VIOLONCELO - MÉTODO - Janos Starker (Mão Esquerda)

  • Published on
    28-Dec-2015

  • View
    82

  • Download
    12

Embed Size (px)

Transcript

  • 1

    Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Msica - Departamento de Instrumentos e Canto Disciplina Oficina de Performance Violoncelo

    Tcnica de Mo esquerda Traduo do Mtodo de Janos Starker para o estudo das tcnicas de mo esquerda

    Um mtodo organizado para se tocar instrumentos de corda Exerccios de violoncelo para a mo esquerda

    Janos Staker

    Auxiliado por George Bekefi Prefcio Atravs dos anos muitos dos meus colegas e estudantes tem usado partes deste livro copiando e passando para seus amigos e estudantes. Este processo tornou-se complicado com o aumento dos pedidos. Outra problema era que muitas vezes as discusses dos fundamentos geravam mal entendidos e os exerccios tornaram-se distorcidos e utilizados erroneamente. Portanto, decidi publicar este mtodo completo. Espero que ele ajude aqueles que j so de certa maneira familiarizados com o seu uso, e induza aqueles que o estiverem vendo pela primeira vez a investigar suas possibilidades. A aparente lembrana de outros exerccios devido ao uso de variaes permutativas. Ele pretende demostra as possibilidades matemticas de um instrumento de quatro cordas. Neste caso o instrumento o violoncelo. O debate que para produzir musica em um instrumento, a pessoa tem de aprender os passos disponveis, como as pessoas aprendem o alfabeto; as combinaes a partir da iro nos prover com silabas, depois palavras (frases), e eventualmente a habilidade de tocar uma composio musical ser alcanada. Muito freqentemente, instrumentistas de grande talento aprendem a dar saltos sem a conscincia de como andar. No minha inteno sugerir o abandono de outros livros, mtodos e exerccios. O seu uso imperativo em muitos momentos. Contudo, como eu estou usando exemplos e padres que mostram as combinaes disponveis, o elemento mais importante deve ser a tentativa de ativar a imaginao adormecida e parar com a perda de tempo com repeties mecnicas de um texto escrito. Cada instrumentista tem de desenvolver seus padres e exerccios prprios (professores devem fazer o mesmo para seus estudantes) para suprir suas necessidades individuais de acordo com suas caractersticas fsicas e musicais e tempo disponvel. Espero que este mtodo d tanta satisfao e resultados aos seus usurios futuros quanto tem dado a mim atravs dos anos. Gostaria de expressar meu agradecimento a dois amigos e colegas, Victor Aitay e George Bekefi, pela valiosa e dedicada ajuda na preparao desta publicao.

    Janos Staker Bloomington, Indiana, 1961

    Cludio Urgel

  • 2

    Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Msica - Departamento de Instrumentos e Canto Disciplina Oficina de Performance Violoncelo

    Contedo Exerccios de posio................................................................................. 7

    Exerccios de controle.................................................................................10

    Exerccios de controle em srie 13

    Exemplos do repertrio de exerccios em srie.......................................... 25

    Conexo de posies 27

    Exerccio de controle para as conexes de posies 33

    O uso do mtodo pra o estudo da literatura 34

    Guia para os exerccios de posio 39

    Encaixe: Guia para os exerccios de posio, (Pgina 7) Exerccios de posio Exerccios para as posies de quatro dedos Segunda Posio A Um dedo esta parado na corda enquanto os outros dedos esto tocando todas as

    combinaes disponveis na corda vizinha. O propsito fortalecer os dedos, estabelecer a afinao dentro da posio para

    desenvolver a afinao " tendenciosa". As cordas duplas que mudam constantemente fazem parte de diferentes harmonias, e

    assim requerem ajustes adequados. As posies de quatro dedos pretendem estabelecer entre o primeiro e quarto dedo,

    quando colocados em cordas vizinhas, o intervalo de stima, ou tera, quando invertidos. A mesma coisa valida para as posies de trs dedos entre o primeiro e terceiro dedos. As posies so numeradas de acordo com a escala cromtica ao invs da escala diatnica tradicional.

    Para desenvolver velocidade, trinado, use os padres rtmicos apresentados nas pginas seguintes.

    Todos os exerccios deste livro, devem ser estudados em todas as posies disponveis e em todas as cordas.

    O aspecto de visualizao do instrumento deve ser evidente. Para incitantes deve-se omitir as cordas duplas at que dos dedos obtenham maior fora. (Pgina 8) Segunda Posio B

    Cludio Urgel

  • 3

    Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Msica - Departamento de Instrumentos e Canto Disciplina Oficina de Performance Violoncelo

    Padres Rtmicos (Pgina 9) - Segunda posio A com extenso Observe a omisso de combinaes onde o primeiro dedo no est ativamente colocado. sugerido usar extenses somente quando inevitvel. Nos compassos omitidos a mo est na verdade na prxima posio mais alta. Segunda posio B com extenso (Pgina 10) - Segunda posio B (Continuao) Considerao preliminar deve ser dada para manter a mo esquerda na posio idntica em relao as cordas, atravs de todo o comprimento da corda. Portanto cordas duplas em quintas so omitidas. Contudo, o freqente uso de corda dupla em quinta com o primeiro dedo justifica suas aplicaes. sugerido adiar a prtica de cordas duplas em quintas, mesmo com o primeiro dedo. Exerccios de Controle Segunda posio I, II, III (Pgina 11) Segunda posio IV (Extenso) O propsito do exerccio de controle verificar os resultados obtidos pelos exerccios de posio e relaxar o excesso de presso aplicado enquanto se tocava as cordas duplas....Exerccio III refere-se ao dedilhado alternado (extenso). Exerccio de posio de quatro dedos Oitava posio A As combinaes com corda solta so omitidas daqui em diante O seu uso deixado para a deciso do performer. Oitava posio B: siga aquelas combinaes da Segunda posio B, pag. 8. (Pgina 12) Oitava posio A com extenso Oitava posio B com extenso: siga aquelas combinaes da segunda posio B, pag. 9.

    Cludio Urgel

  • 4

    Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Msica - Departamento de Instrumentos e Canto Disciplina Oficina de Performance Violoncelo

    Exerccios de Controle Oitava posio I Oitava posio II, III - IV siga aqueles da Segunda posio, pag. 10-11. Est entendido que todos os exerccios de controle tem de ser estudado em todas as posies e em todas as quatro cordas, paralelo com o progresso nos padres de posio bsica. (Pgina 13) Exerccios de controle em srie Posies de quatro dedos Para cobrir todas as posies de quatro dedos, comece tambm o mesmo exerccio um semitom acima. (Pgina 14) Exerccio de controle em srie Exerccio de posio de quatro dedos com extenso Siga as intruses da pgina anterior. (Pgina 15) Exemplos Rtmicos Para o estudo com os exerccios de controle em srie (Pgina 16) Exerccios de posio de trs dedos Primeira posio A Os exerccios de posio de trs dedos incluem todas as combinaes disponveis, com extenso. Observe as combinaes onde o uso do semitom resulta em uma posio incompleta. O intervalo entre o primeiro e o terceiro dedos ser uma sexta ou stima diminuta e invertido uma quarta ou uma tera estendida. Primeira posio B: inverta o exerccio acima como na Segunda posio B do exerccio de quatro dedos na pag. 8. (Pgina 17) Exerccio de Controle em srie Posio de trs dedos

    Cludio Urgel

  • 5

    Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Msica - Departamento de Instrumentos e Canto Disciplina Oficina de Performance Violoncelo

    Observe que o exerccio de trs dedos em srie comea na posio que considerada a ltima das posies de quatro dedos. O motivo completar o padro do exerccio. (Pgina 18) Exerccios de controle em srie Posies de trs dedos com extenso Observe as mesmas coisas da pgina anterior Para os exerccios em srie use os exemplos de ritmo da pag. 15. (Pgina 19) Exerccios de posio do polegar A (Pgina 20) Exerccios de posio do polegar (continuao) O uso do quarto dedo pode ser acrescentado de acordo com o desejo e habilidade do executante. Os exerccios de posio do polegar pretendem estabelecer o intervalo constante de uma oitava entre o polegar e o terceiro dedo, respectivamente na corda grave e aguda, ou o intervalo de segunda quando invertidas as cordas. Somente algumas das posies estendidas ou estreitadas (linha 5, compasso 3-4) exigem que a mo deixe o intervalo de oitava. O intervalo de um oitava idntico a uma quarta em uma corda. Portanto, no somente a facilidade de tocar as oitavas se desenvolve, mas simultaneamente a mo preparada para tocar harmnicos artificiais. Posio do polegar B Como nas posies de quatro dedos, mova os dedos na corda R. (Pgina 21) Exerccios de Controle Posio do Polegar I, II, III, IV (Pgina 22) Exemplos de exerccios nas posies do polegar para o uso do quarto dedo

    Cludio Urgel

  • 6

    Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Msica - Departamento de Instrumentos e Canto Disciplina Oficina de Performance Violoncelo

    Os exerccios acima devem ser estudados em todas as posies do polegar, mesmo nas posies mais altas que parece impossvel no incio. O polegar pode e deve ser usado em todas as regies da corda, mas sempre estabelea a posio de oitava com o terceiro dedo. (Pgina 23 e 24) Exerccio de controle em srie Posio do polegar Nestes dois exerccios no primeiro sinal: ** o instrumentista deve continuar at a altura que as posies j estudadas permitir. No segundo sinal : ** o mesmo se aplica na direo inversa. (Pgina 25 - 26) Exemplos do repertri