Revista Vitrine Minas - Edição 38

  • Published on
    26-Mar-2016

  • View
    226

  • Download
    8

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Leia nesta edio a expedio realizada pelo documentarista Fernando Lara com um grupo de pessoas de Minas Gerais na floresta amaznica. Veja ainda um pouco das delcias da culinria de Belm, capital do Par.

Transcript

  • Publicao mensal da E2C Editora | Ano Iv, edio no 38 - Abril de 2013 | Distribuio gratuita

    Aventura selvAgemDocumentarista leva grupode Minas Gerais paraparticipar de expediona Floresta AmaznicaFOTO DE FERNANDO LARA

  • Revista mensal de vaRiedadesDistribuilo dirigida em Ipatinga,

    Coronel Fabriciano e Timteo

    Distribuio gratuita nosnibus da Viao Presidente,

    entre Belo Horizonte e Ipatinga.

    Circulao dirigida em Ipatinga,Coronel Fabriciano e Timteo

    www.vitrineminas.com.br

    Publicao mensal da E2C EditoraTels: (31) 3822-9152

    Avenida Macap, 335, loja 4, VenezaIpatinga/MG CEP 35164-253

    vitrine@vitrineminas.com.breditora.e2c@gmail.com

    Editor GeralRuisley Chaves - (31) 9415-6433

    ruisley@gmail.com

    ComercialDra Chaves - (31) 9415-6424dora@vitrineminas.com.br

    Colaboraram nesta edio Flvio Sad, Edlayne de Paula e Guilherme Chaves (Ipatinga-MG)

    CTP e Impresso: Cartonagem e Grfica Vale do Ao

    Santana do Paraso/MG - (31) 3821-2473

    Tiragem desta edio: 2.730 exemplares

    VITRInE MInAS IMPRESSA EMPAPEl CouCh 90G. CoM CERTIFICAo

    AMbIEnTAl E CTP EColGICo.

    Os artigos assinados so de responsabilidade de seus autores e

    no expressam a opinio da revista.

    Proibida a reproduo parcial, total ou qualquerforma de utilizao desta publicao sem

    a autorizao prvia do Editor, conforme previstona lei Federal 9.610, de 19 de fevereiro de 1998,

    artigo 7, que trata dos Direitos Autorais.

    Conhea um pouco dos saboresda cozinha Paraense

    Pgina 8

    O Parque municipal, bem no cento de BH,tem cerca de 280 espcies de rvores

    Pgina 8

    O Pato ao Tucupi uma das referncias grastronmicas na capital, Belm, que oferece ainda outras opes de sabores

    irresistveis, inclusive com sobremesas deliciosas.

    Qualidade em sade pblica

    Pgina 10

    A inaugurao das melhorias e ampliao no Pronto Socorrodo Hospital Mrcio Cunha, em Ipatinga, mostra que possvel

    oferecer atendimento de qualidade aos pacientes do SUS.

    Carro futurista faz at 111 km/l

    Pgina 12

    Fabricado na Alemanh, pela Volkswagen, o XL1 usadois motores, um movido a diesel e outro eltrico. Desenvolve apenas 69 cv e 160 km/h, mas faz surpreendenres 111 km/l.

  • 4 | Abril.2013

    expedio levamineiros para

    AmazniaFOTO DE ELVIRA NASCIMENTO

  • Abril.2013 | 5

    esPeCIAlPor Edlayne de Paula

    Nada de folia, blocos de rua ou aquela animao que envolve as cida-des em poca de Carnaval. O que um grupo de sete mineiros procurou no feriado mais pago do calendrio bra-sileiro, foram as belezas que envolvem a maior biodiversidade do mundo: a Floresta Amaznica. A Expedio Cul-tural Amaznia I no teve nada de mordomia, conforto de hotel, ar con-dicionado ou restaurante. Os expedi-cionrios ficaram 8 dias acampados fazendo a prpria comida no campo, alm de enfrentarem as chuvas dirias e os mosquitos da regio.

    O projeto uma realizao da Fau-na e Flora Documentrios e foi chefia-do pelo experiente documentarista de natureza, Fernando Lara, que registra a vida selvagem h 13 anos no Bra-sil e no mundo. A expedio uma extenso do Curso de Documentao e Comportamento em Selva realizado entre novembro e dezembro de 2012. Durante esta primeira fase, os alunos aprenderam tcnicas de sobrevivncia em selva; rastreamento e documenta-o de animais selvagens sem a ne-cessidade de captura; camuflagem e primeiros socorros aplicados a selva. O treinamento foi realizado com au-las tericas e prticas na reserva de Mata Atlntica do Stio Recanto Fauna e Flora, na localidade do Achado, em Santana do Paraso (MG).

    Na Amaznia, os alunos tiveram a oportunidade de colocar em prtica mais uma vez, tudo que aprenderam comigo no Curso. O mais importante a experincia real que uma expedi-o como esta pode proporcionar a vida profissional e pessoal destes alu-nos, e principalmente a troca de ideias com a populao local, explica Fer-nando Lara.

    As atividades foram concentradas na regio da APA Caverna do Maro-aga, em Presidente Figueiredo, a 100

  • 6 | Abril.2013

    quilmetros de Manaus. Mais do que o contato com a fauna e flora local, os alu-nos tiveram a oportunidade de conhe-cer e pesquisar a vida dos ribeirinhos. A hospitalidade da populao local foi um dos principais elogios do grupo mineiro.

    O corao do amazonense pare-ce proporcional ao gigantismo territo-rial e diversidade do estado. A acolhida ao grupo foi to aconchegante que nos despertou laos de amizade to profun-dos que s vezes a emoo nem cabia em si, marejando as vistas relata o ipa-tinguense, Rainer Bicalho. A fotgrafa Elvira Nascimento descreve com mais lirismo sua experincia na expedio. Ainda sonho com a Amaznia. Acor-do a noite e penso que estou dentro da barraca. Tudo que vivemos l foi muito forte, intenso, afirma.

    A imensido dos rios e a troca dos carros pelos barcos foi o que mais im-pressionou a biloga de Caputira (MG), Clarice Sousa, que tambm comps o grupo que estava na Expedio. A per-cepo de que estvamos a horas de qualquer tipo de socorro tecnolgico mostrava as dificuldades de integrao dessas reas to inspitas. Restavam-nos pedir ajuda a quem conhecia ali como a palma de sua mo - os ribeirinhos. Quanta cordialidade!, relembra.

    PROgRAmA - As experincias vividas na Amaznia no ficaro apenas na memria dos alunos. Todos os mo-mentos vo virar programas especiais que sero exibidos em 2013 na tela da TV Cultura Vale do Ao. Os episdios sero veiculados na segunda temporada do Rotas Verdes Brasil TV que ainda re-serva para 2013, expedies pela Mata Atlntica e Pantanal.

    A Expedio Cultural Amaznia I uma realizao da Fauna e Flora Docu-mentrios, patrocnio da Sucateira Vale do Ao, com parcerias da Invista Comunica-o, Putz Filmes, Dirio do Ao, TV Cul-tura Vale do Ao e Revista Vitrine Minas, e conta com o apoio do Centro Estadual de Unidades de Conservao (CEUC) r-go ligado ao Governo do Amazonas. Veja mais informaes e fotos da expedio no site www.rotasverdesbrasil.com.br

    FOTO DE ELVIRA NASCIMENTO

    FOTO DE CLARICE SOuzA

    FOTO DE ELVIRA NASCIMENTO

  • Abril.2013 | 7

    FOTO DE CLARICE SOuzA

    FOTO DE ELVIRA NASCIMENTO FOTO DE ELVIRA NASCIMENTO

    FOTO DE CLARICE SOuzA

  • 8 | Abril.2013

    Belm, capital do Par, uma da-quelas cidades que guardam deliciosas surpresas. Moderna, a cidade limpa e tem suas ruas e avenidas bem cui-dadas. E ainda oferece uma variedade opes gastronmicas que fazem o vi-sitante desejar voltar cidade o mais rpido possvel.

    Banhada pelo encontro das guas dos rios Guam e Acar, formando a Baa do Guajar, Belm oferece no fi-nal do dia um esplendoroso por-do--sol. tambm que est localizada a Estao das Docas.

    O antigo porto de Belm teve res-taurado e adaptados trs de seus gal-pes, transformando-os em reas multiuso. O Armazm 1 abriga o Bou-levard das Artes, onde acontecem ma-nifestaes artsticas e culturais. J no Armazm 2, est o irresistvel Boule-vard da Gastronomia, com seus bares e restaurantes. E o Armazm 3 abriga o Boulevard das Feiras e Exposies.

    E foi em um dos restaurantes do Boulevard da Gastronomia que a re-vista Vitrine Minas encontrou uma de-liciosa surpresa: o Capone Ristorante. A casa oferece um variado buffet que torna impossvel no cometer o peca-do da gula. Merecem destaques alguns dos pratos tpicos da surpreendente e saborosa culinria local: arroz paraen-se, manioba, Filhote grelhado (peixe tpico de Belm), pato no tucupi, risoto de pato, risoto de jambu e o sorvete de Cupuau (fruto amaznico).

    seRvIO Capone Ristorante. Estao das Docas, galpo 2, Belm--PA. Funciona diariamente a partir das 12h e vai at a meia noite, sendo que de quinta-feira a sbado, o atendimen-to estendido at as 2h. Telefone: (91) 3212-5566.

    As delcias da cozinha tpica de Belm

    Calcado das Docas, em frente a Baia do Guajar: visita obrigatria para quem vai a Belm

    Capone Ristorante, uma das timas opes gastronmica nas Docas

  • Abril.2013 | 9

    As delcias da cozinha tpica de Belm

    Manioba com farofa, um dos pratos tpicos do Par Risoto de Filhote ao pesto com castanhas do Par uma das iguarias servidas no Capone Ristorante

    O Tacac um caldo feito com folhas de jambu (hortalia tpica), goma e camares

  • 10 | Abril.2013

    Apenas um dia aps a cerimnia de inaugurao das obras de ampliao e modernizao do Hospital Mrcio Cunha, realizada no dia 25 de abril e que contou com a presena do Governador de Minas Gerais, Antnio Anast-sia, do Presidente da Usiminas, Julin Eguren, da Prefeita de Ipatinga, Ceclia Ferramenta, alm de diversas autoridades de mbito regional e estadual, o novo Pronto-Socorro deu incio ao atendimento de pacientes peditricos do Sistema nico de Sade (SUS), de convnios e da Usisade, conv-nio de assistncia mdica mantido pelo prprio hospital. O primeiro paciente a passar pelas novas instalaes foi o pe-queno Davi Luiz Pereira da Silva, de um ano e sete meses.

    Os pais e a tia do menino buscaram assistncia por con-ta de uma virose e, at chegarem ao hospital, no sabiam

    que j seriam encaminhados para o atendimento na recm--criada Unidade de Observao Infantil e Urgncia Peditri-ca. Foi uma surpresa quando entramos aqui, contou Da-niel Felipe da Silva, pai do garoto. Foi rpido e timo. No podemos nem comparar com outros lugares, completou.

    A me de Davi, Neuzely Pereira da Silva, tambm apro-vou as novas instalaes exclusivas para Pediatria, um dife-rencial do Hospital Mrcio Cunha. Quando chegamos, es-tava mostrando para o Davi as cadeirinhas, o fraldrio, o Cantinho de Amamentao que tem ali e o banheiro adap-tado para as crianas. Percebi que ele ficou mais animado, mais alegre e mais tranquilo. E a criana fica mais a von-tade, fica entretida com mais crianas num espao s para elas, at serem atendidas, resumiu.

    sade pblicacom qualidade

    FO

    TO

    DE

    NIL

    MA

    R L

    Ag

    E

    A nova Unidade de Observao Infantil e Urgncia Peditrica do Pronto-Socorro conta com oito leitos de atendimento

  • Abril.2013 | 11

    O novo Pronto-Socorro da Unidade I do Hospital Mrcio Cunha pos-sui estruturas projetadas tendo como referncia os melhores hospitais do Pas. A nova estrutura de 2.800 metros quadrados de rea construda, possui ainda ampla recepo para pacientes e acompanhantes, Unidade de Observao para Adultos com 17 leitos de atendimento, oito novos consultrios, Sala de Urgncia Clnica e salas de Servio Social, Treina-mentos e Gesto.

    NOvA eTAPA - A ampliao e modernizao do HMC, referncia para mais de 785 mil habitantes da regio, recebeu investimentos da ordem de R$ 28,5 milhes. O HMC hoje o terceiro hospital de Mi-nas Gerais em nmero de internaes pelo SUS. O Plano Diretor de obras previsto para o hospital ipatinguense segue agora para uma se-gunda etapa, que ser concluda em 2015. No total, sero R$ 42,7 mi-lhes em investimentos.

  • 12 | Abril.2013

    Fabricado em Osnabrck, distante a 420 km de Berlim, na Alemanha, o Volkswagen XL1 parece mais um des-ses carros-conceito futuristas, mas no . O modelo, que ser comercializa-do em breve na Europa, um hbrido do tipo plug-in, que requer recarga em uma tomada eltrica, e tem um motor diesel e outro eltrico.

    O XL1 desenvolve 69 cv de potn-cia, pouco para um carro com aparn-cia de grandalho, mas tem sua com-pensao: faz incrveis 111 km/l. A marca alcanada graas a sua aero-dinmica: o Cx de 0,189 e pesa ape-nas 795 kg.

    O desempenho desse hbrido futu-rista equivale ao de um carro popular com motor 1.0. Ele faz de 0 a 100 km/h em 12,7 segundos e atinge velocidade mxima de 160 km/h. Sozinho, o mo-tor diesel 0.8 de 48 cv, derivado de um 1.6 TDI, enquanto o eltrico tem 27 cv. A transmisso a DSG de du-pla embreagem, com sete velocidades.

    Baixo, o XL1 tem apenas 1,15 me-tro de altura e mede 3,89 m de com-

    primento e 1,67 m de largura. Chamam a ateno as portas, que abrem para o alto, e o fato de ser fcil visualizar ele-mentos que remetem a esportivos da marca, como o Scirocco, em suas li-nhas.

    Perfeito para o trnsito das nos-sas cidades seria o fato de a carroceria no ter espelho retrovisor externo. Essa funo desempenhada por pequenas cmeras, e a imagem conferida in-ternamente pelo condutor. O modelo foi uma das atraes da marca alem no Salo de Genebra, Sua, realizado em maro.

    Do peso total, 153 kg correspon-dem ao chassi, 230 kg carroceria e 227 kg ao conjunto motriz (incluindo a bateria). Outros 105 kg so da eletrni-ca embarcada enquanto outros equipa-mentos respondem pelos 80 kg restan-tes. Os pneus so 115/80 R15 na frente e 145/55 R16 atrs. H amplo emprego de fibra de carbono, sobretudo no mo-nobloco e nas barras estabilizadoras da suspenso, quase na mesma proporo de ao e ferro.

    Xl1, o hbrido futurista capaz de fazer 111 km/l

    Em situao oposta ao mer-cado de novos, o segmento de carros usados continua em bai-xa, desde quando o Governo promoveu a reduo do IPI para os carros novos. Como os car-ros 0 km ficaram mais baratos, os usados caram de preos rapi-damente e o desnimo no setor geral, o que tem dificultado a atualizao dos estoques. Muitas revendas de usados no conse-guem baixar o estoque porque o consumidor acaba optando por um carro novo, principalmente pelos preos mais baixos e pelas facilidades de pagamento.

    Sem vender, o mercado de usados est se desvalorizando de forma mais rpida. O Fiat Pa-lio Attractive com apenas dois anos de uso perde 19,5% de seu valor e o Chevrolet Agile LT tem desvalorizao de 15,3%. Para os comerciantes de usados, a des-valorizao est assustando os consumidores, que no momen-to da troca, vem seu veculo perder muito do valor pago em pouco tempo.

    A tendncia o mercado se-guir os rumos de pases desen-volvidos. No primeiro trimes-tre, os carros novos subiram 2,37%, enquanto os usados ti-veram queda de 0,23%. Em 12 meses, o novo ficou 3,22% mais barato e o usado caiu em m-dia 8,16%. No processo de tro-ca por um mesmo modelo mais novo, a desvalorizao aumenta ainda mais. O Agile LT 2011 per-de 24,7% ante o modelo 2013, por exemplo.

    Mercado de usadosainda sofre impactosda reduo do IPI

  • Abril.2013 | 13

    A Honda Aircraft Company anunciou o lana-mento de um jato potente, mas - digamos - econ-mico. O HA-420 HondaJet vai custar aproximada-mente US$ 4,5 milhes, preo considerado baixo se comparado com o concorrente Gulfstream, que custa trs vezes mais que o H-420. O HondaJet tem capacidade para transportar seis passageiros e atinge velocidade de 778 km/h e conta com dois motores a jato HF120, que ficam sobre a asa prin-cipal. O cockpit do avio equipado com o sis-tema avinico Garmin G3000, que pode ser per-sonalizado.

    A fuselagem do HA-420 foi feita em carbono e a asa, com painis de alumnio. A superfcie mais lisa, aliada a um design que reduz o arrasto a al-tas velocidades, propicia a economia de at 40% de combustvel em relao aos concorrentes, se-gundo a Honda.

    O jato, com capacidade para seis passageiros, j passou por todos os testes necessrios e sua produ-o em grande escala est em andamento.

    Honda lana jatoeconmico e maisbarato que similar

  • 14 | Abril.2013

    Para o Outono-Inverno 2013, a Upman, empresa que aposta na moda masculina, aposta na loungewear como uma tendncia que parece vir para ficar. Trata-se de uma roupa para momentos de relaxamento, la-zer ou para ficar em casa, privilegiando o conforto e a elegncia de forma simples, chique e gostosa de usar

    Os modelos de loungewear juntam o corte e o caimento impecvel das roupas sofisticadas com o con...