Vanguarda europeia

  • Published on
    26-Dec-2014

  • View
    1.840

  • Download
    4

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Resumo das Vanguardas europeias

Transcript

<ul><li> 1. Vanguardas Europeias </li> <li> 2. A palavra VANGUARDA deriva do francs AVANT-GARDE, termo militar que designa aqueles que, em campanha, vo frente da unidade. A partir do incio do sc. XX, passou a ser empregada para designar aqueles que, no campo da arte e das ideias, estavam frente de seu tempo. As Vanguardas surgem, no incio do sculo XX, atravessando a I Guerra Mundial e finda com o incio da II Guerra Mundial, momento em que as produes artsticas cessam diante do terror nazista. Principais movimentos europeus: 1. FUTURISMO 2. EXPRESSIONISMO 3. CUBISMO 4. DADASMO 5. SURREALISMO </li> <li> 3. VANGUARDAS EUROPEIAS Transformaes tecnolgicas na virada do sculo; o automvel, o avio, o cinema deslocaram e aceleraram o olhar do homem moderno; novas maneiras de o homem perceber a realidade; Em meio a essas transformaes, surgem vrias manifestaes artsticas: </li> <li> 4. VANGUARDAS EUROPEIAS Expressionismo Surgiu na Alemanha em 1910; preocupao foi a forma em expressar as manifestaes do mundo interior; pouco se importavam com os conceitos de belo e feio. O importante era a "expresso", valorizaram as composies abstratas e as imagens distorcidas, prximas da caricatura; desenvolveu-se mais na pintura e os principais representantes desse movimento foram: Vincent Van Gogh Paul Czanne Paul Gauguim Edward Much </li> <li> 5. Expressionismo O grito (1893), de Edward Munch. Utilizando cores irreais, d forma plstica ao amor, ao cime, ao medo, solido, misria humana, prostituio. Deforma-se a figura, para ressaltar o sentimento. </li> <li> 6. VANGUARDAS EUROPEIAS Cubismo Surgiu em 1907, a partir das experincias do espanhol Pablo Picasso e do francs Georges Braque; desenvolveu-se inicialmente na pintura, caracterizou-se pela valorizao de formas geomtricas como cubos, cones e cilindros. defesa da ideia de que o artista deveria ter toda a liberdade para decompor a realidade que est interessado em representar e depois recri-la a partir de elementos geomtricos sobrepostos. </li> <li> 7. Segundo Picasso, "A arte uma mentira que nos faz perceber a verdade". Les Demoiselles d'Avignon (1907), de Pablo Picasso </li> <li> 8. O Manifesto Futurista, de autoria do poeta italiano Filippo Tommaso Marinetti (1876 - 1944), publicado em Paris em 1909. PROPOSTAS: o Futurismo propunha a ruptura com o passado. Mais que isso: destruir o passado. Exaltavam: a velocidade, o progresso; a coragem, a audcia e a revolta; o soco e a bofetada; a guerra nica higiene do mundo; pregava a demolio de bibliotecas e museus, alm de combater o moralismo, o feminismo e todas as covardias oportunistas e utilitrias. </li> <li> 9. A rua entra na casa (1911) Umberto Boccioni, LNGUA PORTUGUESA - 3 ano 10. AS VANGUARDAS EUROPEIAS </li> <li> 10. VANGUARDAS EUROPEIAS Dadasmo Fundado na Sua em 1916, foi o mais radical dos movimentos de vanguarda; a palavra "Dad", escolhida por Tristan Tzara, lder do movimento, pode significar vrias coisas, como por exemplo: rabo de vaca santa, ama de leite, me etc; os dadastas no propem nada, exceto a destruio do passado, do presente e do futuro; total falta de perspectiva diante da guerra. </li> <li> 11. O DADASMO O prprio Tristan disse que "Dad" no significa nada. Segundo ele essa palavra foi encontrada casualmente quando ele abriu um dicionrio. Embora a palavra DADA em francs signifique cavalo de madeira, sua utilizao marca o non- sense ou falta de sentido que pode ter a linguagem (como na fala de um beb). </li> <li> 12. VANGUARDAS EUROPEIAS Dadasmo A tcnica do ready-made consiste em transformar em obra de arte objetos do cotidiano, satirizando o mito mercantilista do capitalismo. Essa tcnica deu origem Arte Pop. Duchamp de 1917, A fonte </li> <li> 13. VANGUARDAS EUROPEIAS Surrealismo Duas linhas de atuao: 1- As experincias criadoras automticas; 2- Imaginrio extrado do sonho, buscando liberar o artista dos limites da razo. Andr Breton, Salvador Dali, Juan Mir so representantes do movimento. </li> <li> 14. SURREALISMO O Manifesto Surrealista foi lanado em Paris, em 1924, por Andr Breton, um ex-participante do Dadasmo que rompera com Tristan Tzara. A arte do sonho, do subconsciente, da no razo, da influncia Freudiana </li> <li> 15. Surrealismo </li> <li> 16. Poeminha surrealista Gostaria, querida, De ser inesperado Como uma madrugada amanhecendo noite E engraado, tambm, Como um pato num trem. Millr Fernandes LNGUA PORTUGUESA - 3 ano 10. AS VANGUARDAS EUROPEIAS </li> </ul>