A nova ponte ilhus terceiro trecho.

  • Published on
    23-Feb-2017

  • View
    149

  • Download
    0

Transcript

  • NOVA PONTE ILHUS/PONTAL: SONHO OU PESADELO?

    TERCEIRO TRECHO - UMA ENGENHARIA QUE NO TEM VERGONHA.

    J passamos pela cabeceira do aeroporto e pela Litornea Sul. Chegamos agora no Ex-Colgio

    Estadual Padre Luiz Palmeira e vamos comear subir a bendita PONTE. At agora o projeto deixou

    pra trs um rastro de PESADELOS e at chegar ao final eles vo continuar acontecendo. Vejam no

    terceiro trecho:

    1 - Neste trecho fica bem evidente o bloqueio da Rua Castro Alves e da Av. Lomanto Junior que se

    tornaro VIELAS, bloqueadas pela Rodovia BA-001.

  • 2 - Neste trecho, antes mesmo de concludo, o projeto j est fazendo jorrar lagrimas. Na certeza

    de que aqui podiam provocar qualquer IMPACTO SOCIAL com a complacncia dos governantes e a

    anuncia dos seus cidados, os idealizadores do projeto, direcionaram o trajeto da obra de forma

    que tirasse do mapa o nico COLGIO PUBLICO DO 2 GRAU, sem a preocupao de uma prvia

    compensao pelo grande DANO SOCIAL.

    Em maio de 2013 publicamos a matria: r2cpress.com. br/v1/2013/05/25/ponte-do-pontal-ha-

    razoes-e-razoes, advertindo sobre a ameaa que pairava sobre o Colgio e NINGUM fez nada. Em

    junho de 2013, protocolamos uma denuncia junto ao Ministrio Publico Estadual e, de concreto,

    sobre este PROBLEMA nenhuma providencia foi tomada. Agora, que o leite est derramado, vejo a

    correria de alguns aparecendo, S APARECENDO, em favor do EX-COLGIO. Demagogicamente, se

    noticia que o terreno aonde funcionava o Clube Social do Pontal, ser usado para construir um

    Novo Colgio. Os defensores das causas perdidas nos respondam: Quanto tempo vai levar at um

    Novo Colgio ser construdo? At l os atuais alunos e os futuros vo ter que se espremer em salas

    superlotadas. Na realidade, nesta Cidade o que importa mesmo a ponte, ponte, ponte, ponte,

    ponte.... No sei pra que Colgios.

    3 - A correria TARDIA para salvar o Colgio, tambm se repetir quando chegar a hora das

    desapropriaes. Vai ser um corre, corre. A vai aparecer OPORTUNISTAMENTE, um bando de

    IRMS DULCES querendo proteger os MORADORES que sero FERRADOS por este abacaxi. assim

    que aqui funciona. Nada previamente evitado. Habituaram-se a chorar o leite derramado.

    4 - Neste trecho subindo a bendita Ponte percebemos o DESCASO com os atores principais, que nunca foram chamados para discutir este obscuro projeto. Eles se preocuparam em apenas prolongar a BA-001, acabando com as nossas avenidas litorneas. Como estas ANTAS idealizaram este projeto e no deixaram alas de acessos para um BAIRRO to populoso quanto o PONTAL? No precisa ser especialista para perceber a necessidade de uma rampa de descida direita, para conectar com a Lomanto Junior e outra rampa de subida, com acesso por debaixo da Ponte, pela Nova Braslia. Eles pensaram (sic): Quem mora no Pontal TEM que usar a Velha Ponte. Se quiserem passar pela Nova Ponte vo ter que ir at a VIELA da 13 de maio e pegar o retorno da cabeceira do aeroporto. muita incompetncia e descaso.

    Vejam como DEVERIA ser a ala de acesso ao Bairro do Pontal de quem vem do Centro da Cidade

    para conectar com a Lomanto Junior. Deste jeito o transito fluiria melhor. Priorizaram a intocvel

    MARANADA, que nunca justificou a sua existncia.

    C O N T I N U A

  • 5 - Pagaremos UM DIA um preo amargo pela opo que engenharia escolheu para a construo

    desta Ponte. A completa remoo do gigantesco enrocamento ser impossvel e deixar sequelas.

    Vale salientar, que a CONSTRAN comeou a fazer a fundao da OBRA com outra tecnologia e com

    o dobro do oramento, mas ficaram assustados com a LAVA JATO, a foram obrigados a tirar as

    gordurinhas$$$ do projeto, reduzindo o seu oramento pela metade e a qualidade da obra a ossos

    de minhoca, na questo ambiental. Este projeto e a sua execuo uma VERGONHA para a

    ENGENHARIA MODERNA. O impacto ambiental que ser causado IMPREVISIVEL e est

    provocando um festival de chutometros. A nica certeza que teremos. Estes IMPACTOS

    deveriam ser devidamente estudados com responsabilidade e publicitados com exatido, no

    permitindo os diagnsticos do achismos.

    Em tempo: A OAS no idealizou NADA. Esta realizando o que o Estado determinou. Engenheiros da

    Empresa ouvidos nos disseram que nunca viu nada igual: Um projeto sendo executado para

    solucionar um caos virio e que AINDA est em ESTUDO....

    C O N T I N U A

  • 6 - Este projeto, segundo os seus idealizadores foi pensado para suprir uma demanda de 50 anos.

    Ele no supre a demanda de hoje quanto mais a de amanh. Por isso a EQUIVOCADA opo por

    quatro pistas nos seus 2,7 km. Gostaria de lembrar aos incautos ilheenses que no foram s

    desapropriados os IMOVEIS E AS JAZIDAS de PEDRA E AREIA, mas, tambm, 2,7 km das nossas

    avenidas litorneas que foram estadualizadas. Neste trecho quem passar a d as cartas o

    Estado, que pode um dia d mais um presente de grego a Ilhus, instalando duas praas de

    pedgio para quem quiser passar em sua propriedade. Ou no poder?

    7 - Se este projeto antes de ser concebido, fosse exaustivamente discutido com os atores

    principais, certamente teria sido aperfeioado e as solues desejadas seriam encontradas. Com

    certeza prevaleceria a proposta de uma PONTE URBANA para veculos de pequeno porte, com

    duas pistas, uma ciclovia e calada segura para os pedestres. O colgio seria poupado, a Avenida

    litornea seria alinhada com o mnimo de desapropriaes. Tornando este trecho com a Nova

    Ponte mais uma FERRAMENTA TURISTICA para ser incorporada ao excelente PROJETO ORLA.

    Ns sempre nos queixamos que Ilhus no tem bons projetos, mas diria que temos um pronto

    para ser aplicado e que colocaria a NOSSA CIDADE num patamar de primeiro mundo na questo

    turstica. Ao contrario do ABACAXI, o PROJETO ORLA que foi exaustivamente discutido com os

    atores principais, resultando num trabalho com um contedo consistente e potencialmente

    vivel.. O que o PROETO prope para a Avenida Soares Lopes a gerao de emprego e renda, a

    venda de servios de qualidades, a variedades de opes de laser e, principalmente, faria com que

    a NOSSA CIDADE deixasse s de oferecer as belas praias aos visitantes. S que a PORCARIA do

    projeto da nova ponte INVIABILIZA todo potencial do PROJETO ORLA. Quem ter PEITO para exigir

    as mudanas?

    Acessem o GOOGLE e conhea os detalhes do bem elaborado PROJETO ORLA Ilhus/BA.

  • Na prxima matria finalizaremos em um nico texto a nossa OUSADA analise do ABACAXI do lado

    do Centro da Cidade. Vocs vo se surpreender com a inexistente SOLUO VIRIA.