Revista TÁXI! - Edição 56

  • View
    225

  • Download
    4

Embed Size (px)

DESCRIPTION

A Revista do Taxista

Transcript

  • A Revista do Taxistawww.revistataxi.com.br

    So PAulo PoR ouTRo ngulo Edifcios para apreciar a cidade do alto

    Seu txi na ponta do lpiS

    A hora do imposto de renda

    taxmetro da SadeSorria com sade

    Polmica dos txis nos corredores de nibus ainda no tem soluoe maiS

    Edio 56

    Mar/14

    Museu do F

    utebol: um

    gol

    de placa pa

    ra o taxista

    !

    manuteno As velas de ignio

  • EXPEDIEnTE

    DiretoriaAdilson Souza de ArajoDavi Francisco da Silva

    Fbio Martucci Fornern(editora@portodasletras.com.br)

    RedaoEditor

    Waldir MartinsMTB 19.069

    Edio de ArteMauro Bufano

    Reportagem Arnaldo Rocha, Camila Silva

    e Cida Nogueira

    Colaboradores Davi Francisco da Silva

    e Fernando Lemos

    Fotografia de CapaRodrigo Soldon

    FotografiasDavi Francisco da Silva

    IlustraoEduardo Kakisaka

    Projeto GrficoEditora Porto das Letras

    RevisoNaira Uehara

    PublicidadeDiretor

    Fbio Martucci FornernFone: (11) 3392-1524

    publicidade@portodasletras.com.br

    Assessoria jurdicaPaulo Henrique Ribeiro Floriano

    ComercialSuporte Administrativo

    Ana Maria S. Arajo Silva

    Assinaturas e maillingassinatura@portodasletras.com.br

    Impresso

    GMA Grfica Ltda.

    Tiragem20.000 exemplares

    Distribuio Gratuita edio 56, uma publicao da Editora Porto das Letras

    Ltda. Redao, publicidade, administrao e correspondncia: Rua do Bosque, 896, casa 24, CEP 01136-000. Barra Funda, So Paulo (SP). Telefone: (11) 3392-1524. E-mail revistataxi@portodasletras.com.br. Proibida a reproduo parcial ou total dos textos e das imagens desta publicao, exceto as imagens sob a licena do Creative Commons. As opinies dos entrevistados publicadas nesta edio no expressam a opinio da revista. Os anncios veiculados nessa revista so de inteira responsabilidade dos anunciantes.

    seu carro, abordamos a importncia que as velas de ignio representam para quem obrigado a enfrentar o intermi-nvel anda e para do trnsito das gran-des cidades. Alm de garantir a partida do veculos, essas pequenas peas de-vem estar sempre em dia para garantir uma queima adequada do combustvel, gerando economia e preservando a me-cnica de todo o veculo.

    Vale lembrar que duas grandes pen-dncias da categoria - a posse do alva-r e o direito de utilizar os corredores de nibus - continuam sem nenhuma soluo em vista, aguardando as poss-veis decises dos poderes judicirio e executivo. Por isso, a mobilizao deve continuar, como forma de sensibilizar as autoridades para que no penalizem, no apenas os profissionais do segmen-to taxista, mas sim, milhares de cida-dos que diariamente buscam na frota de txi paulistana um transporte seguro e de qualidade.

    ESPAo Do lEIToRComentrios e sugestes sobre a Revista Txi! e sua cidade

    Guias e RoteirosGostaria que a revista pu-

    blicasse mais matrias sobre viagens, para que possamos su-gerir como rota de turismo aos nossos clientes e turistas. Em breve teremos a realizao da Copa do Mundo Fifa no Brasil, e isto seria um grande atrativo.

    Marcos Soares

    Resposta da RedaoPrezado Marcos, Em nossa seo Guias e Roteiros buscamos apresentar

    diferentes roteiros para que o prprio taxista possa conhe-cer, levar sua famlia e tambm sugerir como passeio para seus passageiros. De toda maneira, encaminhamos ao nos-so conselho editorial sua sugesto de extrapolar os limites da cidade de So Paulo e apresentar roteiros de outras loca-lidades e regies. Agradecemos muito a sua participao.

    A Redao

    Boa viagem e boa leitura. Adilson ArajoDiretor da Revista TXI!

    em um ano atpico, marcado pela realizao da Copa do Mundo Fifa j no ms de junho e eleies no ms de outubro, o trmino do carnaval representa uma oportunidade saud-vel para quem precisa, como os taxistas, aproveitar ao mximo o tempo dispo-nvel para fazer o seu negcio andar de forma satisfatria.

    Para contribuir com o taxista na gesto do seu negcio, trazemos nesta edio uma reportagem realizada com especia-listas em direito tributrio, que ofere-cem dicas e sugestes na hora de realizar a sua declarao do Imposto de Renda, de modo a evitar dores de cabea e, prin-cipalmente, perder dinheiro na hora de acertar as contas com o Leo.

    Com a proximidade da Copa, apre-sentamos uma matria especial na nossa seo Guias e Roteiros, dando destaque aos principais mirantes que a cidade oferece. Pontos tradicionais de So Paulo que, alm de contar um pouco da his-tria da metrpole paulistana, revela paisagens inusitadas e inesquecveis de nossa cidade.

    Seguindo nosso compromisso de con-tribuir de forma muito objetiva com a qualidade de vida do taxista, abrimos es-pao para levar aos nossos leitores infor-maes sobre a sade bucal, que muito alm de questes estticas, um ponto fundamental para garantir a sade de todo organismo.

    Da sade do seu corpo para a sade do

    Pausa para o trabalho antes da Copa Fifa

    Luca

    s Yu

    ji

    Edio 56

    A revista do Taxista

  • Volante Seguro lcool e direo

    Mundo Txi Txis nos corredores

    Seu txi na ponta do lpis

    A hora do imposto de renda

    Tecnologia Aplicativos, sites e inovaes

    Agenda O que vai agitar a metrpole

    nas prximas semanas

    Manuteno As velas de ignio

    Taxmetro da SadeSorria com sade

    Capa - guias e RoteirosSo Paulo por outro ngulo

    no Ponto Relao de confiana

    Perfil Taxista Um exemplo de superao

    onde Fica Presente para a cidade

    Roda Solta Diverso e humor

    sumrio

    So Paulo por outro nguloEdifcios para apreciar a cidade do alto

    Capa26 1012

    13

    08

    Seu txi na ponta do lpis

    A hora do imposto de renda

    102220

    07

    262830Taxmetro

    da SadeSorria com sade

    223234

  • Por Arnaldo RochaO A a Z da direo defen

    siva

    Volante seguro

    Mesmo com as graves punies previstas na lei, assumir o volante aps ingerir bebida alcolica continua como um dos principais fatores na ocorrncia de acidentes fatais

    lcool e direo

    Ocarnaval passou e deixou nada menos do que 155 mortes e 1.823 feridos, apenas nas rodovias fede-rais. Some-se a esses nefastos nmeros mais 37 mortos apenas nas estradas paulistas. Boa parte desse total de vtimas tem como origem uma combinao abso-lutamente nefastas e que ainda se faz to presente entre os motoristas brasileiros: beber e dirigir. Concentrao de lcool no sangue atravs do bafmetro

    Valores em g/l reaes esperadas 0,1 a 0,2 Comprometimento da noo de distncia e velocidade

    0,3 a 0,5 Desateno e campo visual restrito

    0,6 a 0,8 Perda da noo de riscos, reflexos e intolerncia luz

    0,9 a 1,5 Desconcentrao e dificuldades de coordenar os movimentos

    1,6 a 2,0 Viso dupla e letargia

    Acima de 2,1 Embriaguez acentuada e amplificao dos sintomas anteriores

    O pior que os sintomas e consequncias so mais do que conhecidos de todos. O l-cool altera os sentidos e desliga o comando do crebro responsvel pela crtica. por isso que, quem exagera nas doses, perde a conscincia do que est fazendo, apresenta fala enrolada, lapsos de memria, falta de equilbrio e de coordenao motora.

    Para o Dr. Leandro Teles, mdico neurologista, um dos aspectos mais danosos para quem faz uso do lcool so seus impactos no sistema nervoso. Sem dvida nenhuma o lcool em excesso, seja em quantidade, seja na frequn-cia do uso, gera uma srie de alteraes agudas e crnicas no sistema nervoso como um todo, alerta.

    Zsuz

    sann

    a-Ki

    lian

    Divu

    lga

    o

  • 8 txi! EDIO 56 9txi! EDIO 56

    mundo txiPor Waldir Martins

    Txis nos corredores

    Reunio realizada em 04 de mar-o, nas dependncias do Minis-trio Pblico Estadual de So Paulo, entre o promotor pblico Mau-rcio Ribeiro Lopes e representantes da categoria, terminou sem que fosse possvel estabelecer um acordo entre as partes.

    Por meio de nota, a assessoria do pro-motor Maurcio Lopes declarou que os representantes dos taxistas no con-seguiram entregar at a data limite estabelecida pelo Ministrio Pblico (28 de fevereiro), os estudos tcnicos que pudessem contestar os resultados apresentados no estudo realizado pela SPTrans e a CET, que indicam que a re-tirada dos txis dos corredores de ni-bus em tempo integral reduz o tempo de viagem dos coletivos em at 25%. Ainda segundo a nota da promotoria, nos prximos dias sero realizados en-contros do MP com a Prefeitura, para se buscar alternativas para o problema.

    Em entrevista coletiva realizada no dia 26 de fevereiro, o prefeito Fer-nando Haddad declarou que a pre-feitura de So Paulo est preparando um novo estudo para avaliar o impac-to do trnsito de txis nos corredores exclusivos de nibus apenas em ho-rrios de entrepico, ou seja, fora do perodo entre 7h e 10h e entre 17h e 20h. Esse levantamento ser comple-mentar ao estudo anterior da SPTrans e CET, realizado a pedido do Minist-rio Pblico.

    A Secretaria Municipal de Trans-portes confirmou que o estudo est em produo, mas ainda no h pre-viso para concluso. At que seja apresentada uma deciso, o trfego dos txis continua como est.

    O outro lado

    De acordo com Daniel Teles, pre-sidente da Coopertax e diretor da Artasp, o valor orado pela FIPE

    Carl

    os M

    agno

    Gib

    rail

    (Fundao Instituto de Pesquisas Econmicas) foi o principal fator que inviabilizou a realizao de novos estudos, mas acredita que ir preva-lecer o bom senso das autoridades na deciso final. Para fazer o estudo, a FIPE pediu R$826.700,00, um valor que julgamos inacessvel para nossa realidade, afirmou Teles. Nesse l-timo encontro o promotor se mostrou mais acessvel s nossas colocaes e acredito ser possvel chegarmos a um acordo, acrescentou.

    Para o presidente do Sindicato dos Taxistas Autn