Material Didatico Ead

  • Published on
    29-Nov-2014

  • View
    36.501

  • Download
    4

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Referencias para elaborar material didatico Alguns "Referencias para elaborar material didatico" elaborados por Joao Jose Saraiva da Fonseca para a elaboracao do material didatico para a EAD joao jose saraiva da fonseca http://joaojosefonseca1.blogspot.com/

Transcript

<ul><li> 1. Joo Jose Saraiva da Fonseca Referencias para a escrita do material didtico Autoria: Joo Jos Saraiva da Fonseca A Pressupostos didticos para a elaborao de material para educao a distncia O material didtico um elemento fundamental na educao a distncia. Nesta modalidade de ensino, o aluno no vai estar fisicamente face a face com o professor e restantes colegas de curso. Mas apesar da distncia fsica, no pode deixar de existir o dilogo permanente entre o a aluno e o professor. O material didtico o instrumento para esse dilogo. O xito do curso depender da qualidade da comunicao que se estabelece entre a instituio que promove o curso e o aluno, atravs do material didtico. O material didtico em educao a distncia, tem por referencial os pressupostos educacionais de dada uma das pocas e deve considerar o contedo que vai ser transmitido, o instrumento de mediao que vai ser utilizado e a envolvente social, econmica e cultural do aluno. B. Os indicadores de qualidade do MEC para o material didtico Propomos que analise os indicadores de qualidade do MEC para os materiais didticos utilizados em educao a distncia. Vamos nos basear em elementos retirados do Guia brasileiro de educao a distncia 2002/2003 de Carmen Maia e do documento original disponvel no endereo eletrnico do MEC. Joo Jose Saraiva da Fonseca </li> <li> 2. Joo Jose Saraiva da Fonseca A experincia com cursos presenciais no suficiente para assegurar a qualidade da produo de materiais adequados aos meios de comunicao e informao. Com o avano e disseminao das TICs, de informao e o progressivo barateamento dos equipamentos, as instituies podem elaborar seus cursos a distncia em que conjugam o texto com elementos multimdia que possibilitam a construo de um conhecimento sustentado em diversos fontes complementares. Assim, na construo de um curso a distncia necessrio: * Considerar que a convergncia e integrao entre materiais, acrescidos da mediao dos tutores na sala virtual e os momentos presenciais, criam ambientes de aprendizagem ricos e flexveis. * Incluir no material educacional um guia - impresso e/ou disponvel na Internet que: a) Oriente o aluno quanto s caractersticas da educaao a distncia quanto a direitos, deveres e atitudes de estudo a serem adotadas, b) Informe sobre o curso escolhido, c) Esclarea como se dar a interao com professores e colegas, d) Apresente o cronograma e o sistema de acompanhameto, avaliao e todas as demais orientaes que lhe daro segurana durante o processo educacional * Informar, de maneira clara e precisa, que meios de comunicao e informao sero colocados disposio do aluno - impresso e/ou disponvel na Internet - que se articula com outros meios de comunicaao e informao para garantir flexibilidade e diversidade; Joo Jose Saraiva da Fonseca </li> <li> 3. Joo Jose Saraiva da Fonseca * Detalhar nos materiais educacionais que competncias cognitivas, habilidades e atitudes o aluno dever alcanar ao fim de cada unidade e mdulo, oferecendo-lhe oportunidades,sistemticas de auto-avaliao; * Definir critrios de avaliao de qualidade dos materiais; * Estimar o tempo que o correio leva para entregar o material educacional e considerar esse prazo para evitar que o aluno se atrase ou fique impedido de estudar, comprometendo sua aprendizagem; * Dispor de esquemas alternativos mais velozes para casos eventuais; * Respeitar, na preparao de material, aspectos relativos questo de direitos autorais, da tica, da esttica, da relao forma-contedo; I * Considerar que a educao a distncia pode levar a uma centralizao na disseminao do conhecimento e, portanto, na elaborao do material educacional. Abrir espao para que o estudante reflita sobre sua prpria realidade, possibilitando contribuies de qualidade educacional, cultural e e prtica ao aluno; * Associar os materiais comunicacionais entre si e a mdulos/unidades de estudo/temas, indicando como o conjunto desses materiais se interrelacionam de modo a promover a interdisciplinaridade e a evitar uma proposta fragmentada e descontextualizada do programa. C. Desenvolvimento do contedo pelo professor autor O material didtico um elemento fundamental na educao a distncia funcionando como mediador da interao professor/aluno, dinamizador da construo do conhecimento e indicador metodolgico. Para atender aos indicadores de qualidade que regem a elaborao de material didtico impresso para educao a distncia, apresentados em vrias recomendaes do MEC, o material didtico dever apresentar uma: Joo Jose Saraiva da Fonseca </li> <li> 4. Joo Jose Saraiva da Fonseca Adequao da linguagem ao pblico-alvo, atentando para o vocabulrio, promoo da interao com o aluno, empregando-se o tom pessoal; Contemplar aspectos interdisciplinares, interculturais, e Elaborado por equipe multidisciplinar especializada, integrando, professores-autores com reconhecido domnio na rea do conhecimento do curso e capacitados para escrever no mbito especfico da educao a distncia. Integrar em simultneo as vertentes: contedo abrangendo a rea cientfica, e pedaggica harmonizando rea cientfica e a prtica docente por meio da apresentao de procedimentos experimentais, enquadramento histrico e interdisciplinar. A estrutura do texto desenvolve-se a partir de situaes do dia-a-dia que so posteriormente ampliadas na viso cientfica, enquadradas pela dinmica de relao texto e hipertexto, onde sero desenvolvidos o glossrio, curiosidades, ligaes com os outros materiais didticos e bibliogrficos, propostas de interao utilizando meios eletrnicos (frum e bate-papo), biblioteca e laboratrios virtuais. A produo do material didtico em educao a distncia deve considerar, o que vai ser transmitido, a situao educacional ou contexto, na qual se dar a interao comunicativa, para que o receptor alcance os resultados previstos pelo emissor. O xito do curso depender do conhecimento e do domnio da contedo pelos professores autores, elaboradores do material didtico e das tcnicas utilizadas no desenvolvimento dos recursos didticos, de modo a garantir a qualidade da relao e da comunicao entre professor e aluno. Joo Jose Saraiva da Fonseca </li> <li> 5. Joo Jose Saraiva da Fonseca Aps selecionar dos instrumentos de mediao principais e complementares, a concentrao deve ser mantida no planejamento da produo e utilizao das tecnologias, tendo em conta: a simplicidade, a organizao das idias e a manuteno do clima de descoberta progressiva. O autor deve particular ateno questo da coeso do contedo, assim como garantir a unidade e integridade de contedo. A ordenao dos diversos elementos de aprendizagem d origem aos mdulos que so conjuntos estruturais de unidades de auto-aprendizagem e constituem parte de um curso e/ou programas de estudo. A coeso pode ser assegurada pela observao dos seguintes pontos: Temas auto-suficientes; Pargrafos que apresentem apenas uma ou duas idias relacionadas; Uso de subttulos para apresentar uma idia nova; Incluso de elementos de transio entre temas; Recapitulao das idias principais no fim de cada tema. A anlise das divises naturais do contedo de cada mdulo permitem configurar as unidades de aprendizagem. Uma unidade de aprendizagem representa um segmento significativo do mdulo em estudo. Em cada mdulo, os objetos so tambm agrupados em unidades e cada unidade representa uma rea especifica de contedo e um determinado nvel de dificuldade. As caractersticas da educao a distncia conduzem promoo de uma auto-avaliao constante, de forma a proporcionar ao aluno oportunidades amplas e variadas de medir seu prprio progresso e suas limitaes antes de se submeter avaliao final referente ao mdulo. Joo Jose Saraiva da Fonseca </li> <li> 6. Joo Jose Saraiva da Fonseca A motivao considerada uma necessidade de estmulo que provoca determinada direo na aprendizagem. A determinao das motivaes gerais e particulares de cada individuo contribui no s para o conhecimento do prprio individuo como tambm para identificar o tipo de influencia posterior que se devera sugerir para orienta-lo durante o processo de aprendizagem. No ensino distncia mais do que na educao presencial, o subsistema motivacional precisa ser constantemente acionado. Isto porque, embora o estudante possua uma motivao inicial, essa poder ser reduzida e at eliminada ao longo do processo educacional. Torna-se, pois, imprescindvel a estruturao perfeita da motivao que garanta a permanncia da motivao inicial e o emprego ao longo do material de novas motivaes. Em princpio, a principal fonte de motivao o estudo e a aprendizagem do contedo do curso, porm isto nem sempre suficiente. No mbito dos contedos e sua aprendizagem a motivao envolve aspectos, tais como: - a diviso em sub-tpicos, com o objetivo de facilitar a estruturao do texto e o estudo por parte do aluno. - a clareza e conciso da linguagem, - a procura do dilogo com o leitor - a incluso de questionamento que estimulem momentos de reflexo - o vocabulrio empregado no texto deve ser o mais simples possvel, ao nvel do leitor, evitando pargrafos longos e o uso de termos complexos que dificultem o entendimento. - a utilizao de figuras, desenhos ou qualquer ilustrao, assume papel de suma importncia, desde que inserida no texto de forma coerente. Joo Jose Saraiva da Fonseca </li> <li> 7. Joo Jose Saraiva da Fonseca D. A linguagem do material didtico para educao a distncia 1. A linguagem mais adequada para o material didtico dos cursos a distncia O primeiro passo para a produo do material didtico que facilite esse processo deve ser uma pesquisa que investigue o contexto scio-cultural e a realidade dos alunos matriculados por plos, hbitos, costumes e linguagem. A partir dessas primeiras informaes, o professor pode comear o seu trabalho de elaborao do mdulo, no s utilizando uma linguagem acessvel, mas tambm usufruindo e dispondo de recursos audiovisuais que auxiliem na compreenso do contedo. No material didtico para educao a distncia, o texto deve ser desenvolvido numa perspectiva multidimensional, partindo de situaes do dia a dia para uma ampliao da viso cientfica, enquadrada pela dinmica de relao texto e elementos multimdia, propondo aos alunos itinerrios de leitura diferenciados. A linguagem deve ser clara, simples e direta, tendo como constante preocupao a adequao ao pblico-alvo. Deve-se atentar relao entre a linguagem tcnica e a linguagem comum utilizada pelos alunos. O material didtico dever dialogar com o aluno, estabelecendo com ele uma relao de interao estreita, reforada pela utilizao da 3 pessoa do singular. A mensagem deve ser motivadora e inteligvel. Deve trazer um equilbrio dialgico entre o conhecimento cotidiano e conhecimento cientfico, entre contedos disciplinares e contedos transversais, levando em conta o Joo Jose Saraiva da Fonseca </li> <li> 8. Joo Jose Saraiva da Fonseca saber (conhecimento de fatos, conceitos, teorias, princpios, fundamentos, nomenclaturas, personagens etc.); o saber fazer (domnio de habilidades); o saber ser (desenvolvimento de atitudes e valores); o saber fazer junto (interaes cooperativas com outros atores sociais). O aluno deve ser conduzido a uma permanente reflexo e ao questionamento crtico, na busca de respostas e posicionamentos pessoais, numa interao permanente entre a trilogia teoria, prtica e prxis. O texto produzido para a modalidade de EAD no pode ser apenas informativo. Tem que ser, tambm, um discurso persuasivo, com estmulos para a realizao de operaes intelectuais complexas, alm da internalizao de conhecimentos anteriores e com a experincia pessoal, a sntese integradora, a motivao, a inquietude por identificar as formas possveis de aplicao em seu meio, e, ainda, considerar as implicaes sociais e ticas de tais aplicaes. Recomenda-se o uso de um estilo de escrita conversacional, em que o professor fala com os alunos de um modo amigvel e incentivador, envolvendo-os em um dilogo. O estilo deve ser adequado ao assunto que est sendo escrito. A linguagem deve ser clara e de fcil compreenso. Os pargrafos devem conter apenas uma idia principal, ou no mximo duas idias relacionadas; escreva frases curtas, contendo no mais do que vinte palavras cada uma. Devem ser usada principalmente oraes principais, uma vez que elas so mais fceis de serem seguidas do que oraes subordinadas; evitar oraes subordinadas em excesso numa mesma frase; evitar negaes em excesso numa mesma frase; evitar o recurso voz passiva, usando verbos ativos e diretos; Evitar usar em demasia palavras impessoais tais como este, isso ou o qual; usar palavras familiares ao leitor, sempre que possvel; usar palavras concretas; transformar as Joo Jose Saraiva da Fonseca </li> <li> 9. Joo Jose Saraiva da Fonseca palavras abstratas em verbos; explicar todos os termos tcnicos; certificar- se que todas as suas palavras esto sendo corretamente utilizadas; usar expresses idiomticas com cuidado; adequar a linguagem utilizada habilidade de leitura dos alunos. A utilizao no texto de personagens, que orientam o percurso de aprendizagem e do dicas, permitem que o aluno tenha a sensao de o acompanhamento do professor, combatendo o isolamento. O texto em educao a distncia exige empatia e cumplicidade com o aluno, simplicidade e clareza na apresentao do contedo. Freqentemente nos deparamos com professores autores que preparam textos com formatos mais adequados ao ensaio acadmico, a...</li></ul>