Jr e jt 8º.a

  • Published on
    28-Dec-2014

  • View
    284

  • Download
    4

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

Transcript

<ul><li> 1. Trabalho de Histria Para a Professora Isabel Lima </li> <li> 2. ndice <ul><li>Capa do Trabalho Pg.1 </li></ul><ul><li>ndice Pg.2 </li></ul><ul><li>Contrastes e Antagonismos Sociais Pg.3 </li></ul><ul><li>A vida do Operrio no Sc.XVI Pg.4 </li></ul><ul><li>Algumas fotografias dos Operrios Pg.5 </li></ul><ul><li>O Movimento Sindical Pg.6 </li></ul><ul><li>Relaes de Produo Pg.7 </li></ul><ul><li>Realizao Pg.8 </li></ul></li> <li> 3. Contrastes e Antagonismos Sociais <ul><li>No sec. XIX verificou-se um grande aumento da populao sobretudo nos Estados Unidos, no Japo e na Europa, para este crescimento contriburam factores tais como: </li></ul><ul><li>Aumento da produo agrcola maior diversificao de culturas que melhoraram a alimentao; </li></ul><ul><li>Progressos na medicina utilizao de novos medicamentos e aplicao de vacinas; </li></ul><ul><li>Progressos da higiene (vesturio de algodo, novos materiais de construo, esgotos). Ambos contriburam para a diminuio da mortalidade </li></ul></li> <li> 4. A Vida Do Operrio no Sculo XVI <ul><li>U m rpido crescimento de Lisboa e do Porto tinha criado aglomerao, fome e terrveis condies de vida para o povo das cidades, por vezes acabado de chegar da provncia. Entre 1890 e 1911. </li></ul><ul><li>A populao de Lisboa e do Porto aumentou cerca de 50 %. Subiu o custo da comida e do alojamento, surgiram doenas, tais como: gastroenterite e tuberculose. Os salrios dos operrios no acompanhavam o aumento do custo de vida e o dia de trabalho era muitas vezes de 12 a 14 horas. Os camponeses trabalhavam de sol a sol, muitas vezes sem comer e a sofrer chicotadas. </li></ul></li> <li> 5. Algumas Fotografias dos Operrios <ul><li>A maior dos parte operrios eram crianas , pois eram fceis de comprar, tambm eram mais adequadas para trabalhos, para chegar a stios onde os adultos podiam no conseguir chegar. </li></ul></li> <li> 6. O Movimento Sindical <ul><li>No inicio do Sec. XIX surgiram, em Inglaterra. As primeiras associaes dos operrios, algumas que deram origem a sindicatos. Em 1825 os primeiros sindicatos ingleses uniram-se formando a Trade Unions ( Unio dos Sindicatos ). </li></ul><ul><li>Estas Unies comearam a chamar a ateno dos governos e da populao para as difceis condies em que viviam os operrios. </li></ul><ul><li>Estas Associaes empreenderam uma luta para conseguir que os patres melhorassem as condies de trabalho e tambm que tivessem a ajuda do Governo . </li></ul></li> <li> 7. Relaes de Produo <ul><li>A revoluo Industrial e o desenvolvimento dos transportes contriburam para a dinamizao do comercio entre pases e entre diferentes continentes. </li></ul><ul><li>Assistiu-se ento a uma renovao econmica do comercio e da industria. </li></ul><ul><li>A agricultura - aumentou os seus mercados, passando a poder vender produtos, mesmo os de curta durao. </li></ul><ul><li>A indstria - concentrava-se cada vez mais nas cidades com os portos ou prximas das linhas frreas, pde assegurar um escoamento mais rpido, mais seguro e mais barato dos produtos, aumentando a sua produo . </li></ul></li> <li> 8. Realizado Por: <ul><li>Joo Raposinho n11 8A </li></ul><ul><li>[email_address] Joo Trevas n12 8A </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul></li> </ul>