrar como de tamanha impor-

    tncia para a sociedade viva e ativa.

    O necrochorume passa a ser libe-

    rado dos corpos aps um ano, conta-

    do de sua morte, e prossegue liberan-

    do-se ao longo de seis meses. Contm

    uma alta carga de vrus e bactrias que

    podem transmitir diversas doenas

    graves como febre tifide, hepatite A,

    ttano, tuberculose, entre outras, prin-

    cipalmente quando atinge o nvel do

    lenol fretico do local (normalmente

    atravs de um cemitrio, de acordo

    com a cultura e costumes da socieda-

    de) pois, a gua, que consumida pela

    populao, torna-se um agente vetor

    (transmissor) na propagao deste

    agente contaminante.

    Nos diferentes rituais, costumes e

    mtodos, podemos citar como exem-

    plos a cremao, despeja dos corpos

    em rios, sepultamento diretamente

    ao solo ou em jazidas (como a pre-

    dominncia em nosso pas).

    Para tanto, a legislao brasileira

    prev a necessidade da criao de

    leis que auxiliem no manejo correto

    desta atividade. Sendo assim, atual-

    mente, o Conselho Nacional de Meio

    Ambiente (CONAMA) dispe de

    duas resolues que licenciam a im-

    plantao de cemitrios. So estas as

    resolues: CONAMA n 335/2003

    e CONAMA n 368/2006.

    Desta maneira, um cemitrio no

    pode ser instalado em qualquer rea

    vazia. necessrio todo um estudo

    de viabilidade, de potenciais de ris-

    cos, de solo, de presena de aquferos

    e sua profundidade, de declividade da

    superfcie e quantidade mxima de

    jazigos, fi m de no oferecer riscos

    em potencial populao e ao meio

    ambiente em que est exposto.

    Por exemplo, um solo arenoso

    tende a ter uma percolao (ou in-

    fi ltrao) muito maior que um solo

    argiloso. Assim como um terreno em

    declividade elevada tende a apresen-

    tar uma percolao mais acelerada

    que um terreno plano, se instalado

    na altitude, bem como se instalado na

    parte baixa, onde h o escoamento

    da gua de chuva, pode ser carregado

    por onde ela ir percorrer. Outro fa-

    tor que infl uencia diretamente nesta

    percolao o contato com a gua de

    chuva.

    Infelizmente, no Brasil, os cemi-

    trios so construdos sem conside-

    rar a devida importncia de se re-

    vestir a camada inferior do solo que

    receber os jazigos. No estado de So

    Paulo, estima-se que cerca de 75%

    dos cemitrios construdos apresen-

    tem poluio sanitria ou ambiental.

    Sendo assim, o necrochorume pode

    ocasionar um aumento de carga or-

    gnica no solo que desencadeia alte-

    raes prejudiciais ao equilbrio do

    ecossistema.

    Alm disso, quando encontrado

    com um aqufero, por ser mais den-

    so que a gua, tende a se instalar em

    sua parte inferior. A partir de ento,

    parte dele pode escoar acompanhan-

    do o fl uxo da gua, comprometendo-

    -o como um todo, tornando a gua

    imprpria. Esta contaminao do

    aqufero a mais preocupante, pois

    geralmente encontra-se em grandes

    profundidades. E para sua descon-

    taminao necessria a construo

    de barreiras hidrulicas para retirar a

    gua contaminada, pois o tratamento

    ocorre fora da rea.

    Para que estes problemas sejam

    sanados ou diminudos em sua fre-

    quncia, que abundante, preocupa-

    es como a escolha ideal do relevo,

    impermeabilizao do solo - seja por

    manta impermealizadora ou man-

    tas individualizadas nos caixes -, a

    escolha de reas cujo solo no seja

    arenoso e no haja lenis freticos

    considerados rasos, se tornam solu-

    es efi cazes.

    Este assunto, no to abordado e

    de to pouco conhecimento da popu-

    lao, deve ser seriamente repensado,

    rediscutido e restabelecido. O tema,

    apesar de indigesto, serssimo!

    A prtica do sepultamento deve

    ser monitorada com grande critrio

    e rigor, pois trata-se de uma questo

    alm de preocupaes emocionais,

    ambientais e sanitrias. Trata-se de

    uma preocupao de sade pblica,

    respeitando em vida a integridade

    dos seres vivos e do meio ambiente

    em que moramos.

    Fo

    to: S

    hut

    ters

    tock

    .co

    m

    Assunto, apesar de indigesto, serssimo e reflete na

    qualidade do meio ambiente e da sade humana

  • 15

    Condomnio investe R$ 19 mil para reuso da gua de chuva

    Sustentabilidade

    O Edifcio Residencial Contem-porneo, em Curitiba/PR, d exemplo de que com um bom projeto e investimento baixo se consegue aliar economia e sustentabilidade.

    Com um investimento de R$ 19 mil, aplica-

    do na construo e fi nalizao do projeto, o

    condomnio j consegue gerar economia para

    os moradores reaproveitando a gua da chuva

    para manuteno do prdio.

    A economia mdia de 2031m de gua

    potvel e R$ 21.011,35 anuais. Mensalmente,

    R$1.750,94 esto sendo poupados pelo con-

    domnio. Por morador, so R$ 10,30 a menos

    ao fi nal do ms. No caso desse condomnio,

    que possui um amplo jardim e consome um

    grande volume de gua diariamente, a forma

    de captao da gua da chuva se tornou um

    mtodo efi caz e com amplo retorno fi nan-

    ceiro em longo prazo, diz Newton Nunes

    Diretor de Condomnios da Guarida Imveis,

    que administra o residencial. O investimento

    de R$ 19 mil ser recuperado em apenas um

    ano, planeja.

    A proposta simples e a manuteno, pr-

    tica. A maior quantidade de reteno de gua

    est localizada nos canos dos tetos superiores

    das garagens. O volume de gua direciona-

    do para quatro cisternas de 7.500 litros cada,

    totalizando 30.000 litros. Quando armazenada

    nas cisternas a gua aguarda o acionamento

    manual das torneiras, ativando automatica-

    mente o motor pressurizado de bombeamen-

    to. A gua captada distribuda pelas cinco

    torneiras instaladas estrategicamente pelo

    condomnio, explica Ado Eunes Albuquer-

    que, sndico do prdio, que em apenas 12 dias

    do ms de maro, encheu as quatro cisternas,

    direcionando todo o contedo para o jardim.

    Isso resultou em uma economia parcial de

    35% comparado ao mesmo perodo do ano

    passado, segundo a administradora. Foto

    : Sh

    utte

    rsto

    ck.c

    om

    Investimento financeiro que dever ser recuperado em um ano j gera economia para condminos

    Foto: Shutterstock.com

  • 16

    Fo

    to: D

    ivul

    ga

    o A

    bri

    l

    Fo

    to: B

    log

    seed

    sofg

    arde

    n.w

    ord

    pre

    ss.c

    om

    Projeto de casa japons aproveita plstico no lugar de vidro

    Folhas duplas de poli-

    carbonato corrugado

    no topo de uma casa

    e voil! Mais luz e me-

    nos vidro. Essa foi a

    ideia do arquiteto japons Yo Shi-

    mada, do escritrio Tato Architects,

    para baratear e tornar mais susten-

    tvel o projeto de uma casa de 120

    m na regio montanhosa e nublada

    de Hyogo. Para fechar os anexos do

    teto, ele lanou mo do plstico em

    lugar de vidro o policarbonato

    corrugado tem maior flexibilidade e

    mais barato - e conseguiu reduzir o

    oramento do projeto, alm da futu-

    ra economia no consumo de energia

    para iluminao j que o uso da luz

    natural foi potencializado.

    A casa tem sala de estudos, quarto

    e banheiro, onde, uma lmina feita

    de sobras de garrafas pet entre as

    chapas de policarbonato do teto e

    das paredes garante a privacidade.

    A sada tambm reforou o isola-

    mento trmico do ambiente. No

    terrao onde esto as construes, o

    piso traz revestimento impermevel

    de FRP, polmero de vidro tambm

    reciclvel. O formato de cabana do

    projeto que usa estrutura de ripas

    de pnus no teto - uma homena-

    gem aos camponeses locais.

    Com informaes do site Casa Abril http://casa.abril.com.br/

    Um teto verde e um clima in-

    terno mais ameno (e com

    menor gasto de energia).

    Essa a aposta sustentvel

    do Shopping Eldorado, na capital paulista,

    para economizar na polpuda conta de ele-

    tricidade. Implantada h um ano, a horta

    tem cerca de 1 000 metros quadrados, e

    j produziu as primeiras safras de berin-

    jelas e alfaces, distribudas entre funcion-

    rios.

    A manuteno da compostagem de ali-

    mentos e da horta de teto consome R$ 12

    mil por ms do shopping, mas, alm de j

    garantir a reciclagem e compostagem de

    25% das 300 toneladas de lixo que gera em

    30 dias, uma aposta para o futuro, j que

    economizar tambm com a deposio do

    lixo que hoje enviado para aterros.

    A partir dos restos de refeies dirias

    comercializadas no shopping, a ao de

    compostagem gera 14 toneladas de adu-

    bo, outra potencial fonte de renda futura.

    Duas enzimas especficas para acelerar a

    decomposio foram encomendadas pelo

    Eldorado, encurtando o tempo do proces-

    so de 180 (na natureza) para trs dias. A

    direo do shopping divulgou em abril que

    pretende cobrir de verde at o final deste

    ano todo o teto do prdio, que tem 9.800

    metros quadrados.

    Teto de shopping paulistano se transforma em horta

    Sustentabilidade

    Com direito a berinjelas e alfaces, Eldorado investe na reciclagem de alimentos para diminuir temperatura interna

  • 17

    PAISAGISMO FLORESPAISAGISMO FLORESPAISAGISMO FLORESPAISAGISMO FLORESPAISAGISMO FLORESPAISAGISMO FLORESPAISAGISMO FLORESPAISAGISMO FLORESPAISAGISMO FLORESPAISAGISMO FLORESPAISAGISMO FLORESPAISAGISMO FLORESPAISAGISMO FLORESPAISAGISMO FLORESPAISAGISMO FLORESPAISAGISMO FLORES

    Fone 4538 6088

    45344962

    www.innovapaisagismo.com.bre mail: contato@innovapaisagismo.com.br Avenida Marechal Castelo Branco 525 B. Engenho

  • 18

    Uma pesquisa realizada

    pela GfK, exclusiva-

    mente para a revista

    Consumidor Moderno

    que a divulgou em abril, aponta que

    os entrevistados tm predisposio

    a consumir produtos e servios de

    empresas engajadas em uma causa,

    preferencialmente nos mbitos so-

    ciais/ambientais. Para nada menos

    que 96% muito importante que as

    empresas tenham esse posiciona-

    mento, o que influencia inclusive no

    seu comportamento de compra: eles

    revelaram maior disposio em com-

    prar produtos de empresas que se en-

    gajam em alguma causa com que eles

    se identifiquem.

    Mas as empresas devem tomar

    cuidado, pois 57% dos consumidores

    disseram que do preferncia a essas

    empresas desde que o preo seja simi-

    lar aos produtos iguais no mercado.

    Causas podem se tornar um instru-

    mento de marketing poderoso se as

    aes forem calcadas em propsito

    genuno, honestidade de princpios

    e autenticidade. Dentro destes prin-

    cpios, os resultados sero altamente

    positivos, informa a pesquisa publi-

    cao.

    Afinada com os anseios de seu

    pblico, preocupado com a susten-

    tabilidade, a ExpoNegcios 2013

    ampliar sua filosofia de evento am-

    bientalmente responsvel. A exemplo

    do ano passado, todos os estandes da

    feira que ser realizada de 9 a 11 de

    agosto no Itatiba Esporte Clube

    sero iluminados por lmpadas tipo

    LED, que garantem otimizao da

    luz e mais economia de eletricidade.

    Eles tambm sero construdos com

    matria prima ecolgica, as placas de

    TS reutilizado, material compacto que

    no contm amianto nem metais em

    sua composio.

    A escolha do Itatiba EC, assim

    como em 2012, leva em conta a logs-

    tica do deslocamento de expositores

    e participantes da ExpoNegcios: no

    centro, tem fcil acesso para diferen-

    tes pontos da cidade e entradas para

    quem vem de outras partes.

    A coleta seletiva do lixo gerado nos

    trs dias de feira tambm ter ateno

    especial: lixeiras especficas para cada

    tipo de descarte estaro por todo o

    evento, bem como a presena de co-

    letores, que agilizaro o processo de

    separao e destino dos materiais.

    TAMBM NO PAPEL

    Produzida pelo Grupo Ueda &

    Duduch, o mesmo da ExpoNegcios,

    a revista Imveis & Cia tem l seu p

    na sustentabilidade. Sua impresso

    feita pela Grfica Silvamarts, certifi-

    cada com o Selo FSC - Forest Stewar-

    dship Council, o sistema de certifi-

    cao florestal mais reconhecido em

    todo o mundo. O FSC uma orga-

    nizao, no governamental, sem fins

    lucrativos, criada no incio da dcada

    de 90 com o intuito de contribuir para

    a promoo do manejo florestal res-

    ponsvel ao redor do mundo. O papel

    que d origem s pginas da publica-

    o vem, ento, de reas destinadas

    a este fim, sem o avano para reser-

    vas de proteo, contribuindo com o

    meio ambiente.

    O Instituto Akatu lanou no final

    de abril a Pesquisa Akatu 2012: Rumo

    Sociedade do Bem-Estar. O levan-

    tamento retrata um consumidor bra-

    sileiro que, mesmo em um clima eco-

    nmico de mais consumo, mantm

    inalterados seus com-

    portamentos cotidianos

    de consumo consciente,

    que tem mais interesse

    e maior conhecimento

    sobre sustentabilidade

    e sobre Responsabilida-

    de Social Empresarial e

    que est mais crtico e

    exigente sobre as prticas das empre-

    sas nestas reas. A pesquisa entrevis-

    tou 800 pessoas com mais de 16 anos,

    de todas as classes sociais e de 12 ca-

    pitais e/ou regies metropolitanas de

    todo o Pas.

    Apesar de o levantamento indicar

    uma estabilidade do nmero de con-

    sumidores classificados como cons-

    cientes em torno de 5% da popu-

    lao houve crescimento na adeso

    a prticas de consumo consciente,

    ainda que, neste momento, apenas

    de maneira eventual e no contnua.

    De 11 comportamentos considerados

    indicativos de consumo consciente,

    oito comportamentos apresentaram

    aumento em relao a 2010, entre

    eles: planejar a compra de alimentos

    e roupas, desligar lmpadas, fechar

    torneiras, usar o verso do papel, e ler

    rtulos de produtos.

    Esta tendncia reforada por ou-

    tro importante resultado da pesquisa:

    solicitados a priorizar seus desejos,

    os entrevistados optaram, em uma

    significativa maioria, por

    solues mais sustentveis.

    Em cinco dos oito temas

    propostos (afetividade, ali-

    mentos, gua, mobilidade,

    durabilidade, energia, res-

    duos e sade), eles deram

    preferncia a alternativas

    mais ligadas ao caminho

    da sustentabilidade do que as rela-

    cionadas ao do consumismo. Vale

    destacar que a preferncia pelo ca-

    minho da sustentabilidade ocorre

    em todas as classes sociais, faixas et-

    rias e em todos os segmentos socioe-

    conmicos e geogrficos.

    Pesquisa aponta: consumismo cede espao sustentabilidade no Brasil

    Pesquisa Akatu destaca que consumidores esto mais bem

    informados sobre sustentabilidade e tm mais interesse pela

    Responsabilidade Social Empresarial

    Sustentabilidade

    Mais de 90% dos consumidores preferem empresas engajadas

    ExpoNegcios 2013 ter coletores seletivos, separao de materiais e consumo inteligente de energia, entre outras aes sustentveis

    Fo

    to: S

    hut

    ters

    tock

    .co

    m

  • 19

  • 20

    Considerado uma rea

    recente da administra-

    o, o endomarketing

    busca adaptar estra-

    tgias e elementos do marketing

    tradicional para uso no ambiente

    interno das corporaes. Para

    compreender melhor o conceito,

    basta ter em mente a defi nio

    do prefi xo -endo, do grego

    nden, que signifi ca dentro.

    Desse modo - o termo cunha-

    do por Saul Bekin em 1995, no

    livro Conversando sobre en-

    domarketing consiste em um

    conjunto de aes de marketing

    dirigidas ao pblico interno reu-

    nindo todos os funcionrios de

    uma empresa;incluindo colabo-

    radores, fornecedores, clientes,

    acionistas e demais pessoas que

    tenham algum tipo de interao

    com a instituio.

    A ideia surge do pressuposto

    de que antes de vender o produ-

    to para os clientes, as empresas

    precisam convencer seus pr-

    prios funcionrios a comprarem,

    o que sugere uma ligao entre

    cliente-produto-empregado com

    o intuito de transform-los em

    aliados no negcio.

    Empresas como Google, Mi-

    crosoft, Apple e Toyota, por

    exemplo, so conhecidas por

    possuir o endomarketing em seu

    DNA corporativo. Essa atitude

    estratgica visa dar aos funcion-

    rios uma noo da importncia

    de um servio orientado para

    atender aos clientes, fazendo-os

    ter a capacidade de responder

    qualquer dvida e isso inclui en-

    volvimento, comprometimento,

    valorizao e, principalmente,

    qualifi cao do funcionrio. Ele

    deve saber a importncia do lu-

    gar onde trabalha e da sua pr-

    pria importncia, pois s assim

    ele poder ter um bom ambiente

    de trabalho e equipe.

    Uma ao de endomarketing

    pode ser dividida, basicamente,

    em trs pilares:

    -Aes estratgicas, focadas

    no apoio da realizao de metas

    estipuladas no planejamento da

    organizao;

    -Aes motivacionais, volta-

    das para a satisfao e qualidade

    de vida dos colaboradores e da

    sociedade;

    -Apoio gesto, colaboran-

    do na implantao de processos

    para que todos saibam claramen-

    te como executar seu trabalho.

    Como seus principais bene-

    fcios o endomarketing forma

    equipes comprometidas, cria

    um clima motivacional dentro

    da corporao, fortalece o con-

    ceito de relacionamento como

    estratgia para gerao de resul-

    tados, assim como o intercmbio

    de conhecimentos e experincia,

    resultando na unio de chefes e

    funcionrios direcionados a um

    mesmo objetivo empresarial.

    Foto: Shutterstock.com

    Endomarketing: funcionrios e gestores juntos com o mesmo objetivo empresarial

    Gesto

  • 21

    Foto: Shutterstock.com

  • 22

    Capital, espao fsico, tec-

    nologia e pessoas. Todos

    os sucessos ou fracassos

    de uma empresa passam

    por esses quatro fatores, mas - com

    o atual cenrio globalizado e cada

    vez mais competitivo das corpora-

    es - so as pessoas, sem dvida,

    o centro da organizao. Afi nal, no

    so as empresas que fazem negcios

    com os clientes e sim as pessoas que

    fazem negcios com as pessoas.

    Hoje em dia, segundo a Associa-

    o Brasileira de Ensino a Distncia

    (ABED), as empresas brasileiras

    investem em mdia R$ 60 milhes

    por ano em treinamentos para os

    seus funcionrios. J nos Estados

    Unidos, esse nmero aumenta con-

    sideravelmente: s em 2010 foram

    gastos US$ 171,5 bilhes em edu-

    cao e desenvolvimento. Por isso,

    a qualifi cao dos colaboradores se

    torna uma das responsabilidades

    gerenciais mais importantes da atu-

    alidade. Capacitar tornar capaz,

    habilitar, fazer com que adquiram

    novos conhecimentos, habilidades

    ou novas atitudes, o que gera inme-

    ros benefcios tais como:

    Reduo de custos;

    Ambiente de trabalho agradvel;

    Diminuio na rotatividade de

    pessoal;

    Entrosamento entre os funcion-

    rios;

    Empresa mais competitiva.

    Elevao na produtividade;

    As organizaes que realmente

    acreditam nesse potencial humano

    tm colhido apenas resultados favo-

    rveis, mas para isso preciso fi car

    atento s etapas que devem ser con-

    sideradas para a capacitao. O pri-

    meiro passo conscientizar toda a

    equipe gerencial de que o gerente

    um educador e formador de equipes

    e que uma empresa se consolida pela

    ao pedaggica multiplicada em

    suas lideranas.

    O segundo passo identifi car o

    cliente, ou seja, as pessoas que iro

    fazer parte do processo educacional,

    em um treinamento especfi co, pes-

    soal ou qualquer outro. Depois disso

    necessrio fazer uma relao entre

    as necessidades das unidades par-

    ticipantes do processo ou de cada

    colaborador atravs de entrevistas,

    questionrios, avaliaes de desem-

    penhos, reunies, pesquisas de satis-

    fao, etc.

    J a execuo do processo de ca-

    pacitao profi ssional pode ser

    realizada atravs da elaborao de

    programas estruturados e embasa-

    dos nas reais necessidades de cada

    empresa, focando os objetivos do

    processo, no que diz respeito aos re-

    sultados esperados e a satisfao dos

    participantes, como tambm ao le-

    vantamento dos custos e benefcios,

    defi nio dos temas, metodologias

    utilizadas, os instrutores e local.

    Fo

    to: S

    hut

    ters

    tock

    .co

    m

    Por que capacitar o seu funcionrio?Por Maiara Lima, jornalista

    Gesto

  • 23

  • 24

    O lanamento oficial da ExpoNe-gcios 2013 j tem data marca-da: ser em 23 de maio no Villa DAngelo Resort Hotel, em Ita-tiba/SP. Prvia da maior feira multisetorial da

    regio, a noite de negcios promete repetir o

    sucesso do ano passado, j tendo presena con-

    firmada da maioria dos participantes que esta-

    ro em agosto nos estandes a serem montados

    na sede do Itatiba Esporte Clube.

    Focado em networking e na apresentao da

    infraestrutura, benefcios e atraes deste ano, o

    meeting reunir empresrios, industriais e pro-

    fissionais liberais de toda a regio, numa ao

    que fortalece os vnculos entre os participantes,

    patrocinadores e apoiadores do evento. Troca

    de experincias a palavra de ordem nesta noite

    que agregar setores diversos da economia de

    Itatiba, Campinas, Jundia, Atibaia, Vinhedo,

    Valinhos, e mais.

    No meeting, empreendedores de pequenos,

    mdios e grandes negcios vo conhecer os de-

    talhes da ExpoNegcios 2013, que j est com

    seu perfil delineado. Pelo menos 60% de seus

    estantes esto vendidos, gerando uma perspec-

    tiva de negcios da ordem de R$ 3 milhes. A

    realizao da WOW! Eventos, empresa do

    grupo Ueda & Duduch (http://www.grupoue-

    daeduduch.com.br/).

    Meeting empresarial apresenta prvia da ExpoNegcios 2013

    Lanamento da feira ser no dia 23 de maio no Villa DAngelo Resort Hotel

    Ao fortalece os vnculos entre os participantes, patrocinadores e

    apoiadores do evento

    Meeting ExpoNegcios 2013Coquetel de lanamento da feira

    Data: 23/05, a partir das 19hLocal: Villa DAngelo Resort Hotel (Rodovia Engenheiro Constancio

    Cintra, km 81,5, Itatiba/SP. Veja mapa em http://www.villadangelo.com.br)Apenas para convidados, parceiros e imprensa

    Mais informaes pelos telefones: 11 4594-3057 / 4487-7550

    Servio

    Networking

    Fo

    tos:

    Div

    ulga

    o

  • 25

  • 26

    A importncia de estabelecer metas

    Sempre escutamos falar que

    bom termos objetivos na

    vida...que quem no sabe

    para onde vai qualquer ca-

    minho serve...e muitos de ns at

    apreciamos esses conselhos, mas por

    que em pleno sculo XXI muitos

    ainda levam a vida sem planejar, sem

    saber para onde esto indo, onde

    querem chegar?

    Segundo estatsticas das segurado-

    ras de vida, 70% das pessoas que se

    aposentam, morrem dois anos aps

    a aposentadoria. Calma, no fi que

    com medo de se aposentar, pois, as

    que morrem seguramente desistiram

    de viver, no tinham mais objetivos

    para perseguir.

    E o que dizer dos ndices de de-

    presso entre pessoas ricas, abasta-

    das e que teoricamente tm tudo

    o que sempre sonharam ter em ter-

    mos materiais: uma vida de confor-

    to, repleta de luxo. Por que sofrem

    de depresso? Resposta: muitos no

    tm mais objetivos. Supostamente

    alcanaram tudo que queriam. Ou-

    tros esto desapontados com a falta

    de felicidade que tm, mesmo tendo

    muito dinheiro.

    Muitas dessas pessoas acredita-

    vam que com dinheiro poderiam ter

    tudo, at felicidade, apesar de terem

    poder, fama, status. muito alto o

    ndice (valor relativo e proporcional

    populao) de suicdio em pases

    com alto ndice de desenvolvimento

    humano (IDH) como Japo, Sucia,

    Nova Zelndia, Dinamarca. Qual se-

    ria a razo? Alcanou o que queria e

    no estabeleceu novos objetivos.

    Recentes estudos da neurocincia

    vm descobrindo que o crebro pre-

    cisa de objetivos e desafi os para se

    manter em atividade. Precisa de est-

    mulos futuros positivos para buscar

    permanecer em atividade e motiva-

    do. Se no fi car claro para o crebro

    o objetivo futuro, ele comanda des-

    ligar e isso pode signifi car depres-

    so, doenas e at a morte. Portanto,

    se antes voc no tinha uma boa

    razo para estabelecer objetivos em

    sua vida, agora tem uma excelente,

    voc no acha?

    Os objetivos so o exerccio fsico

    do nosso crebro bom para mant-

    -lo em atividade e saudvel. Alcan-

    ou um objetivo, pense em outro.

    KEEP GOING! NO PARE! E antes que voc pergunte qual a dife-

    rena entre objetivos e metas: objeti-

    vo aonde voc quer chegar, o resul-

    tado fi nal. Como voc estar ao fi nal

    de sua jornada. O que voc pretende

    alcanar. As metas so os passos que

    voc percorrer para atingir o seu

    objetivo. Como voc comea.

    O crebro precisa entender com

    informaes precisas, positivas, que

    faam sentido e que tenham um

    forte signifi cado, atravs de imagens

    reais construdas por meio de visu-

    alizaes criativas, ou metforas, o

    que voc pretende e como far para

    chegar l. Simples? Confuso? Agora

    voc entender melhor a tal da Lei

    da Atrao, to amplamente difundi-

    da no fi lme O Segredo e poder

    concluir que no se trata de magia,

    pensamento positivo, ou maluquice

    de meia dzia de fanticos.

    A Lei da Atrao nada mais do

    que planejamento e ateno focada,

    estar atento a todas as oportunida-

    des que esto bem debaixo do seu

    nariz. Quando sua mente tem um

    objetivo, ela passa a prestar ateno

    e voc fi car alerta s possibilidades

    de concretizar seu plano de ao. O

    universo conspira a seu favor. Voc

    conseguir tudo aquilo que quiser,

    desde que planeje e destine esforos

    e ateno.

    Mas, um alerta sobre elaborao de

    objetivos: muitas vezes nossos objeti-

    vos ou de seus clientes esto distantes

    de serem alcanados, isto , podero

    ser alcanados daqui a um ano, dois,

    e parecem impossveis. Por exemplo:

    uma pessoa quer perder 20 kg. Se ela

    pensar no resultado fi nal que pode es-

    tar muito distante, poder desanimar,

    achando invivel, pois, poder levar

    uns dois anos para chegar l com

    muita ginstica, mudana de alimen-

    tao e de hbitos.

    Apesar de o crebro entender a que

    distncia est do seu objetivo fi nal,

    poder fazer com que a relevncia em

    atingi-lo seja perdida. Portanto, voc

    dever transformar esse objetivo em

    metas tangveis, prximas, em curto

    prazo, isto , um ms, dois meses,

    fazendo o objetivo fi nal ser transfor-

    mado em um passo a passo para que

    possa progredir e a cada conquista,

    comemorar as metas atingidas, o que

    refora no crebro a felicidade de

    continuar no caminho rumo ao resul-

    tado fi nal.

    E mais uma dica: o crebro pre-

    cisa de informaes positivas e que

    faam sentido para ele, que estejam

    de acordo com os seus valores e

    princpios. Nada adiantar voc es-

    tabelecer objetivos que no sejam

    signifi cativos para voc, que de fato

    queira atingir, e sim apenas para

    agradar outras pessoas. O crebro

    sabe quando voc est mentindo

    e ele logo providencia o que chama-

    mos de autossabotagem e as coisas

    acabam no dando certo para que

    voc acorde e volte aos caminhos

    que de fato tanto quer.

    Agora vem a pergunta: mas quem

    estabelece minhas metas meu lder

    na empresa. Neste caso, cabe ao lder

    fazer com que sua equipe entenda o

    objetivo fi nal que no se restringe

    apenas a bater nmeros, ganhar mais

    dinheiro. Deve ter um propsito,

    um signifi cado que alinhe os valores

    da empresa e de sua equipe. Dese-

    jo muito sucesso (seja qual for a sua

    defi nio).

    Gesto

    O crebro precisa de objetivos e desafios para se manter em atividade

  • 27

  • 28

    Fone: 11 4534-2595 / 11 4594-1952

    Rua Comendador Franco, 650

    Centro - Itatiba - SP

    CR

    EC

    I 2

    3.6

    99

    JISSHOI M V E I S

    Jardim Nardin - CA00329Casa com 4 dormitrios, 2 banheiros, sala, cozinha, sacada, lavanderia, garagem coberta para 2 carros. tima !!! Ligue e agende uma visita!!! R$ 288.000,00

    Jardim do Engenho - CA00319Casa com 3 dormitrios (1 sute), sala, cozinha, banheiro, lavanderia e garagem para 2 carros descoberta, entrada de carro pela lateral at o fundo do quintal! Ligue e agende uma visita!! R$ 290.000,00

    Coronel Peroba - CA00371tima casa com 3 dormitrios, todos com sute, lavabo, sala de estar, jardim de inverno, cozinha, la-vanderia coberta, piscina, salo de festa com chur-rasqueira e banheiro, quintal, garagem coberta para 2 carros e 1 descoberta, porto eletrnico. Ligue e agende uma visita. Vale a pena conferir! R$ 450.000,00

    Colina I - CA00477tima casa super conservada em excelen-te bairro, com 2 dormitrios, sala, cozinha, banheiro, quintal, garagem coberta para um carro. Ligue e agende uma visita!!. R$185.000,00

    Itatiba Park- CA00424tima casa com 3 dormitrios (e 3 sutes!), lavabo, sala de estar, jardim de inverno, cozinha, lavanderia coberta, piscina, salo de festa com churrasqueira e banheiro, quintal, garagem coberta para 2 carros e 1 descoberta, porto eletrnico. Ligue e agende uma visita, vale apena conferir! R$ 320.000,00

    Nosso Teto - CA00426Casa com 3 dormitrios, banheiro, sala, cozinha, lavanderia, quintal amplo, garagem para 5 carros e porto eletrnico. Ligue agende uma visita!!!! R$ 194.000,00

    Jardim Teresa - CA00331Excelente casa c/garagem coberta para 3 car-ros, porto eletrnico, salo de festas com churrasqueira,cozinha americana c/ banheiro, 3 dormitrios (1 c/ varanda), sala de estar, 2 banhei-ros, cozinha planejada, lavanderia e quintal ! Ligue e agende visita!! R$ 380.000,00

    Colina I - CA00250INEDITO! Casa com PROJETO ARQUITETNICO MODER-NO com 3 dormitrios sendo uma sute com closet, rea gourmet com prgola, garagem c/ prgola, jardim de inverno, sala e sala de jantar por apenas R$ 215 mil ! Venha conhecer esse projeto podemos construir no seu terreno!

    Terra Nova - CA00258Projeto Inovador, casa c/ 3 dorm. sendo uma suite, pergolado na garagem, cozinha americana, sala de jantar e estar com quintal amplo.Venha conhecer! R$ 220.000,00

    Recanto do Parque - CA00384Excelente casa c/ garagem coberta para 3 carros, porto eletrnico, salo de festas com churrasqueira, cozinha americana c/ banheiro, 3 dormitrios (1 com varanda), sala de estar, 2 banheiros, cozinha planejada, lavanderia e quintal ! Ligue e agende uma visita!! R$ 399.000,00

    Centro - CA00309Excelente casa com 3 dorm, sala de estar, sala de antar, cozinha, banheiro, 2 despensa, lavan-deria, quintal, garagem para 3 carros ou pode ser utilizada como sala comercial. Bem localizada prximo aos bancos e frum, agende uma visita!R$ 550.000,00

    Santa Filomena - CA00379tima casa em bairro idem, 3 dormitrios, sala, banheiro, lavanderia coberta, quintal e garagem coberta para 2 carros. Circuito inter-no de fi lmagem, com enorme segurana. Ligue e agende uma visita! R$ 235.000,00

    Casa

    no Ce

    ntro

    Projeto Arquitetnico Moderno

  • 29

    Fone: 11 4534-2595 / 11 4594-1952

    Rua Comendador Franco, 650

    Centro - Itatiba - SP

    CR

    EC

    I 2

    3.6

    99

    JISSHOI M V E I S

    Novo Horizonte - CA00427Excelente casa com 2 dormitrios, banheiro, sala, cozinha, lavanderia, quintal e garagem para 2 carros. tima !!! Ligue e agende uma visita!!! R$ 215.000,00

    Santa Filomena - CA00379tima casa em bairro idem, 3 dormitrios, sala, banheiro, lavanderia coberta, quintal e garagem coberta para 2 carros. Circuito interno de fi lma-gem, com enorme segurana. Ligue e agende uma visita! R$ 235.000,00

    Porto Seguro - CA00375Excelente casa. 3 dormitrios, 2 banheiros, sala, cozinha, lavanderia, garagem coberta para 4 car-ros, quintal, salo de festa com banheiro e chur-rasqueira. Vale a pena conferir. Ligue e agende uma visita!! R$ 235.000,00

    Jardim do Engenho - CA00373tima oportunidade para renda. Duas casas sendo a superior com 2 dormitrios, sala, cozinha, banheiro, sacada e a inferior com 3 dormitrios, sala, cozinha, banheiro e rea de servio com garagem coberta. Ligue e agende uma visita. R$ 300.000,00

    Alto de Ftima - CA00445tima oportunidade. Casa com 2 dormitrios, sala, cozinha, banheiro e garagem coberta para 1 carro. Bairro tranquilo e bem localizado. Agende j sua visita e confi ra!!! R$ 195.000,00

    Santa Cruz - CA00344Excelente negcio para investimento! Casa com garagem coberta para 2 carros, sala, cozinha, 2 dormitrios, banheiro, mais edcula com 2 quartos, sala, cozinha, banheiro, quin-tal. Tambm tem no poro com mais 2 quartos, cozinha, banheiro e sala!! Ligue e agende uma visita!!! R$ 295.000,00

    Alto de Ftima - CA00428Linda casa com vista privilegiada, 3 dormit-rios - todos com armrio embutido e ar condi-cionado, alm de 1 sute c/ hidromassagem, sala, cozinha, banheiro, rea de servio, 2 vagas de garagem coberta e 1 descoberta e salo de festa. tima oportunidade!!!!! R$ 400.000,00

    Itatiba Park - CA00312Linda casa com 3 dormitrios (1 sute), sala ampla, cozinha, lavanderia, quintal amplo e garagem coberta. tima oportunidade! Ligue e agende uma visita!!R$ 335.000,00

    Colina I - CA00313Excelente oportunidade!! Sobrado com 3 Dormit-rios sendo 2 Sutes 1 com sacada, 2 Salas, Cozi-nha Americana, Escritrio, Quintal, Garagem para 2 autos e porto eletrnico.Venha realizar o sonho da casa prpria!!!! R$ 275.400,00

    Bela Vista - CA00454Excelente imvel para renda. Casa com 2 dor-mitrios, sala, cozinha, banheiro e mais edcu-la no fundo. timo investimento para renda. Ligue e agende uma visita!!R$ 250.000,00

    Jardim Salessi- - CA00300Linda casa sendo cozinha, sala, dois dormit-rios, lavanderia e garagem coberta! Belssima vista! ACEITA FINANCIAMENTO! Ligue e agende uma visita!! R$ 190.000,00

    Santo Antonio - CA00303Oportunidade! Casa com 2 dormitrios, sala 2 ambientes, cozinha, banheiro, garagem coberta para 2 carros, lavanderia e churrasqueira. Venha conferir !!!!! R$ 255.000,00

    Terra Nova - CA00421Excelente casa com 3 dormitrios (1 sute) , banheiros, sala, cozinha, lavanderia, quintal e garagem para 2 carros. Ligue e agende uma visita!!!!!!!! R$ 250.000,00

    Jardim do Engenho - CA00381Excelente casa com 3 dormitrios (1 sute), 2 banheiros, sala, cozinha, jardim de inverno, lavanderia, quintal, garagem coberta para 2 carros, porto fechado. Total segurana! Ligue e agende uma visita!!!!! R$ 260.000,00

    Colina I - CA00225Casa de esquina com terreno de 458 m, per-mitido desdobramento em 3 lotes de 150m ou construo de prdio ate 10 pavimentos - Zo-neamento ZC -1. R$ 249.000,00

    Jardim Paineiras - CA00475Excelente oportunidade. Casa em condomnio com 2 dormitrios, sendo 1 sute, sala, cozinha e 1 banheiro social, varanda, garagem, edcula com churrasqueira, banheiro e um cmodo que pode ser usado como quarto ou sala de TV. R$ 220.000,00

  • 30

    O QUE FAZEMOS?

    Fone: 11 4534-2595 / 11 4594-1952

    VENDA

    CONSRCIO

    FINANCIAMENTO

    REFINANCIAMENTO

    Rua Comendador Franco, 650 | Centro - Itatiba - SP

    CR

    EC

    I 23.6

    99 JISSHO

    I M V E I S

    Santo Antonio - CA00294IMPERDVEL. Linda casa em timo bairro da cidade, com 3 dormitrios (1 sute), cozinha planejada, sala de jantar, sala de TV, lavande-ria, churrasqueira!!! Ligue e agende visita!!!!! R$ 350.000,00

    Santa Filomena - CA00462Belssimo sobrado com duas moradias. No so-brado: 3 dormitrios (uma sute com sacada), sala, cozinha, lavandeira, 3 banheiros com box, garagem. Moldura em gesso em todos os ambientes, inclusive lavanderia e garagem. Revestimento novo 1 linha, acabamento e es-cada em granito. Excelente oportunidade!!! R$ 350.000,00

    Vila Mutton - CA00247Casa com 3 dorm (1 sute com closet), sala para 2 amb, 2 lav, banho, coz, lavan, garagem coberta para 2 carros, porto eletr, jardim, circuito para TV, alarme e cerca eltr. Ligue e agende sua visita!! R$ 405.000,00

    Recanto do Park - CA00383tima casa, NOVA, 3 dormitrios (1 sute), lavabo, cozinha americana, sala, garagem coberta, lavanderia!!! AGENDE J SUA VISI-TA!!!! R$ 320.000,00

    Itatiba Country Club - CA00337Belssima casa em condomnio fechado com se-gurana 24h, rea de lazer completa!!!Em fase fi nal de acabamento, com 4 dormitrios (2 sutes e 1 com closet), sala 2 ambientes, cozi-nha, despensa, rea de servio, banheiro social, lavabo, ampla rea de lazer, garagem coberta para 2 carros e depsito. Ligue e agende uma visita!! R$ 550.000,00

    San Francisco - CA00464Excelente chcara com 2 sutes, sala, cozinha, banheiro, lavanderia, rea gourmet com churrasqueira, piscina, sauna e um amplo quintal com muita vegetao. Se voc e sua famlia procuram um lugar tranqilo e muito aconchegante, agende uma visita!!! R$ 420.000,00

    Giardino D Italia - CA00434Belssima casa em bairro com ronda 24h. Tem 3 dormitrios (1 sute), cozinha integrada com sala de jantar, sala de estar, lavanderia, depsito, garagem coberta para 2 carros mais 2 vaga descobertas. Ligue e agende uma visita!! R$ 477.000,00

    Villagio Paradiso - CA00417Linda casa no Villagio Paradiso com 4 sutes (1 master com closet e hidromassagem), living, sala 2 ambientes, cozinha ampla com dispensa, rea gourmet ampla com banheiro e dispensa, piscina (c/ banheiro), mini campo de futebol. Oportunidade para quem busca qualidade de vida. Agende sua visita!!! R$ 1.600.000,00

    Villagio Paradiso - CA00376Excelente oportunidade! Casa com 4 dormitrios (3 sutes, 1 com hi-

    dro), escritrio, sala de estar 3 amb, sala de jantar, coz americana,

    despensa, lavanderia, ampla rea gourmet, piscina com hidro aquec.

    Ligue e agende uma visita! R$ 1.400.000,00

    Aida Haddad Jafet - CA00463tima sobrado, mobiliado. 2 dormitrios, 1 su-te, 3 banheiros, sala de estar, sala de jantar, cozinha planejada, garagem para 3 carros, jar-dim, quintal, churrasqueira, alarme, piscina de alvenaria com cascata, acabamento de primei-ra. Agende um horrio!!! R$ 305.000,00

    Jardim do Engenho - CA00290tima casa com excelente acabamento. Cozinha americana, sala, 2 dormitrios (1 sute com vista privilegiada), rea de servio, garagem para 2 carros com porto eletrnico, churrasqueira isolada no andar inferior! Oportunidade de ouro! Aproveite!! Agende sua visita! R$299.000,00

    Parque da Colina I - CA00363tima oportunidade! Casa com 1 dormitrio, sala, cozinha, garagem coberta, porto ele-trnico, com amplo quintal com fogo a lenha! Mais um dormitrio e banheiro na rea inferior! Ligue e agende uma visita! R$ 235.000,00

    Excelente Oportunidade!

  • 31

    O QUE FAZEMOS?

    Fone: 11 4534-2595 / 11 4594-1952

    VENDA

    CONSRCIO

    FINANCIAMENTO

    REFINANCIAMENTO

    Rua Comendador Franco, 650 | Centro - Itatiba - SP

    CR

    EC

    I 23.6

    99 JISSHO

    I M V E I S

    Centro - CA00238Casa com 3 dorm, salas 3 amb, 2 banheiros, coz, rea de serv, poro, garagem para 7 carros, ponto comercial localizado na Av. 29 de Abril. Excelente oportunidade de negcio para investimentos.Ligue e agende sua visita! R$ 1.000.000,00

    San Francisco - CA00340 Aceita PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA!!! tima casa com 2 dormitrios, sala, co-zinha, banheiro, lavanderia e quintal!! Ligue e agende uma visita!!!!!! R$ 175.000,00

    Jardim Nardin - CA00411tima casa com 2 dormitrios, sala, cozi-nha, banheiro, lavanderia e quintal!! Ligue e agende uma visita!!!!!!R$ 191.000,00

    Jardim Paineiras - CA00460Excelente oportunidade! Casa com 3 dormitrios, 2 banheiros, sala ampla 2 ambientes com lareira e mezanino, toda avarandada. Ligue e agende uma visita! R$ 191.000,00

    Itatiba Country Club - CA00302tima oportunidade! Belssima casa em condomnio fechado com lazer completo. Sala de TV com p direito duplo, sala de jantar, 2 dormitrios (1 sute), cozinha, despensa, rea de servio, lavanderia, garagem coberta para 2 carros, quintal e jardim!!! Imperdvel!!! R$ 530.000,00

    Centenrio - CA00450Casa em tima localizao, com 3 dormitrios sendo 2 sutes, cozinha, rea de servio, sala 2 ambientes, banheiro e garagem para 2 car-ros. Agende visita! R$268.000,00

    Jardim do Engenho - CA00251Casa 2 dormitrios, sala, cozinha, banheiro, lavanderia, garagem para 1 carro coberta, quintal lateral e jardim na frente e no fundo da casa. Boa localizao. Venha agendar uma vi-sita!!!! R$ 172.800,00

    Morada dos Pssaros - CA00324Excelente chcara com 2 sutes, sala, cozinha, banheiro, lavanderia, rea gourmet com chur-rasqueira, piscina, sauna e um amplo quintal com muita vegetao. Se voc e sua famlia procuram um lugar tranqilo e muito aconche-gante, agende uma visita!!! R$ 450.000,00

    Coroado - CA00405Casa em tima localizao, com 3 dormitrios, cozinha, rea de servio, sala, banheiro e garagem para 1 carro. Agende uma visita! R$295.000,00

    Cecap - CA00403Excelente investimento para renda de aluguel. So 3 casas com timo acabamento:1 Casa: 1 dormitrio, sala, copa, cozinha, banheiro, 2 gara-gens cobertas. 2 Casa: 1 dormitrio, sala, cozi-nha, banheiro. 3 Casa: 1 dormitrio, sala, cozi-nha, banheiro. R$ 298.000,00

    Jardim Mxico - CA00452Excelente oportunidade!!! Casa com 3 dormit-rios, sala, cozinha, banheiro, lavanderia e ga-ragem coberta para 2 carros!!! Ligue e agende uma visita!!!!!!! R$ 270.300,00

    Colina I - CA00336Excelente oportunidade!!! Casa de esquina com ponto comercial. So 3 dormitrios, sala, cozinha, sacada e garagem para 1 carro!!! Salo comercial com 2 banheiros e cozinha!!! Ligue e agende uma visita!!!!!!R$ 287.000,00

    Novo Cruzeiro - CA00455Excelente oportunidade. Casa com 3 dormitrios amplos (1 sute c/ sacada), banheiro, sala 2 ambientes, lavabo, cozinha americana, churrasqueira coberta, quintal com jardim e lavanderia grande coberta, garagem coberta para 2 carros. Ensolarada e arejada. Bairro tranquilo e seguro. Ligue e agende uma visita!!!!!!R$ 320.000,00

    Country - CA00301Excelente casa com 4 sutes (1 com armrio embutido, hidro e sacada), sala 3 ambs, escritrio, coz, despensa, rea de servio, rea gourmet com churras e forno de pizza, jardim, canil, quintal e garagem coberta para 3 carros. Venha agendar sua visita e confi ra o futuro lar seu e de sua famlia!!!R$ 850.000,00

    Jardim Teresa - CA00451Oportunidade!! Casa com timo acabamento! So 4 dormitrios (1 sute), 2 salas, cozinha, despensa, 2 banheiros, lavanderia, dormitrio e banheiro para empregada,churrasqueira, porto eletrnico e garagem para 4 carros! Venha conhecer!! R$ 425.000,00

    Jardim das Paineiras - CA00317tima oportunidade para morar junto natureza. Casa com 3 sutes, 2 salas, cozinha planejada, lareira, ampla rea de lazer, tanque para pesca esportiva, trilha no meio da mata!!! Agende sua visita!!! No perca esta oportunidade!!!! R$ 480.000,00

    Oportunidade

  • 32

    Ainda Haddad Jafet - TE00229timo terreno de 300 metros quadrado, j com terraplanagem feita, padro de energia, fundo do terreno tambm j esta murado, um excelente negocio, vale apena conferir. Ligue e agende uma visita!!! R$ 159.000,00

    Jardim de Lucca - TE00225 Terreno comercial em tima localizao da ci-dade, num total de 2.180.00 m para construir algo que gere renda para seu investimento. Ligue e agende uma visita R$ 1.500.000,00

    Capela do Barreiro - CH00113 tima chcara em condomnio fechado. Casa com 3 dormitrios, sala de estar, sala de tv, cozinha, lavabo, piscina, churrasqueira. CASA MOBILIADA!!! Excelente oportunidade!!!Ligue e agende uma visita!!R$ 530.000,00

    Central Parl I - TE00266Terreno plano para construir a casa do seu sonho, em um excelente bairro. Ligue e agende uma visita!!!! R$ 145.000,00

    Jardim Flamboyant - TE00236Lindo terreno de esquina, 360 m com leve aclive. tima oportunidade.!!! R$ 138.000,00

    Nova Itatiba - TE00249Excelente terreno para construir a casa do seu sonho, totalmente plano. Ligue e agende uma visita!!!! R$ 210.000,00

    Central Park II - TE00273Lindo terreno em loteamento aberto, bem localizado com leve declive, prximo as portarias do Condomnio Parque das Laranjeiras e Itatiba Country Club!!! R$ 120.000,00

    Jardim Santa Rosa - CA00410Casa de alto padro, 4 sutes, sala com 4 ambientes, lavabo,1 banheiro, hidromassagem, cozinha planejada, despensa, lareira, rea de servio, quarto de empregada com banheiro, churrasqueira, piscina com banheiro,quintal, aquecedor solar, portas e janelas todas de madeira, entrada social, garagem coberta para 2 carros. Esta casa pode ser sua, realize seu sonho de morar em um paraso. Ligue e agende uma visita!!!!!!R$1.300.000,00

    Parque das Laranjeiras - CA00060Casa nova com 520 m2 construdos sobre terreno de 1.000 m2, em condomnio fechado. Possui: 4 sutes sendo 3 com jardim privativo e 1 com varanda, aquecimento solar, escritrio com varanda, hall nos quartos e entrada, sala de visita com lareira, ampla varanda, sala de jantar, lavabo, quarto e banheiro para empregada, despensa, ampla garagem, piscina de vinil e varanda ampla. Como diferenciais possui: adega, jardim gramado, paisagismo com rvores e espcies nativas (jabuticabeira, ips, palmitos, sao-miguel etc.), sutes em tacos de muracatiaia e demais dependncias em porcelanato. Agende uma visita. R$950.000,00

    Nova Itatiba II - TE00255Excelente terreno em timo bairro para construir a casa do seu sonho, num total de 420 metros quadrados, ligue e agende uma visita!!!! R$ 148.000,00

    Vila Ravenna - TE00276Excelente terreno aclive para construir a casa do seu sonho em condomnio fechado, vale apena conferir, ligue e agende uma visita!!!!!R$ 179.800,00

    So Marcelo - CH00116Excelente Chcara para morar, casa com 2 dormitrios sendo 1 sute, 2 banheiros, sala, copa, cozinha,salo de festa, lavanderia, gara-gem coberta, galpo de 280 m, piscina. Aqui esta a chcara do seu sonho. Ligue e agende sua visita!!!R$ 285.000,00

    Fone: 11 4534-2595 / 11 4594-1952

    Rua Comendador Franco, 650 - Centro - Itatiba - SP

    CR

    EC

    I 2

    3.6

    99

    JISSHOI M V E I S

  • 33

    Condomnio Moenda - CH00112tima chcara em condomnio fechado. Casa com 4 dormitrios (sute separada da casa) sala, cozinha, varanda, piscina, churrasqueira, grande rea gramada. Excelente oportunidade. Ligue e agende uma visita!!! R$ 410.000,00

    Caminhos do Sol- CH00128Linda chcara em bairro tranquilo prximo cida-de com casa de 2 dormitrios sendo 1 sute, sala cozinha e banheiro social. Piscina e estrutura da edcula pronta. Toda gramada, estuda permuta com terreno em Valinhos ou carro at 20 mil. Agende sua visita!!! R$ 235.000,00

    Engenho Dgua - CH00109Imperdvel. Excelente chcara casa com 2 dor-mitrios sendo 1 sute, sala com lareira e meza-nino, cozinha, sala para ateli, salo com chur-rasqueira e forno. Vrios cmodos externos que podem ser usados como escritrios ou dor-mitrios. Piscina, horta e lindo gramado!!Ligue e agende uma visita!!R$ 240.000,00

    Real Parque - CH00105Excelente Chcara para morar, casa com 2 dor-mitrios sendo 1 sute, 2 banheiros, sala, copa, cozinha,salo de festa, lavanderia, garagem coberta, galpo de 280 m, piscina. Aqui esta a chcara do seu sonho. Ligue e agende sua visita!!!R$ 285.000,00

    Itatiba Park - TE00235timo terreno para construir a casa do seu sonho, com 250 metros quadrado e plano, rua tranquila e bairro muito bom. Ligue e agende uma visita!! R$ 120.000,00

    Jardim das Paineiras - TE00257Lindo terreno de esquina em condomnio fe-chado, muito bem localizado na avenida prin-cipal c/ leve aclive. Segurana 24h.!!! R$ 97.000,00

    Residencial Sete Lagos - TE00289Excelente terreno em condomnio fechado com segurana 24 horas, num total de 667 m para construir a casa do seu sonho, prximo de uma grande rea verde e enormeslagos. Ligue e agende uma visita!!!!! R$ 194.000,00

    Praas Venturas - TE00270Terreno 1000m, condomnio fechado com lazer completo, vista maravilhosa, tima topografia. Ligue e agende uma visita!!!R$ 170.000,00

    Residencial Sete Lagos - TE00285Excelente terreno para construir a casa do seu sonho, em condomnio fechado com to-tal segurana. Ligue e agende uma visita!!!R$ 425.000,00

    Reserva Santa Rosa- TE00280timo terreno com 560 m em avenida co-mercial, com leve aclive, em excelente bair-ro, vale apena conferir.Ligue e agende uma visita!!! R$ 350.000,00

    Real Parque - CH00119Excelente chcara em meio a natureza casa com 2 dormitrios, 2 banheiros, Sala, Cozinha, Lavanderia, Piscina com hidro e cascata, salo de jogos, churrasqueira, fogo a lenha, quintal amplo e porto eletrnico todo murado. Agende sua visita hoje!!!!!! R$ 280.000,00

    Nova Sua II - CH00100Excelente Chcara para morar, casa com 3 dormitrios sendo 1 sute mster, banheiro, sala 2 ambientes, cozinha, lavanderia, garagem coberta. Aqui esta a chcara do seu sonho. Ligue e agende sua visita!!!R$ 350.000,00

    San Martin - CH00080Excelente Chcara para morar, casa com 2 dormitrios sendo 1 com ar condicionado, banheiro, sala, cozinha, lavanderia, garagem coberta. Aqui esta a chcara do seu sonho. Ligue e agende sua visita!!!R$ 380.000,00

    Jardim Leonor - CH00118Chcara com 3 dorms sendo 1 sute, sala 2 amb, lareira, coz, lavabo, wc, varanda, churrasqueira, rea de servio, piscina, espao para mini cam-po, canil, jardim. Agende sua visita e venha con-ferir! R$ 400.000,00

    Praas Venturas - TE00288Excelente oportunidade. timo terreno em condomnio fechado com segurana 24h e clube completo. Ligue e agende uma visita!!!!!R$ 245.000,00

    Condomnio Bosque dos Pires - TE00138Excelente terreno em timo condomnio fechado com fcil acesso para Itatiba e Bragana Paulista!!!No perca a oportunidade de construir sua casa em um condomnio fechado com segurana 24h para voc e sua famlia!!!Ligue e faa uma visita!!! R$ 110.000,00

    Fone: 11 4534-2595 / 11 4594-1952

    Rua Comendador Franco, 650 - Centro - Itatiba - SP

    CR

    EC

    I 2

    3.6

    99

    JISSHOI M V E I S

  • 34

    Boa notcia para quem busca uma casa: a tendncia de desacelara-o de preos, podendo at

    cair nos prximos meses.

    Depois de um boom nos

    preos em 2010, o mercado

    imobilirio brasileiro assiste a

    uma tendncia de desacelera-

    o que deve se manter nos

    prximos meses, de acordo

    com a consultoria LCA, em

    material divulgado pela Folha

    de SP no comeo de maio.

    As concluses do relatrio

    se baseiam no IVG-R, ndice

    divulgado pelo Banco Cen-

    tral em abril. Enquanto em

    2010 a alta no valor dos im-

    veis alcanou taxas prximas

    a 20%, em 2012 o crescimen-

    to foi de 3,6%, descontada

    a infl ao. Esse movimento

    acompanha uma expanso

    menor do crdito imobilirio,

    que, segundo a consultoria,

    teria impactado o mercado.

    O cenrio tambm refl ete

    o crescimento reduzido do

    PIB em 2012, que deixou os

    consumidores mais conser-

    vadores.

    Ainda segundo o jornal,

    o Banco Central aponta que

    uma queda nos preos

    pouco provvel. Isso porque

    98% dos imveis considera-

    dos no ndice so para mora-

    dia, o que reduz o poder de

    barganha do comprador na

    negociao de preos.

    De olho num de-

    sempenho de

    vendas melhor do

    que o de 2012, o

    mercado da construo adotou

    dois pilares que sustentaram as

    novidades e lanamentos apre-

    sentados na Feicon Batimat e Sa-

    lo Internacional da Construo.

    Um dos mais expressivos eventos

    da rea no pas, a Feicon 2013 -

    realizada em maro - apresentou

    mais de dois mil lanamentos

    para construir ou reformar. Isso

    devido expanso no crdito e

    tambm s obras que preparam

    o Brasil para receber a Copa do

    Mundo de 2014.

    Para atrair olhares dos con-

    sumidores, a aposta em novi-

    dades e tecnologia. Pisos que se

    encaixam, dispensando cola, e

    argamassa pronta, sem cimento,

    so duas delas, voltadas para o

    consumidor fi nal. Outra tendn-

    cia apresentada na feira a sus-

    tentabilidade, desde os primeiros

    passos, a exemplo do piso para o

    parquinho das crianas, feito de

    sobras de pneus velhos.

    De acordo com dados divulga-

    dos pelo telejornal Bom Dia Brasil,

    da Rede Globo, os comerciantes de

    material de construo acreditam

    em uma alta de 7,5% nas vendas

    neste ano, depois de um crescimen-

    to de 3,5% em 2012.

    Imveis tendem desacelerao de preos

    Copa do Mundo e expanso de crdito so apostas de crescimento para construo

    Relatrio de consultoria aponta para acomodao de valores

    EconomiaEconomia

    Fo

    to: S

    hut

    ters

    tock

    .co

    mF

    oto

    : Sh

    utte

    rsto

    ck.c

    om

  • 35

    A Revista que ganha maisvisibilidade a cada edio!

    ANO 1 - 9 EDIO - JUNHO - 2012

    TIR

    AG

    EM

    10.

    000

    EX

    EM

    PLA

    RE

    S A

    UD

    ITA

    DA

    PO

    R

    GRTIS

    UM EVENTO COMPROMETIDO COM O CONHECIMENTO4 E 5 DE AGOSTO NO ITATIBA ESPORTE CLUBE

    INSPIRATIONPalestras &Workshops

    CASA PRPRIA:Voc tambm pode ter a sua!

    pag.16

    SUSTENTABILIDADEPor que investir em reas

    de reserva natural?pag.34

    ESPECIALDia dos Namorados

    pag.44

    PREVENOCasa + Segura

    pag.12

    ANO 1 - 10 EDIO - JULHO - 2012

    GRTIS

    TIR

    AG

    EM

    10.

    000

    EX

    EM

    PLA

    RE

    S A

    UD

    ITA

    DA

    PO

    R

    VAMOS EXPONEGCIOS!VENHA VOC E SUA FAMLIAUM EVENTO COMPROMETIDO COM TUDO E TODOS

    4 E 5 DE AGOSTO NO ITATIBA ESPORTE CLUBE

    Entretenimento Conhecimento Negcios Sustentabilidade Sociabilidade E muito mais

    DICAS DOMSTICASAquea o inverno comconforto e bom gosto

    ESPECIAL DE FRIASDe malas prontas parao sossego

    NEGCIOS IMOBILIRIOSMetro quadrado: valor menor no interior do Estado

    ANO 1 - 10 EDIO - JULHO - 2012

    AMOS EXPONEGCIOS!EXPONEGCIOS!VENHA VOC E SUA FAMLIAA FAMLIAA F

    UM EVENT

    Entretenimento Conhecimento Negcios Sustentabilidade Sociabilidade

    DICAS DOMSTICAS

    ESPECIAL DE FRIAS

    Anuncie: 11 4594.3057 | 4594.1952

    www.revistaimoveisecia.com.br

    GRTIS

    GRTIS

    GR

  • 36

    O Centro de Exposi-es Imigrantes, em So Paulo/SP, rece-be entre 5 e 8 de ju-nho a Construction Expo 2013 2

    Feira Internacional de Edificaes e

    Obras de Infraestrutura. Neste ano,

    o evento traz sales temticos: Sa-

    les das Grandes Construes, Sa-

    les dos Sistemas Construtivos e o

    Salo da Construo Seca, um dos

    destaques da feira.

    Os Sales dos Sistemas Constru-

    tivos tero a participao do Salo

    ABCIC da Construo Industria-

    lizada do Concreto, que mostrar

    o processo de elaborao dos pr-

    -moldados, iniciando pelo projeto,

    passando pela fabricao at a mon-

    tagem do sistema, o Salo da Cons-

    truo Metlica ABCEM, que ir

    apresentar os diferenciais competi-

    tivos dos sistemas metlicos para a

    construo, e o Salo do Rental, que

    mostrar a importncia do setor de

    locao.

    No caso dos Sales das Grandes

    Construes, esto confirmados: o

    Salo da Arena Corinthians, o Salo

    do Porto Maravilha, o Salo da Li-

    nha 4 do Metr do Rio de Janeiro e

    o Salo do Prosub Programa de

    Desenvolvimento de Submarinos,

    que tero participao das empre-

    sas fornecedoras e prestadoras de

    servio e uma rea conceitual para

    mostrar o desenvolvimento e tecno-

    logia utilizados em cada obra.

    A Construction Expo 2013 tem

    o apoio de construtoras e mais de

    120 entidades setoriais. A feira pro-

    mete 300 expositores, projeta 25 mil

    visitantes e apresentar novidades

    de mtodos construtivos, fornece-

    dores de servios e fabricantes de

    produtos, matrias-primas, insu-

    mos para construo de edifcios

    residenciais, comerciais, industriais,

    shopping centers e hospitais e para

    a execuo de obras em rodovias,

    ferrovias, metrs, pontes, acessos,

    terminais de cargas e estaleiros, na

    rea de saneamento, em energia hi-

    dreltrica e elica, oleodutos e ga-

    sodutos, estruturas metlicas, entre

    outros. Mais informaes pelo site

    www.constructionexpo.com.br

    CONGRESSO/Simultanea-mente feira tambm ser realizado

    o Construction Congresso, entre

    os dias 5 e 7 de junho. Esto pre-

    vistos debates, difuso de informa-

    es e troca de experincias entre

    profissionais, representantes e em-

    presas desse segmento. A grade de

    programao ser constituda por

    seminrios promovidos pelas enti-

    dades setoriais, que so apoiadoras

    da feira, pela Secretaria Nacional de

    Habitao (SNH) do Ministrio das

    Cidades, pelos Sales das Grandes

    Construes da Construction Expo

    2013, e pela Sobratema Associa-

    o Brasileira de Tecnologia para

    Construo e Minerao, organiza-

    dora do evento.

    Inscries e mais informaes: www.constructioncongresso.com.br

    Internacional Construction Expo chega a SP em junho

    Cariocas recebem em agosto a Construir Rio 2013

    A Feira Internacional da

    Construo Construir

    Rio 2013 ser realizada

    entre 14 e 17 de agosto

    na capital carioca. O Pavilho 4 do Rio

    Centro sediar a 19 edio do evento,

    que espera reunir mais de 300 marcas

    expositoras nacionais e internacionais e

    50 mil visitantes nos 21 mil m de feira.

    A expectativa da organizao que sejam

    gerados negcios na ordem de R$ 100 mi-

    lhes, valor atingido no evento de 2012.

    A Construir Rio aberta ao pblico

    em geral e tem como perfil de seus vi-

    sitantes lojistas e atacadistas; arquitetos,

    engenheiros, administradores de con-

    domnio, profissionais da construo

    em geral, designers de interiores, de-

    coradores e paisagistas; construtores,

    empreiteiros e estudantes de reas afins.

    Alm do Frum Construir, que rene

    tendncias por meio de mostras e pa-

    lestras, agrega tambm o Prmio Cons-

    truir, que homenageia as empresas que

    se sobressaram e contriburam para o

    desenvolvimento da construo civil no

    ano. So premiadas as maiores empresas

    atacadistas do setor no pas, que juntas

    somam um PIB aproximado de R$ 5 bi-

    lhes, em dados dos ltimos dois anos.

    Mais informaes e inscries pelo site:

    www.feiraconstruir.com.br/rio

    Eventos

    Fo

    tos:

    Div

    ulg

    ao

  • 37

    Loja 2Al. Senador Paulo Abreu, 98

    Centro - Itatiba, 98(Pabreu Mall)

    Conhea a nova loja

  • 38

    Uma das maiores

    mostras de arqui-

    tetura, decorao

    e paisagismo das

    Amricas, a Casa Cor So Paulo

    deste ano abre as portas de 28 de

    maio a 21 de julho no Jockey Club

    de So Paulo. Nesse perodo pro-

    mete priorizar as opes de bem

    morar, nos 79 ambientes montados

    por profissionais de renome. A

    ideia desvendar a relao viva e

    apaixonada com a casa e mostrar

    que ela est ao alcance de todas

    as pessoas, independentemente de

    idade, classe social ou perfil fami-

    liar, diz Angelo Derenze, presi-

    dente do Grupo Casa Cor.

    Nesta 27 edio da mostra, foi

    adotado um comit curador que

    selecionou os profissionais parti-

    cipantes, uma forma de garantir a

    diversidade de estilos e as propos-

    tas dos ambientes, segundo a dire-

    o. Reconhecida como opo de

    passeio at mesmo para quem no

    profissional da rea, a Casa Cor

    reserva seus quatro ltimos dias, 18

    a 21 de julho, ao Special Sale, per-

    odo em que objetos, obras de arte,

    mveis, equipamentos e acessrios

    que compe os ambientes do even-

    to tero com desconto de at 70%.

    O valor do ingresso R$ 40 (de ter-

    a a sexta); R$ 49 (fim de semana

    e feriado) ou R$ 90 o passaporte

    vlido para todos os dias da mostra.

    Mais informaes em www.casacor.com.br

    Morar bem mote da Casa Cor SP

    Fo

    tos:

    Cas

    aco

    r 20

    12/

    Div

    ulg

    ao

    Eventos

  • 39

    JVC

    Rua Francisco Carride, 128, Jardim de Lucca - Itatiba - SP

  • 40

    Em sua 18 edio, a Cam-

    pinas Decor, principal

    mostra de arquitetura,

    decorao e paisagismo

    do interior paulista, abre as portas ao

    pblico at dia 9 de junho. Depois

    de quatro anos recuperando prdios

    do patrimnio pblico e de uma edi-

    o realizada em uma fazenda, retor-

    namos a uma casa na cidade, afirma

    a empresria Stella PastanaTozo, uma

    das organizadoras do evento. Trata-se

    de um imponente casaro no Taqua-

    ral, bairro nobre e movimentado de

    Campinas.

    So 1,5 mil metros quadrados de

    rea construda e 2,5 mil metros qua-

    drados de rea livre, divididos em 48

    ambientes internos e externos, nos

    quais trabalharam 77 profissionais.

    Durante dois meses, arquitetos, deco-

    radores e paisagistas criaram espaos

    com o que h de mais moderno em

    tecnologia de automao residencial,

    luminotcnica, mobilirio, equipa-

    mentos de som e imagem, pisos, re-

    vestimentos, pinturas e paisagismo.

    Na rea livre foram erguidas edifi-

    caes utilizando variados sistemas

    construtivos.

    A organizao reservou dois es-

    paos da edio 2013 para o projeto

    Novos Talentos. O programa visa va-

    lorizar os profissionais que esto h

    pouco tempo no mercado, com at

    trs anos de formados. Os ambien-

    tes preparados pelos Novos Talentos

    so o Quarto de Brinquedos, assina-

    do pela dupla Julia Varon e Gustavo

    Sampaio, e o Escritrio da Designer

    de Sapatos, projetado por Claudia

    Poltronieri e Maria Ceclia Bueno.

    Campinas Decor 2013 est instalada

    no antigo imvel da avenida Almeida

    Garret, 1.351 Alto Taquaral. O va-

    lor do ingresso R$ 30 (crianas de

    at 12 anos no pagam).

    Saiba mais no site: www.campinasdecor2013.com.br

    Mercado movimentado

    Campinas Decor volta s origens

    Conhecida em tempos remotos

    como a Capital Brasileira do Mvel

    Colonial, e hoje como um dos plos

    moveleiros do estado, devido s in-

    meras indstrias do ramo instaladas

    na cidade, Itatiba conta ainda com a

    vantagem de estar localizada perto de

    grandes eventos envolvendo as reas

    de arquitetura, decorao e paisagismo.

    Aproveite e confira algumas opes.

    Por Maiara Lima, jornalista

    Fotos: Leandro Farchi / Divulgao

    Eventos

  • 41

    Por Maiara Lima, jornalista

  • 42

    Dicas Jurdicas

    O assunto dessa edio de suma importn-cia, pois trataremos do instrumento que garante o direito propriedade: a

    matrcula. Sua abertura passou a ser

    obrigatria aps o advento da Lei

    dos Registros Pblicos n. 6.015/73.

    De maneira sucinta, podemos di-

    zer que a matrcula o ato pelo qual

    d origem individualidade do im-

    vel na sistemtica registral brasileira,

    ou seja, atravs da matrcula do

    imvel que identifi camos todos os

    detalhes pertinentes aquela contida

    no registro. E, como j falamos em

    edies anteriores, este instrumento

    um pr requisito do registro e da

    averbao referentes aos atos que

    envolvem o imvel.

    importante esclarecer que cada

    imvel tem sua matrcula prpria,

    no sendo permitido que tenha mais

    de uma. Seu requisito mais impor-

    tante a referncia ao nmero do

    registro anterior. Mas claro que

    possui outros requisitos, como: data,

    identifi cao do imvel, nome, do-

    miclio e nacionalidade do proprie-

    trio. Sendo pessoa fsica: profi sso,

    estado civil, CPF e RG. Sendo pes-

    soa jurdica, CNPJ e sede social.

    As transcries efetuadas no pe-

    rodo da antiga lei so consideradas

    vlidas, e somente a requerimento da

    parte ou pelo primeiro registro que

    ser efetuada a abertura da matrcula.

    Por outro lado, se o assunto for

    loteamento, se tratar de lote perten-

    cente a um loteamento registrado,

    preciso completar a matrcula com

    o nmero de inscrio ou registro

    do parcelamento. E quando for

    unidade autnoma de edifcio, ne-

    cessrio completar a matrcula com

    o nmero que foi registrado, a ins-

    tituio de condomnio, inclusive o

    nmero do registro. Ao se tratar de

    frao ideal do imvel, a matrcula

    dever tratar sobre a totalidade do

    imvel, fazendo meno de todos

    os proprietrios e suas respectivas

    porcentagens.

    O objetivo que cada imvel

    tenha sua prpria e nica matrcula,

    desde que, no ttulo e no registro,

    estejam presentes todos os elemen-

    tos indispensveis para matrcula, e

    tratando-se de imvel pertencente

    at ento de outra circunscrio, de

    certido atualizada, o ofi cial poder

    praticar sua abertura de ofcio se

    este ato no onerar os interessados,

    como por exemplo, na abertura de

    lotes ou unidades autnomas, que

    no so cobradas.

    A descrio do imvel na matr-

    cula deve ser perfeita, de forma que

    represente sua exata posio na su-

    perfcie da Terra. Dever inclusive

    mencionar as medidas e confronta-

    es do terreno e, secundariamente,

    se houver construes e benfeito-

    rias. Essa mesma exatido vlida

    aos proprietrios para no acarretar

    dvidas quanto a sua identidade.

    Outro detalhe interessante que,

    a matrcula poder ser retifi cada

    quando for necessrio substituir al-

    guns detalhes que no constam em

    sua descrio atual. Isso acaba sendo

    muito comum nas escrituras antigas,

    onde a matrcula do imvel era de-

    terminada por passagens de guas,

    ou animais, e hoje essas demarca-

    es no mais existem.

    Por outro lado, a matrcula s

    poder ser cancelada atravs de de-

    ciso judicial; quando o imvel for

    desmembrado e constituir novas

    unidades autnomas, sendo que

    na transmisso da ltima unidade

    acontece o cancelamento; e quando

    duas ou mais unidades autnomas

    formarem uma s, haver ento, o

    cancelamento das antigas matrculas

    e abertura de uma nova.

    Portanto, a matrcula tornou-se

    um meio de certeza aos atos pratica-

    dos em relao particularidade de

    cada imvel, pois o principal objeti-

    vo demonstrar com preciso quem

    o proprietrio, alm de algum nus

    que eventualmente contenha.

    No h dvida alguma que a

    matrcula traz segurana ao pro-

    prietrio, bem como aos interessa-

    dos ou que venham a se interessar

    pelo imvel. E lembre-se que jamais

    podemos confundir matrcula com

    registro. A matrcula a individu-

    alizao do imvel. Registro o

    apontamento de toda mudana de-

    corrente no imvel. E averbao so

    as anotaes das ocorrncias que

    alterem o registro.

    Matrcula no cartrio de registro de imvel

    Michele Sanches advogada com expertise imobiliria e scia

    do escritrio Calhiarana e Sanches Advogados

    casaadvogados@casaadvogados.com.brTelefone: 11 3446-4864

    Servio

  • 43

  • 44

    Um novo revestimento

    que pode derrubar o

    ar condicionado no

    reino da climatizao

    interior j agita o mercado, inclu-

    sive o brasileiro. Uma nova tinta

    com tecnologia desenvolvida pela

    NASA, a agncia espacial america-

    na, capaz de reduzir a temperatura

    e o consumo de energia dentro das

    residncias. Em alta no mercado in-

    ternacional, a tinta trmica a mais

    barata das solues utilizadas nas

    obras de isolamento trmico.

    A tinta tem propriedades seme-

    lhantes s convencionais e custa a

    metade do preo das espumas de

    poliuretano. O efeito trmico dura

    cerca de cinco anos e a aplicao

    pode ser feita pelos proprietrios,

    sem grandes truques. Na composi-

    o, a tinta leva base de gua e mi-

    croesferas ocas de vidro, um dos in-

    dicadores de segredo para a mgica

    da climatizao.

    O material pode ser aplicado em

    qualquer superfcie, mas o efeito

    intensifi cado quando utilizada

    para revestir os telhados das cons-

    trues, j que a parte superior re-

    cebe maior incidncia dos raios so-

    lares. Os telhados revestidos com o

    material reduzem em at 60% o con-

    sumo de energia eltrica utilizado

    para refrigerar casas, prdios, inds-

    trias e estabelecimentos comerciais.

    De acordo com Walter Crivelen-

    te Ferreira, diretor da empresa WC

    Isolamento Trmico, o revestimen-

    to pode at mesmo tomar o lugar do

    ar condicionado. Se o local for bem

    ventilado, a sensao trmica no

    ambiente interno se torna agradvel,

    sem precisar de ar condicionado,

    garante o fornecedor do material.

    O diretor da empresa acredita que

    o brasileiro deve aderir novidade.

    As vendas por aqui ainda vo cres-

    cer, afi rmou Crivelente, que leva o

    servio para muitas indstrias.

    MAIS BARATA/ Os cientistas da

    NASA criaram a tinta trmica para

    ser aplicada em aeronaves, navios e

    tubulaes, a fi m de diminuir o calor

    dentro destas estruturas. Porm, a so-

    luo passou a ser comercializada em

    lojas de construo nos EUA e rapi-

    damente se popularizou, j que a tinta

    trmica mais barata e sustentvel do

    que a espuma de poliuretano, material

    derivado do petrleo usado na maior

    parte das obras de isolamento trmico.

    Mesmo ganhando espao cada vez

    maior no mercado, a tinta no re-

    conhecida para os projetos de revesti-

    mento trmico. De acordo com Walter

    Crivelente, as licitaes pblicas ainda

    exigem o poliuretano nas obras. No

    entanto, as Naes Unidas esto ela-

    borando um regulamento para adotar

    materiais de revestimento mais sus-

    tentveis, sem data para ser entregue.

    * Com informaes do CicloVivo

    Sabe aquela coluna no meio

    da sala que parece no ter

    utilidade ou aquele canti-

    nho da cozinha que est

    sem vida? Esses so alguns espaos

    que podem ganhar um novo char-

    me com a chamada Tinta Lousa.

    Criada pela Suvinil, a linha de pro-

    dutos Esmalte Fosco proporciona o

    efeito lousa nas paredes e permite a

    criao de ambientes mais prticos,

    modernos e funcionais.

    Uma das nossas constantes

    preocupaes oferecer produtos

    inovadores que proporcionem expe-

    rincias inditas ao chegar ao lugar

    mais importante da vida das pesso-

    as: a casa. O Suvinil Esmalte Fosco

    estimula a customizao do espao,

    tornando ele nico e exclusivo, co-

    menta Daniela Tavares, Diretora de

    Marketing da Suvinil.

    Entre os cmodos mais comuns,

    o morador pode transformar qual-

    quer superfcie em quadro-negro.

    A cozinha pode ganhar uma lista de

    compras ou receitas e o quarto das

    crianas e adolescentes um espa-

    o artstico para rabiscos e o que a

    imaginao permitir. Na sala, a su-

    gesto criar um painel que ajuda

    a compor o ambiente de visitas, j o

    escritrio pode receber uma agenda

    para voc se organizar e no perder

    nenhum compromisso.

    A cor sugerida para a produo

    da tinta lousa o Suvinil Esmalte

    Fosco Verde Escolar, mas o produto

    tambm existe em cores como azul,

    amarelo, marrom e tons neutros,

    explica Daniela.

    Como aplicar? Tornar as paredes

    da casa funcionais para as fi nalida-

    des citadas acima no ser uma ta-

    refa complicada. Independente da

    idade e do estilo da pessoa, a tinta

    lousa tem o seu processo de aplica-

    o mais simples do que se imagina,

    j que no requer mo-de-obra espe-

    cializada e segue o mesmo procedi-

    mento de uma tinta comum.

    Basta preparar a superfcie - pa-

    redes, madeiras e metais - com duas

    ou trs demos da tinta na cor dese-

    jada, utilizando pincel, rolos de es-

    puma ou pistola de pintura, e man-

    ter um intervalo de no mnimo oito

    horas. O produto no tem cheiro e

    possui uma alta resistncia de fi xa-

    o, com secagem rpida no mesmo

    dia ainda, proporcionando excelente

    acabamento e menor aderncia da

    sujeira, o que facilita a limpeza.

    Dica: Para obter o mximo da

    qualidade dos produtos necess-

    rio um bom preparo da superfcie a

    ser aplicada.

    Transforme uma parede em lousa usando apenas tinta

    Nova linha proporciona efeito de lousa em qualquer parede

    Tinta trmica pode substituir ar condicionadoProduto leva gua, microesferas ocas de vidro e assinatura

    de ningum menos do que a NASA

    Materiais

  • 45

  • 46

    Base para a maioria das construes no Brasil, muitas vezes a escolha do tijolo fi ca de lado para focarmos somente na planta

    ou na decorao do ambiente em

    que vamos viver ou utilizar. En-

    tretanto existem inmeros tipos

    e usos dos tijolos e bom ter em

    mente cada um deles na hora de

    escolher o seu.

    As alvenarias esto entre os

    elementos mais versteis da cons-

    truo, servindo no s para veda-

    o, mas tambm como elemento

    estrutural, de apoio, fundao ou

    simplesmente decorativo. Justa-

    mente por isto h diversos tipos

    de material que podem ser usados,

    cada um deles com suas caracters-

    ticas e fi nalidades prprias.

    Um elemento to verstil como

    a alvenaria precisa atender a cada

    situao, sempre com ateno aos

    itens bsicos que so a resistncia

    mecnica, peso, absoro de umi-

    dade, caractersticas de isolamento

    e conduo trmica, tipo de super-

    fcie e sua compatibilidade com o

    acabamento previsto, seja este pin-

    tura, revestimento com argamassa

    ou placas de algum material. Con-

    fi ra alguns tipos e seus usos mais

    comuns:

    Pedra Muito utilizada na an-

    tiguidade, mas ainda hoje se usa

    em muros de arrimo, fundaes e

    muros aparentes, neste caso com

    fi nalidade tambm esttica. Alm

    de ser usada na alvenaria propria-

    mente dita, pode ser usada apenas

    como revestimento.

    Bloco de concreto Podem

    ser utilizados como vedao mas

    tambm existem os feitos especial-

    mente para Alvenaria Estrutural.

    H uma grande variedade de tipos,

    dimenses, formatos e materiais.

    Alm dos tipos comuns, feitos

    com cimento e pedrisco, existem

    os do tipo Estrutural, com maior

    resistncia e feitos especialmente

    para suportar carga.

    Concreto Celular Devido

    ao baixo peso e facilidade de

    manuseio, usado no s para fe-

    chamento de vos, mas tambm

    como enchimento de lajes. feito

    com uma mistura de cimento com

    materiais silicosos, em especial o

    Silicato de Clcio. Tambm co-

    nhecido como Pumex.

    Tijolo de vidro Devido ao

    preo, so usados em locais espec-

    fi cos, para iluminar e tambm para

    conseguir determinados efeitos

    estticos, especialmente quando se

    usa iluminao projetada para tirar

    proveito da luminosidade e caracte-

    rsticas de refl exo do material.

    Tijolos de solo-cimento Uma

    boa alternativa aos blocos de con-

    creto, tima soluo para habilita-

    es populares. Construes fei-

    tas com solo-cimento resulta em

    ambientes com timo conforto

    trmico, devido grande massa da

    parede que lhe confere inrcia tr-

    mica, ou seja, demora a esquentar

    durante o dia, com o sol, e demora

    a esfriar durante a noite, deixando

    mais estvel a temperatura interna.

    Tijolo de barro cru Tambm

    conhecido como Adobe, j foi

    muito utilizado na antiguidade

    mas hoje praticamente caiu em de-

    suso, pois precisa de cuidados es-

    peciais para resistir s intempries.

    Tijolo de barro cozido Tam-

    bm chamados de Tijolinho ou

    Tijolo comum. uma evoluo

    do tijolo de barro cru, o que ve-

    remos neste artigo.

    Tijolo refratrio Um tipo es-

    pecial de tijolo cozido, feito com

    argila enriquecida de materiais

    que diminuem a retrao mecni-

    ca quando exposto ao forte calor.

    Funcionam tambm como isolan-

    tes trmicos.

    Tijolo laminado Estes, por

    sua vez, so uma evoluo do ti-

    jolo de barro cozido, tendo maior

    resistncia mecnica e menos po-

    rosidade, com menor absoro de

    gua. O modelo mais comum tem

    21 furos cilndricos e mede apro-

    ximadamente 24 x 11,5 x 5 cm,

    sendo indicados para alvenaria

    aparente

    Tijolo furado Tambm cha-

    mados de Tijolo baiano, tm na

    parte externa uma srie de racha-

    duras para facilitar a aderncia

    da argamassa de revestimento e

    seu interior tem pequenos canais

    prismticos ou, como se diz popu-

    larmente, furos. Em geral se en-

    contra os de 6 furos e de 8 furos,

    mas h uma grande variedade de

    tijolos furados. Suas vantagens so

    a rapidez na execuo, baixo peso

    e preo acessvel. No toa que

    a paisagem tpica dos bairros de

    periferia so as casas inacabadas,

    mas com suas paredes de tijolo fu-

    rado mostra...

    Material de construo bsico, o

    tijolo tem uma extensa variedade

    de tipos, o que exige dos consumi-

    dores bastante ateno na hora de

    escolher, porque cada um deles tem

    caractersticas prprias, que podem

    ser vantagens ou desvantagens de

    acordo com o tipo de construo

    ou reforma a ser realizada.

    Fatores como carga estrutural,

    isolamento termoacstico, absor-

    o de gua, luminosidade e est-

    tica devem ser considerados antes

    de decidir o tijolo a ser usado, pois

    uma m escolha pode comprome-

    ter toda a obra. Um dos pr-requi-

    sitos para a escolha certa estar

    bem informado.

    O tijolo certo para sua construoUm dos pr-requisitos para a melhor escolha estar bem informado

    MateriaisMateriais

  • 47

  • 48

  • 49

    Classificados

  • 50

  • 51

  • 52

    De olho no fi lo de

    obras verdes cer-

    tifi cadas com o selo

    Leed (Leadership

    in Energy and Environmental

    Design), a Docol disponibiliza no

    mercado 23 de seus produtos mais

    vendidos para a construo civil

    com componentes que determinam

    vazo de gua constante e econmi-

    ca, complementando o portflio

    para construes sustentveis. Des-

    de o fi nal de abril a marca tem dis-

    tribudo os produtos, que saem de

    fbrica equipados com arejadores ou

    restritores de vazo com alta efi cin-

    cia em economia de gua. Sua fun-

    o realizar maior distribuio da

    gua, utilizando o mnimo de vazo

    necessria. Isso possvel porque

    esses componentes misturam mais

    ar gua e reduzem a intensidade e

    a velocidade do fl uxo.

    Um dos destaques entre os lana-

    mentos a torneira para lavatrio

    de mesa Pressmatic Alfa, que, se-

    gundo o fabricante, proporciona

    reduo mdia de consumo de

    70%. Vem com arejador embutido,

    que evita o vandalismo e facilita

    a limpeza. O acabamento superfi -

    cial cromado de alta resistncia a

    corroso e riscos e o acionamento

    hidromecnico funciona com leve

    presso manual. A torneira fecha

    em aproximadamente 6 segundos e

    funciona de 1 a 4 kgf/cm ou 14,23

    a 57 psi, com vazo constante de

    1,8 litros/minuto.

    Outro destaque so os mistura-

    dores e torneiras da linha Triplus,

    disponveis para lavatrio e coz-

    inha. Atendem as exigncias da

    especifi cao Leed, proporcion-

    ando reduo mdia de consumo

    de at 55% em relao s torneiras

    comuns. O arejador embutido evita

    respingos na cuba e desperdcio de

    gua. J o cartucho de acionamento

    1/4 de volta com pastilha cermica

    oferece perfeita vedao.

    Os produtos acompanham vl-

    vula de sada de gua de alta vazo.

    H ainda o misturador mono-

    comando Monet, para lavatrio e

    para cozinha, que tambm atende

    as exigncias da especifi cao

    Leed. O design do produto tem

    formas geomtricas e tendncia

    ao minimalismo, com volante em

    alavanca, bica giratria e arejador

    articulvel, que permite direcionar

    o jato.

    Para quem busca chuveiros mais

    econmicos, a Docol traz o Bon-

    naDucha, com desviador especial

    e reduo mdia de consumo de

    70%. A canopla deslizante per-

    mite ajuste na hora da instalao.

    J a mangueira fl exvel de ao in-

    oxidvel de 1,80 metro e o desvia-

    dor integrado ducha promovem

    praticidade no acionamento. Reco-

    menda-se a utilizao em presses

    acima de 1 Kgf/cm para obter a

    vazo constante de 8 litros/minuto.

    A parceria com o

    hospital Albert

    Einsten rendeu

    fabricante de me-

    tais sanitrios Crismoe o desen-

    volvimento de um equipamento

    de segurana para doentes, ido-

    sos e pessoas com necessidades

    especiais: o Abrao Seguro. A

    barra de apoio articulvel tem

    formato de u e deve ser ins-

    talada na parede, atrs de vasos

    sanitrios, impedindo a queda

    em caso de fraqueza ou desfa-

    lecimento momentneo, e per-

    mitindo que a pessoa possa usar

    o vaso sem estar acompanhada,

    garantindo maior conforto e pri-

    vacidade.

    Inspirado nas cadeiras de ali-

    mentao dos bebs e nas barras

    dos brinquedos dos parques de

    diverses, o dispositivo de se-

    gurana possui fcil manuseio,

    podendo ser abaixado e levan-

    tando com um pequeno toque,

    facilitando o assentar e levantar

    no vaso sanitrio ou cadeira para

    banho. Segundo o fabricante, o

    equipamento atende todos os

    tipos de bitipos de pessoas,

    desde crianas at idosos, inde-

    pendente do tamanho ou peso.

    Pode ser instalado tanto em re-

    sidncias quanto em clnicas e

    hospitais.

    O dispositivo de segurana

    ganhou o prmio de inovao

    tecnolgica no SIEN 2007 e foi

    apresentado em Paris em 2009

    em um congresso internacional

    onde estavam representantes de

    mais de 50 pases.

    Fo

    to: D

    oco

    l/ D

    ivul

    ga

    oF

    oto

    : Cri

    smo

    e/ D

    ivul

    ga

    o

    Docol lana produtos com diferenciais para obter certificao Leed

    Materiais

    Barras de apoio para idosos inovam nos metais de banheiro

    Dispositivo de segurana chamado Abrao Seguro chegou ao mercado

    nacional neste primeiro semestre

  • 53

  • 54

    Esquea as quitinetes e

    acompanhe a expanso

    de um segmento em alta

    na capital paulista: o de

    microapartamentos residenciais de

    luxo. O nmero de unidades com

    essa confi gurao ou menores -

    cresceu nada menos que 16 vezes em

    quatro anos em So Paulo. O salto foi

    de 169 novas unidades de at 35m

    em 2008 para 2.818 ano passado,

    segundo levantamento feito para a

    BBC Brasil pela Embraesp (Empresa

    Brasileira de Estudos de Patrimnio),

    divulgado recentemente.

    O pouco espao interno tem ex-

    plicao, e algumas compensaes.

    A explicao atender famlias cada

    vez menores, pessoas solteiras e ido-

    sos, pblicos que cada vez crescem

    mais no pas, em especial em cidades

    ricas como a capital paulista. Para ci-

    tar alguns exemplos, a incorporadora

    e construtora Vitacon acaba de lanar

    um imvel de 25 m na Vila Olmpia

    e outro de 21 m em Perdizes; a MAC

    lanou o empreendimento Now no

    Alto da Boa Vista, que tem alguns

    apartamentos de 31 m; e a Fernan-

    dez Mera promete entregar o Vila

    Nova Concept, na Vila Nova Concei-

    o, que tem estdios de at 30 m em

    edifcios com SPA, academia, home

    theater e espao gourmet.

    Alm disso, os imveis projetados

    para abrigar famlias esto cada vez

    menores. Hoje no raro encontrar

    um lanamento de dois quartos com

    algo em torno de 55 m, por exemplo,

    o que ajuda a movimentar o fi lo dos

    mveis dobrveis e das revistas espe-

    cializadas nos segredos da decora-

    o de espaos pequenos. Por volta

    de 2007 e 2008 houve um grande n-

    mero de lanamentos de apartamen-

    tos de trs ou quatro dormitrios,

    explica Luiz Paulo Pompia, diretor

    da Embraesp. Agora, a surpresa so

    esses microapartamentos, que no

    raro se apresentam como empreen-

    dimentos de luxo, fi cam em bairros

    bem localizados e oferecem servios

    e rea de lazer.

    Segundo Pompia, os apartamen-

    tos de at 35 m visam atender a uma

    demanda criada, de um lado, por mu-

    danas sociais e demogrfi cas, como

    a reduo do tamanho das famlias

    brasileiras, o aumento do nmero de

    solteiros e o envelhecimento da po-

    pulao, que infl a o grupo dos idosos

    morando sozinhos. Do outro, pelo

    aumento dos preos de imveis e ter-

    renos na cidade - que torna unidades

    maiores inacessveis a muitas parce-

    las da populao.

    O crescimento econmico dos l-

    timos anos motivou mais pessoas a

    correrem atrs do sonho da casa pr-

    pria. Mas em muitos casos - e princi-

    palmente se quiserem morar em regi-

    es centrais - o nico que elas podem

    bancar o microapartamento prprio.

    Tendncia mundialE a capital paulista no est so-

    zinha nessa onda dos microaparta-

    mentos. O prefeito de Nova York,

    Michael Bloomberg, um dos que

    acreditam que esse o futuro ine-

    vitvel do mercado imobilirio das

    grandes metrpoles - ou a pequena

    soluo para os grandes problemas

    de falta de moradia e preos exorbi-

    tantes dos imveis atualmente dispo-

    nveis.

    Hoje, o aluguel de um studio em

    Manhatan gira em torno de US$

    2.700 (R$ 5.300) e desde 1987, uma

    lei probe a construo de moradias

    de menos de 37 m - e at pouco tem-

    po a regra s podia ser quebrada para

    as moradias sociais, que abrigam

    populaes vulnerveis.

    Bloomberg, porm, resolveu abrir

    uma exceo para um projeto piloto

    de cubculos habitveis. Um concur-

    so foi lanado no ano passado - o

    adAPT - e o microapartamento

    vencedor, um projeto com 55 unida-

    des que tm de 23 m a 34 m, deve

    fi car pronto em 2014. Se for bem re-

    cebido pelo mercado e a populao, a

    ideia que a lei seja mudada.

    *Com informaes da BBC Brasil em Londres

    Microapartamentos: apenas 35 m para chamar de lar doce lar

    Segmento surgiu com o aumento do nmero de solteiros e idosos

    Fo

    to: D

    ivul

    ga

    o

    Construo

  • 55

    RREEAASS DDEE AATTUUAAOO EE SSEERRVVIIOOSS DDAA AATTHHRROOSS AASSPPRR

    Auditoria das Demonstraes

    Contbeis, Due Diligence e Auditoria Interna

    Auditoria de Tiragem, Circulao e Eventos

    Consultoria em Normas Internacionais de Contabilidade IFRS

    Empresas regulamentadas pela ANS

    Consultoria em Tributos Diretos e Indiretos

    Planejamento Tributrio, Societrio e Sucessrio

    Frum Empresarial: Boletins, Palestras, Seminrios e Cursos In Company

    Avaliao de ativos e negcios;

    ESCRITRIOS

    So Paulo: (011) 2713-7700 ABC: (011) 4435-7300 Manaus: (092) 8133-8000

    VISITE: www.athros.com.br www.auditoriadetiragem.com.br

    CONTATE: contato@athros.com.br

  • 56

    Construo

    Para que desperdiar se

    a tecnologia est a fa-

    vor das construes?

    De olho nos consumi-

    dores e empreiteiros antenados,

    o mercado se mobiliza para dar

    ferramentas de economia na obra.

    o caso da Telhanorte, rede de

    lojas de construo e reforma, que

    desde o fi nal de abril disponibiliza

    em seu site (www.telhanorte.com.

    br) o aplicativo Clculo de Pisos &

    Revestimentos.

    O software oferece opes de

    clculo com nvel de detalhe tc-

    nico em que, alm das medidas do

    ambiente, possvel especifi car o

    tamanho da pea que ser utiliza-

    da, o posicionamento do conjunto

    e a distncia entre elas. O clculo

    feito de forma prtica, de acordo

    com o passo a passo:

    1.Informe o ambiente a ser revestido: interno, externo ou piscina.

    2. Em seguida, informe o for-mato da rea que ser revestida.

    3. Feito isso, mencione o ta-manho e o formato da rea.

    4. Por fim, informe as dimen-ses da pea: altura, compri-mento, espessura e largura. Em seguida, clique para calcular a quantidade.

    Aplicativo calcula quantidade de pisos e revestimentos que sero consumidos na obra

    Decorao

    Fo

    tos:

    Rep

    rod

    uo

    Sit

    e T

    elh

    ano

    rte

    Fo

    to: D

    ivu

    lga

    o

    J imaginou ter uma obra de

    Romero Britto em sua cozi-

    nha? Banheiro? Pia? O mer-

    cado de revestimentos tornou

    isso mais acessvel com a recm lana-

    da linha de revestimentos cermicos e

    porcelanato da Pamesa do Brasil, mul-

    tinacional que tem a planta brasileira

    sediada no Recife-PE, terra natal do

    artista.

    Numa indita parceria com o ar-

    tista plstico Romero Britto, a marca

    comea a disponibilizar a Pamesa by

    Britto, uma linha com desenhos que

    inspiram bom humor e que podem ser

    combinados com elementos sbrios

    ou contemporneos. Cores vibrantes

    estampas fortes marcam os traos do

    artista, agora reproduzidos nos reves-

    timentos, indicados tanto para proje-

    tos residenciais quanto corporativos.

    As peas decorativas tm os forma-

    tos 34cm x 34cm e 34cm X 50cm e

    compe as linhas Kitchen, Pop, Kids,

    Teen e Pool. Durante a Expo Revestir

    deste ano ambientes de cozinha, quar-

    to de crianas e banheiros foram mon-

    tados para apresentar ao pblico for-

    mas de uso do inusitado acabamento.

    Na esteira deste lanamento, a em-

    presa traz linhas de produtos com

    tecnologia HD (alta defi nio), que

    proporciona a impresso digital na

    cermica. Esta modalidade oferece

    maior sobreposio gerando realismo,

    efeitos 3D e texturizados, uma repro-

    duo fi el do produto copiado caso

    das telas de Britto - e um maior deta-

    lhamento da imagem.

    Parceria entre indstria e artista plstico disponibiliza obras em cermicos e porcelanato

    Cores de Romero Britto j podem ir para sua cozinha

  • 57

    Se algum tinha dvidas de que os revestimen-

    tos verdes emplacariam, as tendncias mos-

    tradas na Expo Revestir 2013 no deixam

    dvidas. A mais importante feira do setor, re-

    alizada em maro na capital paulista, apresentou ao p-

    blico uma gama de pisos e revestimentos ecofriendly,

    ou seja, aqueles que de alguma forma se enquadram

    nos parmetros to em voga de proteo ambiental e

    consumo consciente.

    Pastilhas fabricadas com resduos de louas sanitrias,

    sistema para construo de muros verdes, revestimentos

    drenantes e utilizao de madeira 100% reflorestada

    ou reciclada so alguns dos novos itens disposio de

    quem quer construir ou reformar pensando no meio am-

    biente sem, claro, abrir mo da beleza. Confira!

    Loua reaproveitada/ Com a tcnica de reciclar loua sanitria, a Mazza Cermica acaba de lanar os

    revestimentos telados Novit (nas cores verde, azul,

    mbar e amarelo) e Ondetta (nas cores verde, azul,

    mbar e amarelo), ambos em placas de 30x30cm. H

    ainda os produtos Punto, da linha Brasile Miscelnia,

    em pastilhas teladas e placas de 30x30, que em sua

    composio tambm levam resduos da loua.

    Sempre fresco/ Muros verdes so o lanamento da Greenwall Ceramic, com as estruturas integram

    ambientes urbanos natureza. Feito em mdulos ce-

    rmicos contnuos, o muro permite o enraizamento

    horizontal e o crescimento livre das plantas. Os blo-

    cos tambm retm umidade, propiciando que o siste-

    ma de irrigao embutido distribua a gua de maneira

    uniforme e evite o encharque das plantas. Os jardins

    verticais trazem a melhoria do microclima, principal-

    mente em ambientes fechados, pois funcionam como

    um sistema de refrigerao natural. Atuam ainda como

    isolantes contra rudos, no exigem grandes espaos

    para serem instalados e podem promover o conforto

    trmico, alm de purificar o ar urbano pela absoro

    de poluentes.

    gua livre/ A empresa Nina Martinelli investe nos revestimentos drenantes base de cimento. O modelo

    Ipanema, da linha Drenante tem 80% de permeabili-

    dade, indicado para reas externas, e est disponvel

    nos formatos 45 x 45 x 6 cm ou 45 x 45 x 8 cm. O

    item utiliza ainda um grande percentual de sobras de

    construo em sua composio. Tambm base de ci-

    mento, o Mosaicci Composizione, da linha Rivestire,

    reproduz a madeira e adequado para revestimento de

    pisos ou paredes. Na cor canela, pode ser encontrado

    em dois formatos (7x 49 cm e 3,5x 49 cm).

    Madeira legal/ Especializada em revestimentos de parede, a Decopainel traz ao mercado 30 modelos

    para ambientes internos, comerciais e residenciais,

    com placas so entalhadas em chapas de MDF, pro-

    duzidas com madeira 100% reflorestada/reciclada. As

    cores so obtidas por meio do revestimento, com uma

    lmina de PVC ou PET reciclveis. Os modelos foram

    batizados de Ripas, Neonative e Scratchy, com dimen-

    ses que variam entre placas de 45x54cm e 54x54cm e

    painis de 120x54cm e 18x54cm.

    PVC longa vida/ A gigante Duratex ampliou o portflio de seus pisos Durafloor com o lanamento

    de duas linhas LVT (Luxury Vinyl Tile), base de PVC

    100% reciclvel. Os pisos vinlicos so resistentes

    gua, permitindo a instalao em ambientes residen-

    ciais e comerciais como lojas, escritrios e hotis. As

    Linhas Loft e Idea aliam a beleza dos padres madei-

    rados sofisticao das texturas de superfcie e micro-

    vincos na lateral. J o Durafloor Sense apresenta tex-

    tura de madeira, que ressalta seu aspecto natural, com

    aconchego caracterstico dos pisos laminados. Com

    medidas de 8x248x1340mm, o piso indicado para

    reas internas secas, residenciais e comerciais.

    Apelo ecofriendly domina tendncias de revestimentosNovos produtos lanados em feira do setor valorizam reaproveitamento

    Decorao

    Fo

    tos:

    Div

    ulg

    ao

  • 58

    Foi-se o tempo em

    que as lmpadas

    serviam apenas

    para iluminar o am-

    biente. Hoje esses produtos es-

    to completamente integrados

    estrutura fsica, estratgia e

    decorao de diversos espaos.

    O formato da luminria, a pro-

    poro de claridade, o ngulo

    e a cor da luz so fatores que

    influenciam muito as sensaes

    de quem est no local.

    De olho no crescimento

    deste mercado em especial

    o da iluminao residencial -

    fabricantes anunciam para os

    prximos meses lanamentos

    na rea, como uma linha es-

    pecial de iluminao em LED,

    entre 40 outros produtos plane-

    jados pela Blumenau Ilumina-

    o. O LED um componente

    eletrnico que libera energia

    na forma de luz, verstil e que

    consome menos energia do que

    uma lmpada comum.

    J a Avant acaba de trazer

    ao mercado nova linha para

    ambientes comerciais que exi-

    jam iluminao discreta e baixo

    consumo de energia eltrica. Os

    modelos Downlight LED High

    Power, de luminrias de embu-

    tir tambm levam LED. De alta

    potncia, so especialmente

    indicadas para lojas, hotis, res-

    taurantes e escritrios. Produzi-

    das em alumnio, as luminrias

    esto disponveis em oito mo-

    delos, com seis, nove ou quinze

    LEDs, com consumo entre 8W

    e 23W. Os produtos apresen-

    tam o mesmo efeito luminoso

    de uma lmpada halgena de

    50W, com durabilidade de 50

    mil horas, o que garante baixo

    custo de manuteno. Esto

    disponveis em duas cores de

    luz - branca (5.000K) e neutra

    (3.000K) e com acabamento

    natural ou branco (com pintura

    eletrosttica).

    Design, economia e estilo dominam iluminaoNovos produtos economizam energia e valorizam ambientes

    O que LED ?

    A tecnologia LED (Light Emitting Diode, ou Diodo Emissor de Luz) vem revolucio-

    nando o mercado ao oferecer vantagens como eficincia energtica, com reduo

    de at 90% do consumo de energia eltrica; durabilidade, com vida til de at 50

    mil horas sem perder qualidade e sem queimar; conforto visual, com emisso de luz

    uniforme e constante; e flexibilidade de aplicaes. Por serem slidas e sem filamen-

    tos, resistem a vibraes. A queda nos preos destes produtos tambm tem tornado

    ainda melhor a relao custo/benefcio, uma vez que duram mais, consomem menos

    e exigem menos substituies. A tecnologia dispensa o uso de metais pesados como

    mercrio, facilitando o descarte e gerando menos entulho, conservando os recursos

    naturais e diminuindo as emisses de CO2.

    Fitas de LED so versteis e resistem at a jatos dgua

    Opo para quem quer adotar pontos de luz sem ter que instalar sadas convencionais, a fita de LED uma das boas opes para iluminar e valorizar os detalhes de um ambiente. A Lmpadas Golden investiu no filo e lanou em abril a fita LED IP 65, da linha Extreme, que tem como pontos pontes a proteo poeira, e por isso indicada para espa-os externos e resistente a jatos de gua. No entanto, no recomendvel ser submersa. Graas ao seu tamanho reduzido, as possibilidades de aplicao so inmeras, principalmente naqueles

    locais de difcil acesso ou com superf-cies estreitas, como bordas e degraus.

    O produto est disponvel nas co-res branco morno (2700K), branco frio (6500K), azul, verde e RGB. Os mode-los azul, verde e RGB possuem 70W de potncia, j os de cor branco morno e branco frio tm 24W. Como alimen-tada em baixa tenso, a fita LED IP 65 precisa de driver de alimentao, que vendido separadamente. O controlador de cores para o modelo RGB tambm precisa ser adquirido parte. vendida em rolos de cinco metros com acaba-mento que garante o ndice de proteo com 60 LEDs por metro.

    Decorao

    Fo

    to: S

    hut

    ters

    tock

    .co

    mF

    oto

    : Div

    ulg

    ao

  • 59

    Em maio o Grupo Saint-

    Gobain anunciou seu

    Prmio Saint-Gobain,

    criado para reconhecer

    e premiar propostas inovadoras que

    ampliam o conceito de sustentabi-

    lidade na construo civil. Podem

    participar arquitetos, engenheiros,

    profissionais e estudantes que te-

    nham desenvolvido solues cada

    vez mais sustentveis para o setor

    da construo civil no campo eco-

    nmico, social e ecolgico.

    Sob o tema Habitat Sustentvel,

    a iniciativa abrange projetos susten-

    tveis de arquitetura, urbanismo e

    obras em construo que integrem

    aspectos econmicos, sociais e am-

    bientais. Segundo a organizao do

    prmio, as propostas apresentadas

    devem contemplar solues para a

    construo civil brasileira e que ga-

    rantam atender ao maior nmero de

    critrios Ambientais, Econmicos

    e Sociais estabelecidos pelo Grupo

    Saint-Gobain em sua matriz de sus-

    tentabilidade. uma iniciativa com

    o apoio do seu plo de produtos

    para construo civil formado pelas

    empresas Brasilit, Cebrace, Glass,

    Isover, PAM, Placo e Weber.

    As inscries so recebidas, por

    meio do site www.premiosaintgo-

    bain.com.br, at 30 de setembro.

    Onde tambm possvel obter infor-

    maes detalhadas sobre cada uma

    das categorias de premiao. A ins-

    crio gratuita e podem se inscre-

    ver equipes com at seis integrantes,

    incluindo o autor responsvel.

    PRMIOS/ Para os profissio-nais, categorias projeto e obra, a

    premiao prev ao primeiro lugar

    uma viagem para um evento inter-

    nacional, com direito a acompa-

    nhante, mais um Macbook, um tro-

    fu e diploma. H prmios tambm

    para o segundo e terceiro lugares.

    Na categoria estudante, o ganhador

    garante um Macbook, trofu e di-

    ploma, e o professor orientador, um

    Ipad e diploma.

    Fabricante de materiais lana prmio para construo civil

    Primeiro lugar ganhar viagem para evento internacional

    Prmio

  • 60

    Fo

    to: S

    hut

    ters

    tock

    .co

    m

    Trabalhe o desnvel do terreno a seu favor

    Uma das maiores dvidas, e tambm me-

    dos do consumidor, na hora de com-

    prar o terreno em relao ao desnvel.

    Tem-se a falsa impresso de que torn-

    -lo plano uma obrigatoriedade.

    Mas no porque o terreno em aclive ou decli-

    ve que o projeto no pode ficar bacana. Muito pelo

    contrrio, muitas vezes isso que faz o projeto ficar

    interessante.

    Trabalhar o desnvel do terreno a seu favor pos-

    svel quando existe a busca por um profissional capa-

    citado, que pode propor o melhor aproveitamento do

    espao. Sair do convencional de garagem em baixo

    e casa em cima - como estamos acostumados a ver

    -, arriscar em ideias novas e fazer o terreno ajudar,

    ao invs de atrapalhar o melhor caminho. Alm de

    uma construo moderna, voc ter - com um bom

    projeto o aproveitamento de todo o terreno!

    Arquitetura

    Fotos: Shutterstock.com

    Camila Frare Atua na diviso de projetos arquitetnicos da Ethos Construtora

    Ideias de projetos em des-nveis mundo a fora: boas sadas para estilos variados de construo

    De Hong Kong vem esta boa ideia de aproveita-mento de terreno com inclinao em que foi construdo um prdio

  • 61

    Fo

    tos:

    Div

    ulga

    o

    /ww

    w.it

    alyi

    ne.

    com

    .br

    Manter uma em-presa longeva talento que nem todos os gestores tm. Esse no o caso

    das empreendedoras Jaqueline

    Dedim (scia) e Nattasha Dedim

    (administrativo), que hoje esto

    frente da Dedim Ferragens, loja

    com mais de trs dcadas de atu-

    ao no mercado de ferragens de

    Itatiba e regio. O segredo? Est

    em aes simples, como atender

    ao cliente em todas as suas expec-

    tativas e apostar em peas dife-

    renciadas.

    distribuidor autorizado de

    nove grandes fabricantes na-

    cionais, como a Frmica, dos

    conhecidos laminados e a Italy

    Line de acessrios design, mar-

    cas internacionais de ferragens

    para construo e mveis, como

    a Hfele, multinacional. A seguir,

    mais sobre essa loja referncia no

    mercado da construo local.

    I & C - A Dedim Ferragens est h mais de 30 anos no mercado. Quais foram os pas-sos determinantes para se r-

    mar neste mercado? Dedim - Com o passar dos

    tempos, a empresa seguiu as ten-

    dncias tanto de mercado quanto

    as mudanas de conceito nos se-

    tores de imveis e moveleiros. A

    referncia est na forma de aten-

    dimento ao cliente, sempre pres-

    tando ateno ao ele necessita e

    deseja.

    I & C - A loja tem grande variedade de puxadores para portas e para mveis. Esse o grande diferencial da Dedim?

    Dedim - O diferencial estar

    sempre apostando em peas dife-

    rentes, nicas, atentando sempre

    s tendncias nacionais e interna-

    cionais, visitando feiras voltadas

    para esse segmento.

    I & C - Qual a tendncia hoje em ferragens para puxa-dores? H um estilo predomi-nante?

    Dedim - Hoje em dia os gos-

    tos esto bem eclticos. Indo do

    moderno com linhas retas e arro-

    jadas - voltadas para o estilo clean

    - ao vintage, que traz peas em ce-

    rmica e cristais provenais com

    acabamentos mais romnticos.

    Porm, a grande paixo a

    mistura desses estilos. O moder-

    no com toques clssicos.

    I & C - Qual o seu pblico alvo? H vendas direcionadas para construtores, fabricantes de mveis e consumidor nal?

    Dedim - Atendemos todos

    os tipos de pblico, desde os fa-

    bricantes de mveis at clientes

    fi nais. Trabalhamos tambm em

    parcerias com construtoras e ar-

    quitetos.

    I & C - Quantas pessoas compem a equipe Dedim? Como se atualizam para trazer o melhor ao mercado local?

    Dedim A equipe Dedim

    formada por 10 pessoas atual-

    mente. Os funcionrios so trei-

    nados, frequentam feiras e pales-

    tras.

    I & C - Hoje, quais so as atitudes fundamentais do pe-queno empreendedor que quer continuar se destacando, como o caso da Dedim?

    Dedim - Acreditamos que es-

    tar sempre prestando muita aten-

    o ao que o cliente procura, ao

    mercado e as tendncias.

    Ferragens so aliadas da construo e decorao

    Quem pensa que loja de ferragens apenas destinada aos que constroem ou reformam vai se surpreender com as opes decorativas da Dedim

    A mescla de estilos retr e moderno em acessrios uma das

    prioridades da Dedim

    Per l

    Rua Luiz Jarussi, n 331

    Novo Horizonte, Itatiba - SP

    Telefone: 11 4538-1719 | Id:122*41237

    Emal: dedim@terra.com.br

    Servio:

  • 62

  • 63

  • 64

    At que ponto a ima-

    gem de um executi-

    vo est relacionada

    com a reputao da

    empresa nas redes sociais? O que

    deve ser compartilhado nas redes

    e o que deve ser privado? A mesa

    Voc no Facebook Os limites

    da exposio abordou essas ques-

    tes e tentou gerar refl exes du-

    rante o 16 Congresso Mega Brasil

    de Comunicao, realizado em

    So Paulo no fi nal de abril.

    Moderada pela vice-presidente

    de comunicao corporativa da

    Telefnica, Ediana Balleroni, a

    mesa contou com a participao

    do promotor pblico Marcio Lau-

    ria, do CEO da Gaia Creative In-

    teligncia em Mdias Digitais, Gil

    Giardelli, e do diretor-executivo

    do GadBrivia, Marcio Coelho.

    Coelho defendeu que as or-

    ganizaes esto cada vez mais

    preocupadas com a insero delas

    e de seus funcionrios nas redes,

    mas reforou que precisam agir

    rpido para orientar seus colabo-

    radores. Antes de se preocupar

    com as ferramentas, temos que

    nos preocupar com os elementos

    bsicos, como a orientao para

    os funcionrios. Algumas pessoas

    no tm a percepo de que se tor-

    naram veculos, por isso, cabe s

    organizaes conscientiz-las. As

    empresas tm receio da dimenso

    das redes, porque elas no a co-

    nhecem, no tm noo de todo o

    potencial desse contexto.

    Por sua vez, Lauria enfatizou

    que a exposio no ambiente vir-

    tual uma opo feita individual-

    mente. Na rede social, a vida no

    dada a queima roupa, voc tem

    o tempo de pensar, o livre arbtrio

    de mandar ou no mandar. Ele

    defende que seja criada uma li-

    o de etiqueta diante do monitor,

    diante da webcam para que os

    contedos divulgados na internet

    no sejam banalizados.

    Todo mundo pensa na rede

    social como seu momento de cele-

    bridade. Andy Warhol, so os 15

    minutos de fama [O conceito de

    celebridade instantnea exem-

    plifi cado com uma frase dita pelo

    artista americano, smbolo da Pop

    Art, que retratou produtos e artis-

    tas famosos. Ele disse que um dia

    todos tero direito a 15 minutos de

    fama]. Ns temos que caminhar

    para tornar a rede uma fonte de

    convvio civilizado, uma fonte de

    convvio de cultura.

    Empresas X colaboradores: especialistas defendem cuidado com

    contedo nas redes sociais

    Tecnologia

    Muito discutido sobre redes de relacionamento, mas no se pode negar que elas cres-cem absurdamente cada

    ano. Em 2012 o Facebook atingiu 1 bilho de usurios ativos e o Twitter j superou os 500 milhes de membros. Existe uma previso de que o Twitter lucre 1 bilho em publicidade no ano de 2014, pouco me-nos do que o Facebook fatura anualmente. Esses so alguns nmeros que demons-tram a influncia dessas mdias na vida das

    pessoas e no campo publicitrio.Uma das principais fontes para gerar

    esses valores so as campanhas self--service, anncios que podem ser contra-tados por qualquer pessoa fsica ou em-presa. Atualmente muito acessvel investir em campanhas para redes sociais, sendo necessrio apenas um bom planejamento.

    O que diferencia o social media de outras formas de comunicao o dire-cionamento de pblico alvo. As redes de relacionamento possuem informaes

    sobre muitos aspectos da vida pessoal dos usurios, incluindo lo-calizao, interesses e preferncias, o que ajuda a criar uma cam-panha especfica para diferentes pblicos, gerando resultados mais consistentes. Alm disso, as redes sociais esto presen-tes em todos os lugares. Computadores, celulares, tablets e at TVs. Estar dentro delas de forma bem orientada no ques-to de tempo, mas sim de sobrevivncia.

    Cain MaturoWeb developer e gerenciador de mdias sociais da Mondeluz Comunicao

    Opinio de especialista - Por que investir em redes sociais?

    Tecnologia

  • 65

    Muita gente pensa: eu mesmo consigo instalar uma antena. Seja numa constru-o, numa reforma, ou num reparo

    do aparelho, a antena vista como

    descomplicada aos olhos da maioria

    dos tcnicos domsticos. Mas na

    prtica no bem assim, vide os no

    raros casos de quedas de telhados

    ou eletrocusso de pessoas que no

    so habilitadas a fazer a instalao.

    Quando houver rede eltrica nas

    proximidades, a instalao de antena

    deve ser efetuada por profissional

    qualificado e experiente.

    Se, ainda assim, voc se aventu-

    rar na manuteno de antenas e ou-

    tros itens eltricos, os profissionais

    do dicas de segurana para minimi-

    zar o risco de acidentes domsticos.

    No caso delas, as antenas, a instala-

    o nunca deve ser feita prxima ao

    para-raio ou perto da rede eltrica da

    rua. O cabo da antena tambm no

    pode ser interligado aos condutores

    eltricos. Preferencialmente a antena

    deve ser colocada do lado oposto ao

    da fiao e jamais em marquises de

    edifcios comerciais ou residenciais.

    Jamais arremesse o cabo utili-

    zado para ligaes de antenas sobre

    a rede eltrica, mesmo que este seja

    encapado, pois a capacidade de iso-

    lamento do cabo no suficiente

    para evitar a passagem da eletricidade

    existente nas redes eltricas.

    Outros consertos comuns em

    casa e que atraem a ateno de

    leigos - tambm merecem cuidados.

    A troca de fusveis, por exemplo,

    uma das prticas envolta em mitos

    perigosos. Quando um fusvel der-

    reter ou fundir, nunca o substitua

    por moedas, arames, fios de cobre,

    de alumnio ou qualquer outro ob-

    jeto. Desligue imediatamente a cha-

    ve e procure saber qual a causa do

    incidente. Troque sempre o fusvel

    danificado por um novo, de igual

    amperagem e, se possvel, troque

    por disjuntores, que oferecem maior

    segurana.

    O uso dos populares benjamins

    igualmente inspira o modo todo

    cuidado pouco. Vrios aparelhos

    eltricos no benjamim sobrecarre-

    gam a tomada, provocando um su-

    peraquecimento dos fios que podem

    causar um curto-circuito. At mes-

    mo a inocente troca de uma lmpa-

    da tem l seus detalhes. Ao troc-la,

    desligue a energia eltrica e nunca

    toque na parte interna do bocal, o

    soquete. Segure somente pelo vidro.

    Se o assunto aparelho eltrico

    em local mido, cuidado redobrado!

    Nunca use aparelhos eltricos em

    locais com gua ou umidade, nem

    com as mos ou os ps molhados.

    O choque inevitvel. A exceo

    bvia fica por conta dos chuveiros,

    que requerem tambm aes espe-

    cificas no manuseio. Nunca mude a

    chave (vero/inverno - fria/morna/

    quente) se ele estiver ligado. Se voc

    tomar choque ao ligar torneiras e

    chuveiros eltricos, isso indica que

    existe um problema de aterramento

    (fio de terra) na instalao. Chame

    um profissional o quanto antes.

    O eletricista igualmente indis-

    pensvel quando o reparo tem que

    ser feito dentro de aparelhos. A car-

    ga eltrica pode estar acumulada e

    provocar choques perigosos. Jamais

    use garfo, faca ou objetos metlicos

    em aparelhos ligados e s limpe es-

    ses equipamentos depois de se certi-

    ficar de que eles esto fora da toma-

    da. Desligue sempre a chave geral ao

    fazer qualquer reparo na instalao.

    Equipamentos eletrnicos sensveis,

    como microcomputadores, preci-

    sam de proteo especial (estabiliza-

    dores de voltagem, protetores con-

    tra descargas eltricas, entre outros).

    Mais informaes no site: www.cpfl.com.br

    Instalaes de antenas devem ser feitas por profissionais

    Mesmo em construes, antenas devem ficar a cargo de tcnicos

    Manuteno

  • 66

    Talvez mais do que qual-

    quer outro material usa-

    do para a construo de

    uma casa, o telhado est

    sujeito a maior desgaste por ficar ex-

    posto ao tempo e s condies do

    clima, por isso, uma parte da casa

    que merece mais ateno e requer

    manuteno peridica, com ajustes

    de telhas e substituio delas caso

    necessrio.

    Para realizar a manuteno nos te-

    lhados de prdios e casas, sempre

    aconselhvel contratar uma equipe

    especializada, com profissionais

    competentes e experientes que pos-

    sam fazer o servio de modo rpido,

    seguro e confivel. Mas, no caso de

    um leigo ter de resolver o problema,

    bom sempre lembrar em averiguar

    pequenos defeitos nas telhas, racha-

    duras e outros danos que possam

    abrir espao para vazamentos. Ou-

    tro detalhe importante inspecionar

    o ajuste e a colocao de cada telha

    de construo, averiguar chamins,

    claraboias, beirais, calhas e defor-

    maes na madeira que ficam por

    debaixo das telhas, lembrando que

    telhas de ardsia e barro so as mais

    suscetveis ao tempo.

    Calhas de PVC so as mais dur-

    veis e de metal so mais propcias

    corroso. Alguns dos sinais evi-

    dentes de que um telhado precisa

    ser trocado so: parede ou teto in-

    ternos com bolhas, vazamentos ou

    danos causados pela gua, acmulo

    de gelo no sto, telhas que pare-

    cem sujas ou que tenham algas, com

    rachaduras e trincas. Atualmente,

    muitas empresas oferecem reparos

    em coberturas com muitas opes

    de pagamento e vrios oramentos,

    dependendo do tipo de servio que

    ser feito.

    Caso o telhado esteja com srios

    danos, a pergunta seguinte pode

    ser a possibilidade de substituir ou

    reparar. Enquanto a substituio

    normalmente bem mais cara, cabe

    ressaltar tambm que, em casas mais

    antigas e grandes, o servio de repa-

    ro pode ser igualmente dispendioso.

    O principal fator que determina o

    custo da substituio ou reparao

    o material com que so feitas as

    telhas. Os materiais mais caros so

    telhas de barro e os menos caros

    so telhas de asfalto. No entanto,

    importante manter em mente como

    so os padres meteorolgicos na

    regio onde se localiza o imvel an-

    tes de escolher o material ideal para

    a construo. A deciso de reparar

    ou substituir pode surgir com muito

    mais frequncia, ao escolher telhas

    de barro em uma regio que recebe

    uma grande quantidade de tempes-

    tades de granizo.

    Geralmente a telha de asfalto

    o material menos caro e mais fcil

    de encontrar na maioria das casas.

    No entanto, esses tipos de telhas de

    construo so muito vulnerveis ao

    vento e a tempestades mais intensas.

    Por outro lado, as telhas de barro

    so as mais onerosas e resistentes

    a insetos, mofo e deteriorao. J

    a telha de ardsia muito popular

    devido sua durabilidade e resistn-

    cia, mas o modelo de telha mais

    dispendioso para instalar, porque

    normalmente requer a habilidade

    de pedreiros. As telhas de madeira

    tm um preo mais acessvel, em

    compensao, no resistem a inse-

    tos. Por ltimo, a cobertura de metal

    galvanizado muito comum em cli-

    mas que enfrentam neve no inverno

    e extremamente fcil de instalar ou

    manter.

    Com informaes do site :www.manutencaoesuprimentos.com.br

    Manuteno em telhados exige ateno e conhecimento

    A manuteno de telhas em casas deve ser feita periodicamente para evitar rachaduras nas peas e vazamentos indesejveis

    Manuteno

    Fo

    to: S

    hut

    ters

    tock

    .co

    m

  • 67

  • 68