Revista Paralela²

  • View
    219

  • Download
    5

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Segunda Edio Dezembro/2015

Transcript

  • - SE FOSSE AS-SIM, VOC PROVAVEL-MENTE NO ESTARIA LENDO A 2 EDIO DA PARALELA NESTE MOMENTO. A QUESTO ; NO H NADA QUE COM

    FORA DE VONTADE (UMAS DORES DE

    CABEA) , DEDICAO, APOIO E PARCERIA, SEJA IMPOSSVEL ALCANAR. A PROVA EST AQUI. COMO SE

    NO BASTASSE UMA REVISTA, AGORA DUAS. O CORRE GRANDE. VIVEMOS ATRS DE PESSOAS QUE ACRE-DITAM NA PARALELA DA MESMA FORMA

    QUE NS, PARA FAZER A RODA GIRAR. SER LIVRE E TOTALMENTE GRATUITA FAZ COM QUE CADA EDIO SEJA UM DESAFIO. EMBORA NO SEJA UM PROBLEMA E

    SIM O QUE NOS MOVE. QUANTO MAIOR O

    TRAMPO, MAIS VA-

    LOR A REVISTA TEM.

    DE CORA-O, COM MUITO AMOR E CONSTRUDO

    POR CADA PESSOA QUE ACREDITA! ENQUANTO EXISTIR ARTE INDEPEN-DENTE LOCAL, EXISTE PARALELA. OLHA NIS AQUI DE NOVO!

    AMANDA BORGES & PJ GODOY.

    e d . i i - u b e r l n d i a - m g - d e z . 2 0 1 5

    a m a n d a b o r g e s e p j g o d o y

    b i a n c a b r u n e t o , g a b r i e l

    c a m p o s , l u c a s v e i g a ,

    l y l i a d a m a s c e n o ,

    m a r i a n a a n s e l m o

    a n d r e s s a d a m a t a e t o c a

    a f i t a

    p r o j e t o g r f i c o &

    d i a g r a m a o

    g r f i c a p o n t u a l

    s a l t s t o r e , c e n a c e r r a d o ,

    j o r n a l b r a s a , p o l i d o r o

    d i s c o s , f e i r a o r g n i c a

    direo:

    colaboradores:

    fotografia:

    impresso:

    parcerias:

  • O SAUDOSO DADAGEO O LUGAR ONDE FOI MARCADO O PRIMEIRO ENSAIO DO OUTRORA CO-NHECIDO POR COLETIVO CACHORRO LOCO. FORAM CONVIDADOS PARA A REUNIO MSICOS, ESTUDANTES E OUTROS TIPOS DE MENTIROSOS, QUE J DE ANTEMO ESTAVAM DEVIDAMENTE PREPARADOS, SEGUINDO A RISCA OS PR-REQUI-SITOS DITADOS PELO ANFITRIO

    COMO EM TODAS AS REUNIES AT HOJE, A CERVEJA FOI INSUFICIENTE, MAS AS IDEIAS E A VONTADE, ESSAS SIM ERAM FARTAS. GRANDE PARTE DAS IDEIAS ERAM MERAS PATIFARIAS E FORAM PARA O LIXO. ENTRETANTO, A VONTADE DE FAZER ALGO ACONTECER, A VONTADE DE DAR VOZ, SE NO A TODOS, AO MXIMO DE ARTISTAS SEM

    ESPAO DA CIDADE, ESSA SIM ERA FORTE. DEPOIS DE ALGUMAS HORAS DE CONVERSA, A MATRIA BRUTA CENA CERRADO ESTAVA FEITA. AGORA EM AGOSTO CO-MEMORAMOS UM ANO LAPIDANDO NOSSO COLETIVO. J FORAM OITO FESTAS, MAIS DE 30 BANDAS, 15 AR-TISTAS/ILUSTRADORES, MILHARES DE PESSOAS IMPACTADAS DAS REDES SOCIAIS, E ENTRE TODOS ESSES, TAMBM NASCEU ESSA QUE EST EM SUAS MOS. COM A VONTADE DE SOMAR COM A CENA ARTSTICA QUE ESTAVA E EST ECLODINDO,

    : : : : : : : : : :: : : : : : : : : :: : : : : : : : : :: : : : : : : : : :: : : : : : : : : :: : : : : : : : : :: : : : : : : : : :: : : : : : : : : :: : : : : : : : : :: : : : : : : : : :

    : : : : : : : : : :: : : : : : : : : :: : : : : : : : : :: : : : : : : : : :: : : : : : : : : :: : : : : : : : : :: : : : : : : : : :: : : : : : : : : :: : : : : : : : : :: : : : : : : : : :: : : : : : : : : :: : : : : : : : : :

    : : : : : : : : : :: : : : : : : : : :: : : : : : : : : :: : : : : : : : : :: : : : : : : : : :: : : : : : : : : :: : : : : : : : : :: : : : : : : : : :

    : : : : : : : : : :: : : : : : : : : :

    A P A R A L E L A S U R G E C O M O U M R E G I S -T R O P A L P V E L , D E T O D A A C O R R E R I A E

    P R A Z E R Q U E F A Z E R Q U A L Q U E R T I P O D E T R A B A L H O A U T O R A L .

    e com um EXTREMO ORGULHO que eu lhes convido

    E S T A V A F E I T A !

    Eram simples requisitos. S foi exigido daque-les ali que levassem, cerveja, ideias e vontade.

    por gabriel campos

    III

  • ELAS TM DIFERENTES PERSONALIDADES, TIM-BRES VOCAIS, CABELOS E ALTURAS, DE FORMA QUE FICAM AINDA MELHORES JUNTAS. O DUO ANAVITRIA UNIU DOIS NOMES, ENERGIAS E TA-LENTOS PARA ENCANTAR O BRASIL E O MUNDO COM SEU POP AUTORAL DE RAZES MLTIPLAS E BELEZA SINGULAR. ANA, A PRINCIPAL COMPO-SITORA, TEM OLHAR INTROSPECTIVO E CURIOSO DE QUEM NASCEU PRA SER ARTISTA. J VITRIA PARECE RESPIRAR O PALCO, COM ATITUDE ESPE-TACULAR E VOZ EXPANSIVA.

    O V IRAL QUE TEM

    GANHADO OS PALCOS

    j a i rn a v e s

    c e r r a d op e d e p a z

    - s s a g e m

    H QUASE DEZ ANOS, O MUNICPIO DE ARAGUARI ERA DESTAQUE NO CENRIO NACIONAL, COM SUA MAIOR INJUSTIA DA HISTRIA RESGATADA EM FOR-MA DE MSICA. NA VOZ DE JAIR NAVES, O CASO DOS IRMOS NAVES DITOU O RITMO DO EP QUE LEVAVA O NOME DE SUA TERRA NATAL. DESDE ENTO, O MSI-CO ARAGUARINO MOSTRA QUE SEUS CONTERRNEOS AINDA TM MUITO QUE SE ORGULHAR.TROVES A ME ATINGIR. GRAVADO COM FINANCIA-MENTO COLETIVO, O DISCO RENE PARTICIPAES DE GRANDES NOMES DA MSICA NACIONAL, COMO BARBARA EUGNIA, BETO BEJIA (MVEIS COLONIAIS DE ACAJU) E CAMILA ZAMITH (SEXY FI), BEM COMO GUIZADO (TROMPETE), RAPHAEL EVANGELISTA (VIOLONCELO), CAIO E IGOR BOLOGNA (PERCUSSO), ALM DA BANDA QUE O ACOMPANHA NO PALCO, RENATO RIBEIRO (VIOLO E GUITARRA), FELIPE FA-RACO (TECLADO E SINTETIZADOR), RAFAEL FINDANS (BAIXO) E THIAGO BABALU (BATERIA). EX-LDER DO LUDOVIC, JAIR NAVES CULTUA SEU NOME NA CENA ALTERNATIVA NACIONAL, PAVIMENTANDO UM CAMI-NHO DE QUASE UMA DCADA DE ESTRADA.

  • FORAM MAIS DE 30 SHOWS PELA EUROPA, SEIS PASES DIFERENTES. //////////// COM A EXPERINCIA DE MAIS DE 140 APRESENTAES PELO BRASIL AO LADO DE ALLIS BIG BULL (BAI-XO-ACSTICO) E TIGER JR. (GUITARRA), TARSO MILLER J PEDIU PASSAGEM EM DIFERENTES IDIOMAS. PASSOU POR ESTADOS UNIDOS, HOLANDA, ESLOVQUIA, REPBLICA TCHECA, BLGICA E HUNGRIA. ////////// ATUALMENTE O MSICO DE ARAGUARI, SEGUE NA PRODUO DE UM NOVO LBUM, INTITULADO THE DRIF-TING DRIVE, PREVISTO PARA JANEIRO DE 2016. ////////// ENQUANTO ISSO, TARSO FIGURA EM UM PROJETO DE NATAL, COM PARTICIPAO NO EP DA BANDA HOLANDESA THE HILLBILLY MOONSHINERS BLUEGRASS BAND. ////////// O DISCO FOI MASTERIZADO EM NOVA YORK POR FRED KEVORKIAN, ENGENHEIRO DE SOM VRIAS VEZES VENCEDOR DO GRAMMY POR TRABALHOS COM MAROON 5, THE WHITE STRI-PES, IGGY POP, WILLIE NELSON E RYAN ADAMS.

    TARSOMILLER

    QUANDO SE TRATA DE TRASH/DEATH METAL, A BANDA UBERLANDENSE KROW DESTAQUE, MOSTRANDO O QUANTO A CENA LOCAL TEM GANHADO VOZ PELO MUNDO. O GRUPO FORMADO POR GUILHERME MIRANDA (GUITARRA E VOCAL), JHOkA RIBEIRO (BATERIA), W. JOHANN (GUITAR-RA) E CAU DE MARINIS (BAIXO), FOI UMA DAS ATRAES DO FESTIVAL ROCK IN RIO EM 2015, RE-ALIZADO EM SETEMBRO, NO RIO DE JANEIRO. OS MSICOS UBERLANDENSES SUBIRAM NO PALCO DA ROCK STREET, UMA DAS REAS DO FESTIVAL, QUE VISA DIVULGAR O AMPLO CENRIO MUSICAL DE QUALIDADE PRODUZIDO PAS AFORA. ELES DIVIDIRAM PALCO COM AS BANDAS MOTOROCKER, DE CURITIBA (PR), E REPBLICA, DE SO PAULO (SP). A LISTA DE ARTISTAS COM QUEM O KROW J DIVIDIU PALCOS EXTENSA, RATOS DE PORO, POSSESSED, KRISIUN, DIMMU BORGIR, UNDER-CROFT, SEPULTURA, ARCH ENEMY, DYING FETUS, JOB FOR A COWBOY, HAEMORRAGE, ONSLAUGHT, SINISTER ENTRE MUITAS OUTRAS BANDAS.

    e s p a o d e s t i n a d o p a r a a q u e l e s

    q u e s u r g i r a m d o c e r r a d o p a r a p e -

    d i r d e d i v e r -

    s o s c a n t o s d o p a s e d o m u n d o .

    passagem em palcos

  • ilustrador, muralista e desde os 12 anos faz intervenes urbanas em goi-nia e regio. focado na preservao da natureza e na valorizaodo povo simples que vive nas roas e vilarejos do brasil, suas ilustraes refletem os valores adquiridos durante o perodo em que morou no interior do estado.

  • GUAR UMA SEO DO BRASA EM HOMENAGEM AO LOBO-GUAR, UMA ESPCIE EM EXTINO DO CERRADO. O TERMO TAM-BM NOMEIA UM PROJETO DE INTERVEN-O URBANA QUE SE RE-ALIZAR NO TRINGULO MINEIRO NOS PRXIMOS MESES. NESTE MOVIMENTO CONOSCO ENTRA WES GAMA, QUE TRAZ EM SUAS OBRAS AS RA-ZES DO CAI-PIRA. ENTRE OS OBJETIVOS DO PROJETO EST OCUPAR OS ESPAOS URBANOS COM ARTE. PARA TANTO, PREVISTO A DISTRIBUIO DO JORNAL NAS ESCOLAS PBLICAS A FIM DE QUE OS ALUNOS POSSAM, PRI-MEIRAMENTE, INFORMAR-SE SOBRE A CONTEMPO-RANEIDADE E, ENTO, IN-TERAGIR COM O IMPRESSO POR MEIO DE FIGURAS PARA COLORIR.

    # P R O J E T O G U A R A

  • O GRUPO INSTRUMENTAL SICK, COMPOSTO PELO TRIO UBERLANDENSE PEDRO NEGRETO (GUITAR-RA), GUILHERME LEVI (BATERIA) E RAPHAEL TX (BAIXO) PRODUZ COMPOSIES AUTORAIS COM INFLUNCIA PREDOMINANTE NO ROCK ALTER-NATIVO, POST-ROCK E TAMBM EM OUTROS ESTILOS. O PROJETO DA BANDA EXISTE DESDE 2014, MAS FRUTO DA PARCERIA QUE EXISTE H MAIS DE 6 ANOS ENTRE OS COMPONENTES. A SICK CONTA COM O REPERTRIO SIGNIFICATIVO DE M-SICAS E DISPONIBILIZA MUSIC VIDEOS NAS REDES SOCIAIS. O TRIO GANHOU VOZ COM O PRIMEIRO EP Light Switch, GRAVADO NO CAVERNA ES-TDIO E REVOLUTIONAIR RECORDS. LANADO EM OUTUBRO DE 2015, ATRAVS DO SELO POLIDORO DISCOS. O EP TRAZ QUATRO FAIXAS E EST DISPO-NVEL PARA DOWNLOAD GRTIS. A IDENTIDADE VISUAL FICOU POR CONTA DO FOLIA DOS REIS. NA INTENO DE AMPLIAR POSSIBILIDADES ARTSTICAS, O PROJETO TRAZ UMA PERFORMANCE compacta, virtuosa e emocionante.

    A BANDA POSTIELKA, QUE COMEOU EM 2010, COMO GRUPO DE ESTUDO DE JAZZ, LEVA CONSIGO O FARDO DE INFINITAS POSSIBILIDA-DES. ELES SE APRESENTAM EM VRIAS CASAS DE SHOW DA CIDADE, NO COMO Postielka, MAS COM DIFERENTES NOMES E FORMAES. CHORAS JAZZ, QUINTETO MATEUS LEO, GORDONTHERASTA, ESTRALANDO PLANETAS, SCHARDONG BOYS E OS GAROTOS DA FARINHA, SO ALGUMAS DAS SUBDIVISES QUE O GRUPO J REALIZOU. EM 2014, LANARAM O PRIMEIRO EP, O Sonho de Avenir, COM DISTRIBUIO DE 50 CPIAS E CANES DE LONGA DURAO (acima de 13 minutos). ATUALMENTE TRA-BALHAM NO EP, GordontheRasta, QUE TRAR COMPOSIES MAIS DENSAS. O REPERTRIO DE COMPOSIES PRPRIAS DO GRUPO EST DISPONVEL NA INTERNET.

    Irreverencia, possibi-lidades & improvisaes

    www.sickinstrumental.com

    P O S T I E L K APOSTIELKA

    > > > > PALCOINDEPENDENTE

  • BANDA MINEIRA FAZ SOM QUE GANHA VIDA QUANDO MISTURA AO CLIMA DO CERRADO E ORIGINALIDADE DO GRUPO. FORMADA EM UBER-LNDIA POR VINICIUS COUTINHO (GUITARRA E VOZ), GUILHERME VASCONCELLOS (GUITARRA), FABIO MASSON (BAIXO) E ARTHUR RODRIGUES (BATERIA), A BANDA CACHALOTE FUZZ COME