Terapia Endodôntica em Dentes Permanentes Jovens com ?· obturação retrógrada exposta ao periodonto…

  • Published on
    22-Nov-2018

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

<ul><li><p>Terapia Endodntica em Dentes Permanentes Jovens com Rizognese Incompleta (pice Aberto)Friday, 22 January 2010 14:50 - Last Updated Monday, 27 August 2012 18:59</p><p>Terapia Endodntica em Dentes Permanentes Jovens com Rizognese Incompleta (piceAberto)por Eduardo Luiz Barbin e Jlio Csar Emboava Span</p><p> Apresentar-se-o, no documento Terapia Endodntica em Dentes Permanentes Jovens comRizognese Incompleta, os aspectos gerais correlacionados a esta rea do conhecimento.Espera-se que o contedo apresentado neste material contribua tal qual um ncleo decristalizao para a capacitao dos discentes e egressos dos Cursos de Odontologia emdiagnosticar e tratar, endodonticamente, tal ocorrncia. Aconselha-se aos discentes e egressos dos Cursos de Odontologia a ampliao e odesenvolvimento constante do conhecimento tanto necessrio para o diagnstico e tratamentoendodntico dos dentes permanentes jovens com Rizognese Incompleta. Sugere-se, comomeio de ampliar tal capacitao, a leitura atenta e criteriosa do contedo detalhado desta reado conhecimento presente nas obras citadas neste documento cujas referncias bibliogrficasesto presentes nas pginas finais.</p><p>1 Introduo</p><p> Rizognese o processo de formao da raiz do dente. Geralmente, nos dentes permanentesjovens, esse processo ainda esta ocorrendo e a raiz encontra-se incompletamente formada.Segundo Leonardo (2008), repercutindo La Assed Bezerra da Silva, os dentes permanentesjovens com rizognese incompleta ou com pice aberto so caracterizados pelo que segue:=&gt; o canal radicular principal geralmente amplo;=&gt; o pice radicular encontra-se incompletamente formado (pice aberto);=&gt; a abertura apical ou forame apical com dimetro pronunciado (forame aberto ou aberturaapical ampla);=&gt; o pice radicular no apresenta a dentina apical revestida por cemento.</p><p> Quanto morfologia do canal radicular, os dentes com rizognese COMPLETAcaracterizam-se pela conicidade convergente para apical nos teros cervical, mdio e apical.No entanto, nos dentes permanentes jovens com rizognese INCOMPLETA, a morfologia dotero apical peculiar podendo variar da seguinte maneira:=&gt; conicidade divergente para regio apical;=&gt; perfil paralelo;=&gt; conicidade convergente para a regio apical. Portanto, os dentes permanentes jovens com rizognese incompleta apresentam condiesagravantes para a teraputica endodntica, a saber;=&gt; paredes finas e frgeis;=&gt; dimetro do forame apical (abertura apical) muitas vezes maior que a do canal radicular;=&gt; dimetro anatmico do forame apical geralmente maior que o da imagem radiogrficadevido morfologia elptica vestbulo-lingual.</p><p> Cabe explicar que a morfologia da abertura apical, nesses casos, com frequncia, elpticacom longo eixo da elipse no sentido vestbulo-lingual e que tal ocorrncia geralmente no </p><p> 1 / 11</p></li><li><p>Terapia Endodntica em Dentes Permanentes Jovens com Rizognese Incompleta (pice Aberto)Friday, 22 January 2010 14:50 - Last Updated Monday, 27 August 2012 18:59</p><p>percebida radiograficamente. Dessa forma, a dimenso real da abertura apical pode ser aindamaior do que se observa radiograficamente. As condies agravantes citadas influenciam o preparo qumico mecnico (microcirurgiaendodntica) causando limitaes e problemas nos seguintes aspectos:=&gt; reduo da capacidade de limpeza;=&gt; ineficincia no controle da infeco endodntica;=&gt; impossibilidade de se realizar a escultura do canal radicular prvia obturao- incapacidade de se estabelecer o batente apical.</p><p> Por tanto, o cumprimento dos princpios bsicos do preparo biomecnico no tratamentoendodntico dos dentes jovens com rizognese incompleta anatomicamente dificultadoreduzindo a eficincia da limpeza e do controle da infeco endodntica. Alm disso, aescultura do canal radicular tambm prejudicada pelos aspectos anatmicos.</p><p>1.1 Inconvenientes da Tcnica da Obturao Endodntica Imediata com Cones deGuta-Percha</p><p> A obturao endodntica dos dentes jovens com Rizognese Incompleta por meio dautilizao de material slido (cones de guta-percha) associado a material plstico (cimentoendodntico) apresenta inconvenientes, a saber:=&gt; dificuldade no selamento apical;=&gt; risco de extravasamento de cimento obturador no periodonto apical (agente inflamatrio);=&gt; risco de trespasse do material slido.</p><p>1.2 Limitaes e Inconvenientes da Cirurgia Apical Associada Obturao Retrgrada</p><p> As paredes dentinrias apicais finas e frgeis dos dentes jovens com Rizognese Incompletaso um fator complicador para a realizao da cirurgia apical associada obturaoretrgrada. Alm disso, Leonardo (2008) repercutindo La Assed Bezerra da Silva, ressalta oinconveniente psicolgico dos procedimentos cirrgicos em pacientes jovens. Outro aspecto inconveniente observado pela rea pronunciada do material utilizado naobturao retrgrada exposta ao periodonto apical devido ao dimetro pronunciado da aberturaapical.</p><p>1.2 Do Prognstico</p><p> Em virtude das limitaes e inconvenientes citados anteriormente neste documento bem comona literatura abordada, o prognstico dos quadros clnicos caracterizados pelocomprometimento pulpar e/ou do periodonto apical de Dentes Jovens com RizogneseIncompleta reservado.</p><p>2 Do Teraputica dos Dentes Jovens com Rizognese Incompleta</p><p>2.# Conduta e Tratamento Clnicos</p><p> Segundo Leonado (2008), h, atualmente, consenso na literatura com relao ao tratamento</p><p> 2 / 11</p></li><li><p>Terapia Endodntica em Dentes Permanentes Jovens com Rizognese Incompleta (pice Aberto)Friday, 22 January 2010 14:50 - Last Updated Monday, 27 August 2012 18:59</p><p>endodntico mais indicado para os dentes jovens com rizognese incompleta, cuja conduta aseguinte:=&gt; estimular o fechamento apical.</p><p> O fechamento apical pode ser alcanado por duas vias, a saber:=&gt; tratamento conservador (manuteno da vitalidade pulpar),=&gt; tratamento endodntico radical mediato (curativos expectantes com substnciasmedicamentosas).</p><p> Os fatores determinantes do planejamento da Teraputica Endodntico dos Dentes Jovenscom Rizognese Incompleta so os seguintes:=&gt; condio pulpar vivel para manuteno da vitalidade provendo condies paraAPICIGNESE;=&gt; condio pulpar invivel, insuficiente para APICIGNESE (indicao de APICIFICAO).</p><p> A manuteno da vitalidade pulpar possvel nos casos de polpa vital com pulpite reversvel.Por sua vez, a inviabilidade da manuteno da vitalidade ocorre nos casos diagnosticados compulpite irreversvel, necrose pulpar e necrose pulpar associada periapicopatia crnica.</p><p> Portanto, so duas as opes de planejamento da Teraputica Endodntico para os DentesJovens com Rizognese Incompleta, a saber:=&gt; pulpotomia com o objetivo de prover condies para a APICIGNESE;=&gt; teraputica endodntica radical mediata (medicao intracanal) provendo meios para aAPICIFICAO.</p><p> O tratamento conservador realizado por meio da Pulpotomia com intenso de Apicignese temcomo objetivo a promoo de condies para o fechamento normal do pice radicular por meiodo desenvolvimento regular das paredes radiculares apicais. Tal efeito, quando alcanado, explicado pela manuteno da vitalidade da polpa radicular que permite a continuidade dodesenvolvimento do elemento dental. Destacam-se os seguintes aspectos da Apicignese:=&gt; trmino do processo de desenvolvimento da dentina radicular;=&gt; formao do canal cementrio;=&gt; aquisio da morfologia normal do canal radicular;=&gt; obteno do comprimento regular do canal radicular.</p><p> Por outro lado, o tratamento endodntico radical mediato com aplicao de medicaointracanal com intenso de Apicificao visa o selamento biolgico do pice radicular por meiode um tecido mineralizado semelhante ao cemento. A teraputica endodntica radical mediatacom intenso de Apicificao realizada quando a Apicignese no mais indicada pelainviabilidade ou necrose pulpar. Enumeram-se os seguintes aspectos da Apicificao:=&gt; formao posterior de tecido mineralizado no pice radicular;=&gt; imprevisibilidade da obteno do comprimento regular do canal radicular.</p><p>2.1 Pulpotomia com Intenso de Apicignese</p><p> A constatao da viabilidade pulpar autoriza a Pulpotomia com Inteno de Apicignese desde</p><p> 3 / 11</p></li><li><p>Terapia Endodntica em Dentes Permanentes Jovens com Rizognese Incompleta (pice Aberto)Friday, 22 January 2010 14:50 - Last Updated Monday, 27 August 2012 18:59</p><p>que considerada em conjunto com os sinais e os sintomas clnicos e aspectos ilustrados naimagem radiogrfica. Os aspectos macroscpicos da polpa vivel esto listados a seguir:=&gt; tecido pulpar com consistncia (corpo);=&gt; tecido pulpar rseo avermelhado;=&gt; tecido pulpar com resistncia ao corte;=&gt; hemorragia suave (cessa em poucos minutos a partir da sua exposio ou remoo);=&gt; sangue de colorao vermelho vivo brilhante ou rutilante.</p><p> Os sinais e sintomas clnicos favorveis so os seguintes:=&gt; ausncia de dor espontnea;=&gt; resposta positiva ao teste de sensibilidade pulpar,=&gt; ausncia de hiperalgesia ao teste de sensibilidade pulpar,=&gt; remio de dor imediata remoo do estmulo utilizado no teste de sensibilidade pulpar,- o estado de hiperalgesia associado remio de dor em um perodo menor que um (1)minuto, a partir da remoo do estmulo utilizado no teste de sensibilidade pulpar, indcio depulpite reversvel e pode ser considerado favorvel.</p><p> Os aspectos radiogrficos favorveis so os seguintes:=&gt; ausncia de rarefao ssea apical;=&gt; ausncia de reabsoro interna;=&gt; integridade da lmina dura.</p><p> A Pulpotomia com intenso de Apicignese exige proservao pelo perodo mnimo de dois (2)anos com avaliaes clnicas e radiogrficas. O sucesso teraputico, nesse caso, se d pelaobservao do que segue:=&gt; desenvolvimento normal das paredes radiculares apicais;=&gt; fechamento normal do pice radicular.=&gt; ausncia de sinais e sintomas,=&gt; integridade da lmina dura,=&gt; presena de barreira dentinria (geralmente no detectvel no perodo de 30 a 40 dias),=&gt; ausncia de leso apical,=&gt; ausncia de calcificao do canal radicular,=&gt; ausncia de reabsoro interna,=&gt; o teste de sensibilidade pulpar no confivel para indicar ou no o sucesso da teraputica,pois pode ocorrer resposta falso negativa devido profundidade do remanescente pulpar eoutros fatores.</p><p>2.1.1 Efeitos Adversos da Pulpotomia com Inteno de Apicignese</p><p> A Pulpotomia pode evoluir para condies adversas e essa possibilidade deve ser informadaao paciente, pais e/ou tutor legal durante o planejamento do tratamento. As possveiscondies adversas so as seguintes:=&gt; calcificao do canal radicular;=&gt; reabsores patolgicas inflamatrias internas.</p><p> A calcificao do canal radicular uma agravante para o tratamento endodntico radical caso</p><p> 4 / 11</p></li><li><p>Terapia Endodntica em Dentes Permanentes Jovens com Rizognese Incompleta (pice Aberto)Friday, 22 January 2010 14:50 - Last Updated Monday, 27 August 2012 18:59</p><p>ele seja necessrio. A calcificao do canal radicular vem sendo associada s raspas dedentina indevidamente deixadas sobre o remanescente pulpar e ao estado inicial deinviabilidade pular no detectado no momento do diagnstico da condio pulpar. O estado deinviabilidade pulpar tambm correlacionado ocorrncia de reabsores patolgicasinflamatrias internas. O estado de inviabilidade pulpar caracteriza-se pela congesto pulpar causada pela pressoexcessiva no compartimento pulpar que estrangula os vasos sanguneos comprometendo aentrada de nutrientes (entre eles, o oxignio) e a sada de excretas levando a polpa,geralmente, ao colapso, ou seja, inviabilidade da manuteno da vitalidade. O risco de calcificaes pode ser reduzido por meio do toalete da cmara pulpar com irrigaoe aspirao concomitante e abundante. O risco de reabsoro interna pode ser minimizado pormeio da obteno do maior nmero possvel de evidncias utilizadas na composio dodiagnstico da condio pulpar.</p><p>2.1.2 Teraputica Endodntica Conservadora com Intenso de Apicignese por meio daPulpotomia</p><p> H duas modalidades de tratamento endodntico conservador por meio de Pulpotomia, asaber:=&gt; Pulpotomia Mediata (duas sesses);=&gt; Pulpotomia Imediata (uma sesso).</p><p> A sequncia clnica do Tratamento Endodntico Conservador com Intenso de Apicignesepor meio da Pulpotomia est descrito a seguir considerando tanto a Pulpotomia Imediataquanto a Pulpotomia Mediata:=&gt; radiografia de diagnstico;=&gt; bochecho pr-operatrio com 10 mililitros de soluo de gluconato de clorexidina a 0,12%pelo perodo de 1 minuto;=&gt; anestesia,- a anestesia intrapulpar, se necessrio, deve ser aplicada na poro coronria, sem pressoexcessiva e com anestsico sem vasoconstrictor;=&gt; o isolamento do campo operatrio de primeira escolha o absoluto seguido de anti-sepsiado campo operatrio com digluconato de clorexidina a 2,0%- em condies justificveis (p. ex.: excesso de demanda em servio pblico), admite-se,isolamento relativo com rolos de algodo em todo o hemi arco associado suco e utilizao de guardanapo de tecido para evitar umidade da respirao;=&gt; remoo do tecido cariado com curetas e brocas esfricas laminadas de grande dimetroem baixa rotao esterilizadas;=&gt; remoo do teto da cmara pulpar com pontas diamantadas em alta rotao esterilizadas;=&gt; remoo do tecido pulpar coronrio com cureta (colher de dentina) de grande porte, afiada eestril por meio de movimentos firmes associada utilizao de soluo irrigantebiocompatvel;- recomenda-se no utilizar na remoo do tecido pulpar a cureta empregada para a remoodo tecido cariado,- contra-indicado o uso de brocas tanto em baixa quanto em alta rotao para remoo dotecido pulpar coronrio (enovelamento associado extirpao do tecido pulpar e produo de</p><p> 5 / 11</p></li><li><p>Terapia Endodntica em Dentes Permanentes Jovens com Rizognese Incompleta (pice Aberto)Friday, 22 January 2010 14:50 - Last Updated Monday, 27 August 2012 18:59</p><p>raspas dentinrias);---- soluo irrigante biocompatvel ----- soro fisiolgico, soluo aquosa de hidrxido de clcio, soluo de Ringer ou gua destilada=&gt; hemostasia com abundante irrigao com soluo biocompatvel;- contra-indicado a hemostasia por compresso com mecha de algodo esterilizada;=&gt; aspirao cuidadosa sendo que a cnula no deve tocar o tecido pulpar- contribui para hemostasia,- remove raspas de dentina que podem conduzir para um prognstico desfavorvel,=&gt; secagem com mechas de papel absorvente esterilizado---- se com isolamento relativo ----=&gt; soluo irrigante hipoclorito de sdio a 0,5% neutralizada com cido brico (Lquido deDakin);---- se Pulpotomia Mediata ----=&gt; colocao de mecha de algodo estril embebido em Otosporin (Glaxo-Wellcome) peloperodo de 24 48 horas;=&gt; selamento coronrio provisrio- cimento de xido de zinco e eugenol reforado (na relao p / lquido) ou convencional(ponto de rolete) ou cimento de ionmero de vidro, todos criteriosamente espatulados;---- segunda consulta, aps Pulpotomia Mediata ou na sequncia da Pulpotomia Imediata ----=&gt; colocao de mecha de algodo estril embebido em Otosporin (Glaxo-Wellcome) peloperodo de 05 10 minutos;=&gt; recobrimento do remanescente pulpar com hidrxido de clcio- pasta de hidrxido de clcio PA veiculada em gua destilada, soro fisiolgico ou propilenoglicol 400 ou, ainda, a prpria pasta Calen sem PMCC espessada com hidrxido de clcio PAou com o p de xido de zinco do cimento de xido de zinco e eugenol convencional,- camada de um 1 milmetro de espessura;=&gt; recobrimento da camada de hidrxido de clcio PA com cimento base de hidrxido declcio;=&gt; recobrimento da camada de cimento base de hidrxi...</p></li></ul>