William Shakespeare

  • Published on
    19-Jun-2015

  • View
    320

  • Download
    4

Embed Size (px)

Transcript

William ShakespeareA suspeita sempre persegue a conscincia culpada; o ladro v em cada sombra um policial (William Shakespeare)

Considerado um dos maiores dramaturgos* da histria, com textos literrios que permaneceram vivos at os dias de hoje, onde so retratados freqentemente pelo teatro, televiso, cinema e literatura.Combater e morrer, pela morte derrotar a morte, mas temer e morrer fazer-lhe homenagem com um sopro servil. (Willian Shakespeare)

*Dramaturgo: s. m. Autor de composies dramticas.

Em sua juventude estudou latim, e comeou a escrever logo aps seu casamento com Anne Hathaway. Shakespeare na poca tinha 18 anos de idade e sua esposa 26.

Sempre foi um grande leitor de autores clssicos, novelas, contos e crnicas, o que foi fundamental para sua formao de poeta e dramaturgo. Choramos ao nascer porque chegamos a este imenso cenrio de dementes. (Willian Shakespeare)

No ano de 1591 foi morar na cidade de Londres, em busca de oportunidades na rea cultural.

Em 1592, com menos de 30 anos, Shakespeare j tinha o seu talento reconhecido no teatro, tendo redigido pelo menos duas peas: "A Comdia dos Erros" e "A Megera Domada".

Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te. (William Shakespeare)

A arte dramtica do poeta pode ser dividida em trs partes:Na primeira, compreendida entre os anos de 1590 e 1602, Shakespeare escreveu comdias alegres, dramas histricos e tragdias no estilo renascentista. A paixo aumenta em funo dos obstculos que se lhe ope. (William Shakespeare) A segunda fase, que vai at 1610, caracterizada por tragdias grandiosas e comdias amargas, o autor est no seu auge produtivo. A ltima parte, que vai at a sua morte, marcada basicamente pelo lanamento de peas que tm o final conciliatrio.

Sua primeira pea, "Tito Andrnico", escrita provavelmente em 1590, j revelava alguns dos elementos shakesperianos: O texto era uma tragdia repleta de assassinatos e violaes.

mais fcil obter o que se deseja com um sorriso do que ponta da espada. (William Shakespeare)

Os textos de Shakespeare fizeram e ainda fazem sucesso, pois tratam de temas prprios dos seres humanos, independente do tempo histrico. Amor, relacionamentos afetivos, sentimentos, questes sociais, temas polticos e outros assuntos, relacionados a condio humana, so constantes nas obras deste escritor.

Antes de Shakespeare, nenhum outro dramaturgo ou poeta havia mostrado a natureza humana em toda a sua complexidade: a paixo de Romeu e Julieta, a sua obra mais conhecida, o cime cego de Otelo, a ambio de Macbeth

Shakespeare escreveu tambm poemas e mais de 150 sonetos que expressam frustrao, agitao, masoquismo e homossexualidade.

O tempo muito lento para os que esperam Muito rpido para os que tem medo Muito longo para os que lamentam Muito curto para os que festejam Mas, para os que amam, o tempo eterno. (William Shakespeare)

Entre suas obras mais famosas, destacam-se:O Mercador de VenezaEscrita no findar de 1500 considerada uma das obras mais polmicas do dramaturgo, captando chocantes caricaturas na poca em que os judeus haviam sido expulsos da Inglaterra. O personagem que mais chama a ateno no o mocinho (Antnio, um cristo, cidado bem sucedido de veneza), e sim o vilo (um agiota e judeu chamado Shylock, retratado como indivduo desprezvel), criado para dar um tom cmico pea. Antnio faz um contrato atpico com o agiota, penhorando 453 gramas de sua prpria carne. Agora, o vilo faz questo de tal medonha extrao, o que levaria Antnio a morte. O que se observa a velha e infeliz mxima anti-semita. O judeu do mal, quer sangue do bom cristo.

Sonho de uma noite de veroA obra se passa na Grcia mtica e conta a histria de seres lficos e personagens mitolgicos descrevendo a magia e a realidade em uma s dimenso. No se sabe ao certo quando que a pea foi escrita e apresentada ao pblico pela primeira vez, mas cr-se que ter sido entre 1594 e 1596. Alguns autores defendem que a pea possa ter sido escrita para o casamento de Sir Thomas Berkeley e Elizabeth Carey, em Fevereiro de 1596. No existe uma fonte direta que tenha servido de inspirao para a pea, ainda que se possam encontrar elementos relacionados com a mitologia greco-romana e respectiva literatura clssica. Por exemplo, a histria de Pramo e Tisbe contada por Ovdio, nas suas Metamorfoses, assim como a transformao de Bottom em burro se pode relacionar com O asno de ouro de Apuleio. Pensa-se que Shakespeare tenha escrito o "Sonho de uma noite de vero" sensivelmente ao mesmo tempo que o Romeu e Julieta e, de facto, existem muitos pontos de contacto entre as histrias: Egeu quer casar Hrmia fora com Demtrio, assim como Pramo e Tisbe acabam mortos por questes de amor, ainda que numa perspectiva cmica.

Personagens - Teseu - Duque de Atenas; - Egeu - Pai de Hrmia; - Hrmia - filha de Egeu, apaixonada de Lisandro; - Lisandro - a-pai-xo-na-do de Hr-mia; - Demtrio - a-pai-xo-na-do de Hr-mia; - Helena - apaixonada por Demtrio; - Filstrato - diretor de festas na corte de Teseu; - Snug - marceneiro; - Quince - carpinteiro; - Bottom - tecelo; - Flauta - remenda-foles; - Starveling - alfaiate; - Hiplita - rainha das amazonas, noi-va de Teseu; - Oberon - Rei consorte das fadas; - Titnia - Rainha das fadas; - Puck - Bom Robim; - Teia-de-aranha - Elfo; - Semente-de-mostarda - Elfo - Flor-de-ervilha - Elfo; - Traa - Elfo; - Melk - Uma stifler

A Megera DomadaUma das primeiras comdias escritas pelo autor. Tem como tema central que compartilha com outras comdias do autor, como Muito Barulho por Nada e Sonho de uma Noite de Vero o casamento, a guerra dos sexos e as conquistas amorosas. Contudo, A Megera Domada diferencia-se ao dedicar boa parte da ao vida matrimonial, ou seja, aos acontecimentos que se sucedem cerimnia nupcial em si, j que no raro as comdias shakespearianas tem o casamento como final da ao. A trama teria sido coletada por Shakespeare de antigos contos da tradio oral e diz respeito a um pai, Batista, que estabelece como condio para ceder a mo de sua filha mais jovem, a bela e doce Bianca, aos possveis pretendentes, que sua filha mais velha, a megera Catarina, consiga antes um esposo. Bianca tem no menos que trs pretendentes Gremio, Hortencio e Lutencio, este ltimo um jovem forasteiro que chega cidade de Pdua e enamora-se de imediato por Bianca. Os dois primeiros, rivais nas pretenses de casar-se com Bianca, fazem um acordo para conseguir um marido para Catarina e, assim, deixar livre o caminho para seguirem em sua disputa amorosa. Petrquio, um nobre falido de Verona, chega cidade em busca de um bom casamento e apaixona-se pela ideia de se casar com Catarina, proposta feita a ele por seu amigo Hortencio. Aparentemente contra a vontade da moa, o casamento de Catarina e Petrquio realizado e ambos voltam para Verona, onde o esposo, impondo algumas privaes e um tanto de mau humor nova esposa, termina por amans-la. Aps diversas peripcias, dentre as quais o disfarce dos rivais em professores de msica e retrica para que pudessem fazer a corte jovem Bianca, Lucencio e Bianca casam-se, em segredo; Batista e Vicencio, pai de Lucencio, terminam por aceitar o casamento dos jovens e, ao final, Petrquio prova a todos que Catarina tornou-se uma esposa mais obediente que a doce Bianca.

MacbethConto clssico de ambies frustradas e ganncia. Macbeth e seu amigo, Banquo, voltavam vitoriosos de uma batalha pelo reino da Esccia quando encontraram trs bruxas. As estranhas irms saudaram Banquo como o pai de reis e a Macbeth como Baro de Cawdor, que se tornar rei. Pouco depois, Macbeth descobre que o Rei Duncan acabara de tornar Macbeth Baro de Cawdor. A estranha ocorrncia depois das profecias das bruxas fica na cabea de Macbeth e ele escreve a sua mulher sobre isso. Lady Macbeth, ambiciosa e impiedosa, v o que deve ser feito aps ler a carta de Macbeth. Eles devem matar o Rei e tomar o trono. Em breve, Duncan deveria ir ao castelos deles, para passar a noite. Macbeth e sua mulher tramam para matar o Rei e se tornarem os novos governantes da Esccia. Mesmo em dvida a princpio, Macbeth mata Duncan e um de seus empregados. Lady Macbeth toma a faca e encontra sangue em suas mos, ento eles as lavam antes de despertar os outros para avis-los sobre os assassinatos.Macbeth se torna rei, mas logo comea a temer Banquo, que ouvira as profecias das bruxas, e a invej-lo, pois ele seria pai de reis. Inevitavelmente, Macbeth assassina Banquo. Entretanto, os assassinatos ficaram em sua mente a atorment-lo e ele v o fantasma de Banquo o perseguindo mesa. A medida que Macbeth fica mais nervoso, e com maior culpa escondida, suas aes se tornam mais cruis. Ele mata a mulher e os filhos de Macduff, seu rival, e ouve das bruxas que ningum nascido de uma mulher poderia mat-lo. Macduff se alia ao filho de Banquo e herdeiro do trono, para enfrentar Macbeth. Eles levam um exrcito, lutam e destroem a fortaleza de Macbeth. Macbeth, culpado e descontrolado, descobre que sua mulher enlouquecera atormentada pelos crimes que cometera havia se matado. Macbeth luta com Maduff e descobre que ele nascera por uma cesariana e no um parto natural, driblando a profecia. Macbeth morto e os herdeiros de Banquo tomam o trono.

Otelo, o Mouro de VenezaObra de William Shakespeare escrita por volta do ano 1603. A histria gira em torno de quatro personagens: Otelo (um general mouro que serve o reino de Veneza), sua esposa Desdmona, seu tenente Cssio, e seu sub-oficial Iago [1]. Por causa dos seus temas variados racismo, amor, cime e traio - continua a desempenhar relevante papel para os dias atuais, e ainda muito popular. Inicia-se com Iago,alferes de Otelo, tramando com Rodrigo uma forma de contar a Brabncio, rico senador de Veneza, que sua filha, a gentil Desdmona, tinha se casado com Otelo. Iago queria vingar-se do general Otelo porque ele promoveu Cssio, jovem soldado florentino e grande interme