Técnicas de brown

  • Published on
    15-Dec-2014

  • View
    3.424

  • Download
    3

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

Transcript

  • 1. TCNICAS DE PERSUASO DE J.A.C. BROWN Psiclogo, autor do livro Tcnicas de Persuaso:Da Propaganda Lavagem Cerebral (citado por Adilson Citelli em Linguagem e Persuaso)

2. 1 TCNICA DE BROWN: Utilizao de Esteretipos (e Arqutipos*)

  • So as frmulas j consagradas, tanto nos cdigos visuais, quanto no lingustico.

3. Exemplo de Cdigo Visual

  • Sujeito bem vestido, limpo, de boa aparncia remete a uma certa ideia de honestidade, modelo a ser seguido. Convence pela aparncia. Esteretipo do rico, do bem sucedido.

4. Exemplo de Cdigo Lingustico

  • Ser me padecer no paraso

5.

  • Como verdade j aceita pelo pblico, o esteretipo impede o questionamento a respeito do que est sendo comunicado.

6. 7. 8. 9. 2 TCNICA DE BROWN: Substituio de Nomes

  • A construo de uma mensagem persuasiva fruto de uma cuidadosa pesquisa de palavras, que podem influenciar positiva ou negativamente o destinatrio.

10.

  • Voc pode resolver seu problema de ereo Voc pode ter uma vida sexual melhor.

11.

  • Anos X Primaveras
  • Agrotxicos X Defensores agrcolas
  • Os sem-terra invadiram (ocuparam) o terreno

12.

  • Com Gelmax Dim Antigases e Anticido, qualquer culinria vai ficar muito mais leve.

13.

  • Voc vai esquecer o vinho no dia seguinte. Suas papilas gustativas, no.

14. 3 TCNICA DE BROWN: Criao de Inimigos

  • O discurso persuasivo costuma criar inimigos mais ou menos imaginrios.
  • fundamental estar sempre em luta contra algum opositor.

15.

  • Aspirador de p X caros
  • Sabo em p X Sujeira

16. 17. 18. 19. 4 TCNICA DE BROWN: Apelo Autoridade

  • a utilizao de citaes de especialistas que do seu testemunho favorvel, validando assim o que est se afirmando.

20.

  • A publicidade costuma adotar este argumento, usando dentistas, mdicos, atletas, para tornar mais real a mensagem.

21. 5 TCNICA DE BROWN: Afirmao e Repetio

  • A dvida e a vacilao so inimigas da persuaso. Aceitao pela constncia. Goebbels, o terico da propaganda nazista, apregoava que uma mentira repetida muitas vezes era mais eficaz do que a verdade dita uma nica vez.
  • Tambm possvel encontr-la nas diversas inseres da pea publicitria nos veculos conforme seu plano de mdia.

22. 23. 24. 25. Arqutipo

  • Segundo C. J. Jung, psiclogo e psicanalista suo (1875-1961), arqutipo so imagens psquicas do inconsciente coletivo que so patrimnio comum de toda a humanidade.
  • Poderamos definir, didaticamente assim: arqu-tipo = o modelo.Exemplo: Pel o arqutipo de jogador de futebol
  • estreo-tipo = um modelo.Exemplo: Zezinho tem o esteretipo de um de jogador de futebol

26. Arqutipos Femininos na Publicidade

  • Afrodite
  • rtemis
  • Atena
  • Demter
  • Hera
  • Persfone

27. Afrodite Deusa do Amor

  • Na publicidadeaparece como a mulher maravilhosa, aquela loira que acompanha os carros mais sofisticados.
  • Os textosdevem ser cheios de trejeitos insinuantes, sensual e mgico, com detalhes poticos.Deve conter palavras delicadas, romnticas e sensoriais.
  • Exemplos:
  • Corpo delgado da cor do pecado Diet Shake
  • Phytoervas pesquisa na natureza para provocar a sua.

28.

  • Mais carinho com a sua pele, s o seu namorado.

29. rtemis Deusa da Selva

  • prtica, atltica, aventureira; Aprecia a cultura fsica, a solido, a vida ao ar livre e os animais; Proteo ambiental; Estilos de vida alternativos; Comunidades de mulheres; Arqutipo de boa forma
  • Na publicidade aparece como umreferencial de identificaopara aquelas pessoas cujas carncias estona rea de lazer, no culto da forma fsica ou na preservao do meio ambiente.
  • Texto . Escolha palavras que expressam a vida ao ar livre, a sade do corpo associada sade da mente.
  • Exemplos :
  • Minta que voc ficou impressionada com a tecnologia Nylon (Le Coq Sportif)
  • Instinto Selvagem. Siga seu instinto selvagem. Siga a moda com Azalia.

30.

  • O tecido como muito marmanjo da sua academia: se estica todo para acompanhar os seus movimentos.

31. Atena Deusa da Sabedoria

  • Na Publicidadeaparece como referencial de dinamismo, progresso e modernidade.
  • Os textosdevem ser cheios de psicologia, explorando aspiraes profissionais. Ao mesmo tempo, devem serfeitos sem rodeios, quase informativo, mas com pitadas de artimanhas modernas e cheio de argumentos apelativos para desafi-la.
  • Exemplos :
  • Ela administra o dinheiro da Academia sem fazer ginstica (Ita Bankfone)
  • Faa como Wellaton: mude e deixe a concorrncia morrendo de inveja (Shampoo Wellaton)

32. 33. Demter Deusa das Colheitas

  • Na publicidade , a que prepara o almoo e cuida dos joelhos ralados dos filhos. Ela poder ser mostrada como inteligente e sensual, mas na medida certa, e enquanto isso for necessrio para ela ser me.
  • Exemplos:
  • Tudo comeou h mais de 70 anos, quando uma me buscava o mesmo que voc: o melhor para seus filhos. (Gerber)
  • Agora, passar o dia limpando a casa leva apenas alguns minutos (Veja Multiuso)

34. 35. Hera Deusa dos Cus

  • Na publicidadeela a representante do casamento. a esposa, mulher forte, autoritria de aparncia agradvel que manipula a famlia de forma discreta. a que canta de galo.A mulher Hera abdicou do seu eu feminino em favor do poder masculino, mas nos comerciais de TV os casamentos so cheios de alma e encantos.
  • Nos textosuse palavras fortes e frases imperativas.
  • Exemplos:
  • Se eu te pegar com outra, voc dana. Simples assim. (Natura)
  • Milleto como um bom marido: ajuda com os pratos.(Ceval)

36. 37. Persfone Deusa do Mundo das Sombras

  • Mediunidade; Atrao pelo mundo espiritual, pelo oculto, pelas experincias msticas e visionrias; Interessa-se por questes ligadas morte.
  • Na publicidade , a mulher-Persfone no tem sido muito evidenciada. Apesar de o mundo moderno estar se voltando para o mundo mstico, ainda h uma certa reserva quanto a sua explorao. Seu arqutipo explorado como um complemento de outras deusas.
  • Exemplos:
  • Eternamente Anjos: eles so mensageiros de Deus. A corte alada dos cus. (H.Stern Presentes Anjos de Porcelana).
  • Fogo, o elemento da renovao. (Anncio de calados, Revista Caras, 2000)

38. 39. Arqutipos Masculinos na Publicidade

  • Apolo
  • Ares
  • Eros
  • Hades
  • Hefaistos
  • Zeus

40. Apolo Deus da Luz

  • Na publicidadeele o homem sedutor. Ele no prtico, indeciso.Ele deseja ser comandado. Precisa de algum que organize sua vida cotidiana:
  • Precisa de uma mulher-Demter que faa tudo por ele.
  • Precisa de uma mulher-Hera que o comande.
  • Precisa de uma mulher-Afrodite que mansa e o ama.
  • Exemplos :
  • Liberdade, fraternidade e igualdade. Mas quando o assunto investimento, viva a diferena.Nova Linha de Investimentos Banco do Brasil. A diferena voc.
  • (o modelo um homem intelectual - que atrai pelo brilho de sua inteligncia)

41. 42. Ares Deus Agressivo

  • Na publicidade o prprio macho, o poderoso, o bonzo. Aparece dominando a situao atravs da fora. aqui o meu reino e nele mando eu .
  • O textoprecisa ser objetivo e agressivo. Usar frases afirmativas, palavras fortes que expressem sua nsia pela guerra. Proponha desafios a ele.
  • Exemplos:
  • Anncio da Frum sem texto (homem olhando diretamente para o corpo de uma linda mulher).

43. 44. Eros Deus do Amor

  • Na publicidade o homem romntico, ertico, sensvel que compreende a mulher. o amor personificado. De temperamento manso, doce e apaixonado, objeto de idealizaes da mulher. Aprecia produtos romnticos. Ao comprar um carro no compra pra si, mas para a amada.
  • O textodeve conter palavras romnticas e sensuais, frases delicadas e levemente maliciosas. Um texto sensual com elementos poticos dar bons resultados.
  • Exemplos:
  • Nestl, para mim, um mundo de prazer. (foto: casal)

45. 46. Hades Deus dos Infernos

  • Homem governado pelas foras poderosas, o terrvel, o cruel, o violento. Suas foras geralmente, do mal, so usadas para a destruio.
  • Na publicidade , homem impulsivo, tenebroso, profundo, difcil, um poo de mistrios pois comandado por seus instintos. Aparece como briguento e macho (como o Ares).
  • O textodeve conter palavras comuns de fcil compreenso que no excitem sua clera e que mexam com a sua necessidade de obter controle.
  • Exemplos:
  • Vem a os cadernos da turma do fundo. (Modelos so esteretipos de bad-boy) Credel, o caderno da turma.

47. 48. Hefaist