Trabalho Perguntas Sobre o Livro O Monge e o Executivo

  • View
    927

  • Download
    8

Embed Size (px)

Transcript

  • 2009

    Ailson Lima Maia

    Matricula CE 0920521

    27/10/2009

    IESC Gestor de Recursos Humanos Turno Noite sala 203 Disciplina: Comunicao Empresarial Professora: Ednlia Braga Trabalho: Perguntas sobre o livro O Monge e o Executivo Data de entrega: 27/10/2009

  • 2

    Primeiramente meus sinceros agradecimentos a Professora Ednlia Braga pelo seu empenho, determinao, amor e carinho para com o ensino, tambm parabenizo pela sua maestria em administrar uma aula to agradvel e envolvente, buscando sempre o resgate a nossa interpretao, nos fazendo pessoas mais crticas e ao mesmo tempo quebrando barreiras que at ento achvamos indisponveis. Meu obrigado.

    Neste trabalho fui mais alm do que apenas responder as questes pr-estabelecidas, haja vista o livro em questo O Monge e o executivo nos revelar a curiosidade de diversos pensamentos sobre um assunto que a meu ver antigo e ao mesmo tempo inovador, pois a cada instante busca-se a excelncia na liderana.

    Vejo pela primeira vez em todo este meu tempo de busca e maturidade em liderana, o reconhecimento de Jesus como sendo o maior lder que a histria, teve, tem e ter, pois no existir ningum que chegue se quer ao segundo lugar. Podemos dizer que o trip de uma boa liderana est no amor, servir e sacrifcio, esta base muda-nos no apenas para sermos bons lderes, mais sim pessoas melhores, e isto que a sociedade est precisando de verdadeiros servos, no para atender as vontades e sim as necessidades, que so muitas.

    Quando Salomo assumiu o reino de seu pai Davi, Deus perguntou-lhe o que ele queria, e o que pedisse assim seria feito. Humildemente pediu apenas sabedoria. Tornando-se alm do homem mais rico que j se tem conhecimento, e alguns pesquisadores e intelectuais dizem que no existir na terra homem com tanto acumulo de riqueza material, tambm um homem de influncia em todos os reinos, pois vinham a ele reis de toda a parte pedir suas sugestes. Este exemplo para que busquemos nos capacitar de conhecimento para que tornemos a vida de muito melhores.

    Que Deus seja louvado.

  • 3

    Sumrio 1. Qual a contribuio dada por Len Hoffman ao grupo? Quem era ele? Qual a sua relao

    com o irmo Simeo. Pg. 4 e 5

    2. Trace consideraes sobre a diferena entre poder e autoridade discutida por Len e seu grupo. Pg. 5 e 6

    2.1. Comparaes. Pg. 6 a 8

    3. O Monge e o executivo trata da essncia da liderana. Quais os princpios de liderana defendidos pelo autor? Voc concorda com esses princpios? Por qu? Pg. 8

    3.1. Comparaes. Pg. 9

    4. O que podemos dizer sobre execuo de tarefas e construo de relacionamentos nas

    organizaes, de acordo com os princpios discutidos pelos participantes do grupo? Pg. 9 e 10

    4.1. Comparaes. Pg. 10 e 11

    5. Para administrar uma organizao atualmente, voc seguiria o estilo piramidal de

    administrao ou optaria em quebr-lo e implantar um novo paradigma de administrao? Justificar sua resposta com base nas discusses do Monge e o executivo. Pg. 11 a 13

    6. Voc concorda com o comentrio feito que diga a liderana que vai perdurar deve ser

    baseada na influncia e na autoridade? Por qu? Pg. 13 6.1. Comparaes. Pg. 14 e 15

    7. D seu ponto de vista sobre a polmica surgida no texto a respeito do Amor e dos

    ensinamentos de Jesus. Pg. 16 e 17

    8. Falar sobre Servir. A seguinte passagem poder ajudar nessa reflexo: Os escravos fazem o que os outros querem, os servidores fazem o que os outros precisam. (pgina 52). Pg. 18 e 19

    9. As reflexes contidas no Monge e o executivo contriburam de algum modo para a sua

    formao moral e acadmica? Justifique sua resposta. Pg. 19

    10. Informaes Relevantes. Pg. 19 a 21

    11. Consideraes Finais. Pg. 21

    12. Bibliografia. Pg. 22

  • 4

    1. Qual a contribuio dada por Len Hoffman ao grupo? Quem era ele? Qual a sua relao

    com o irmo Simeo.

    Contribuio ao grupo?

    O privilgio de compartilhar alguns Princpios de Liderana que mudaram a

    vida dele. Trazendo a tona assuntos como chaves da liderana, verdadeira

    liderana, relacionamento pessoal, servir, sacrifcio, amor, e muitos outros,

    inclusive uma tema como ningum gerencia pessoas. Alguns destes tpicos que

    Len afirma so antigos, podem ser comparados com outros pensadores tais

    como: Idalberto Chiavenato1, Bateman/Snell2 e Augusto Cury3 ajudaram-me em

    minha carreira profissional.

    Quem era ele?

    o Formado em Administrao de Empresa pela Faculdade Lake Forest States

    em 1941;

    o Foi Oficial da Marinha e devido aos seus mritos promovido a Comandante

    de uma lancha de patrulha. Aqui mostrou uma das suas mais fortes

    caractersticas do ser humano, criticados por muitos. Respeito ao prximo,

    melhor dizendo amor ao prximo. Pois como isto pode acontecer? Como se

    ama quem nos ataca? Aqui est uma das bases que a posterior compe o

    novo paradigma.

    o Habilidade de liderar e motivar pessoas.

    o Autor de Best-seller O Grande Paradoxo: Para liderar voc precisa servir.

    Veja que vem reafirmar o que est escrito na Bblia Crist em Joo 12.26 E

    se algum me servir, o pai honrar 4. Como pode um lder no ser servidor?

    Como pode um lder no servir aos seus comandados, ou melhor, dizendo

    equipe, grupo e o nome que se der a pessoas em busca de um objetivo

    comum (aqui no falo no individual, mais o comum da coletividade

    organizacional).

    1 Administrao Teoria, Processo e Prtica 3 edio 2000

    2 Administrao Management Construindo Vantagem Competitiva 1996

    3 O Mestre dos Mestres Jesus o maior educador da histria anlise da Inteligncia de Cristo vol. 1 2006

    4 Bblia de Estudo Pentecostal Antigo e Novo Testamento, traduzida para o Portugus por Joo Ferreira de Almeida, revista

    e corrigida Edio 1995

  • 5

    o Homem espiritualizado, embora no necessariamente religioso. Aqui detenho

    um comentrio particular no que tange religiosidade versus espiritualizado,

    pois tenho visto a cada dia que as religies so as que mais afastam as

    pessoas. So as causadoras das maiores atrocidades humanas, nos leva ao

    egocentrismo, avareza, mediocridade, hipocrisia e assim vai. Devemos ter em

    mente que a carne se deteriora mais o esprito perdura. E este livro defende

    que a Liderana muito mais do que conceitos, formulas, estratgias, sim

    uma questo espiritual. Pois s em esprito perdoamos, aceitamos as

    diferenas alheias as nossas, amamos que nos perseguem, mais como ser

    espiritualizado 24 horas por dia. Acredito no servir.

    Qual sua relao com o Irmo Simeo?

    Primeiro temos que entender quem era Simeo na Cristandade. Ele fora

    mencionado como homem justo e temente a Deus, sendo dado a ele pelo Esprito

    Santo o direito de viver at ver o Cristo do Senhor. No vocbulo grego a traduo

    original de Justo Reto, aquele que vive em retido com Deus. Uma das

    caractersticas fortes de Simeo so F e Pacincia5 A relao de John Daily e o

    Irmo Simeo antiga mesmo que possa parecer impossvel, pois desde batismo,

    passando pelo casamento sempre as passagens bblicas citavam Simeo. E

    durante 25 anos seguintes teve um sonho que o atormentava e nunca conseguia

    chegar ao fim do mesmo, mais uma mensagem era passada para ele por um

    senhor de manto negro e o dizia: Ache Simeo Ache Simeo e oua-o! 6.

    Vale ressaltar que um dos maiores problemas que levou John Daily ao

    encontro de Simeo, foi que ele no sabia ouvir as pessoas, e por causa disso

    estava em declnio pessoal e profissional.

    2. Trace consideraes sobre a diferena entre Poder e Autoridade discutida por Len e seu

    grupo.

    Primeiro vamos definir o que Poder e Autoridade dado por Len ao grupo,

    definies estas parafraseadas por ele e que se encontra no livro The Theory of Social and

    5 Bblia de Estudo Pentecostal Antigo e Novo Testamento, traduzida para o Portugus por Joo Ferreira de Almeida, revista e

    corrigida Edio 1995

    6 O Monge e o Executivo Uma histria sobre a essncia da liderana James C Hunter sextante 2004 pgina 8

  • 6

    Economic Organization (A teoria da organizao econmica e social) de Max Weber, um

    dos fundadores da sociologia 7

    Poder: a faculdade de forar ou coagir algum a fazer sua vontade, por causa de

    sua posio e fora, mesmo que a pessoa preferisse no fazer 7

    Autoridade: A habilidade de levar as pessoas a fazerem de boa vontade o que

    voc quer por causa de sua influncia pessoal 7

    Discordo do ponto de vista de Len quando o mesmo menciona que no

    necessrio ter crebro para ter poder, cita at o exemplo de uma criana de dois anos, que

    so mestras em dar ordens aos seus pais, e outro exemplo de governantes maus e

    insensatos ao longo da histria. No primeiro exemplo a relao de poder no existe, os pais

    por comodidade, cedem aos gritos da criana como assim dizendo Vamos fazer para parar

    os gritos. No segundo exemplo um problema de carter, de falta de humanismo, sem

    amor ao prximo, a culpa no esta nestes governantes e sim nos que os elegeram, os

    valores de uma sociedade realmente mensurado quando se chegam s eleies. Digo at

    que governantes detm um poder que muitos buscam, poucos conseguem, como tambm

    so uns poucos que o usam para conseguir uma melhoria de vida para seu prximo, estou

    falando de Influncia e Autoridade. Temos como exemplos de uns poucos Jesus, Ghandi,

    Madre Tereza, e outros.

    Mais concordo com Chris quando a mesma menciona que existem pesso