Jornal zoada bonita junho 2012

  • Published on
    04-Jul-2015

  • View
    461

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Zoada Bonita, Jornal cultural de Itabora, editor Paulo Maia.

Transcript

<ul><li> 1. Nmero 27ANO IIJUNHO, 2012H ALGUMA COISA ESTRANHANA SADE EM ITABORA!Nos ltimos quatro anos, tivemosHospital Desembargador Leal Junior. Em Ma-onze secretrios de sade, o que de sada nilha existe o Hospital Estadual Joo Baptista Foto Jean Martindificulta qualquer realizao concretaCaffaro, mas o grande atendimento feito nopara o desenvolvimento deste setor, to Leal Junior.carente de ateno no municpio. A m-Agora o novo Secretrio Municipal de Sa-dia de mais de dois secretrios por ano.de, Dr. Cesar Alonso, resolveu contratar umaQuando um comea a esquentar os mo- O.S.S. (Organizaao Social de Sade), dizen-tores, entra outro e inicia o mesmo pro-do que esta a soluo para resolver os proble-cesso. E o povo, a ver navios.mas de sade do municpio.Com o aumento crescente da popula-Segundo os membros do Conselho Munici-o devido a construo do COMPERJ, pal de Sade, a contratao da O.S.S. foi apro-a demanda por atendimento mdico hos- vada por eles, mas o que ficou faltando foi apitalar, aumentou consideravelmente,anlise e aprovao do contrato de gesto, queporm a estrutura de sade pblica em no foi apresentado ao Conselho. Outro pontoItabora continua a mesma dos ltimos de discordncia em relao ao inventrio dosanos. As clnicas particulares faliram ebens do Hospital, que tambm no houve.agora no mbito municipal s resta oA sade em Itabora est doente.Pg. 5Editorial Pg. 3Receitas da Vov Lolita Pg. 3 PESQUISA DA ONUNO BRASIL PROFESSORUmas &amp; Outras. Pg. 4A ONU resolveu fazer uma pesquisa no mundo todo, para saber a opinio de cada pas sobre a escassez de alimentos no TRATADO COMO LIXO!De olho na Cidade. Pg. 5 Planeta. Para isso enviou a seguinte pergunta a cadaAtitudePg. 6governante: Por favor, diga honestamente a sua opinio so- Em nosso pas o professor bre a escassez de alimentos no resto do mundo. A pesquisachamado de tio, enquanto oZB MulherPginas de 7 a 10 foi um grande fracasso, pois ningum soube responder corre- tcnico de futebol chamado tamente. Os pases europeus no entenderam o significado da respeitosamente de professor.Fique EspertoPg. 11 palavra escassez. Os africanos no sabiam o que era ali-Histrias da Vida. Pg. 12 mento. Os chineses pediram explicaes sobre o que era opi- No Brasil o salrio de 1 parla- nio. Os ingleses no sabiam o significado de por favor, mentar equivale a 344 profes-Cincia &amp; Vida Pg. 13 enquanto os estadunidenses desconheciam o significado de resto do mundo. Mas o pior mesmo aconteceu com os bra- sores. Isso uma vergonha! ZOADA BONITAsileiros, pois a maioria dos polticos do Congresso est at agora debatendo o significado de honestamente.O Brasil precisa de educao!Diferente at no nome! Tel-</li></ul><p> 2. 2 ZB JUNHO 2012 GENTE QUE TRABALHA SRIOFESTAS E EVENTOS VIVA FESTAConforto, requinte, bom gosto, classe, estacionamento fcil... Assim a Viva Fes- ta. Dois ambientes para voc receber os seus convidados elegantemente, na mais nova casa de festas de Itabora. Viva Fes- ta, onde com certeza, o seu evento ser um sucesso inesquecvel.A Viva Festa est muito bem localiza- da, em Nancilndia, na Av. Luiz Fernando de Oliveira Nanci, a rua do hospital, pertinho do Centro.E se voc pensa que tudo isso vai custar muito caro, est enganado! O preo pe- quenininho.Venha nos visitar e se surpreenda. O Estenio e o Thiago estaro sua disposio para tirar qualquer dvida.VIVA FESTA, Sucesso garantido para o seu evento! VIVA FESTAINCLUDOTUDO ISSO INCLUDO NO PREO CASAMENTOS - BODAS - CONFRATERNIZAES - 15 ANOS CASAMENTOS BODAS CONFRATERNIZAESVIVA FESTA SUCESSOGARANTIDO! 3. 3 ZB JUNHO 2012 ME: PORTA DIMENSIONAL POR ONDE FLUI A VIDA! EDITORIAL Quem disse que o bom cabrito no berra?RECEITAS DA VOV LOLITASocorro! Precisamos urgentemente encontrar uma clareira luminosa nessaescurido. Parece que h uma nuvem negra pairando sobre nossas cabeas. Quandovi a notcia na televiso, fiquei estarrecido e pensei: a que ponto chegamos. SerBOLINHOS DE BACALHAU DA VOV LOLITAque ainda existe soluo para reverter a situao de degradao dos valores ticosA palavra bacalhau, vem do latim baccalaureu. Nos pases de lngua portuguesa,e morais da nossa sociedade? No podemos nos calar, nem achar que essa loucuraficou Bacalhau; Para os de lngua inglesa, codfish ; Torsk para os dinamarqueses; Baccalgeneralizada normal.para os italianos; Bacalao para os espanhis; Morue, Cabillaud para os franceses;Um crime brbaro chocou a pequena cidade de So Joaquim de Bicas em Mi- Os Vikings, grandes navegantes, so considerados os pioneiros na utilizao de peixenas Gerais. Duas adolescentes de 13 anos assassinaram a facadas, uma amiguinhaseco para alimentao nas longas viagens que faziam pelos oceanos.de 12. A tragdia em si j pavorosa, mas se torna mais chocante ainda, com oOs portugueses descobriram o bacalhau no sculo XV, na poca das grandes navega-desfecho. As duas adolescentes assassinas abriram o peito da coleguinha ainda es, pois precisavam de alimentos no perecveis nas longas travessias pelo Atlntico.viva, arrancaram o corao, cortaram o dedo de uma das mos e para finalizar oForam os portugueses que trouxeram para o Brasil o costume de comer bacalhau, que seque parece um espetculo do circo de horrores, levaram para a casa de uma difundiu mais intensamente aps a vinda da corte portuguesa em 1808. A primeira expor-delas e pediram ao irmo de apenas 8 anos para enterrar no quintal, dizendo que tao oficial de bacalhau da Noruega para o Brasil, aconteceu em 1843.era o corao de um porco e um dedo de borracha.A primeira receita oficial de bolinho de bacalhau data de 1904, publicada no livroAs trs estavam envolvidas com o trfico de drogas. Uma delas confessou o Tratado de Cozinha e Copa, de Carlos Bandeira de Melo, oficial do exrcito portugus.crime para a polcia, dizendo que a inteno era "dar um susto" na colega, para () Toma-se o bacalhau cozido, limpa-se de peles e espinhas, mistura-se com batatasque, caso ela fosse pega por membros da gangue rival, no contasse detalhes docozidas e bastante salsa cortada em pedaos, e passa-se tudo pela mquina de picar. Oenvolvimento das garotas com o trfico de drogas. polme resultante liga-se com leite e gemas de ovos e tempera-se com um pouco de salA verdade que ultimamente vivemos amedrontados, solitrios, angustiados,fino e pimenta em p. Bate-se a massa, qual juntam-se as claras de ovos, previamenteansiosos, oprimidos. H em nossa alma de cidados honestos, preso, abafado, umbatidas em castelo, liga-se tudo rapidamente, tira-se a massa s colheradas, que tendem,grito de revolta, justia e igualdade, contra a ineficincia generalizada daquelesfazendo-se passar de uma para outra, (as colheres molham-se no azeite fervente em queque deveriam apontar as solues e resolver os problemas. Na verdade somosos bolos ho de ser fritos) e, em seguida e sucessivamente, pe a frigir. O azeite deve sertodos escravos desse falido sistema scio-poltico-econmico-religioso que nosabundante, para que os bolos mergulhem nele sem tocar o fundo. Tiram-se do azeite comrege. Vivemos numa hipnose coletiva, imposta pelos donos do poder. Estados, uma colher crivada e pem-se a escorrer.governos, multinacionais, ditam as regras e criam as leis, que na maioria das ve- INGREDIENTESzes so prejudiciais ao povo.Os governos sabem como ningum, multar, cobrar, taxar, exigir, vigiar, pren-800 g de bacalhau; Azeitonas picadas;der... Mas a inoperncia na educao, sade, transportes, justia, polcia, salta aos 1,5 kg de batatas; Organo, pimenta do reino a gosto;olhos diariamente. No sou eu quem diz. So os fatos, as notcias que nos bombar- 2 cabeas de alho amassadas; 600 g de farinha de trigo;deiam todos os dias. Junte-se a esta ineficincia governamental em todos os n- 2 cebolas raladas; 1 ovo.veis, salvo raras excees, a corrupo desvairada que assola a nossa sociedade,Cheiro verde a gosto;tanto os governantes quanto o povo.Vivemos uma terrvel crise de valores. Amizade, solidariedade, companheirismo Modo de Preparare respeito aos direitos do vizinho, tudo isso est se perdendo. O que existe umegosmo generalizado. E eu pergunto: Onde vamos parar? Deixe o bacalhau de molho em gua fria, de um dia para o outro. Depois de retirar asO caso das adolescentes citado acima, exemplifica muito bem esta situao.espinhas, cozinhe o bacalhau junto com as batatas. Quando estiver cozido, passe o baca-Qual o valor de uma vida? Quando se perde este senso, j no resta esperana. lhau na mquina de moer carne e esprema as batatas. Acrescente os demais ingredientes,Que bssola orientar nossos jovens? Ser que este modelo educacional funcionaadicionando a farinha at ficar no ponto de preparar os bolinhos. Frite os bolinhos emverdadeiramente? Ser que esse modelo de justia o ideal? leo quente.A soluo ao meu ver que o povo precisa sair dessa letargia secular e partici-par mais. O bom cabrito berra sim. Bota a boca no mundo e grita, reclama.Exige o que de direito, no peito, na raa e na moral.Paulo Maia ENQUANTO ISSO ALGUNS POLTICOS Cachoeira, Cachoeira! Derrama suasJornal Mensal - Tiragem - 5.000 exemplaresDiretor Presidente - Paulo MaiaReportagens - Bianca Sheckter / Jean MartimAv. Amrico Cardoso 469 - Nova Cidade Itabora RJ - Cep -24.804.132 Correio Eletrnico - zoadabonita@yahoo.com.br Tel (21) 2635-1971 / 8745-6811Os artigos e matrias assinados so da inteira responsabilidade de seusautores, no expressando necessriamente o pensamento desse jornal.CORREIO ELETRNICODe repente surgiu um amor pela Pedra Bonita como nunca se viu antes. Ospolticos da terra s faltam chorar por Itabora, cidade pela qual nunca demonstra-ram muito carinho, mas agora, com a possibilidade de perderem o reinado, levan-tam suas vozes para falar daqueles que esto chegando.Que amor esse que deixou uma cidade ser conhecida como a mais miser-vel do Estado, e que ainda em pleno sculo 21, continua com um tratamento queestabelece diferenas entre os amigos do poder e aqueles que se opem ao sistema?Ser que somente agora com o COMPERJ que teremos recursos paraestruturar a cidade? E nos ltimos 30 anos, o que aconteceu?Uma resposta j foi dada e outra ainda est por vir. Vamos ver se o amor porItabora continuar existindo no prximo ano, caso os repentinos amorosos conti-nuem trocando amores entre eles mesmos e seus amigos. Claudio Luis de Jesus Lucena 4. 4 ZB JUNHO 2012UMAS &amp; OUTRASPara Rir um Pouco EMPREENDEDOR: SER OU NO SER? hora e a sexta foi com muito sacrifcio.Mais uma do JoozinhoTive quase que empurrar para dentroEstamos em Ita- tunidade de trabalhar e ganhar. Uns tem Joozinho est dentro do carro com o seu com o dedo, mas consegui com-la mes- bora, cidade da pe-recebido cinco, outros dois e outros umpai, quando avista duas prostitutas na rua. mo assim. Ao final, estava todo lambu-dra bonita, cidade do talento. Cada um mediante a sua capa-_Pai, quem so aquelas senhoras? O paizado, pinguei o cho, e a senhora convi-polo petroqumico,cidade de empreender. Alguns nascerammeio embaraado, responde: _No interessadou-me para voltar l amanh, mas paracidade que superar,para empreender e outros se tornaramfilho...Olhe a vitrine daquela loja... ser sincero pai, s tive prazer nas em alguns anos, o empreendedores devido necessidade._Sim, sim, j vi. Mas... quem so as se- trsprimeiras; s comi as outras para surpreendente n- Tanto um quanto o outro tem tudo paranhoras e o que que esto fazendo ali para-mostrar que sou homem!...Posso ir ama- mero de um milho de pessoas! Serovencer nos anos que esto por vir e acre-das? nh, novamente, pai?um milho de cabelos para serem cor- dito que todos deveriam se dar a oportu- _So... So...So senhoras que vendem O pai desmaiou !!! tados todos os meses, vinte quatro mi- nidade de ousar.na rua. lhes de unhas para serem feitas todas Ainda que estejamos felizes com as_Ah, sim?! Mas vendem o qu? - Per- Criana fogo!as semanas, um milho de pessoas paramais de 215.000 oportunidades de tra-gunta admirado o garoto.Um dia, uma menina estava sentadaserem transportadas junto a um milhobalho geradas pelo empreendimento da_Vendem... vendem... Sei l...Vendem umobservando sua me lavar os pratos nade bocas para serem alimentadas todosPetrobras, seja ela de forma direta, indi-pouco de prazer. cozinha. De repente, percebeu que suaos dias.... um verdadeiro milagre eco- reta ou por efeito renda, que tal empre- O garoto comea a refletir sobre o que o me tinha vrios cabelos brancos que so- nmico est batendo em nossas portas.ender? Que tal pensar em gastar nossopai lhe disse, e quando chega em casa, abre o bressaam entre a sua cabeleira escura.No a primeira vez que isto acon-esforo, energia e inteligncia para dei-seu cofrinho com a inteno de ir comprar o Olhou para a me e lhe perguntou:tece por estas bandas. Outro milagre xar o nosso bolso cheio e no os dosprazer daquelas senhoras. _ Por que voc tem tantos cabelos como este aconteceu cerca de uns 40outros? Que tal chamar pessoas para Estava com sorte! Podia comprar 50 Re- brancos, mame? anos atrs, logo ali, em Porto das Cai-nossa empresa ao invs de ficar espe-ais de prazer! Corre para a rua ao encontro A me respondeu: xas, lembra? Conta-se que escorria san-rando ser chamado por uma empresa?das tais senhoras._Bom, cada vez que voc faz algogue de uma imagem de Jesus! Enquan-Para finalizar! tempo de mudana _Desculpe, minha senhora, mas pode me de ruim e me faz chorar ou me faz triste,to caravanas inteiras se deslocavam de e quanto antes mudar melhor! Precisa-vender 50 Reais de prazer, por favor? A mu-um de meus cabelos fica branco. todas as partes do pas para Porto das mos decidir logo se nascemos para serlher fica admirada, sem saber o que dizer, masA menina digeriu esta revelao porCaixas, aqueles que resolveram empre-patro ou empregado. Se estivermos nacomo a vida est difcil, aceita. Porm, como alguns instantes e logo disse: ender tiveram suas vidas literalmentedvida, possivelmente nascemos parano poderia agir de forma normal com o garo-_Me, por que TODOS os cabelostransformadas. S no aproveitou quemempregado. Quem nasceu para patrotinho, leva-o para casa dela e prepara-lhe seis de minha av esto brancos? no quis.no tem dvidas, s certezas!pequenas tortas muito deliciosas, de morango Assim como nas parbolas dos ta- Um forte abrao e at a prxima!e chocolate. lentos acredito que Deus tem colocadoUm menino de trs anos foi com seuCleberton Souza, professor.J era tarde quando o menino chega emnas mos de cada itaboraiense o opor-pai ver uma ninhada de gatinhos quecasa. O seu pai, preocupado pela demora dohaviam acabado de nascer.filho, perguntou-lhe onde tinha estado e o ga-De volta a casa, contou comPROMOOroto responde: _Fui ver uma das senhoras que exci.tao para sua me, que havia gati- Piada de portugus! Quem trabalha muito, errans vimos na rua, para lhe comprar um pouco nhos e gatinhas.O portugus passava em frente a ummuito. Quem trabalha pouco, errade prazer! _ Como voc soube disso? - per-chaveiro quando viu uma placa: Tro-pouco. Quem no trabalha no erra. EO pai fica amarelo: _E... e ento... O que guntou a me. cam-se segredos. Parou abruptamente, quem no erra... promovido.aconteceu? _ Papai os levantou e olhou por entrou na loja, olhou...</p>