O grito da_terra

  • Published on
    21-Aug-2015

  • View
    631

  • Download
    2

Embed Size (px)

Transcript

  1. 1.
    • . .
    O grito da Terra!
    • Envenenar a Terra, o mesmo que envenenar a Placenta,
    • que est alimentando teu filho.
    • Transio automtica dos slides
  2. 2. Sou um ser vivo e meu nome Terra. Sou a casa do Homem. Sempre o acolhi e ofereci de graa, para ele: Moradia, oxignio, gua e alimento. Alm de minha espetacular beleza...
  3. 3. O tempo passa e no sou honrada. Deus criou-me e abenoou-me. O homem foi formado do meu p...Bem depois de mim! Deus entregou-me por herana ao homem. Como cuida de sua velha me,o homem deveria cuidar melhor de mim. S tenho recebido abandono, desprezo,desamor e pouca importncia.
  4. 4. Tudo o que consigo gerar, para o uso humano e para outros seres que abrigo. Mas o homem mesquinho,egosta e quer ser o dono de tudo. Agride-me, fere-me e toma de mim,todas as minhas riquezas.Deixa me cicatrizes profundas. Esta mina de diamantes, Leste da Sibria(Rssia) fica prximo da cidade de Mirny.Tem 525 metros de profundidadee 1,25 km de dimetro.
  5. 5. O petrleo arrancado de minhas entranhas e isto s me enfraquece. Poos so abertos e incendiados,com intenes vergonhosas e sdicas.
  6. 6. O homem espalhou sobre mim,uma manta negra chamada asfalto. Com ela, no consigo transpirar como outrora.Sinto-me sufocada, febril e doente. Este cobertor de asfalto tem me dado muito calor. No consigo tir-lo, para refrescar-me.
  7. 8. Arrancaram minhas vestes e me desnudaram. Minhas matas e florestas esto sendo destrudas,adulteradas e saqueadas.
  8. 9. Veja parte de minhas cicatrizes...
  9. 10. A assolao estendeu-sesobre meu corpo. Lanaram fogo sobre minhas vestes... Poucos corrempara socorrer-me. Muitos esto cegose insensveis.Observam-meagonizando,enquanto contamseus lucros insaciveis.
  10. 11. Estou sendo vergonhosamente atacada e dizimada,pela implacvel crueldade humana. Antes, minha chuva molhava as plantaes. Agora a chuva cida, provocada pelo homem, exterminando minhas vegetaes.
  11. 12. Hidreltricas possantes so construdas. Mas, a fauna, flora e rios, so sacrificados... As guas dos rios e dos mares, formam o meu sangue.
  12. 13. A camadade oznio,minha proteo naturala teu favor,foi violentamente agredida.
  13. 14. Asfixiam-me com detritos e gases (monxido de carbono). (Pequenos atos de educao, no jogando papel no cho, ou lixo nos crregos, j me ajudariam).
  14. 15. A poluio desenfreada, me contamina e me envenena, lentamente.Muitos seres esto pagando, com a prpria vida.O homem pensa muito, em si mesmo.
  15. 16. Sinto-me sozinha e indefesa. Bombas atmicasso explodidas impiedosamente. Testes nuclearesso constantementerealizados sobre mim.Msseis e outros artesanatos nocivos so desenvolvidos,com a inteno de matar.
  16. 17. Minha superfcie e biosfera, esto desequilibradas. J no sou a mesma jovem do passado, sinto-me fraca. No consigo mais controlar minhas reaes. As vezes tenho tremores e sinto calores intensos,que no consigo esconder.
  17. 18. Degelo, aquecimento global e enchentes,so alguns sinais das enfermidades, que lanaram sobre mim.
  18. 19. Percebo que o homem realmente, no gosta de mim... insensvel aos meus tremores.No ouve os meus gemidos e soluos. Mas, preciso gritar bem alto!
  19. 20. O homem no est percebendo minhas lgrimas... Minha voz est presente em meus sinais silenciosos...
  20. 21. Sou uma das pequenas engrenagens do Universo.Observo inmerosobjetoslanadospelo homem,formando ao meu redor,o lixo espacial. Depois no reclamem,no exijam nadade mim...
  21. 22. O homem acendeu uma bomba relgio contra si. "No erreis:Deus no se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso tambm ceifar."(Glatas 6 : 7)
  22. 23. Existem muitas bandeiras, que devem ser respeitadas, no ?Existem muitas leis...E eu (a Terra),que te alimento e te carrego no colo,de dia e de noite... Tenho algum direito?
  23. 24. Oua meus ltimos gritos: .. Socorro!Ajuda-me! .. . Ainda d tempo... No me deixe ficar estril. Tenho um compromisso contigo. . . . Mesmo ferida... . Preciso produzir gros e alimentos.Para que possas viver!Esta a tarefa que recebi de Deus: Cuidar de Voc! Com proteo e Amor! Assinado:
  24. 25. Texto escrito e montado por: Waldimir Diniras Martins e-mail: waldimirmartins@yahoo.com.br Imagens:Internet Msica:Ameno Lembre-se : Deus perdoar SEMPRE. O Homem perdoar, s vezes. ANATUREZA , no perdoarNUNCA .