Vermelho? Eu?

  • Published on
    01-Mar-2016

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Lista de espcies ameaadas (booklet para a Greenpeace)

Transcript

  • List

    a das espc

    ies am

    eaada

    s

  • Em 1971, motivada pelo sonho de um mundo

    verde e pacfico, uma pequena equipa de ac-

    tivistas zarpou de Vancouver, no Canad, num

    velho barco de pesca. Esses activistas, fun-

    dadores da Greenpeace, acreditavam que um

    grupo de alguns indivduos podia

    fazer a diferena.

    A histria da Greenpeace

  • A sua misso era prestar testemunho dos testes nucleares subterrneos dos EUA em Amchitka, minscula ilha ao largo da Costa Ocidental do Alasca, que uma das regies do mundo mais propensas a sismos. Amchi-tka era o ltimo refgio para 3.000 lontras marinhas em risco de extino, e habitat de guias-de-cabea-branca, falces-pere-grinos e outros animais selvagens. Apesar do seu velho barco, o Phyllis Cormack, ter sido interceptado antes de chegar a Amchitka, a viagem despertou um turbilho na opinio pblica.

    Os E.U.A. no deixaram de detonar a bomba, mas a voz da razo fez-se ouvir. Os testes nucleares em Amchitka terminaram nesse mes-mo ano, e a ilha foi mais tarde declarada santurio de pssaros.

    Actualmente, a Greenpeace uma organizao in-ternacional que privilegia campanhas ambientais escala global.

    Com sede em Amsterdo, na Holanda, a Greenpeace possui 2,8 milhes de scios em todo o mundo e delegaes nacionais e regionais que asseguram presena em 41 pases.

  • EM CRISE

    Osoceanos esto

    3/4 dos stocks de peixe do mundo esto totalmente explorados ou es-gotados 88% das populaes da Unio Eu-ropeia so vtimas da sobrepesca, frente a uma mdia mundial de 25% 90% das populaes de grandes predadores a nvel global, como o atum, o bacalhau e o peixe espada, j desapareceram, principalmente por causa da sobrepesca actualmente, apenas 1% dos ocea-nos e mares do mundo esto prote-gidos, e somente 0,1% como reser-vas marinhas.

  • O que pede a Greenpeace?

    A Greenpeace pede aos super-mercados que: desenvolvam uma poltica de com-pra e venda de peixe sustentvel deixem de vender as espcies da nossa lista vermelha, pois es-to ameaadas de extino ou so capturadas com mtodos muito destrutivos do ecossiste-ma marinho aumentem a oferta de peixes que sejam garantidamente provenien-tes de uma gesto sustentvel de recursos trabalhem com seus fornecedo-res para que possam finalmente oferecer produtos sustentveis

    Os supermercados tm um enor-me poder nas mos: mais de 70% do peixe consumido em Portugal adquirido nas gran-des superfcies o consumo mdio de peixe em Portugal de aproximadamente 50 kg por pessoa por ano

    Portanto, a Greenpeace conside-ra que os supermercados tm a responsabilidade de desenvolver polticas que garantam a sustenta-bilidade do peixe que oferecem aos consumidores. Somente assim a sade dos mares e oceanos estar garantida.

    Os supermercados so cmplices da destruio

  • TU PODES AJUDAR! Os supermercados tm responsabilidade sobre os produtos que vendem. Pedir-lhes que desenvolvam uma poltica de compra sustentvel como soluo ao problema dos oceanos um primeiro passo. Como consumidor/a tens o direito de poder es-colher produtos que tenham origem sustentvel.

    Agora o momento para que os supermercados desenvolvam polticas de compra e venda de peixe sustentvel, da mesma forma como j possvel encontrar produtos de comrcio justo em suas prateleiras.

  • ESCOLHE BEM O

    TEU PEIXE, NO

    MORDAS O ANZOL!

  • Certifica-te de que o peixe que ests a comprar est etiqueta-do correctamente, tanto com o seu nome comum quanto com o nome cientfico. No consumas as espcies da lista vermelha se no garantirem que sua ori-gem sustentvel.

    No compres peixe capturado com mtodos destrutivos, como a pesca de arrasto, que destri o ecossiste-ma marinho e captura acidentalmen-te uma enorme quantidade de peixes. Opta por mtodos mais sustentveis, como armadilhas e linha e anzol.