Revista Experimente - 4ª edição

  • Published on
    24-Jan-2017

  • View
    268

  • Download
    14

Embed Size (px)

Transcript

  • 02 REVISTA EXPER!MENTE | IEMMa 6 anos

    Conselho EditorialClicia Bittencourt / Jota RamosGabrielle Ramos

    FotosAcervo IEMMa e Adriano Gomes

    RevisoClicia Bittencourt / Gabrielle Ramos

    Desgin grficoMundo Imagine

    ImpressoGrfica Sieart

    Instituto Educacional Maria Madalena-IEMMaRua Celso Fonseca, 230 - Centro - Tutoia - MaReconhecido pelo CEE/Ma Resoluo n065/2014

    Fone: 98. 8712 5668

    umaboaescola@hotmail.com

    /institutoeducacionalmariamadalena

    /umaboaescola.blogspot.com.br

    EXPED!ENTE CONTATO

    A cada edio de nossa Revista buscamos um colorido especial, aquele de jardins bem cuidados, cuja beleza reflete o carinho e a dedicao de seus cuidadores!

    Nesses seis anos de existncia, nossa escola, com a pacincia de um jardineiro, vem semeando e cultivando o melhor presente que os pais podem dar a seus filhos: uma boa educao, um ensino escolar de qualidade. #umaboaescola

    Nosso trabalho j rende cores, j colhe frutos e segue plantando cada vez mais. Em 2015, iniciamos com louvor a Educao Infantil, e nossos pequenos obtiverem sucessos de aprendizagem surpreendentes! E reforando nosso mote de escola completa, em 2016, inauguraremos o Ensino Mdio, com o padro de servio eficiente e ensino de qualidade que j oferecemos nesses seis anos! #vemproiemma

    Esta quarta edio da EXPER!MENTE traz fotos e resumos da rotina vivida em 2015 no IEMMa, alm de destaques em atividades extra-classe e em competies internas e externas; resenhas e dicas de leitura; entrevista; artigos e opinies de parceiros sobre assuntos diversos; produes dos alunos da Educao Infantil e muito carinho para voc, leitor!

    Boa leitura!

    ED!TOR!ALSUMR!O

    *O contedo das matrias publicadas aqui, so de responsabilidade exclusiva de seus autores.

    Os Editores

    Pro IEMMa no existem fronteiras. - PG 03

    Entrevista - PG 04

    Depoimento - PG 05

    IEMMa na Mdia - PG 07

    Exposio Mulheres em Destaque- PG 08

    Visita Ilustre - PG 09

    Destaques de 2014 - PG 10

    Palavra de Me - PG 13

    Novidades no IMMA - PG 14

    Um pouquinho de Europa - PG 16

    Histria de Professora - PG 17

    Exposio de Leitura - PG 18

    Contos Infantis - PG 19

    Dicas de Sade - PG 20

    Dicas de Leitura - PG 23

  • 03REVISTA EXPER!MENTE | IEMMa 6 anos

    No ms de Novembro, nossos alunos do Ensino Fundamental visitaram a Usina Elica em Pedra do Sal e tiveram uma aula de anatomia do laboratrio da FACOE em Parnaba PI.

    Aula de anatomia no laboratrio da FACOEem PARNABA PI.

    NO EXISTEM FRONTEIRAS

  • 04 REVISTA EXPER!MENTE | IEMMa 6 anos

    ENTREVISTA

    A REVISTA EXPER!MENTE mais uma vez traz para voc, caro leitor, entrevista com personalidades que venceram na vida atravs dos estudos. Trouxemos na edio deste ano uma entrevista com o JUIZ RODRIGO OTVIO TERAS SANTOS que foi entrevistado pelos alunos Joo Neto, Maria Eduarda e Glenda Arajo. Confira s!

    RE! Qual foi seu maior desafio em toda sua vida profissional?

    R.: Decidir sobre a vida das pessoas muito difcil, ainda mais quando tem casos que ao jugar passamos a ter certas dvidas. O caso mais complicado que eu tive e que me gerou muita dvida foi o meu primeiro caso como magistrado, foi na cidade de Timom, um crime de estupro e l eu tive muita dvida se a pessoa era culpa-da ou no e eu ficava naquela coisa deixar um inocente preso ou deixar um abusador de crianas solto, e ento o que eu fiz nesse meu processo, eu orei muito para que Deus me iluminasse. Eu me lembro que eu cheguei a fazer at duas sentenas, uma condenando e uma absolvendo e assim o que passo para os meus colegas de trabalho aqui como a gente deve julgar quando a

    gente t com muita dvida a gente faz duas sentenas, aquelas que vai fluir melhor, aquela que a gente vai con-seguir fazer sem nenhuma dvida, sem nenhum proble-ma, essa a sentena correta e naquele caso por mais incrvel que parea eu julguei pela improcedncia , eu absolvi, eu me convenci que o cidado no era culpado. Ento so casos bem complicados, ento decidi proces-sos dessa natureza bem difcil, mas a gente aprende com o decorrer do exerccio profissional a ver onde que t a verdade e decidir da melhor forma possvel

    RE! Se voc no fosse juiz o que voc seria?

    R.: Antes de ser juiz eu j fui padeiro, j fui entregador de po, j fui instalador de internet. Eu tenho um curso de formao de programao em informtica, eu fiz por uma escola tcnica, na poca o CEFET- escola pblica e eu queria trabalhar com informtica, eu gosto muito, aqui no frum quem concerta os computadores sou eu. Eu gosto muito de mexer em computador, ento talvez se eu no tivesse seguido para rea do Direito em si eu teria seguido para rea da informtica.

  • 05REVISTA EXPER!MENTE | IEMMa 6 anos

    Eu sempre fui um bom aluno, sempre gostei de estudar. J

    cheguei a estudar 16 horas pordia prximo ao concurso.

    Dr. Rodrigo Otvio Teras Santos

    RE! H quantos anos voc exerce essa profisso?

    R.: Magistrado tenho 5 anos e 4 meses. Como funcio-nrio do poder judicirio j tenho quase 20 anos, por que eu ocupei vrias carreiras no judicirio. Eu comecei carimbando papel, eu era Auxiliar Administrativo, depois eu passei num concurso dentro da faculdade para Ofi-cial de Justia a em seguida eu fui ser Analista do Tri-bunal a depois eu passei para Analista do TRE e depois Magistrado. Ento foi uma escadinha, eu tenho o Poder Judicirio como uma segunda casa, eu cresci no Poder Judicirio.

    RE! Como voc se sente antes dos seus julgamen-tos?

    R.: Hoje muito natural julgar para mim. Depois da-quele caso que eu contei inicialmente, eu aprendi que a gente no deve julgar as pessoas, isso o mais im-portante. Quem julga as pessoas no o magistrado Deus, Ns magistrados estamos aqui na terra para julgar os fatos, as coisas que aquelas pessoas fizeram, ento quando eu vou julgar um processo eu no vejo se beltrano ou cicrano eu pego e vejo o seguinte, o que foi que essa pessoa fez, ento eu me prendo a julgar o fato, ento a partir do momento que eu me prendo a julgar o fato eu tenho mais liberdade e a conscincia mais limpa para exercer minha profisso, ento eu no procuro me prender a pessoas e sim ao fato que est no processo.

    RE! Quantas horas por dia voc estudava para pas-sar no concurso e ocupar a vaga que ocupa hoje?

    R.: Na verdade eu sempre fui muito estudioso. Ento sempre que eu no estava exercendo um cargo eu es-tava estudando. Eu sempre estudei uma hora quando dava, ou duas. Quando eu estava de folga, que dava para estudar cinco a dez horas; prximo ao concurso eu estudava catorze, quinze horas por dia. E isso no significa dizer que voc vai ficar doido no, pense que isso uma fase na sua vida, voc tem que estudar sem-pre, uma hora duas horas e eu sempre trabalhei, mas eu sempre estudava.

    RE! O que levou o Meretssimo a escolher o curso de direito?

    R.: Eu acabei escolhendo por conta dessas minhas visi-tas como instalador de internet na casa de advogados de juzes, bem certo que j tinham pessoas que fala-vam que eu ia ser advogado, porque eu gostava de me meter de dar conselho. O certo que depois que passei para o curso de Direito me apaixonei, eu sou apaixo-nado pela minha profisso, sou apaixonado pela minha

    rea de atuao.

    RE! O que deve ser feito para que a populao para sinta o Poder Judicirio mais prximo dela?

    R.: Desde muito tempo a funo do poder judicirio sempre foi a de julgar processos. Isso que a socieda-de entende como sendo o papel do juiz e do poder judicirio e o que a gente sempre escuta na mdia, ah o poder judicirio moroso, ah o poder judicirio no julga. Na verdade o poder judicirio do Brasil um dos que mais trabalha, um dos que mais julgam no mun-do inteiro. Ento, o problema de hoje no Brasil que a gente perdeu capacidade de dilogo, a gente perdeu a capacidade de resolver as coisas sem recorrer a terceiros no caso o poder judicirio, hoje voc brigou na rua, uma falou com outro, um brigou com outro processo, n, ningum mais conversa, tudo se procura o poder judi-cirio seja porque no sabe resolver ou por que queira uma indenizao ou coisa do tipo; ento, com isso ficou extrema essa judicializao. Isso no s a imagem que o poder judicirio deve construir, hoje no, o poder ju-dicirio tem um carter mais humanizado, mais social e essa aproximao do poder judicirio com a sociedade tem a ver justamente com participao do magistrado na vida ativa da sociedade seja em discusses, em apro-ximao, em projetos que tratam da criana e do idoso

    RE! Voc poderia dar alguns conselhos para nos-sos colegas que acham que estudar uma coisa chata?

    R.: Eu sempre fui muito estudioso, por dois motivos, eu vim de uma famlia pobre, papai e mame diziam que a soluo o estudo e no existe outra. Ficar a depender de terceiros muito difcil, depender que algum lhe d um emprego que algum lhe d alguma coisa muito difcil, voc tem que correr atrs e o nico caminho para se chegar a isso estudar. Eu sempre fui um bom aluno, j ganhei at prmio na escola como bom aluno, meus irmos tambm todos foram bons alunos, mas tudo isso se deve a uma base familiar que te move.

  • 06 REVISTA EXPER!MENTE | IEMMa 6 anos

    DEPOIMENTO

    Professora, Graduada em Letras-Portugus na UESPI, atualmente reside na Itlia.

    Ana RenataBraz Arajo

  • 07REVISTA EXPER!MENTE | IEMMa 6 anos

    Novamente levamos o nome de Tutoia ao cenrio nacional, junto a escolas respeitadas como as que esto tambm no Jornal.

    Uma matria sobre a aula de Filosofia da Prof. Helena Maria no 8 ano, publicada no JORNAL CORUJINHA N. 76 - 2 Trimestre de 2014 ao lado de matrias de escolas do Brasil inteirinho! Estamos muito orgulhosos e agradecidos!

    Aula de filosofia no jornal corujinha Reconhecimento

    Esse ttulo nos foi dado pela sociedade tutoiense que acolheu e acolhe o IEMMa acreditando naquilo que oferecemos. No teramos este reconhecimento se no fosse a confiana depositada em cada um que administra, cuida e leciona no IEMMa. Este certificado s um simbolo do que j fizemos e podemos ainda fazer com a permisso e a bno de Deus pela educao de nossas crianas. Agradecemos a confiana dos pais e colaboradores que acreditam no nosso trabalho.

    NA MDIA

    Fomos notcia no G1! Veja a matria completa na pgina a seguir!

  • 08 REVISTA EXPER!MENTE | IEMMa 6 anos

    Exposio fotogrfica com o ttulo Mulheres em Destaque, foi organizada com sucesso pela professora de Histria Helena Maria, em 2014, com o intuito de ressaltar o importante papel desempenhado por algumas mulheres em diferentes perodos da histria do Brasil. Para destacar a importncia

    EXPOSIO MULHERES EM DESTAQUE

    Carmem Miranda representada pela aluna Camille Soares.

    I Mostra FotogrficaMulheres em Destaque

    dessas mulheres, sete alunas do IEMMA se caracterizaram para participar de um exposio fotogrfica. As alunas foram fotografadas pelo fotgrafo e parceiro da escola Adriano Set. A Exposio recebeu visita de alunos e professores de outras escolas da cidade.

  • 09REVISTA EXPER!MENTE | IEMMa 6 anos

    FALA, PAI! FALA, ME!

    O IEMMa uma escola que surgiu h 6 anos para ampliar os conhecimentos e despertar nos tutoienses a importncia do investimento numa educao dequalidade. Pois, os resultados obtidos at agora, so satisfatrios. Eu como me procuro sempre oferecer o melhor para as minhas filhas.

    Roberta, me da aluna Rayka do 2 ano

    Com entusiasmo que recebemos em nossa escola, o Colgio Dez (Parnaba-Pi), em 2014, compartilhando conosco o Projeto Jovem Cidado - Respirando alegria, experimentando amor. Estiveram no IEMMa, a Diretora Rossana Souza, o Professor Wndel Camapum, responsvel pelo projeto, e seus alunos, com atividades de palestra e pea teatral, para nossos alunos do 8 e 9 anos. Para ns, sempre gratificante mostrar galerinha bons exemplos que sirvam de inspirao. Temos um carinho especial pelo Colgio Dez, pois boa parte de nossos professores e diretores passou por l. Parabenizamos a escola pela Projeto e nos colocamos disposio para receb-los sempre com muita satisfao! Que seja o primeiro encontro de uma importante parceria!

    Relembramos com carinho a visita feita pelo Monsenhor Hlio Maranho a nossa escola no ano de 2011. Com uma biografia recheada de ttulos e conquistas, teve vrios livros publicados, foi fundador da Academia de Cincias, Artes e Letras de Tutoia, e uma das personalidades importantssimas da histria de Tutoia. Na ocasio, visitou todas as salas do matutino e at deu autgrafos para os alunos do 7 ano. Na sada, abenoou o IEMMa!

    (Professoras Rossana Souza, Giselle Ramos, Clicia Bittencourt, Jota Ramos e o professor Wndel Camapum)

    Esteve tambm em nossa escola o Secretrio Adjunto da Seduc Fbio Rondon e a equipe da URE, no dia 23/10/2015, que nos deram a honra de receb-los para um caf e apresent-los nossa escola! Voltem sempre!

    VISITA ILUSTRE!

  • 10 REVISTA EXPER!MENTE | IEMMa 6 anos

    Confi ra s a matria publicada 13/11/2014 s 10h40 no Portal G1.

    Trs estudantes do municpio de Tutia, que fi ca a aproximadamente 450 km de So Lus, no Maranho, foram destaque na Olimpada Brasileira de Qumica Jnior de 2014. Eles iro receber o certifi cado de Meno Honrosa no prximo dia 28, na cidade de Fortaleza, no Cear. O certifi cado de Meno Honrosa entregue aos alunos que atingem notas de 50 a 69,9.

    Mateus Soares, do 9 ano, Thayane Vieira Reis, aluna do 9 ano; e Petrcio Neves, do 8 ano; so alunos do Instituto Educacional Maria Madalena (IEMMa). A escola, que desde 2012 participa de competies, j coleciona 75 medalhas e este ano inscreveu 25 alunos na competio de qumica. Desses, 11 foram aprovados para a 2 fase e trs fi caram entre os melhores do Maranho.

    As provas da primeira etapa da Olimpada Brasileira de Qumica Jnior foram realizadas no dia 08 de agosto e, a segunda

    DESTAQUES EM 2014!

    etapa, no dia 27 de setembro. Apesar das medalhas no terem sido conquistadas neste ano, os estudantes esto felizes com o reconhecimento do esforo.

    Estou ansioso para ir receber o meu certifi cado, estudei muito para conseguir, estudei muita qumica este ano, declarou Petrcio Neves. Para Thayane Vieira, valeu a pena se dedicar rotina intensa de estudos. A gente se preparou muito para essa competio, at aos sbados amos para escola para nos prepararmos para essa prova, ressaltou a estudante.

    Para o professor e fundador da escola, Jota Ramos, o bom resultado na competio fruto de um esforo feito durante todo o ano.

    Os resultados positivos que obtemos so decorrentes de um trabalho estruturado e planejado, que vem desde os primeiros anos de estudo dos alunos. H competies internas na escola, como as de soletrao, simulados, Prmio Cientista Mirim, entre outros, afi rma. Os resumos dos trabalhos cientfi cos produzidos pelos estudantes so publicados na Revista Experimente, que lanada pela escola h trs anos.Raquel Soares Do G1 MA

    Nossos estudantes sonotcia no Portal G1

  • 11REVISTA EXPER!MENTE | IEMMa 6 anos

    Professora do 2 ano, Liziane Ramos, sua turma obteve melhor resultado na Olmpada Brasileira de Astronomia e Astronutica. Parabns, Professora!

    Medelhistas da Olimpada Brasileira de Astronomia e Astronutica em 2014.

    Alberto Lus Rodrigues Silva, aluno do 2 ano, campeo do SOLETRTINHA nvel 1 - 2014

    Guilherme Mendes da Conceio, aluno do 2 ano vencedor do SOLETRINHA nvel 1 - 2015

  • 12 REVISTA EXPER!MENTE...