teste fantastico

  • View
    68

  • Download
    2

Embed Size (px)

DESCRIPTION

teste

Transcript

Servio Pblico Federal

MINISTRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDSTRIA E COMRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA INMETRO

PROGRAMA DE ANLISE DE PRODUTOS:

RELATRIO DA ANLISE DE TNIS

Diviso de Orientao e Incentivo Qualidade - Diviq Diretoria da Qualidade - Dqual Inmetro1

NDICE

1. Apresentao 2. Justificativa 3. Normas e documentos de referncia 4. Laboratrio responsvel pelos ensaios 5. Amostras analisadas 6. Ensaios realizados 7. Resultado Geral_____ 9. Posicionamento da Associao 10. Posicionamento dos fabricantes/ importadores 11. Informaes ao consumidor 12. Contatos teis__________________ 13. Concluso

pg.03 pg.04 pg.05 pg.06 pg.06 pg.11 pg.43 ____________pg.49 pg.50 pg.68 pg.71 pg.71

8. Discusso dos Resultados___________________________________________pg.46

2

1. APRESENTAO O Programa de Anlise de Produtos, coordenado pela Diretoria da Qualidade do Inmetro, foi criado em 1995, sendo um desdobramento do Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade PBQP. Um dos subprogramas do PBQP, denominado Conscientizao e Motivao para a Qualidade e Produtividade, refletia a necessidade de criar, no pas, uma cultura voltada para orientao e incentivo Qualidade, e tinha a funo de promover a educao do consumidor e a conscientizao dos diferentes setores da sociedade. Nesse contexto, o Programa de Anlise de Produtos tem como objetivos principais: a) informar ao consumidor brasileiro sobre a adequao de produtos e servios aos critrios estabelecidos em normas e regulamentos tcnicos, contribuindo para que ele faa escolhas melhor fundamentadas em suas decises de compra ao levar em considerao outros atributos alm do preo e, por consequncia, torn-lo parte integrante do processo de melhoria da indstria nacional; b) fornecer subsdios para o aumento da competitividade da indstria nacional; A seleo dos produtos e servios analisados tem origem, principalmente, nas sugestes, reclamaes e denncias de consumidores que entraram em contato com a Ouvidoria do Inmetro 1, ou atravs do link Indique! Sugesto para o Programa de Anlise de Produtos2, disponvel na pgina do Instituto na internet. Outras fontes so utilizadas, como demandas do setor produtivo e dos rgos reguladores, alm de notcias sobre acidentes de consumo encontradas em pginas da imprensa dedicadas proteo do consumidor ou atravs do link Acidentes de Consumo: Relate seu caso 3 disponibilizado no stio do Inmetro. Deve ser destacado que as anlises conduzidas pelo Programa no tm carter de fiscalizao, e que esses ensaios no se destinam aprovao de produtos ou servios. O fato de um produto ou servio analisado estar ou no de acordo com as especificaes contidas em regulamentos e normas tcnicas indica uma tendncia em termos de qualidade. Sendo assim, as anlises tm carter pontual, ou seja, so uma fotografia da realidade, pois retratam a situao naquele perodo em que as mesmas so conduzidas. Ao longo de sua atuao, o Programa de Anlise de Produtos estimulou a adoo de diversas medidas de melhoria. Como exemplos, podem ser citados a criao e reviso de normas e regulamentos tcnicos, programas de qualidade implementados pelo setor produtivo analisado, aes de fiscalizao dos rgos regulamentadores e a criao, por parte do Inmetro, de programas de certificao compulsria, bem como a certificao de produtos a partir de solicitaes de empresas que foram analisadas e identificaram esta alternativa, que representa um forma de melhorar a qualidade do que oferecido ao consumidor e tambm um diferencial em relao a seus concorrentes.

1 2

Ouvidoria do Inmetro: 0800-285-1818; ouvidoria@inmetro.gov.br Indique! Sugesto para o Programa de Anlise de Produtos: http://www.inmetro.gov.br/consumidor/formContato.asp 3 Acidentes de Consumo: Relate seu caso: http://www.inmetro.gov.br/consumidor/acidente_consumo.asp 3

2. JUSTIFICATIVA

Os calados surgem na pr-histria, com a necessidade de proteger os ps dos homens, para que estes pudessem locomover-se sobre terrenos speros e em condies climticas desfavorveis. Ao longo do tempo, com a evoluo humana, eles ganharam novas formas, materiais, cores, solados e funcionalidades, sendo que a sua utilizao deixou de ser apenas a proteo para ser um elemento da moda e da tecnologia. Dentre os diversos tipos de calados, o tnis destaca-se como o mais popular, sendo o seu uso to generalizado que fica difcil imaginar que ele era usado apenas por atletas durante a prtica esportiva. A grande aceitao do tnis ocorreu no ano de 1969, com o movimento dos jovens, tornando o produto um smbolo de descontrao e jovialidade. Na dcada de 70, os solados dos tnis sofreram grandes avanos, quando foram desenvolvidos os solados de poliuretano e solas compostas para tnis para caminhadas e corridas. Nos anos 80, a produo continuou evoluindo com o desenvolvimento de materiais especficos para o cabedal, como laminados, telas, lonas, peas pr-moldadas. Nessa poca tambm foram desenvolvidos modernos componentes internos como palmilhas e forros flocados, tendo nos solados o seu maior foco, com a incluso dos amortecedores e impulsionadores de movimentos.4 A dcada de 90 colocou o tnis no centro das atenes. O uso de ligas de carbono, alumnio, desenhos sofisticados, inovaes no sistema de ajuste do calado ao p e solados com muitos recursos transformaram o tnis em um bem de consumo e sua utilizao passou a ser um item importante nos vesturios contemporneos, sendo muitas vezes sinnimo de status, definindo classes sociais e estilos de vida. Para atender a esse pblico, a indstria voltou-se para outros atributos alm do design, como por exemplo os aspectos quantitativos e qualitativos de conforto dos tnis. O conforto do calado usualmente relacionado com os nveis de percepo do usurio e possui as seguintes caractersticas: extremamente leve; mantm os ps secos e levemente aquecidos, sem deix-los molhados; inibe a pronao (rotao) excessiva do calcneo, oferecendo maior estabilidade, absorve o impacto diminuindo as cargas nas articulaes e aps o seu uso no deixa marcas, bolhas e dores sobre as diferentes regies dos ps5. Porm, apesar da evoluo tecnolgica do segmento, o consumidor brasileiro ainda no possui todas as informaes necessrias sobre esse produto, tais como, o tnis mais adequado para a prtica de determinado esporte; a sua durabilidade; os materiais que o compem e sua segurana, dentre outras, que podem ser exemplificadas pelos relatos de consumidores que entraram em contato com a Ouvidoria do Inmetro. Sou corredora e gostaria de sugerir a certificao obrigatria pelo Inmetro da qualidade dos tnis de corrida com relao ao amortecimento, pois algo caro e que sequer sabemos se funciona. Como consumidor assduo de materiais esportivos, mais especificamente tnis, tenho observado h tempos uma completa despadronizao no que se refere a localizao, no produto, sua data de fabricao, mesmo em marcas4

Feij, Thatiane Fernandes de Melo. Fatores que afetam a satisfao e a fidelidade do consumidor: um estudo com usurios de calado esportivo (tnis), na Regio Sul da cidade de Natal/ Thatiane Fernandes de Melo Feij. Natal, RN, 2008. 5 Manfio, Eliane. Revista Tecnicouro, Ano 30, n 7, Outubro de 2009. 4

internacionalmente renomadas. Algumas delas no chegam a informar nada nos produtos, somente nas caixas e outras, nem nas caixas. Assim, gostaria de saber se h alguma norma que padroniza tal informao e quem que fiscaliza, se o Inmetro ou outro rgo. Os calados esportivos so o calcanhar de aquiles de muitos atletas: um calado de m qualidade ou no apropriado pode levar a luxaes, entorses, fraturas, defeitos na pisada e outros problemas ortopdicos. No existe hoje um selo de qualidade para calados desportivos, indicando que tipo de esporte o mesmo apropriado. No existe tambm uma norma especificando os atributos necessrios para o calado que pretende atender este ou aquele esporte. Diante do exposto, o Inmetro resolveu empreender uma anlise em diferentes amostras de tnis destinados ao pblico adulto e infantil, a fim de verificar se eles so confortveis, durveis e adequados ao uso a que se destinam. Este relatrio apresenta a metodologia, as principais etapas da anlise, a descrio dos ensaios, os resultados e a concluso do Inmetro sobre o assunto e, busca ser um instrumento motivador para iniciar uma discusso acerca do uso de substncias restritivas nos produtos comercializados no Pas.

3. NORMAS E DOCUMENTOS DE REFERNCIA ABNT NBR 14834/2011 Conforto do calado Requisitos; ABNT NBR 14835/2008 - Calados - Determinao da massa do calado; ABNT NBR 14.836/2011 - Calados: Determinao dinmica da distribuio da presso plantar; ABNT NBR 14.837/2011 - Calados: Determinao da temperatura interna do calado; ABNT NBR 14.838/2011 - Calados: Determinao do ndice de amortecimento do calado; ABNT NBR 14.839/2011 - Calados: Determinao do ndice de pronao do calado; ABNT NBR 14840/2011 Calados: Determinao dos nveis de percepo do calce; ABNT NBR 15171/2010 Determinao da resistncia flexo; BS EM 14372/2004 Criana e artigos de uso Requisitos de segurana Item 6.3.2: Determinao de ftalatos; ASTM 1645-01/2007: Preparao de amostras de tintas por digesto por microondas ou chapas quentes para posterior anlise de chumbo; Lei 8078, de 11 de setembro de 1990 Cdigo de Proteo e Defesa do Consumidor.

5

4. LABORATRIO RESPONSVEL PELOS ENSAIOS O Inmetro elaborou, a partir dos documentos de referncia acima citados, uma metodologia para a realizao da anlise em diversas amostras de Tnis, visando identificar o atendimento destes a requisitos mnimos de conforto e segurana. Para tanto, selecionou para a realizao dos ensaios o Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calado e Artefatos IBTEC, instituio que atua na prestao de servios para a indstria coureirocaladista, por meio do apoio tecnolgico e cientfico para o desenvolvimento e avaliao de calados, localizada em Novo Hamburgo/RS.

5. AMOSTRAS ANALISADAS A an