Voc Vocacional

  • Published on
    04-Aug-2015

  • View
    6

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

<p>Mese ulh Meses: julho agosto Meses: julho e ago 2012, n.1 Dli, Timor Dli Timor Leste i Timor-Leste t</p> <p>Jornal da Escola Tcnica de Economia e Comrcio de Becora Gratuito</p> <p>x x x x x x x x</p> <p>Estudantes universitrios terminam estgio na nossa escola. (pg 3) Curso de Lngua Portuguesa j comeou! (pg 4) Timor-Leste em mudana! (pg 5) Entrevista: Diretor da Escola Tcnica de Economia e Comrcio de Becora. (pg 6 e 7) A segurana na nossa escola. (pg 8) Os nossos alunos em destaque. (pg 10) Passatempos. (pg 11) Em revista (pg 12)</p> <p>Ficha TcnicaCoordenao: Abel Sarmento e Alexandra Baltazar. Elaborao: Cristovo Assis, Lus Pires, Lino da Costa, Maria Anin, Armindo Freitas e Geralda Ferreira. Colaborao: Professores do Curso de Lngua Portuguesa. Reprografia: INFORDEPE(Instituto Nacional de Formao de Docentes e Profissionais da Educao).</p> <p>Com o apoio dos Governos de Timor-Leste e Portugal</p> <p>____________________________________________________________________________</p> <p>ETPEC</p> <p>Editorial Caro leitor! O jornal Voz Vocacional est finalmente entre ns! A ideia surgiu, a equipa trabalhou e o jornal apareceu! Eis-nos aqui! Trata-se de um projeto idealizado por um grupo de professores da Escola Tcnica de Economia e Comrcio de Becora que frequenta atualmente o Curso de Formao Inicial e Contnua de Professores do Ensino Secundrio Tcnico Vocacional (PFICP) nas reas de Lngua Portuguesa, currculos e manuais. O nosso objetivo? Divulgar os eventos, as iniciativas, dar voz aos nossos alunos, aos professores, nossa comunidade escolar, aproveitando tambm para transmitir novidades nacionais relacionadas com as reas do saber tcnico vocacional desta escola (Contabilidade, Gesto, Comrcio e Administrao) sempre em Lngua Portuguesa. Tentaremos tambm proporcionar um espao de lazer, dedicado a alguns jogos, provrbios e receitas de culinria econmicas, bem ao jeito da nossa escola. Este jornal ser um espao onde todos estaro a par das nossas iniciativas, dando a conhecer os trabalhos dos alunos, dos professores, diretor, comunidade escolarem suma um jornal que procura dar voz Educao e Vocao. A equipa de professores responsvel pelo jornal estar sempre disponvel para o ouvir a si, leitor sempre atento. Por ltimo, queremos agradecer a todos os leitores, bem como a todos os que tornaram possvel a realizao deste jornal. Contamos com a vossa leitura e com as vossas sugestes.</p> <p>Editorial Lee nain sira mak ami hadomi Jornal lian vocional iha ita leet. Jornal nee mosu mai husi ideia equipa ida! Hei- ami iha nee. Hahu projetu ideal ida nee mai husi grupu hanorin nain sira iha eskola teknika ekonomia Becora neeb oras nee daudaun halao formasaun ba dahuluk no sei kontinua nafatin ba Hanorin nain sira iha Eskola SekundarioTeknika Vokasional (ESTV) liu-liu ba area Lingua Portuges, kurikulu ho manual sira. Sai ida mak ami nia ojetibu? Atu hatudu dalan hodi fo hanoin, ba alunu, hanorin nain sira, komunidade sira, no aprobeita hatoo ms hanoin balun kona ba informasaun nasional neeb iha relasaun ho teknika vocional iha eskola ida nee, mak hanesan (kontabilidade,komersiu no administrasaun) ho lian portuges. Ami ms koko atu f biban iha tempo neeb livre, hatoo jogos balun maka hanesan aisasuik, reseita ba tein nian nebe iha ekonomiku tebes maka diak liu mai husi ami nia eskola. Jornal ida nee sai hanesan dalan ida ba hotu-hotu neeb atu fahe hanoin nebe hanesan h ami, atu f koese serbisu alunus,mestri,diretur ho komunidade escola sira.....tuir mai atu bele hetan jornal ida hodi f lian kona ba edukasaun ho talentu hotu. Ekipa hanorin nain sira nebe simu knar ba jornal ida nee sempre f atensaun nafatin hodi rona le nain sira. Ikus liu ami hakarak fo agradese ba le nain sira hotu no mos sira nebe fo ona ajuda hodi ami bele realisa jornal ida nee. Hamutuk ho le nain sira no mos ita boot sira hanoin tomak.</p> <p>Abel Sarmento, Vice Diretor da Escola Tcnica de Economia e Comrcio de Becora</p> <p>julho / agosto 2012</p> <p>VOZ VOCACIONAL</p> <p>____________________________________________________________________________</p> <p>ETPEC</p> <p>Estudantes universitrios terminam estgio na Escola Tcnica de Economia e Comrcio de Becora Foi no passado dia 28 de julho de 2012 que teve lugar, nesta Escola, a cerimnia de despedida dos estudantes estagirios da Universidade de Dli (UNDIL) e do Instituto de Cincias Religiosas (ICR) So Toms de Aquino, Lahane Oriental, que ao longo de diversos meses, realizaram estgio na Escola Tcnica de Economia e Comrcio de Becora. Esta escola recebe diversos estudantes estagirios, tratando-se de uma parceria j antiga. Os estudantes, atualmente em estgio, tm assim oportunidade de aqui lecionar e pr em prtica aquilo que aprenderam ao longo de trs anos de estudos universitrios. Na cerimnia de encerramento, o diretor da ETPEC Becora agradeceu s duas universidades esta parceria sugerindo que a mesma se expanda tambm ao domnio da gesto. Nesta ocasio, o representante do Reitor do ICR, Sr. Maral Evaristo disse que esta escola uma prioridade para a nossa instituio pois prepara os estudantes para as reas da economia, da administrao, to importantes para o nosso pas. precisamente aqui que necessrio dar a conhecer a estes jovens os valores morais, culturais para que no se tornem pessoas mesquinhas. Em entrevista a este jornal, a professora estagiria Elda Soares Ximenes referiu que foi muito bom trabalhar, pela primeira vez, nesta Escola, no s com os alunos mas tambm com os professores. Ganhei experincia e pude implementar aquilo que aprendi ao longo de trs anos de estudos acadmicos. Elda Soares Ximenes alertou ainda para o importante papel das escolas tcnicoNo centro da imagem, o Diretor da Escola, Francisco Lobo e Vice-Diretor Abel Sarmento com os estudantes pela universitrios, frente da Escola Tcnica de Economia e Comrcio de Becora.</p> <p>vocacionais pblicas, na sociedade timorense: importante formar</p> <p>jovens conscientes, com valores morais e</p> <p>responsabilizar os pais pela educao dos seus filhos possamos para ter que bons</p> <p>profissionais no futuro!</p> <p>julho / agosto 2012</p> <p>VOZ VOCACIONAL</p> <p>____________________________________________________________________________</p> <p>ETPEC</p> <p>Curso de Formao de Professores do Ensino Secundrio Tcnico-Vocacional nas reas da Lngua Portuguesa, currculos e manuais, j comeou!</p> <p>Foi no passado dia 18 de junho que se deu incio a mais uma etapa na formao de professores em Lngua Portuguesa. Tal como referido no Plano Estratgico Nacional da Educao, h grandes expetativas sobre o importante papel desempenhado pela educao secundria tcnica, tanto no desenvolvimento econmico como social. Neste momento, cerca de 25 professores, incluindo Diretor e Vice-Diretor da Escola Tcnica de Economia e Comrcio encontram-se em formao nas instalaes da Escola Tcnica e Profissional Grupo Tecnologia e Indstria (ETP GTI) de Becora. Numa parceria entre o Ministrio da Educao de Timor-Leste e o Ministrio da Educao de Portugal, o Diretor do Ensino</p> <p>Secundrio Tcnico-Vocacional, Dr. Janurio Viana Mota, referiu que esta formao foi concebida com o objetivo de capacitar todos estes professores numa melhor transmisso dos conhecimentos aos alunos, em Lngua Portuguesa. De referir que esta formao surge na sequncia da reforma efetuada no Ensino Secundrio Tcnico-Vocacional encontrando-se, neste momento, em concluso os manuais da componente produtiva dos diferentes cursos aprovados.</p> <p>Esta formao ter a sua concluso em finais de dezembro, com uma durao de 12 horas semanais e mais 10 horas para atividades extracurriculares, tendo em vista a preparao da reforma do sistema de ensino, j no incio do ms de janeiro.</p> <p>Reprter: Armindo Freitas Professor de Legislao e Comrcio</p> <p>julho / agosto 2012</p> <p>VOZ VOCACIONAL</p> <p>____________________________________________________________________________ PENSAMENTOS</p> <p>ETPEC</p> <p>TIMOR-LESTE EM MUDANAAps dez anos da restaurao da independncia de Timor-Leste, podemos dizer que se tratou de uma dcada de desenvolvimento da nossa nao, de muitas mudanas culturais, sociais, psicolgicasUm percurso do tradicional em direo ao moderno. Os mais velhos so, neste momento, assaltados por sentimentos contraditrios, apanhados no meio daquilo que j no se mais e ainda no se chegou a ser. Estamos perante uma nova gerao que j tem acesso tecnologia, ao contrrio dos nossos avs, que nunca conheceram o telemvel, a internet, o email, o facebook, o ipod, e muitas outras coisas mais Neste momento, na era da globalizao, Timor-Leste acompanha essa mudana em direo modernizao. Progressivamente, temos acesso a esse mundo moderno, informao, tecnologia, dando a conhecer ao mundo o nosso pas, a nossa economia, o nosso turismo Contactamos com outros pases em minutos e em segundos temos acesso ao mais variado tipo de informaes. H muita coisa para fazer neste pas e com agrado que recebemos boas notcias atravs da televiso de Timor-Leste (TVTL), como, por exemplo, a inaugurao da stima subestao eltrica no distrito de Bobonaro, no ms de julho e que vai permitir a todas as pessoas desse distrito o acesso, 24 horas por dia, eletricidade. Um passo importante para este pequeno pas, que, em breve, estar iluminado em todo o seu territrio, levando a mudanas culturais, sociais e econmicas. Enquanto educadores, compete-nos preparar os nossos jovens para todas estas mudanas, para contriburem enquanto profissionais das reas do Comrcio, Economia, Administrao no desenvolvimento da nossa nao.</p> <p>Reprter: Abel Sarmento</p> <p>julho / agosto 2012</p> <p>VOZ VOCACIONAL</p> <p>____________________________________________________________________________</p> <p>ETPEC</p> <p>ENTREVISTA AO DIRETOR DA ESCOLA TCNICA DE ECONOMIA E COMRCIO DE BECORAFrancisco Manuel de Jesus Lobo Ferreira, de 37 anos Diretor Interino da Escola Tcnica de Economia e Comrcio de Becora, desde 27 de outubro 2008, cargo que exige diversas responsabilidades, numa escola com 891 alunos e 43 docentes. No passado dia 22 de agosto, estivemos conversa, na sala da direo, onde nos falou acerca do seu percurso pessoal e profissional, bem como de planos para o futuro. Voz podia Vocacional: dizer-nos para Bom como exercer dia, foi o</p> <p>desta escola, que tem muitos alunos e muitos professores. VV: O que fazia antes de assumir este cargo? F.L: Bem, antes de assumir este cargo, era professor da disciplina de Matemtica e tambm fui o chefe da organizao dos estudantes desta escola, desde 2007 at outubro de 2008. VV: Qual a sua formao acadmica? F.L: Neste momento eu ainda estou a concluir os meus estudos. Sou finalista na Universidade Nacional de Timor-Leste (UNTL) na rea da</p> <p>agricultura. VV: desta Falemos escola. agora Quais</p> <p>escolhido</p> <p>cargo de Diretor Tcnico da Escola de Economia e</p> <p>so as necessidades mais imediatas no</p> <p>Comrcio de Becora? Francisco Bemfui Lobo: Bom dia! pela</p> <p>sentido de assegurar uma formao de</p> <p>escolhido</p> <p>Direo da Educao Regional II de Dli para assumir o cargo como diretor interino, desde 27 de outubro de 2008 at data, substituindo o senhor Calisto da Silva, antigo diretor desta escola. VV: Nesta escola tem a seu cargo muitos alunos e muitos professores. De uma forma geral, quais so as suas funes? F.L: Sim, nesta altura, como diretor desta escola, tenho muitas responsabilidades. Em primeiro lugar, garantir a qualidade do</p> <p>qualidade? F.L: Na minha opinio, a necessidade mais imediata a formao destes professores em Lngua Portuguesa. Em segundo lugar, renovar as condies da escola, isto , criar condies para podermos trabalhar. VV: E projetos para esta escola? H algum projeto que queira ver concretizado? F.L: Sim, com certeza! O Ministrio da Educao tem um plano para a reabilitao desta escola e que passa, principalmente, pela criao de condies de saneamento, uma vez</p> <p>processo de aprendizagem e, em segundo lugar, as minhas tarefas passam pela gesto julho/agosto 2012</p> <p>VOZ VOCACIONAL</p> <p>____________________________________________________________________________ que no temos gua canalizada. Tambm gostaria de ver todas as salas com portas, com mesas, com cadeirasH muitos problemas que tm de ser resolvidos urgentemente atravs do Ministrio da Educao. VV: Quantos cursos que so lecionados nesta escola? Os alunos finalistas</p> <p>ETPEC</p> <p>F.L: Ah pelas duas! Gosto de falar esta Lngua e, como Timor-Leste faz parte da CPLP e eu sou professor, ento tenho de falar Portugus tambm por necessidade. VV: Por ltimo, gostaramos de saber quais so os seus desejos pessoais e</p> <p>profissionais? F.L: Como cidado de Timor-Leste, quero contribuir para o desenvolvimento desta nao, principalmente na rea da educao. Como profissional, quero ser um bom professor para todos. VV: Agradecemos a sua ateno e disponibilidade por ter colaborado com este jornal. Desejamos-lhe as maiores felicidades pessoais e profissionais! F.L. Obrigado pela entrevista!</p> <p>conseguem entrar no mercado do trabalho facilmente? F.L: Bem, nesta escola so lecionados trs cursos: curso de contabilidade, curso de comrcio e curso de secretariado. Sobre a entrada dos alunos finalistas no mercado de trabalho, eu pessoalmente no tenho dados concretos, mas alguns conseguem arranjar emprego e a maioria dos alunos finalistas continuam os estudos na Universidade. VV: Sabemos que est em curso uma reforma curricular no ensino</p> <p>tcnico-vocacional. Como que vai ser o prximo ano? F.L: Bem, um grande desafio para todos ns, professores nesta escola, porque o prximo ano vai ser o ano da implementao do novo currculo, nas escolas tcnicas. Vamos tentar aproveitar ao mximo a formao em Lngua Portuguesa sobre o currculo. VV: E agora uma pergunta mais pessoal. Recorre Lngua Portuguesa porReprter: Geralda Ferreira Professora de Legislao e Comrcio.</p> <p>Escola Tcnica de Economia e Comrcio de Becora</p> <p>necessidade ou por gosto?</p> <p>julho/agosto 2012</p> <p>VOZ VOCACIONAL</p> <p>____________________________________________________________________________</p> <p>ETPEC</p> <p>SEGURANA NA ESCOLA! A Educao fundamental em pases em desenvolvimento como Timor-Leste. Ao contrrio dos pases desenvolvidos, onde o acesso Educao muito fcil, nos pases em desenvolvimento a situao torna-se bem mais complicada e as dificuldades agravam-se. A nossa escola tambm tem srias dificuldades. No tem portas e, por isso, todos os dias de manh, as mesas e cadeiras aparecem desorganizadas e, muitas vezes, estragadas. Foi o que aconteceu na sala de Administrao do 2. ano da turma A, no dia 4 de julho. O aluno Jlio disse a este jornal que todos os dias de manh, a sala est sempre desorganizada e no sabemos quem que faz isto, mas este ato afeta o nosso processo de aprendizagem! Assegurar uma educao de qualidade passa pela preservao dos espaos de aprendizagem. O nosso governo j procedeu distribuio de mesas, cadeiras pelas diversas escolas, como a ETPEC. Agora, precisamos da contribuio da comunidade que vive nossa volta, dos alunos, dos professores, etc Aproveitamos esta Voz Vocacional para lanar um apelo comunidade que vive perto desta rea. importante garantir a segurana e colaborar com a escola para o sucesso da aprendizagem dos nossos alunos. Precisamos de mesas e cadeiras para poderm...</p>