Reunião Pública – APIMEC RIO

  • Published on
    19-Jul-2015

  • View
    353

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

  • REUNIO PBLICA APIMEC RIO Rio de Janeiro, 11 de maro de 2010

  • AgendaAgenda

    1) A 1) A CompanhiaCompanhia

    2) Setorial2) Setorial

    3) Destaques3) Destaques3) Destaques3) Destaques

    4) Resultados 4T094) Resultados 4T09

    5) Perspectivas5) Perspectivas

    2

  • VISOVISO

    Sermos mundialmente reconhecidos como o melhor fornecedor de notecidos

    FundamentosFundamentos

    MISSOMISSO

    Atender, ampliar e consolidar o mercado de notecidos com sustentabilidade e mximagerao de valor.

    VALORESVALORES

    Melhoria continua em nossos processos, atividades e relacionamentos

    Antecipao e agilidade no relacionamento com clientes

    Disciplina no cumprimento das normas de conduta e procedimentos de trabalho

    Busca contnua pela liderana em inovao tecnolgica aplicada ao negcio

    PRINCPIOSPRINCPIOS

    tica

    Desenvolvimento humano permanente

    Transparncia

    Integridade

    Respeito aos stakeholders

    Cultura da excelncia

    Meritocracia

    3

  • 27,5% das aes da Cia Providncia, so negociadas no mercado;

    A Cia tem como Market Maker, o BTG Pactual;

    Debntures emitidas e classificadas na categoria A pela agncia de Rating Standard &

    Poors.

    Estrutura SocietriaEstrutura Societria

    Composio AcionriaComposio Acionria

    4

  • Total Colaboradores: 711

    Pouso Alegre: 74 funcionrios; So Jos dos Pinhais: 637, sendo 15% na rea

    administrativa e 85% na rea operacional

    Estrutura Organizacional Estrutura Organizacional

    PresidnciaPresidncia

    DiretoriaFinanceiraDiretoria

    Financeira

    Financeiro

    Controladoria

    R.I.

    T.I.

    Jurdico

    Financeiro

    Controladoria

    R.I.

    T.I.

    Jurdico

    DiretoriaComercialDiretoria

    Comercial

    Vendas

    Customer Service

    Desenvolvimento Produto

    Compras

    Vendas

    Customer Service

    Desenvolvimento Produto

    Compras

    DiretoriaIndustrialDiretoriaIndustrial

    Produo

    Manuteno

    Engenharia

    Logstica

    Qualidade

    Produo

    Manuteno

    Engenharia

    Logstica

    Qualidade

    RecursosHumanosRecursosHumanos

    5

  • Estrutura FsicaEstrutura Fsica

    KAMI 10

    Pouso Alegre - MG

    1 linha de produo 10 mil

    ton/ano

    25 mil m2 de rea construda em

    terreno de 75 mil m2KAMI 10

    Pouso Alegre MGKAMI 1 a 9

    So Jos dos Pinhais - PR

    terreno de 75 mil m

    So Jos dos Pinhais - PR

    9 linhas de produo 70 mil

    ton/ano

    72 mil m2 de rea construda

    em terreno de 189 mil m2 6

  • AgendaAgenda

    1) A 1) A CompanhiaCompanhia

    2) Setorial2) Setorial

    3) 3) DestaquesDestaques3) 3) DestaquesDestaques

    4) Resultados 4T094) Resultados 4T09

    5) Perspectivas5) Perspectivas

    7

  • NotecidoNotecido

    PapelPapel

    O NotecidoO Notecido

    PlsticoPlstico TecidoTecido

    Criado quando as tecnologias do papel, tecido e

    plstico foram combinadas para produzir novos

    tecidos e produtos com os atributos dos tecidos a

    custos significativamente mais baixos

    Polipropileno a principal matria-prima

    KAMI 7

    8

  • Demanda por Regio (2008 Demanda por Regio (2008 2013)2013)

    Amrica do Norte

    Europa

    Oriente Mdio

    China

    Volume Spunbonded (mil ton)

    12%

    19%

    540 603

    490 585

    2008 2013220

    310

    41%

    42%

    Notecidos Spunbonded28% mercado global

    Fonte: Spunbonded e Spunmelt Outlook 2009 John Starr

    Mercado Global

    sia-Pacfico (inclui Oceania)

    fricaAmrica do Sul

    2008 2013

    2008 2013

    212 259

    2008 2013

    22%

    45

    61

    2008 2013

    36%

    22%

    141 172

    2008 2013

    22%

    96

    136

    2008 2013

    42%

    1.744 2.126

    2008 2013 9

  • Fabricante #1 de notecidos na Amrica Latina

    Market share de 51% no Brasil

    Market share de 35% na Amrica

    NotecidosNotecidosPrincipais Principais

    UsosUsos

    Fraldas

    Absorventes femininos

    Mveis e colches

    Produtos mdicos descartveis

    Principais Principais ClientesClientes

    Mercado de AtuaoMercado de Atuao

    35% na Amrica Latina, exceto Brasil

    A diviso de tubos e conexes de PVC foi vendida em outubro/2008, e a Providncia

    passou a operar a partir desta data somente com a diviso de notecidos;

    Em novembro de 2009, a Providncia retomou o projeto de internacionalizao, com a

    instalao de uma nova planta nos EUA, com capacidade instalada de 20 mil

    toneladas/ano. A entrada em operao da linha de produo est prevista para o

    primeiro semestre de 2011.

    10

  • Mix Mix de Produtos de Produtos 12/200912/2009(% da Receita Bruta de Notecidos)(% da Receita Bruta de Notecidos)

    Segmentao de MercadoSegmentao de Mercado

    Margem Operacional

    Cresci-mento Esperado

    Tamanho do Mercado

    Produto de Valor

    A Providncia est focada em produtos de alto valor agregado e elevado potencial decrescimento (higiene e descartveis mdicos)

    Foco em Notecidos: Foco em Notecidos: Indstria de Bens de ConsumoIndstria de Bens de Consumo

    DescartveisMdicos*

    Higiene / Bens de Consumo*

    Durveis

    Operacional EsperadoMercado

    Dois dgitos

    Dois dgitos

    Um dgito

    Alta

    Mdia

    Baixa

    Pequeno

    Grande

    Mdio

    Valor Agregado

    * Tambm exportados para Estados Unidos e Amrica Latina

    Higinicos79%

    Durveis17%

    Mdicos4%

    11

  • MarketMarket ShareShare & & Mercado de FraldasMercado de Fraldas

    MarketMarket ShareShare BrasilBrasil(2009 em toneladas)(2009 em toneladas)

    Market Share Amrica do Sul, Market Share Amrica do Sul, excluindo Brasil (2009, em toneladas)excluindo Brasil (2009, em toneladas)

    Providncia 51%

    PGI

    Fitesa26%

    Outros12% Providncia

    35%

    PGI

    Fitesa15%

    Outros17%

    Evoluo da Penetrao de Fraldas Infantis no BrasilEvoluo da Penetrao de Fraldas Infantis no Brasil

    PGI11%

    PGI33%

    15%20%

    35%42%

    1995 2000 2005 2009

    12

  • AgendaAgenda

    1) A 1) A CompanhiaCompanhia

    2) Setorial2) Setorial

    3) Destaques3) Destaques3) Destaques3) Destaques

    4) Resultados 4T094) Resultados 4T09

    5) Perspectivas5) Perspectivas

    13

  • Destaques Destaques

    Primeiro ano em que a Companhia tem suas Demonstraes Financeiras originadasexclusivamente do negcio de notecidos. Em anos anteriores, tnhamos a diviso detubos e conexes e de embalagens flexveis. Isto um importante marco na trajetria daProvidncia, mostrando que seu planejamento estratgico est sendo implantado deforma consistente;

    A retomada do projeto da primeira planta da Companhia nos Estados Unidos, comcapacidade instalada de 20 mil toneladas por ano de notecidos e um investimento decapacidade instalada de 20 mil toneladas por ano de notecidos e um investimento deUS$ 80 milhes;

    Pagamento de dividendos antecipados, no montante de R$ 10,5 milhes,correspondentes a 50% do lucro acumulado do primeiro semestre de 2009;

    A manuteno do rating brA, tanto de nossa Companhia quanto de nossas debntures,emitido pela Standard & Poors aps sua reviso anual em 2009.

    14

  • Destaques

    Retomada do volume de vendas no ltimo trimestre, em montante superior aoperodo pr-crise mundial, levando nossa produo prxima a plena capacidade.

    2009 Notecidos:

    EBITDA: R$ 116,5 milhes Lucro Lquido: R$ 51,0 milhes Gerao de Caixa Operacional: R$ 120,9 milhes Gerao de Caixa Operacional: R$ 120,9 milhes Caixa: R$ 265,2 milhes Dvida Lquida: R$ 153,2 milhes Dividendos: R$ 24,2 milhes

    15

  • AgendaAgenda

    1) A 1) A CompanhiaCompanhia

    2) Setorial2) Setorial

    3) Destaques3) Destaques3) Destaques3) Destaques

    4) Resultados 4T094) Resultados 4T09

    5) Perspectivas5) Perspectivas

    16

  • VOLUME DE VENDAS VOLUME DE VENDAS ((em milhares de toneladasem milhares de toneladas))

    O acumulado do ano, excluindo a diviso de tubos e conexes, mostrou-se estvel

    apesar da crise mundial;

    Crescimento de 5,1% no 4T09 em relao ao 4T08;

    A partir do 2 semestre, observamos a retomada dos volumes.

    17,3

    88,9

    71,3

    17

    68,0 66,5

    3,6 4,8

    2008 2009

    Notecidos Outros Tubos e Conexes

    17,3 17,7 18,7

    1,6 1,4 1,2

    19,0 19,1 19,9

    4T08 3T09 4T09

  • RECEITA LQUIDA RECEITA LQUIDA DIVISO NOTECIDOS DIVISO NOTECIDOS (em milhes de Reais)(em milhes de Reais)

    No acumulado de 2009, registramos uma reduo de R$ 20,4 milhes em relao a 2008,

    acompanhando, principalmente, variaes do cmbio;

    A Receita Lquida apresentou uma reduo de R$ 15,2 milhes em relao ao registrado

    no 4T08, decorrente da variao cambial. 4T09 vs 3T09 houve um acrscimo de 7,8% em

    funo do aumento de volume.

    18

    124,4 100,7 109,1

    4T08 3T09 4T09

    421,3 401,0

    2008 2009

  • O menor montante no ano de 2009 vs 2008, em 16,4%, tem como causas o ajuste da

    depreciao e a reduo do preo da matria-prima. Estes tambm so os fatores para a

    reduo 4T09 vs 4T08;

    O aumento 4T09 vs 3T09 deve-se basicamente ao ajuste da depreciao realizado no 3T09.

    CPVCPVDIVISO DE NOTECIDOSDIVISO DE NOTECIDOS

    84,5

    70,6 294,8 0

    0

    19

    4T08 3T09 4T09

    CPV (R$ mil) CPV unitrio (R$)

    56,0

    R$ 4,45

    R$ 2,93

    R$ 3,55

    4T08 3T09 4T09

    246,4

    R$ 4,12

    R$ 3,45 0

    0

    0

    0

    0

    2008 20