Relações interpessoais apresentação

  • Published on
    15-Jun-2015

  • View
    703

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Apresentao sobre relaes Interpessoais.

Transcript

<ul><li> 1. RELAESINTERPESSOAISQUALIDADE NO ATENDIMENTOPARA OPERADORES DOTRANSPORTE OPCIONALPREFEITURA MUNICIPAL DE NATALSECRETARIA DE MOBILIDADEURBANA - SEMOBPROF. ESP. JOO MOURA18/4/2013</li></ul> <p> 2. INTRODUO18/4/2013PROF. ESP. JOO MOURAGLOBALIZAOVELOCIDADENASINFORMAESMUDANASCOMPORTAMENTAISCOMPETIO ENTRE ASPESSOASRELAESINTERPESSOAIS 3. RELAES INTERPESSOAIS18/4/2013PROF. ESP. JOO MOURA a capacidade para interagir com os outros,usando empatia, atitudes assertivas, ou seja, terum comportamento maduro e no intolerante.EMPATIAATITUDESASSERTIVASCOMPORTAMENTOMADUROTIMORELACIONAMENTOINTERPESSOAL 4. PERSONALIDADE18/4/2013PROF. ESP. JOO MOURA Personalidade o conjunto total decaractersticas que torna o indivduo nico ediferente dos outros.FATORES QUE DETERMINAM APERSONALIDADEHeranaBiolgicaou aNaturezaO Ambienteou aEducaoA Idade ou oAmadurecimento 5. RESPEITO ASDIFERENASINDIVIDUAIS18/4/2013PROF. ESP. JOO MOURAA base para a melhoria das relaesinterpessoais a compreenso de que cadapessoa tem uma personalidade prpria , queprecisa ser respeitada e que cada um trazconsigo necessidades sociais, materiais epsicolgicas que precisam ser satisfeitas, e queinfluenciam o seu comportamento. 6. 18/4/2013PROF. ESP. JOO MOURADIFERENASINDIVIDUAISEMOTIVIDADE 7. SIGNIFICADO DAS DIFERENASINDIVIDUAIS18/4/2013PROF. ESP. JOO MOURA Diferenas individuais so as vrias formasem que os indivduos se distinguem uns dosoutros, sejam nos aspectos fsicos, psquicos,intelectuais, emocionais ou sociais. 8. NECESSIDADES BSICAS DO SERHUMANO18/4/2013PROF. ESP. JOO MOURAA motivao humana constante, infinita,flutuante e complexa. O homem pode serconsiderado um animal que deseja e queraramente alcana um estado de completasatisfao, a no ser em certos perodos detempo. 9. 18/4/2013PROF. ESP. JOO MOURAAUTO REALIZAO(MORALIDADE,CRIATIVIDADE,ACEITAO DOSFATOS)AUTO ESTIMA(CONFIANA, CONQUISTA,RESPEITO)SOCIAIS(AMIGOS, FAMILIA)SEGURANA(ABRIGO, MORADIA)FISIOLGICAS(SEXO, FOME, SONO)PIRMIDE DE MASLOW 10. PERCEPO18/4/2013PROF. ESP. JOO MOURA o processo pelo qual toma-se conhecimento domundo externo.AUDIOVISOOLFATOTATOPALADARFATOSOBJETOSPESSOASSENTIDOSMUNDOEXTERNO 11. 18/4/2013PROF. ESP. JOO MOURAFATORES QUE INTERFEREM NAPERCEPOEXPERINCIAS PASSADASESTADOEMOCIONALINTERESSEDIFERENAS INDIVIDUAISPRECONCEITO 12. 18/4/2013PROF. ESP. JOO MOURACONDIES QUE AUMENTAM APRECISO DAS PERCEPESAUTOCONHECIMENTOEQUILBRIO OUAJUSTAMENTOINTERNOFLEXIBILIDADEJULGAMENTOBASEADO EM FATOS 13. COMUNICAO(emissor x receptor)18/4/2013PROF. ESP. JOO MOURAProcesso de transmisso de ideias, pelo qual osseres humanos afetam os pensamentos, aes esentimentos.FUNESAPROXIMAO INTERAOIGUALDADE 14. LINGUAGEM18/4/2013PROF. ESP. JOO MOURAConjunto de smbolos ou cdigos que permitemexpresso e o relato de experincias atravs datroca de informaes tanto verbais quanto noverbais.FORMAS DECOMUNICAOVERBAL: Utiliza a escrita ou afala.NO-VERBAL: Utiliza imagens,smbolos, desenhos, dana,etc. 15. 18/4/2013PROF. ESP. JOO MOURAVerbalNo - verbal 16. BARREIRAS NA COMUNICAO18/4/2013 PROF. ESP. JOO MOURA Falta de conhecimento; Erros de linguagem; Tonalidade de voz inadequada; Envolvimento Emocional; No checar se a mensagem foi recebida; Suposio de que o receptor conhecer o assunto; Competio que leva a um dilogo de surdos ; Padres Culturais; Nvel de Expectativa. 17. MELHORIA NA EFICCIA DACOMUNICAO18/4/2013PROF. ESP. JOO MOURA Encontrar forma ou local adequado para comunicar-se; Ouvir atentamente; Observar atentamente gestos, expresses; Procurar conhecer as crenas e valores do outro erespeitar; No fazer crticas destrutivas as formas decomunicao do outro; Procurar conhecer e entender as dificuldades do outro; Procurar conhecer e comunicar-se na linguagem dooutro; Demonstrar sinceridade para que haja credibilidade; Demonstrar coerncia entre o discurso e a ao. 18. COMUNICAO INTERPESSOALEFICAZ18/4/2013PROF. ESP. JOO MOURA Trate as pessoas pelo nome; Olhe para as pessoas enquanto fala; "Oua" todos os sentidos; Coloque-se no lugar dos outros; Evite pr-conceitos; Inspire confiana; Mantenha o equilbrio emocional; Solicite e aceite feedback; 19. RESPEITOPERCEPOCOMUNICAO18/4/2013PROF. ESP. JOO MOURACONCLUSO 20. 18/4/2013PROF. ESP. JOO MOURASUCESSO!!!</p>