Lições de liderança - O monge e o executivo

  • Published on
    29-Nov-2014

  • View
    78.914

  • Download
    2

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Lies de liderana - O monge e o executivo

Transcript

  • 1. O Monge e o Executivo Uma histria sobre a essncia da Liderana Baseado na obra de James C. Hunter
  • 2. As pessoas contam com o Lder
    • Todos vocs tm cargos de liderana e pessoas confiadas aos seus cuidados. Eu gostaria de desafi-los esta semana a comearem a refletir sobre a terrvel responsabilidade que assumiram quando optaram por ser lderes ... H muita coisa em jogo e as pessoas contam com vocs. O papel do lder extremamente exigente.
  • 3. Lder e Liderana x Gerente e Gerncia
    • Gerncia no algo que voc faa para os outros. Voc gerencia seu inventrio, seu talo de cheques, seus recursos. Voc pode at gerenciar a si mesmo. Mas voc no gerencia seres humanos. Voc gerencia coisas e lidera pessoas
  • 4. Conceito de Liderana
    • Liderana :
    • a habilidade de influenciar pessoas para trabalharem entusiasticamente visando atingir aos objetivos identificados como sendo para o bem comum
  • 5. Explorando o conceito:
    • Habilidade: Capacidade adquirida.
    • Pode ser aprendida e desenvolvida por algum que tenha o desejo e pratique as aes adequadas
    • Influncia: Envolver as pessoas do pescoo para cima e acabar com o antigo paradigma
    • ns s queremos voc do pescoo para baixo
  • 6. Poder x Autoridade
    • Poder: a faculdade de forar ou coagir algum a fazer sua vontade, por causa de sua posio ou fora, mesmo que a pessoa preferisse no o fazer
    • Autoridade: A habilidade de levar as pessoas a fazerem de boa vontade o que voc quer por causa de sua influncia pessoal
  • 7. Explorando os conceitos:
    • E notem que poder definido como uma faculdade, enquanto autoridade definida como uma habilidade. No necessrio ter crebro ou coragem para exercer poder ... Porm, estabelecer autoridade sobre as pessoas requer um conjunto especial de habilidades
  • 8. Explorando os conceitos:
    • ...o poder pode ser vendido e comprado, dado e tomado... A autoridade no pode ser comprada nem vendida, nem dada ou tomada. A autoridade diz respeito a quem voc como pessoa, a seu carter e influncia que estabelece sobre as pessoas
  • 9. O poder corri os relacionamentos
    • ... quando precisar exercer o poder, o lder deve refletir sobre as razes que o obrigaram a recorrer a ele
    • Recorrer ao poder pode significar que nossa autoridade foi quebrada ou que ela nunca existiu
  • 10. Qualidades de carter do Lder:
    • Honestidade
    • Bom exemplo
    • Compromisso
    • Bom ouvinte
    • Conquista a confiana das pessoas
    • Trata as pessoas com respeito
    • Encoraja as pessoas
    • Atitude positiva e entusistica
    • Gosta das pessoas
  • 11. Comportamento escolha
    • Todas as qualidades listadas so comportamentos. E comportamento escolha:
    • O desafio para o lder escolher os traos de carter que precisam ser trabalhados... Desafiar-nos para mudar nossos hbitos, nosso carter, nossa natureza. Isso requer uma escolha e muito esforo
  • 12. Liderar conseguir que as coisas sejam feitas atravs das pessoas
    • Ao trabalhar com pessoas e conseguir que as coisas se faam atravs delas, sempre haver duas dinmicas em jogo a tarefa e o relacionamento. comum o lder perder o equilbrio, se concentrando apenas em uma das dinmicas em detrimento da outra... Ento, a chave para a liderana executar as tarefas enquanto se constroem os relacionamentos
  • 13. Tudo na vida gira em torno dos relacionamentos
    • Isso especialmente verdadeiro nos negcios, porque sem pessoas no h negcios... Os lderes verdadeiramente grandes tm essa capacidade de construir relacionamentos saudveis
  • 14. Relacionamentos Saudveis
    • Para haver um negcio saudvel e prspero devem existir relacionamentos saudveis entre os responsveis pela organizao. E no estou falando apenas dos diretores, mas dos clientes, dos empregados, dos donos e dos fornecedores. Por exemplo, se nossos clientes nos deixam e vo para os concorrentes, temos um problema de relacionamento. No estamos identificando nem satisfazendo suas legtimas necessidades
  • 15. Identificar e satisfazer necessidades
    • ... se no correspondermos s necessidades dos clientes, algum o far
    • O mesmo se princpio se aplica aos empregados. Agitao, transferncias, greves, baixo moral, baixa confiana e baixo compromisso so meros sintomas de um problema de relacionamento. As necessidades legtimas dos empregados no esto sendo satisfeitas
  • 16. Relacionamento saudvel, Negcio saudvel
    • Em suma, relacionamentos saudveis com os clientes, empregados donos e fornecedores asseguram um negcio saudvel. Os lderes eficientes compreendem este princpio simples
  • 17. O fator mais importante para um relacionamento bem-sucedido
    • E a resposta simples: confiana. Sem confiana difcil seno impossvel conservar um bom relacionamento. A confiana a cola que gruda os relacionamentos ... Sem nveis bsicos de confiana, os casamentos se desfazem, as famlias se dissolvem, as organizaes tombam, os pases desmoronam
  • 18.
    • Sentimentos de respeito devem se expressar atravs de aes de respeito
  • 19. Saber ouvir
    • Quando interrompemos as pessoas no meio de uma frase, enviamos algumas mensagens negativas:
    • 1- No prestamos ateno ao que foi dito por estarmos pensando nas respostas
    • 2- Nos recusamos a ouvir, desvalorizando a opinio do outro
    • 3- Consideramos a nossa opinio mais importante que a do outro
  • 20. Desafiar velhos paradigmas
    • Paradigmas so simplesmente padres psicolgicos, modelos ou mapas que usamos para navegar na vida. Nossos paradigmas podem ser valiosos e at salvar vidas quando usados adequadamente. Mas podem se tornar perigosos se os tomarmos como verdades absolutas, sem aceitarmos qualquer possibilidade de mudana, e deixarmos que eles filtrem as novas informaes e as mudanas que acontecem no correr da vida
  • 21. Desafiar velhos paradigmas
    • Agarrar-se a paradigmas ultrapassados pode nos deixar paralisados enquanto o mundo passa por ns
    • ... importante que desafiemos continuamente os paradigmas a respeito de ns mesmos, do mundo em torno de ns, de nossas organizaes e das outras pessoas
  • 22. Desafiar velhos paradigmas
    • Lembrem-se de que o mundo exterior entra em nossa conscincia atravs dos filtros de nossos paradigmas. E nossos paradigmas nem sempre esto corretos
    • Desafiar os velhos caminhos requer muito esforo, mas acomodar-se nos paradigmas ultrapassados tambm. O mundo est mudando to rapidamente que podemos ficar paralisados se no desafiarmos nossas crenas e paradigmas
  • 23. Mudar para melhorar
    • Quase todos compram a idia do progresso, mas por definio impossvel melhorar, a no ser qu