Apresentação Reunião Pública 2016

  • Published on
    14-Apr-2017

  • View
    191

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

Slide 1

1

Apresentao Reunio PblicaDezembro, 2016

1

Histrico e Modelo de Negcios

3Linha do Tempo e Estrutura Acionria47,13%48,25%153.398.749 aes ordinrias

Projetos industriais atuando para terceiros como construtoraImportante expanso geogrfica: Braslia, Rio de Janeiro e CampinasDesenvolvimento de projetos com foco no mercado de baixa rendaIncio dos projetos de grande escala para o mercado de baixa rendaConsolidao da posio de liderana em Manaus e BrasliaExpanso das operaes para PA, RO e ES IPO Crescimento de 48% de VGV lanado.Crescimento de 36% da receita lquida, ao ano. Follow-onMCMV 2

Constituio de equipe de vendas prpria

1981 - 20052006-2007200820092010 - 20122013 - 2015Gerao de Caixa, totalizando R$ 288 milhes no acumulado dos trs anos.MCMV 3

Foco no programa Minha Casa Minha Vida faixas 2 e 3.2016

America do Sul3%Asia3%Brasil18%1%Europa20%Amrica do Norte55%OutrosAbertura do Free Float (Outros)Data: 06/07/2015

ControladoresTesourariaOutros4,62%

- 30 years of experiece in the low income segment- We have developed a strong cost culture - Over the past 5 years, we having been focusing on large scale projects in the N- What are our future goals? - Capture the unique real estate opportunity- MCMV 2 - Become a true capital markets player Direcional | APIMEC MG 2012 - 11/07/2012 .

4

Modelo de negciosverticalizado

IndustrializaoModelo de NegciosVantagem competitiva: construo num curto espao de tempo e num custo muito baixoTecnologia com formas de alumnio e paredes de concreto

45 dias para a construo de um prdio de 5 andares

Mo de obra prpria

Remunerao baseada em performance

Produo padronizada e industrializada no canteiro

Foco em projetos de larga escalaMais de 35 anos de experincia

Track record slido em projeto no mbito do programa MCMV

Histrico Consistenteno mercado de baixa rendaExpertise em empreendimentos de grande porte

Mdia de 1.150 unidades por canteiro de obra

5Modelo Industrializado: Fabrica de Imveis67 mil unidades em construo90% utilizando o mtodo industrializado51 canteiros de obra em operaoMdia de 1,3 mil unidades por canteiro

12341. Utilizando formas de alumnio

201510%201410%201320122011

Construo IndustrialMtodos Tradicionais

Industrializao do processoPadronizaoMenor utilizao de mo de obraMaior velocidade de construoMaior escala produtivaRacionalizao dos materiais de construoMenos resduosAlta qualidade do acabamentoPrazo reduzido de entregaMaior controle da qualidade

Best low income, why? Strong footprint in markets with high growth, low competition and barriers to entryWe have large scale projects, improving our efficiency We are builders: our model is verticalized and 100% of our work force is on our payroll Unique track record in the 0-3As a result, we have the highest ROIC and Net margin5Direcional | APIMEC MG 2012 - 11/07/2012 .

6MCMV Faixa 1MCMV Faixa 11MCMV Faixas 2 e 32Incorporao Tradicional3Viver MelhorManaus/AMSegmentos de atuaoSplendido Ouro PretoBelo Horizonte/MGConquista BetimBetim/MG

MCMV Faixa 16Modelo de Negcio

Prestao de servios: A Direcional contratada para construir as unidades habitacionais.

nico comprador (Governo);Sem despesas comerciais;Projetos de larga escala (at 9 mil unidades num mesmo projeto);Baixa exposio de caixaRecebimento conforme construo.No h desembolso com compra de terreno.Rpido giro dos ativos;Baixo preo de venda (margem reduzida);1

20159M16 LTM1.1982.0411.64720142011201220132010522380200915400Histrico de Lanamento no MCMV faixa 1(VGV- R$ milhes)

Direcional est presente em todos os segmentos da baixa rendaNo entanto, quando avanamos para baixo da linha de renda, algumas coisas se tornam evidentes:O foco na construo, ao invs da incorporaoNmero de concorrentes diminui drasticamenteMontante de capital necessrio tambm muito menor7

MCMV Faixa 2 e 362Modelo de Negcio

Segmento de Incorporao com diferenciais que permitem menor exposio de caixa e reduo de riscos comerciais (estoque e distratos):

Empresa encontra o terreno, desenvolve o produto e busca o cliente.Clientes contam com grandes incentivos:Possibilidade de subsdio e taxa de Juros subsidiada a partir de 5%, com funding do FGTS.Repasse no momento da venda (Modelo Associativo);Baixa exposio de caixaRecebimento conforme construo. Compra do Terreno por meio de permutas.

3973T16 LTM201520131192014232201010820112101120123122009358Histrico de Lanamento no MCMV 2 e 3(VGV- R$ milhes)

Direcional est presente em todos os segmentos da baixa rendaNo entanto, quando avanamos para baixo da linha de renda, algumas coisas se tornam evidentes:O foco na construo, ao invs da incorporaoNmero de concorrentes diminui drasticamenteMontante de capital necessrio tambm muito menor8

TR + 8,16% ao anoR$ 3.600 a R$ 6.500Programa Minha Casa Minha Vida - 3 EtapaMCMV Faixa 3Renda Familiar BrutaTaxa de JurosLimite de valor de venda do imvelNo hSubsdioAt R$ 2.350At R$ 225.000MCMV Faixa 2At R$ 27,5 milTR + 5% ao anoAt R$ 135.000MCMV Faixa 1,5At R$ 45 milR$ 2.350 a R$ 2.700R$ 2.700 at R$ 3.600TR + 5,5% ao anoTR + 6% ao anoTR + 7% ao anoR$ 1.800 a R$ 2.350(1) Estimativas da Companhia

43

Direcional est presente em todos os segmentos da baixa rendaNo entanto, quando avanamos para baixo da linha de renda, algumas coisas se tornam evidentes:O foco na construo, ao invs da incorporaoNmero de concorrentes diminui drasticamenteMontante de capital necessrio tambm muito menor9

10Funding MCMV - FGTSMCMV

290412010260302009235362008217282007198232006186212005173202004161172003154142016201545891201441078201336565201232655201148791

PatrimnioAtivosFonte: Site FGTSElaborao: Equipe RIO FGTS tem atuao importante como financiador habitacional, aps 2009 passou a ser responsvel por financiar os projetos do MCMV Faixa 2 e 3;

Ativos e Patrimnio do FGTS(R$ bilhes)Carteira de Crdito Habitao do FGTS(R$ billhes)

712008632007552006522005492012131201111020108332%2009jul/16201520620141782013157226

% Ativo TotalCarteira de Crdito Habitacional

10

Evoluo no segmento MCMV 2 e 3 Nos ltimos 12 meses adquirimos VGV potencial de R$ 2,1 bilhes em terrenos destinados ao segmento MCMV 2 e 3. Nesse perodo, lanamos R$ 397 milhes no MCMV 2 e 3, crescimento de 193%, quando comparado com mesmo perodo base 3T15;11

3T16 LTM3972T16 LTM3881T16 LTM2584T15 LTM2323T15 LTM136+193%

119+47%3T16 LTM1762T16 LTM1751T16 LTM1854T15 LTM1433T15 LTM

1.0741.5374T15 LTM2.0721T16 LTM2T16 LTM2.0703T16 LTM58%3T15 LTM1.314Lanamentos MCMV 2 e 3(R$ milhes)Vendas MCMV 2 e 3(R$ milhes)Aquisio de Terrenos MCMV 2 e 3(R$ milhes)

Incorporao Tradicional: Mdia e Alta Renda63Modelo de Negcio

Incorporao Tradicional: a Direcional realiza todas as etapas do processo de incorporao e construo.

Empresa encontra o terreno, desenvolve o produto e busca o cliente.Margem bruta elevada.Repasse efetuado no final da obra, por instituies financeiras pblicas e privadasEquipe de vendas prpria (Direcional Vendas)Principais drivers de demanda: confiana do consumidor e disponibilidade de crdito.Alta exposio de caixa

Direcional est presente em todos os segmentos da baixa rendaNo entanto, quando avanamos para baixo da linha de renda, algumas coisas se tornam evidentes:O foco na construo, ao invs da incorporaoNmero de concorrentes diminui drasticamenteMontante de capital necessrio tambm muito menor12

Funding Incorporao Poupana ImobiliriaEvoluo do Saldo Anual (R$ Bilho)Evoluo Taxas de juros cobradas pelas instituies financeiras(Taxa de Juros + TR)Em 2016, os saques na poupana acumularam R$ 40 bilhes at de Novembro;

A captao negativa na caderneta de poupana explicada, em partes, pela alta dos juros bsicos da economia (SELIC), que tornou mais atrativas outras modalidades de investimento, como fundos e depsitos a prazo.

1 - Fonte: Research BTG e Pesquisa junto aos bancosNeste cenrio, os Bancos esto mais restritivos e tem aumentado as taxas de juros cobradas de clientes em novas operaes de financiamento imobilirio.13

jan-15nov-16set-16jul-16mai-16mar-16jan-1611%set-15jul-15mai-15mar-15nov-1510%9%15%14%8%

BradescoCEFSantanderItauBB

nov-16504-402015509-50201452224201346754201238937201133192010300292009254242008215142007718826200615052005135-2200412732003115-82002112

Captao LquidaSaldo

14

9M1616220152062014338201351320125912011577Reduo do volume lanado no segmento MAC, desde 2011;Foco da Companhia na reduo dos estoque e repasse do contas a receber.Estoque MAC(VGV- R$ milhes)Lanamento MAC(VGV- R$ milhes)Incorporao Tradicional: MAC** MAC: Compreende os empreendimentos dos segmentos Mdio-Padro, Mdio-Alto Padro e Comercial

9M16827536292

Em andamentoConcludo

Resultados Operacionais e Financeiros

Lanamentos Foram lanados 3 projetos que totalizaram VGV de R$ 151 milhes, (+317% em relao ao 3T15). Destaque para o Projeto Conquista Torquato Tapajs do segmento MCMV 2 e 3, com VGV de R$ 46 milhes e 280 Unidades, em Manaus, representando o retorno dos lanamentos nesta regio aps 2 anos. Dois lanamentos pontuais no segmento MAC: (i) Way Residence 2 Etapa: uma etapa subsequente de produto em andamento com nvel adequado de demanda e rentabilidade; e (ii) Link Ipiranga: projeto contratado na modalidade pro-cotista com a possibilidade de repasse na planta. No 9M16, os lanamentos totalizaram R$ 452 milhes (+97%). No segmento MCMV 2 e 3 os lanamentos somaram R$ 291 milhes (+131%);16MAC: Compreende os empreendimentos dos segmentos Mdio-Padro, Mdio-Alto Padro e Comercial.

452+131%-25%+97%+317%9M169M152303T161512T163T15

MCMV 2 e 3MACLanamentos (R$ milhes)