Revista Vitrine - 10ª Edição

  • Published on
    12-Mar-2016

  • View
    223

  • Download
    1

DESCRIPTION

FESTIVAL DE INVERNO em So Loureno GOUMERT E MUNDIAL DE CIRCO Caxambu MG ESPORTE - Duas rodas e muita batanha

Transcript

FESTA DE AGOSTO 2013Camarote Revista Vitrine e Entrevista Exclusiva com Paulo MiklosEdio n 10 - Agosto 2013Duas rodas e muitas batalhasESPORTESo LourenoFESTIVAL DE INVERNOGOURMET E MUNDIAL DE CIRCOCaxambu24EDITORIAL EXPEDIENTEPublisher: Gabriela Real Jornalista Responsvel: Martha Bacci MTB: 17123/MGEdio: Joo CarvalhoProjeto Grfico e diagramao: Agncia RauzeCapa: Clio MirandaDiagramao: Felipe MancilhaTiragem: 4.000 exemplaresImpresso: Grfica Novo MundoContato Vitrinecontato@vitrinesuldeminas.com.br(35) 3331.3042A Revista Vitrine uma publicao da empresa Rauze,distribuda gratuitamente na cidade de So Loureno e regio. Todos os direitos reservados. proibida sua reproduo total ou parcial, sem autorizao prvia. As matrias assinadas so de responsabilidade de seus autores. Venda Proibida.COLABORADORESTempo de festa!Depois de uma bem sucedida campanha para destacarmos temas que diziam respeito s cidades vizinhas de nossa So Loureno, hora de voltarmos os olhos para o nosso local de origem. E no poderia ser em melhor hora! A cidade esteve agitada por esses dias... alta temporada no turismo, coincidindo com os j tradicionais Festival de Inverno e Festa de Agosto. Essa ltima, alis, nos deu a capa desta edio: a entrevista com Paulo Miklos, membro da j clssica banda de rock brasileiro Tits e 4 pginas com os melhores momentos do Camarote da Revista Vitrine, que foi o ponto alto dos 6 dias de festa.E no para por a: logo mais, em setembro, teremos a segunda edio do Degusta Festival Gastronmico de So Loureno, com o tema Ervas e Especiarias este ano com um nmero maior de estabelecimentos participantes.Alm disso, tem muita coisa interessante nas prximas pginas, como vocs podem conferir. Teremos pela primeira vez um texto falando sobre o universo automotivo, destacando a importncia de se cuidar com frequncia da manuteno do carro. Trazemos ainda matrias sobre a homeopatia, uma maneira diferente e global, por assim dizer, de encarar a medicina e a forma como lidamos com as doenas e seus tratamentos. Convidamos vocs tambm a conhecerem o Lety, um atleta de nossa cidade que vem ganhando destaque em competies de ciclismo; e o trabalho de resgate dos valores femininos como forma de reequilibrar a balana social e comportamental dos tempos de hoje. Sobra espao ainda para falarmos sobre a importncia da Ressonncia Magntica no diagnstico de diversas doenas e sobre o ensino bilngue para crianas. Agora, a cereja do bolo fica por conta da presena ilustre de um convidado de honra: Xico S, escritor e jornalista conhecido pelos seus brilhantes textos, nos cedeu uma crnica de sua autoria para publicarmos no espao Colunista Convidado.Ento isso. Hora de preparar um bom cafezinho e relaxar, porque uma boa leitura fica ainda melhor quando no estamos preocupados e podemos aproveitar o nosso tempo.Um Abrao, Equipe Revista VitrineSELVA BIZARRIAFotgrafa profissional responsvel pelas fotos do Camarote e Camarim da Festa de Agosto 2013 e Festival de Inverno de So Loureno Contato: 35 9133-6680Xico S jornalista, escritor e colaborador da Folha de So Paulo entre outros. www.xicosa.blogfolha.uol.com.br5 8 Caxambu Em Vitrine Coluna SocialNDICEwww.vitrinesuldeminas.com.br/vitrinesuldeminas 6 Entrevista Paulo Miklos10 Psicologia Valores Femininos12 Esporte Duas Rodas e Muitas BatalhasEstamos no FACEBOOKSadeUm olhar global sobre sade - Pg. 18Extreme ChallengeColuna SocialPg. 20GastronomiaFestival DegustaPg. 32Curta nossa pgina e veja o albm completo do Camarote Festa de Agosto 201316 Educao Ensino Bilngue24 Sade Tecnologia Aplicada Sade28 Camarote Revista Vitrine Festa de Agosto 201334 Comunicao Prazos, Organizao e Satisfao36 Pela Regio Calendrio de eventos38 Colunista Convidado Xico S22 Festival de Inverno So Loureno 2013 Coluna Social26 Automotiva Carro bem cuidado sinnimo de segurana14 Aiuruoca Em Foto Concurso de Fotografia6EntrevistaPAULO MIKLOSPor Joo CarvalhoRevista Vitrine: Soube recentemente que vocs esto trabalhando cerca de 10 novas canes que devem figurar no prximo album do atual quarteto. Tem algo a dizer sobre elas?Paulo Miklos: verdade. Aprofundamos a experincia do show Futuras Instalaes para criar o Tits Indito, um show em que boa parte dedicado a apresentao de msicas inditas para o pblico conhecer em primeira mo. Sendo assim, estamos ansiosos para toc-las para o maior pblico possvel para sentir a reao em cada canto. Em So Loureno no vai ser diferente. E vamos mescl-las com os clssicos da banda.Revista Vitrine: Muitos de vocs tm carreiras e projetos paralelos com certa visibilidade. Branco e Srgio tocam projetos musicais, de diferentes naturezas, Tony escritor renomado e voc, alm de uma carreira solo relevante tambm surpreende com boas atuaes em projetos audiovisuais. Como que a banda lida com essa faceta multimdia de cada integrante?Paulo Miklos: Todas essas atividades vm para somar com nossa parceria. Acrescenta uma bagagem muito importante no amadurecimento artstico de cada um de ns e acaba por enriquecer o produto do nosso trabalho em conjunto.Revista Vitrine: Com tantos anos de estrada, como que ainda conseguem manter em dia o teso de fazer a mesma coisa que faziam h dcadas? A reinveno e a alternncia de estilos/linguagens/temticas que acompanha a banda desde o comeo da carreira de certa forma dialoga com isso?Paulo Miklos: No h dvida que a nossa inquietao artstica que nos impulsiona desde o nosso comeo. A satisfao com o trabalho que desenvolvemos juntos fundamental. E a resposta dos fs que acompanham nossos passos, e o nosso encontro nos shows por todo o pas e no exterior, mantm a chama da nossa paixo pelo trabalho sempre acesa.Revista Vitrine: Do ltimo ms para c, vimos fortalecer um esprito de cidadania contestadora na populao brasileira. Como vocs encaram essa onda de manifestaes que vm rolando? Essa pauta poltico-social dar as caras no novo disco?Paulo Miklos: Sem dvida que essa pauta estar presente no nosso prximo trabalho de diversas formas. Acompanhamos e participamos das movimentaes com entusiasmo e ativamente. Estamos otimistas quanto aos resultados da voz das ruas.Revista Vitrine: Recentemente vocs resgataram o repertrio do fundamental Cabea Dinossauro. Rever esse repertrio mais pesado e politizado desperta algum tipo de veia politizada na hora de compor ou interpretar novas canes ou mesmo para reconstruir antigos sucessos?Paulo Miklos: Sim. Foi muito importante para a gente revisitar e resgatar a sonoridade, a atitude daquele momento. Fomos buscar o DNA da banda. Essa experincia est sendo decisiva para o novo trabalho. E tambm tem dado um gs novo para as novas composies.Revista Vitrine: A relao com os membros anteriores da banda segue amigvel mesmo aps a separao? Vocs sentem falta da atmosfera que envolvia o conjunto quando ainda eram 30 anos de carreira com esprito jovem e energia renovadaPrincipal atrao da tradicional Festa de agosto, os Tits trazem pela segunda vez em So Loureno sua apresentao cheia de energia. Com uma nova formao, com quatro dos integrantes originais acrescidos de um baterista convidado, a banda mostra que no est presa ao passado e segue em frente. A Vitrine conversou com Paulo Miklos, guitarrista, saxofonista e vocalista da banda que nos contou muito sobre o ambiente do grupo, bem como detalhes dos projetos paralelos de cada membro e tambm de suas atuaes em cinema e TV. Veja:Todas essas atividades (paralelas a banda) vem para somar com nossa parceria. Acrescenta uma bagagem muito importante no amadurecimento artstico de cada um de ns. E acaba por enriquecer o produto do nosso trabalho em conjunto.7um octeto? De que forma isso pode ser sentido nas novas msicas?Paulo Miklos: Estivemos todos juntos comemorando o aniversrio de 30 anos dos Tits no ano passado. Foi muito emocionante. Agora vivemos um momento de grande ebulio criativa em quinteto, com a presena do baterista convidado, Mrio Fabre, alm de ns 4: Eu, Branco, Tony e Srgio. Essa a atual formao.Revista Vitrine: Do cenrio MPB/Rock atual, vocs destacam algum artista como herdeiro natural da sonoridade que os tits faziam ou fazem?Paulo Miklos: T rolando uma novssima gerao muito bacana, apenas para citar alguns nomes: Garotas Suecas, de So Paulo; Vivendo do cio, de Salvador e Porcas Borboletas de Uberlndia, por exemplo. uma galera rocknroll, cada um a seu estilo mas todos muito criativos. Recomendo que conheam.Revista Vitrine: De todas as suas aparies no cinema, certamente a mais impactante foi a do papel principal em O invasor. Nesse filme, o pblico pode perceber o quo intensa sua interpretao poderia ser, talvez um tanto impulsionada pela esttica e pelo ritmo da narrativa cinematogrfica de Beto Brant e o gil roteiro de Maral Aquino. Existem planos para retomar Foto: Marcos HermesRevista Vitrine Entrevistaessa parceria audiovisual? E outros projetos ligados atuao, esto engatilhados para o futuro prximo?Paulo Miklos: Realmente, foi uma sorte grande minha estria no cinema com esse time de craques! Tenho outros convites bastante interessantes para o prximo ano. Estou atualmente dividindo meu tempo entre o novo disco e shows com os Tits e minha nova aventura como apresentador no Paulo Miklos Show, no programa de cliques, Galeria Mix e nas entrevistas que fao com meus colegas msicos no Mix Ao Vivo lbuns Clssicos, todos na MixTV.Revista Vitrine: Voltando temtica de O Invasor, nele voc contracena com um importante rapper brasileiro, Sabotage, falecido h alguns anos. Voc ainda tem alguma relao com o pessoal do Hip-hop? possvel dizer que, de certa forma, esse pessoal herdeiro da pegada mais contundente do rocknroll que rolava nos anos 80, tendo vocs e outras bandas como Plebe Rude, Inocentes,Mercenrias, Ira!, Replicantes e afins como pontas de lana?Paulo Miklos: O encontro com o Sabotage foi muito importante no s para o meu trabalho como ator nesta primeira experincia no cinema, mas tambm pelo talento fantstico do rapper e sua poesia. O pessoal do rap est falando o que todos ns queremos ouvir, com a inteno certa e toda a razo. Eu participei do documentrio feito recentemente sobre a vida e a obra do Sabotage e escrevi o prefcio da biografia que est prestes a ser lanada sobre ele.Revista Vitrine: Assim como Cabea Dinossauro, outros discos clssicos como Blesq Blom, Televiso e Jesus no Tem Dentes no Pas dos Banguelas ganharo reedies comemorativas?Olha... No. No temos inteno de fazer outros shows temticos comemorativos, j estamos com a cabea pensando no futuro. Partimos rumo aos prximos 30 anos (risos).8Caxambu Em Vitrine12 FESTIVALMUNDIAL DE CIRCOO Festival Mundial de Circo iniciou a sua trajetria em 2001 reunindo em Belo Horizonte/MG, artistas brasileiros e de vrios cantos do mundo para celebrar o circo. Em julho deste ano o evento armou o picadeiro em Caxambu/MG para transform-la na Cidade Oficial do Circo no Brasil! Espetculos circenses, show, oficinas, exposies e mostra de filmes invadiram ruas, praas e parques da cidade.FotosLince Fotografia9CAXAMBU MAIS GOURMETA sexta edio do Caxambu Mais Gourmet foi realizada de 18 a 20 de julho, no local mais nobre da cidade: o Parque das guas. O evento atraiu um grande nmero de pessoas, entre turistas, moradores da cidade e da regio, amantes da boa culinria e dos atrativos naturais e revigorantes de Caxambu. Este ano o Festival prestigiou o PINHO e seu objetivo foi valorizar ao mximo as propriedades deste produto da Serra da Mantiqueira na gastronomia e, para isso, os participantes criaram pratos com este ingrediente. Uma oportunidade para os chefs mostrarem talento e criatividade e para o pblico se deliciar com novos sabores e conhecer os produtos da nossa terra.GUNNER CONVENTION XEm sua 10 edio o Gunner Convention reuniu no dia 20 de julho deste ano no Restaurante Coreto, em Caxambu, dezenas de fans da Banda Guns and Roses. A banda cover APPETITE FOR FUCKING GUNS esteve presente nesta que considerada a melhor conveno de fans do Guns do Sul de Minas. O evento ainda contou com vdeos e raridades sobre a banda e prmios para as melhores fantasias.FotosRoa LimaFotosLince Fotografia10PsicologiaA REABILITAO DOS VALORES FEMININOSNum mundo cada vez mais pautado pela competio acirrada, pelo consumis-mo como forma de se exibir perante a sociedade e pela conduta agressiva nas relaes profissionais, e distante no mbi-to pessoal, que se faz mais importante buscar o resgate de diferentes maneiras de agir com o objetivo de deixar a vida um pouco mais igualitria e livre.Nesse sentido, os grupos de trabalho e conscientizao pelo resgate do feminino atravs dos contos de fada coordenados pela psicloga e terapeuta Renata Ceglia comearam a ser formados. Os contos de fada tm um potencial teraputico e regenerador, pois so construdos a partir de arqutipos (modelos-base de personalidade) que dialogam com nossa essncia, afirma Renata, que comple-menta: essas narrativas tm o poder de auxiliar no processo de resoluo de questes psicolgicas e de funcionar como um mapa para guiar o indivduo no enfrentamento de alguma situao nova ou inesperada. Cada ciclo de trabalhos composto de uma srie de 7 encontros de presena no obrigatria, mas fundamental. Rena-ta explica que a assiduidade importante devido ao fato de que a evoluo do tema em cada grupo contnua e que a troca de experincias no pode ser replicada, alm do fato de que a cada encontro so estudadas e analisadas facetas diferentes de um mesmo conto e seu andamento fruto direto das intervenes do grupo. a partir da interpretao desse tema, com a anlise do prosseguimento desses encontros, que novas ferramentas como dramatizao, danas e desenho de man-dalas, entre outras, vo surgindo.Contos de fadas so usados como instrumentos base para grupo de estudos que visam discutir o papel das mulheres e seus valores nos tempos atuais.O Feminino e o MasculinoTodos ns temos dentro de nossas perso-nalidades pitadas de valores masculinos e femininos. Essa a regra. Cada gnero normalmente apresenta em maior des-taque aqueles valores que se somam s suas caractersticas fsico-emocionais. Os valores que identificamos como femini-nos so a intuio, os insights, a afetivi-dade e a introspeco. J as caracters-ticas preponderantemente masculinas so a agressividade, a assertividade, a exi-bio e a competitividade. Vendo desta forma, fcil perceber que o mundo em que vivemos hoje marcado com muito mais fora pelos traos masculinos.Resgatar esses valores femininos e coloc-los novamente em pauta, fazendo com que tenham o merecido destaque e sejam respeitados da mesma forma que eram antes de terem sido colocados em segundo plano sculos atrs, funda-mental portanto. Nossa cultura e socieda-de criaram em tempos longnquos a ideia de que as mulheres e as energias femini-nas deveriam ser submetidas aos homens e ao mundo masculino. Isso no regra e nem aconteceu de forma natural e sim por uma imposio do patriarcado que se instalava fazendo com que esse modelo passasse a ser visto como natural e necessrio. Sendo assim, a meta desses encontros reempoderar a mulher e o feminino como forma de trazer de volta o equilbrio para a balana. Esses grupos so teraputicos e no voltados para o tratamentos individualiza-dos. Para se partir rumo a um panorama de tratamento de distrbios individuais necessrio um acompanhamento individualizado, que Renata tambm pode oferecer aos interessados para uma anlise real de seus quadros com base na Psicologia Transpessoal, rea em que ela se especializou e em cujo enfoque o bem estar interno depende de uma boa relao do indivduo consigo mesmo, o que ocorre atravs de sua integrao com o ser superior que o habita.Renata Ceglia Psicloga, especializada em psicologia transpessoal pela ABPT e em interpretao de sonhos e mandala. Formada em psicologia tibetana budista em Dharamsala, ndia.Fisioclnica (35) 3331-1424 /IntegrateTerapiaTranspessoalFotos: Arquivo PessoalPor Joo Carvalho1112EsporteDUAS RODAS E MUITAS BATALHASUma rotina diria de horas e mais horas de treino, alternando prticas como a corrida, natao, musculao e muitas pedaladas fazem parte do dia a dia de qualquer atleta e no poderia ser diferen-te com Celestino Canaverde Silva, mais conhecido como Lety, como o chamare-mos daqui por diante.Lety conta que sua ligao com o esporte vem de muito tempo: desde os 13 anos de idade, quando comeou a nadar. Depois disso conheceu a canoagem e se tornou um atleta do remo por cerca de dez anos. Em seguida comeou a se inte-ressar pela corrida e pelo Triatlon. E foi a partir de ento que ele percebeu que se focasse em apenas uma das disciplinas poderia ter mais xito. Foi a que as pe-Conhea a histria de um atleta de So Loureno que vem se destacando nas competies enquanto promove aes de insero social atravs do esporte.daladas tomaram conta de seu cotidiano e ele passou a praticar as outras modali-dades apenas como apoio para fortalecer e aprimorar seu condicionamento fsico para o ciclismo em terrenos acidentados.Desde ento os resultados comearam a surgir. Diversas medalhas em compe-ties de nvel nacional apareceram, como o caso do circuito X-Terra, realizado anualmente, em que Lety lidera em sua categoria. Segundo ele, isso a concreti-zao do meu projeto, que foi de um ano pra c me esforar para ser um ciclista de alto rendimento. Acostumado com a dianteira e os pdios eu j sou, pois tenho confiana no alto nvel da minha performance, mas eu senti que poderia fazer mais me dedicando nica e exclusi-vamente ao Mountain Bike. Essa modalidade, alis, subdividida em 4 categorias: Cross-Country que realizada em percursos fechados e considerada um esporte olmpico; Downhill, que uma prova de velocida-de em que todo o trajeto se d em uma longa descida; Freebike que a categoria voltada para a realizao de manobras radicais e a Maratona, que a prova de resistncia realizada em longos trajetos, sempre com mais de 50Km de percurso. nesta ltima categoria que Lety vem se destacando e colecionando medalhas de importantes competies na categoria at 45 anos. Divulgar o esporte pela sade e pela cidadaniaO objetivo de Lety agora formar uma equipe de ciclismo em So Loureno, fornecendo um uniforme aberto a patrocnios para sustentar a iniciativa, e compartilhando seus conhecimentos e experincias a todos os participantes dessa empreitada. A ideia estimular a prtica esportiva como forma de acres-centar atividades positivas no dia a dia de jovens, evitando que eles se exponham a vcios ou outros hbitos que possam prejudicar suas vidas.Por Joo Carvalho13 indiscutvel o papel do esporte nessa incluso social e na manuteno de uma rotina saudvel. Lety sabe que ainda tem muito a crescer como atleta e a aprimorar seus treinamentos para conseguir galgar resultados ainda melhores do que os que j possui, mas de seu conhecimento tambm que precisa de apoio para ver sua iniciativa decolar e cumprir seu objetivo, trazendo a prtica esportiva de alto rendimento para mais perto da populao solourenciana e de todo o Circuito das guas.14Aiuruoca Em FotoNo dia 14 de Agosto foi realizada em Aiuruoca-MG a Cerimnia de Premiao do 1 Concurso de Fotografia Aiuruoca em Foto. O Concurso foi uma realizao da Agncia Lince Fotografia, que j havia realizado o mesmo concurso em Caxambu. Desta vez a parceria foi com a Secretaria Municipal de Educao, Cultura, Esporte e Lazer de Aiuruoca-MG e com o apoio e patrocnio de diversas empresas e entidades da Regio.O tema desta primeira edio do Concurso foi Patrimnios de Aiuruoca-MG - Nossos Bens Comuns.Ao todo foram 138 fotografias inscritas, de fotgrafos profissionais, amadores e iniciantes de 11 cidades de todo o pas. Tivemos inscries de Aiuruoca-MG, Alagoa-MG, Belo Horizonte-MG, Carmo de Minas-MG, Caxambu-MG, Itatiaia-RJ, Jacare-SP, Niteri-RJ, Resende-RJ, Salvador-BA e Seritinga-MG.Os participantes foram divididos em duas categorias: Pblico Geral e Estudantes do Ensino Fundamental. Os autores das cinco melhores fotos de cada categoria foram premiados aps anlise de um corpo de jurados tcnicos.Na categoria Pblico Geral, o primeiro lugar ficou com a fotgrafa Juliana Ayres Braga de Mello, do distrito de Visconde de Mau-RJ, que recebeu as maiores notas dos jurados por sua foto Anunciao no Vale do Matutu. A vencedora recebeu como prmio a quantia de R$ 500,00 (Quinhentos Reais) e sua Foto Premiada impressa para a Exposio Coletiva do Concurso. As demais fotografias, do 2 ao 5 lugar, tambm receberam premiao. As 30 melhores fotos desta categoria foram selecionadas e impressas para participarem da Exposio Coletiva do Concurso.Na categoria Estudantes do Ensino Fundamental, o primeiro lugar ficou com Jlio Gifoni Arantes, de Aiuruoca-MG, que recebeu as maiores notas dos jurados por sua foto Jacarand e o Pico. O vencedor recebeu como prmio a quantia de R$ 500,00 (Quinhentos Reais) e sua Foto Premiada impressa para a Exposio Coletiva do Concurso. As demais fotografias, do 2 ao 5 lugar, tambm receberam premiao. As 30 melhores fotos desta categoria foram selecionadas e impressas para participarem da Exposio Coletiva do Concurso.Durante os prximos meses, a Exposio Coletiva do Concurso com as 60 fotos selecionadas, percorrer outros pontos da cidade e da regio. Para maiores informaes acesse o site www.lincefotografia.com.brCONCURSO DE FOTOGRAFIA AIURUOCA EM FOTOWorkshop de fotografia bsica realizado para os 10 primeiros colocados do concurso realizado em Caxambu15Revista Vitrine Aiuruoca em Foto1 lugarCategoria: Pblico GeralVencedora: Juliana Ayres Braga de Mello1 lugar Categoria: Estudantes do Ensino FundamentalVencedor: Jlio Gifoni ArantesOS GANHADORES do Aiuruoca em Foto16EducaoENSINO BILNGUE COMO FORMA DE AMPLIAR HORIZONTESPrticas da Twince Bilingual Programs so premiadas na categoria Start-up do II Prmio Estado PME.Educar formar cidados e preparar crianas e jovens para a vida em sociedade, para que tenham sucesso em suas atividades durante seu crescimento. Com base nisso, formulamos nosso modo de transmitir conhecimento e valores aos nossos alunos, integrando-os ao nosso dia a dia quase como partes de uma grande famlia.E como natural que zelemos por aqueles que compem nossa famlia, procuramos apresentar sempre as melhores alternativas de vida e aprendizado a cada criana aqui matriculada. Sendo assim, julgamos como fundamental oferecermos a possibilidade de um ensino bilngue, que possibilite criana estimular seu crebro e aprender um conhecimento prtico que pode lhe ser til por toda a vida, fazendo que ela realmente goste daquilo que aprende.Nossa parceira para a promoo deste ensino da lngua inglesa como parte essencial de nossa poltica pedaggica a Twice Bilingual Programs, que tem como objetivo ensinar o idioma a crianas dos ensinos infantil ao fundamental. O mtodo surgiu a partir da experincia pedaggica de Ana Maria Martini Gurgel com o ensino bilngue, fazendo com que o aprendizado da lngua inglesa se some ao currculo tradicional, potencializando-o e tendo como diferencial desse mtodo o material didtico que norteia as aulas e prticas. Confeccionado de forma a atender s particularidades das crianas brasileiras, ele contrasta com os livros e Andria Barbosa Diretora de Marketing do Colgio Laser Solar dos Lagos.Alameda Vinicius de Moraes, 185Solar dos Lagos So Loureno/MG - Tel.: (35) 3332-2699www.colegiolasersolar.com.brFotos: Arquivo Pessoalcontedos importados tradicionalmente usados nas escolas bilngues.Ensino de resultadosO Twice Bilingual Programs faz com que o aprendizado do idioma estrangeiro seja vivenciado de forma intensa e em conjunto com a fixao dos contedos apresentados em portugus. Isso faz com que o aluno tenha seus conhecimentos nas duas reas evoluindo em conjunto e de forma constante. No mtodo, o ingls no entra apenas como uma matria ensinada de forma isolada. O aluno que est inscrito no programa vai aprender tpicos como Social Studies (Estudos Sociais), Math (Matemtica), Science (Cincias) e Language (linguagem). H espao ainda para prticas como Hands On e Out and About, que levam a criana construo do conhecimento para alm dos limites geogrficos do colgio.Os resultados colhidos nesse ltimo ano capacitaram a Twice para ser finalista da categoria Startup (empresa recm-surgida e focada em inovao) do II Prmio Estado PME (Pequenas e Mdias Empresas) e tambm para serem apresentadas como destaque na seo Grandes Idias da revista Pequenas Empresas & Grandes Negcios.Ter em nossa regio uma escola que se preocupa com o futuro dessa gerao, localizada numa regio privilegiada pela paisagem que inspira concentrao e tranquilidade e est sempre em busca de atualizao de seu repertrio sem dvida um grande avano. Isso d aos nossos alunos, seus pais e familiares a certeza de que a educao e a formao cidad das crianas est sendo, de fato, colocada em primeiro lugar.Por Joo Carvalho1718SadeUM OLHAR GLOBAL SOBRE A SADEAps o trmino da faculdade de medicina em 1990 fui me especializar em homeo-patia em So Paulo, num pequeno hos-pital de homeopatia com pronto socorro 24h e ambulatrio para internaes, alm de um centro para pequenas cirurgias. Todos os procedimentos eram realizados usando exclusivamente medicamentos homeopticos. Muitas pessoas se sur-preendem ao ouvir isto, pois acreditam que a homeopatia s capaz de tratar doenas consideradas leves, o que um engano. Anteriormente, ate os anos 1920-30, a homeopatia era to usada quanto a alopatia, medicina que usa medicamen-tos qumicos, nos pases ocidentais. Foi a partir dessa poca, principalmente aps a descoberta dos antibiticos, que a inds-tria farmacutica comeou a dominar a forma de tratar as patologias, chegando s dcadas seguintes com uma aura de que seria capaz de curar todas as doenas que afligem o ser humano. Realmente a cincia conseguiu realizar avanos admirveis nesse campo, mas aps o longo perodo em que medica-mentos qumicos foram empregados nos tratamentos em geral vemos que, em grande parte, as doenas crnicas no so efetivamente curadas pela alopatia, que muitas vezes age como um trata-mento apenas sintomtico e, para piorar, trazendo consigo os efeitos colaterais de seus frmacos. Com isso, hoje vemos um grande nmero de mdicos buscan-do se especializarem na homeopatia, assim como pacientes insatisfeitos com as promessas da medicina qumica e que passam a procurar uma nova forma de tratar suas doenas. Homeopatia ou alopatia: entenda a diferenaEnquanto a alopatia visa a melhora das patologias pelo combate ao sintoma local, o que se revela atravs dos nomes das famlias de medicamentos (anti-infla-matrio, antibitico e anti-hipertensivo, entre outros), a homeopatia faz o mes-mo atravs do fortalecimento do organis-mo, com o reequilbrio do corpo como um todo, trazendo uma nova viso sobre o conceito de doena, que seria algo causado por esse desequilbrio que deixa a pessoa suscetvel ao adoecimento. como numa epidemia de gripe: enquanto alguns indivduos contraem a doena, outros no. Se a causa dela fosse apenas o vrus, todos deveriam ficar gripados.Quando tomei contato com a homeo-patia, ainda na faculdade, me atraiu essa viso de poder tratar o doente com base numa viso global de seu estado de sade, incluindo alm dos sintomas fsicos os aspectos mentais e emocionais como itens importantes para se avaliar e medicar um paciente. Isso vem ao encon-tro de sua premissa bsica, que no h doenas e sim doentes. A homeopatia acredita na inter-relao de todo organis-mo, onde o corpo influencia a mente e vice versa. Por isso buscamos a melhora da doena pelo reequilbrio global do organismo. E com a vantagem de usar remdios que no apresentam efeitos colaterais durante o tratamento.A homeopatia ento se mostra como uma opo de tratamento eficiente para qualquer quadro clnico, tanto para pessoas que queiram se tratar exclusiva-mente com essa medicina, assim como para aqueles que j se encontram num tratamento aloptico e querem ter um auxilio a mais para sua sade, usando-a em conjunto com o tratamento que j est em curso e somando-se a ele.A homeopatia procura tratar no apenas os sintomas das doenas, mas o prprio paciente atravs do equilbrio de seu organismo.Fotos: Arquivo Pessoal Dr. Marcelo PerimCRM 26152Mdico Homeopata formado pela faculdade de medicina de Terespolis / RJ em 1990Saiba mais sobre a homeopatia em meu blog:www.marceloperim.blogspot.com.br1920Em VitrineEXTREME CHALLENGEAs competies de mountain bike e as corridas a p esto ganhando destaque e estimulando muitas pessoas a aderirem ao esporte, adotando uma vida mais saudvel. Foi possvel comprovar estes fatos com a realizao do Extreme Challenge 2013, que aconteceu em So Loureno, nos dias 20 e 21 de julho. O evento realizou o Challenge Biker e o Challenge Run, reunindo 242 competidores, muitos da regio e de vrios estados brasileiros. Houve participao de alguns atletas profissionais que sempre marcam importante presena nos maiores eventos realizados no Brasil. Alguns deles revelaram, em entrevistas, a surpresa que tiveram com a qualidade da organizao, a dificuldade e a beleza do trajeto, deixando a certeza de prximas realizaes. O primeiro lugar do Challenge Biker ficou para Jos Luis Nogueira, piloto da Elite, categoria que rene os melhores bikers. Luis Paulo da Silva Antunes, corredor profissional do Cruzeiro, foi o campeo do Challenge Run. Os organizadores do evento, Marcelo Lopes e Jiuliano de Souza, informaram que em 2014 o Extreme Challenge vir com muitas novidades. www.extremechallenge.com.brFotosLince Fotografia2122SadeRENATO TEIXEIRA ENCERRA FESTIVAL DE INVERNO EM SO LOURENOFotosSelva BizarriaEntre os dias 18 e 28 de julho de 2013 aconteceu em So Loureno a 5 edio do j tradicional Festival de Inverno. O tema escolhido para este ano foi Balaio de Minas com a proposta de valo-rizar a cultura regional, englobando o artesanato, a msica e de certa forma o cinema.Dentre as atraes musicais de maior porte, destacaram-se os shows da Ummagumma The Brazi-lian Pink Floyd e do renomado violeiro, cantor e compositor Renato Teixeira, acompanhado de sua banda formada por importantes msicos da histria da Msica Brasileira e dois de seus filhos.Renato agradou em cheio ao pblico presente ao tocar grandes canes de sua carreira e verses de msicas conhecidas nas vozes de Srgio Reis e Almir Sater, amigos e parceiros de estrada e est-tica musical. A apresentao teve um tom intimista, que casou perfeitamente com o clima da noite fria na cidade. Em suas palavras, Renato Teixeira define a apresentao: Mais do que um show, esta apresentao foi uma verdadeira reunio familiar. As msicas foram executadas de forma improvisada e informal... como se fosse um pai tocando com dois filhos e alguns amigos em casa.Agda e AlemoEmpresrio Hlio RodriguesWal Tiburcio e Dra. Maristela LenidasJos Luiz Mendes locutor da Rdio Alternativa5 edio do tradicional evento foi um sucesso, abrilhantada pela presena cativante do grande cantor e compositor Renato Teixeira.Festival de Inverno 201323Staff do Festival de Inverno com Renato TeixeiraErich Mathias, Renato Teixeira e Pedro Cames Vera Carvalho e Joo Carvalho, jornalista da Revista VitrineChico Teixeira24SadeA Ressonncia Magntica um procedimento clnico de diagnstico que apresenta resultados ntidos em termos de imagem e totalmente no invasivo para o paciente que precisa ser diagnosticado atravs deste mtodo, que indicado para o uso por pessoas de qualquer idade e praticamente qualquer condio fsica, excetuando-se aqueles que possuem prteses metlicas internas ou fazem uso de marcapasso.A grande vantagem na realizao de exames em um aparelho de Ressonncia Magntica a preciso dos resultados que apresenta, alm das imagens em alta definio que permitem visualizar perfeitamente cada detalhe de estruturas internas e rgos do corpo humano. Os aparelhos que operam atravs de um alto campo magntico ainda contribuem para a agilidade no procedimento, pois eliminam a necessidade de reposicionar os pacientes durante a aquisio das imagens.TECNOLOGIAAPLICADA SADEAlta qualidade de imagens e resultados precisos fazem da Ressonncia Magntica a melhor forma de se obter diagnsticos atravs de imagens.Vantagens da Ressonncia MagnticaMuitas especialidades mdicas e odontolgicas tm a ganhar quando h um equipamento de Ressonncia Magntica e uma equipe especializada para realizar esse exame disposio. Neurologia, Ortopedia, Oncologia, Cardiologia e Pediatria esto entre as reas que mais se beneficiam dessa tcnica capaz de vasculhar o corpo como um todo e apresentar um quadro fiel sobre o que acontece internamente no organismo de cada um.Fotos: Arquivo PessoalDr. Jos Roberto de ArajoCRM 17990RadiologistaA grande vantagem na realizao de exames em um aparelho de Ressonncia Magntica a preciso dos resultados que apresenta.Outra grande vantagem dos aparelhos de ressonncia est no fato de que eles no fazem uso de radiaes, como nos exames de Raios-X ou Tomografias. At mesmo quando o exame precisa ser realizado com o uso de contrastes para facilitar a visualizao, os efeitos colaterais apresentados so bem pequenos se comparados com muitos outros mtodos de diagnstico por imagens.Por Joo Carvalho2526AutomotivaEstatsticas recentes comprovam que mais de 25% de todos os acidentes de trnsito no Brasil so causados pela falta da (ou falhas na) manuteno preventiva dos automveis, algo que seria fundamental para salvar preciosas vidas.Todas as partes que compem a mecnica dos automveis devem ser avaliadas rotineiramente. Amortecedores, suspenso, freios, pneus e rodas, direo, embreagem e dispositivos de segurana como airbags, quando esto em boas condies so fundamentais para garantir que os ocupantes dos veculos sofram o mnimo de danos quando expostos a algum tipo de batida, capotagem ou outro evento dessa natureza.Para entender melhor como as partes dos carros atuam na segurana, preciso compreender que eles so divididos em dois grupos: os itens de segurana ativa e os de segurana passiva. Todos os componentes que atuem diretamente na preveno de acidentes, como freios, amortecedores, pneus, faris e lanternas esto no grupo dos itens ativos, que ainda engloba a buzina e os para-brisas (a visibilidade auxilia a reagir a uma situao de risco, enquanto o aviso sonoro estimula a reao do outro veculo). Entre os itens de segurana passiva listamos aqueles que servem para minimizar os danos quando o acidente j um fato consumado, como por exemplo os airbags, os cintos de segurana ou as barras de proteo lateral.Reviso nunca demaisNas revises dos veculos, o foco normalmente recai sobre os itens de segurana ativa, pois h uma maior dificuldade em atestar a situao nos componentes da segurana passiva, CARRO BEM CUIDADO SINNIMO DE SEGURANAUma das maiores causas de acidentes de trnsito no Brasil a imprudncia aliada falta de cuidados peridicos com os veculos.que requerem um olhar mais minucioso e at mesmo o uso de equipamentos especficos, demandando mais tempo de servio e gerando a necessidade de serem avaliados de forma completa e isolada.Sendo assim, na hora de avaliar o conjunto mecnico do automvel, a recomendao simples: siga o que descrito no manual do proprietrio do seu veculo e faa uma reviso geral antes de cada viagem, pois na estrada os perigos de um acidente de maior gravidade vir a acontecer so muito maiores. No caso de carros mais antigos, bom estabelecer uma rotina de manutenes preventivas peridicas. Recomenda-se que o veculo seja levado a um mecnico de confiana ou autorizada sempre antes de pegar estrada e tambm uma vez ao ano para a realizao de um check-up geral.Bom tambm para o bolsoAlm de ajudar a manter a integridade fsica sua e da famlia ou de amigos que costumam dividir o espao no automvel durante viagens e passeios, a manuteno tambm faz com que a conservao do veculo fique em bom estado algo importante para valorizar o preo na hora de uma possvel revenda. Levar o carro para as revises nas datas corretas evita as surpresas desagradveis na hora de se fazer uma troca de peas inesperada.No bastasse todos os pontos levantados, manter a mecnica do carro em dia tambm uma atitude ecologicamente correta, pois um veculo bem calibrado consome menos combustvel. E a, tem alguma dvida ainda sobre a importncia de uma boa manuteno em seu veculo?Por Joo Carvalho27PALIO FIRE353,691.0 FLEX 2P 13/14 DIREO HIDRULICA50% ENTRADA +60 PARCELAS R$OU DE R$ 28.990,00 POR R$ 26.990,00 VISTANOVO UNO379,90VIVACE 4P FLEX 12/13COMPLETASSO 50% ENTRADA +60 PARCELAS R$OU DE R$ 33.500,00 POR R$ 29.990,00 VISTANOVO PALIO432,00ATTRACTIVE 1.0 FLEX 4P 13/1350% ENTRADA +60 PARCELAS R$OU DE R$ 35.990,00 POR R$ 32.990,00 VISTAagencia2013.com.bragencia2013.com.brwww.idealat.com.brwww.grupoaugustobrandao.com.brRespeite os limites de velocidade.Esclarecimentos ao Consumidor: Novo Punto Attractive, ano/mod. 2012/2013. Chassi: 1236882, a partir de R$ 39.990,00 vista ou nanciamento com entrada de 50% (R$19.995,00) e o restante em 24 parcelas de R$ 846,29 a.m.. Taxa de 0% a.m. e CET de 0% a.a. Valor com o nanciamento R$ 40.305,96. Novo Palio Attractive 1.0 Flex, 4P, ano/mod. 2013/2013. Chassi: 2148434, a partir de R$ 32.990,00 vista ou nanciamento com entrada de 50% (R$ 16.495,00) e o restante em 24 parcelas de R$ 698,15. Taxa de 0% a.m. e CET de 0% a.a. Valor com o nanciamento R$ 33.250,62. Palio Fire 1.0 Flex 2P, ano/mod. 2013/2014. Chassi: 5875863, a partir de R$ 24.990,00 vista ou entrada de 50% (R$ 12.495,00) e o restante em 60 parcelas de R$ 291,31. Taxa de 1,09% a.m. e CET de 13,9% a.a. Valor com o nanciamento R$ 29.973,60. Financiamento sujeito a aprovao de crdito Banco FIAT. TC no inclusa no valor de R$ 556,00. Taxa de 0% somente para Novo Palio, Idea e Novo Punto, vlida at 31/08/2013. IOF no inclusa. Promoo vlida at 31/08/2013 ou at o trmino do estoque na concessionria IDEAL FIAT. Ofertas no vlidas ou cumulativas com modalidade de venda direta da fbrica, taxistas e produtores rurais. Consulte condies. Os veculos FIAT esto em conformidade com o PROCONVE - Programa de Controle de Poluio do Ar por Veculos Automotores. Imagens ilustrativas. Consulte condies.Av. Damio Junqueira de Souza, 1.222 | So Loureno | (35) 3332-7000Av. Gabriel Alves Fernandes, 720 | Caxambu | (35) 3341-221128Camarote VitrineGustavo Hippolito, Gabriel Real e Guilherme KK Diniz, Gabriela Real, Clio Miranda e Lucimara ChagasAlberto Gannam, Jessica Colin, Natalia Souza e Camilla RealMarcela Braga, Alexandra Sanches e Carol FariaMayara, Lucimara Chagas e Ana BeatrizYara Lopes, Josy e MisleneWal Tibrcio e FamliaRoberta Paiva, Rodolpho Dias, Amanda Carvallho, Joice Paiva, Marta Balbino e Vanessa CarvalhoClaudia e Luciano FernandesAlbm completo: www.facebook.com/vitrinesuldeminasFotosSelva Bizarria29Rafael, Gustavo Macedo e Denilson BeiaLuis Felipe e Sullen VilelaPaulista e RodriguinhoFernanda Pvoa e Fabyane MeloBeto da Rdio Estncia e esposa Telma Fred Amim e Andressa LancelloteRosana Rocha e Neri SchulteFamlia Miramar Pedro, Janaina, Claudia e Bruno GarciaStella Abreu, Miss Teen Brasil 2013 Thaeme, Kadu e Thiago Carol Caymmi e Andrea CarreroRevista Vitrine Festa de Agosto 2013Matheus Piantino e Giselle Fernandes30Totonho, Ivana e Marco PoloGustavo Macedo, Aline Paixo, Paula e Ana de LucaEduardo Bittencourt e Martha BacciGabriela Real, Martha Bacci e Brenda Mariano Patrcia, Emdio e Dbora ChagasJos Ramos e NamoradaAdolfo Fortes, Pablo Christian e Matheus Pereira Nelson Rodrigues Neto e Aline ChaibJuliana Corra, Margarina e Mrcio Santiago Lucimara e Marcos, Sara e Marco Aurlio Paulo Corra e FamliaLuciana Nunes e Reinaldo Marques31Marcella Real, Branco Melo e Brenda Mariano Ederson e SabrinaDaniela e Rublio RealClio e Dayane Miranda Flvio Fernandes e Selva BizarriaArmando Real e Cntia SouzaCludia Passos e Alexandre CoelhoCaio Mancilha e Renata Gomes Natlia e Gustavo Flori Jos MauroRevista Vitrine Festa de Agosto 2013Luiza e Vernica MarinWanda Pereira e Esposo32EMPREENDEDORISMODando prosseguimento a uma iniciativa do So Loureno Convention & Visitors Bureau (SLC&VB) , iniciada no ano passado, a cidade de So Loureno ser palco da 2 Edio do Festival de Gastronomia, batizado com o nome de Degusta. Exatamente como em 2012, o evento vai ser realizado durante o ms de setembro. Na edio anterior, a tpica cozinha mineira foi homenageada, norteando os trabalhos dos 9 restaurantes & chefs de cozinha participantes.No ano passado, o evento foi um sucesso. Grande parte da populao da cidade foi mobilizada e participou ativamente, percorrendo o circuito gastronmico local, dando grande incentivo para que os estabelecimentos se mantivessem focados em oferecer sempre o melhor ao seu pblico. Turistas tambm tiveram presena marcante, assim como pessoas das cidades vizinhas que por aqui estiveram.Agora em 2013 a criatividade desses profissionais da cozinha ser posta prova com o tema Ervas & Especiarias, Degusta Festival Gastronmico de So Loureno chega sua segunda edio com a certeza de repetir o sucesso do ano anterior.que abre um enorme leque de possibilidades a serem exploradas. E para este, percebemos um crescimento no nmero de estabelecimentos e profissionais participantes, por conta do interesse gerado e tambm por uma maior abertura dada ao perfil de participantes, permitindo que as cafeterias e lanchonetes locais tambm possam se inscrever.Novidades e prmiosExatamente como o ocorrido no 1 Festival, o pblico participante, aps confirmar sua presena em pelo menos 4 estabelecimentos diferentes, ganhar uma cesta especial com os melhores produtos dos associados e apoiadores do SLC&VB, organizador do evento.As novidades neste ano ficam por conta de um jri tcnico, escolhido com a incumbncia de eleger o melhor prato nas duas categorias: Restaurantes e Cafeterias & Lanchonetes. O estabelecimento vencedor dessa modalidade, bem como o profissional responsvel pela criao do prato campeo, ser premiado por ter conseguido uma boa avaliao. Haver ainda a realizao de Workshop com o objetivo de envolver os colaboradores dos estabelecimentos participantes no processo do festival e prepar-los para realizar um bom atendimento, no s durante o evento como tambm para bem receber os visitantes que vm cidade ao longo do ano.O objetivo do Degusta - Festival Gastronmico de So Loureno fomentar o turismo da cidade e reforar a vocao local de receber bem e proporcionar boas experincias para seus visitantes, principalmente nas vias gastronomicas, que sempre foi um ponto forte no s da cidade, mas de toda o Circuito das guas e das Terras Altas da Mantiqueira.SO LOURENOE A GASTRONOMIA: TUDO A VERGastronomiawww.saolourencocvb.com.brPor Joo Carvalho33DEGUSTA34ComunicaoSOBRE PRAZOS, ORGANIZAO E SATISFAOConhea as atribuies do departamento de trfego e sua importncia para o bom andamento dos trabalhos de uma agncia de comunicao.Quando se fala em agncias de publicidade e comunicao, a primeira imagem que vem a de profissionais com certo tino artstico, criando livremente enquanto procuram a forma ideal para atender s necessidades de seus clientes. Poucos sabem, que na verdade, alm da criao existe outro campo to importante quanto e que funciona como um fio condutor dos processos de trabalho. Estamos falando do Departamento de Trfego.Toda agncia tem seu trabalho norteado por dois eixos: criatividade e cumprimento de prazos. J foi falado por diversas vezes nesse espao em outras edies da Vitrine sobre as pessoas que fazem acontecer o trabalho criativo, e finalmente para no estourar o prazo chegou a vez de quem garante a satisfao do cliente pela entrega realizada na hora e que garante a continuidade da relao com os fornecedores, assim como a qualidade dos servios realizados e o atendimento ao cliente.Na agncia Rauze, quem d as cartas nessa rea a competente e talentosa Lucimara Chagas, que h 8 anos desenvolve essa funo e domina com eficincia todos os processos da empresa, cuidando de forma criteriosa e bastante atenta para que nossos clientes estejam sempre satisfeitos com o trabalho que Fotos: Arquivo Pessoal Lucimara ChagasResponsvel pelo departamento de trfego da agncia Rauze.lucimara@rauze.com.br apresentamos. No seria exagero nenhum dizer que esse um dos grandes diferenciais da Rauze no mercado publicitrio de nossa regio: a extrema preocupao com a produo daquilo que criamos, afirma Gabriela Real, diretora da agncia.Produo e fluxo de trabalho em focoTudo o que uma agncia realiza demanda um cuidado com a pr-produo. nesse momento em que so orados todos os itens referentes execuo de uma pea e quando se orienta o cliente para fechar o trabalho com a melhor relao custo-benefcio, atividades ligadas ao departamento de trfego.Aps esse trabalho, tambm o trfego que gerencia as produes e entregas de cada fornecedor escolhido pelo cliente, certificando-se que todos os prazos sejam atendidos e que os materiais confeccionados ganhem as ruas e plataformas de mdia no tempo ideal para que faam seu papel de comunicar as marcas e produtos que ns (e nossos clientes) queremos promover.Sendo assim, pode-se dizer que toda a administrao do fluxo de trabalho fica sob a responsabilidade desse departamento, que determina o que deve ser prioritrio e garante a organizao interna das reas envolvidas com cada trabalho. O trfego, da agncia Rauze, personalizado pela Lucimara, quem garante a eficincia de nosso trabalho e o estreitamento da relao entre ns, nossos clientes, fornecedores e veculos em que publicamos tudo o que criado por aqui.Por Joo Carvalho3536EventosConfira aqui alguns eventos que acontecem em nossa regio nos prximos dias, de acordo com as informaos obtidas atravs de cada realizador. * Os eventos podem sofrer alteraes de acordo com o calendrio oficial de cada cidade.PELA REGIOSetembroAgosto37OutubroSetembro38Colunista ConvidadoAMAR NUNCA SABER DO DIA SEGUINTEuma mulher quando dorme e nada mais extraordinrio quando uma mulher quando acorda.Os primeiros sinais Uma mozinha que arrisca o anestesiado esticamento Uns incompreensveis dizeres ainda do sonho, como se blasfemasse contra tudo e contra todos uns restos de filmes de Buuel, o cara do obscuro objeto do desejo. Donde repito: os sonhos das belas mulheres so restos de filmes no usados pelos melhores cineastas mortos.Ela acorda. Cabelos feito algas doidas, o seu incmodo mais bonito; algum tdio diante da reabertura do mundo chato; ela se espreguia, ossinhos que estalam sob a rstia do sol do mundo srio que atravessa a cortina... os barulhos do mundo, os mascates, o tiro no coco de Getlio que ouvimos a cada manh no Catete.Vixe. Acordar diante de uma mulher, at mesmo quando voc no a ama ainda, a acontecncia. Talvez no exista nada mais bonito.Xico S autor de Big Jato, entre outros livros como Chabadabad e Modos de Macho & Modinhas de Fmea. Escreve tambm em seu prprio blog: www.xicosa.blogfolha.uol.com.brO homem s tem duas obrigaes na vida, quer dizer, trs:1)Amar e zelar pela me;2) Ir para a guerra se for preciso e,3) Principalmente, tornar um momento nico o amor pelas mulheres que o encante, porque esta hora mais religiosa, a mais bonita.Donde dou, qual um Tim Maia do amor, motivo, para justificar, solamente, o terceiro tpico desta crnica: a devoo pela nga, no nego, sigo, obsessivo sujeito, prtico, por supuesto, sincero at o amarelado-brega-final do crepsculo.Bora nessa. Episdio de hoje:No que concerne ao olho masculino nas vises matutinas.Vixe. Acordar diante de uma mulher, at mesmo quando voc no a ama ainda, a acontecncia. Talvez no exista nada mais bonito. Talvez nem o ato do encorajado homem entrar para dentro do dia com sua cala pega-marreco to curta para o tamanho da passada existencial e inevitvel.Quando ela acorda, ela, s ela, aquelas marquinhas no corpo feitas pela noite, atrito de peixes que passeiam nos subterrneos dos lenis de modo a marc-l como se ela vivesse as 20 mil lguas submarinas do viejo Verne.Nada como uma mulher quando acorda. Ela acorda, eu morro, petite mort, como no gozo dos franceses. V entender gozar como morte. Pior que eu entendo. Nada mais bonito do que Fotos: Arquivo PessoalElla Fitzerald, uma das peixas do seu aqurio, est mais viva do que nunca.Partes dos corpos se tocam sem pressa e sem a excitao da noite, quase como fossem feitos um para o outro e tivessem todo o tempo do mundo. As almas j se entendem, o fsico quase e ela pensa qual a desse cara?. Tudo uma coisa assim Manuel Bandeira, de quem roubo esse dizer todo da madruga. Arriamos, o cansao matando lindamente os interesses imediatos. O estranhamento da manh talvez no vos interesse. Amar nunca saber do dia seguinte.39